1. Spirit Fanfics >
  2. Clarity >
  3. Capítulo Único - Clarity

História Clarity - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oláa tomei a coragem de vir postar essa one de Xiyao :") pq isso aqui só precisava ser escrito
vcs já ouviram a letra dessa música? Existem muitas músicas que eu considero de xiyao mas essa aqui foi uma grande surpresa a SEMELHANÇA!!!

então quem gosta de ler ouvindo algo definitivamente ouçam Clarity enquanto estiverem lendo
beijos, boa leitura e viva xiyao :""")))

Capítulo 1 - Capítulo Único - Clarity


A noite cobria o céu sobre o quarto do líder de seita Lan. A temperatura estava um pouco mais baixa do que o normal naqueles dias, forçando os discípulos a usarem trajes mais rebuscados e em maior quantidade afim de reter mais calor, assim como a passarem mais tempo em seus aposentos do que do lado de fora, onde a neblina dos Recantos da Nuvem estava mais fria e espessa.

Entretanto, Lan XiChen não se preocupava com isto. Trancado no Hanshi, a única luz era a das lamparinas cujas chamas tremulavam pacificamente criando sombras dançantes. O silêncio sepulcral do lugar quebrado apenas pelo ruído do vento por entre as folhas das árvores e pelo raspar de pincel no papel.

Lan XiChen estava escrevendo.

 

Mergulho quente em ondas geladas.

Onde o passado volta à vida.

 

Seu rosto permanecia congelado na mesma expressão desde que se sentara ali há alguns minutos atrás. A boca levemente pressionada criando uma linha quase imperceptível; seus olhos estavam pesados mesmo com a ausência de sono, ele os sentia querer fechar, arder; e havia umas certas fisgadas em suas bochechas que gritavam para que ele relaxasse o rosto.

Mas ele não poderia, ele nem ao menos sabia como estava. Sua mente estava totalmente focada no que escrevia.

 

Se me preocupo com a dor egoísta...

 

Cenas daquela noite iam e vinham diante dos seus olhos, fazendo-o cerrar o cenho ao lembrar da voz familiar lhe dizendo vezes e mais vezes que não tinha escolha.

Era estranho para ele a forma desesperada com a qual se agarrava a aquela resposta mesmo que fosse tão vaga, tão injustificável. Porque ele sempre acreditara que todos tinham escolhas, as palavras de Jin Guangyao iam contra seu princípio. Mas como não querer acreditar?

Como não querer desesperadamente acreditar que Jin Guangyao não queria nada aquilo, mas não teve escolha?! Como não querer que ele só estivesse de mãos atadas tendo que arrumar tudo?

Lan XiChen sentiu a vista queimar sobremaneira e ele parou para fechar os olhos por um momento abrindo-os em seguida. Um meio sorriso brotou inconscientemente em seus lábios.

 

valeu a pena toda vez;

 

Cada instante, cada momento ao lado de Jin Guangyao valera a pena para Lan XiChen.

Ele não costumava ser egoísta a este ponto preferindo ignorar as coisas ruins que o irmão jurado fizera com os outros para focar apenas nas coisas boas para com ele; mas daquela vez, só uma vez, ele se permitiria ser.

Rapidamente sua mente trouxe à tona e afoita Jin Guangyao o salvando; Jin Guangyao lavando suas roupas; Jin Guangyao o recebendo de braços abertos na Torre da Carpa; Jin Guangyao ele almoçando juntos; Jin Guangyao sorrindo para ele; Jin Guangyao...

Jin Guangyao...

 

...nós dois sabemos como isso termina...

 

 

Me afogo de novo em você.

 

Lan XiChen sorriu sentindo o gosto salgado das lágrimas entrando por entre os lábios. Uma gota singela pingou na superfície do papel ao lado do “você” fazendo-o querer chorar ainda mais.

- Mas... por que?!

Sua voz saiu sem que ele ao menos pensasse sobre isso, e baixa demais para que vagasse por todo o recinto.

Ele apertou o pincel com força em sua mão antes de voltar a escrever.

 

Porque você é um pedaço de mim

que eu gostaria de não precisar.

 

Diversas vezes desde aquela noite ele desejou não estar tão apegado, tão melancólico ou tão destruído, ou ao menos queria ser capaz de ocultar perfeitamente sua cara abalada e dolorida de todos ao seu redor. Ele queria dissimular tão bem quanto ele já que não poderia esquecê-lo num estalar de dedos.

 

perseguindo implacavelmente

 

Como naquela noite ele se permitia ser egoísta ele se pegou pensando por que não poderia sentir a sua dor? Por que tinha de ocultá-la para que os outros não a notassem? E por que os outros tinham que demonstrar tanta preocupação e até mesmo desolação ao vê-lo ainda abatido com o acontecido?!

Lan Wangji estivera na mesma situação que ele, mas a cobrança em cima dele havia sido diferente, havia sido menor. Se pelo o morto em questão não ser Jin Guangyao ou pelo seu irmão não ser o líder da seita Lan XiChen não soube responder, mas também não importava.

Nunca aprovariam o que ele sentia e a maneira como estava por que tudo era para Jin Guangyao. Por Jin Guangyao.

 

se o nosso amor é tragédia

por que você é meu remédio?

 

E ninguém perdoaria Jin Guangyao.

 

se o nosso amor é insano

por que você é minha lucidez?


Notas Finais


obrigada de verdade <33
eu só queria escrever sobre eles com essa música pq né como eu disse era preciso u.u
até a proxima fanfic (que vai ser angst com ctz u.u)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...