1. Spirit Fanfics >
  2. Classes Distintas- Park Jimin >
  3. Capítulo VI

História Classes Distintas- Park Jimin - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Oi gente,
Aqui está o sexto capítulo!
Espero que gostem e boa leitura🌠

Capítulo 6 - Capítulo VI


Fanfic / Fanfiction Classes Distintas- Park Jimin - Capítulo 6 - Capítulo VI

Pov S/N

Uma semana depois

Hoje é o dia do prêmio de mérito. Estou super feliz porque sou uma das alunas que o irá receber. Com a ajuda de Namjoon me arranjei super bem!

Fiz uma maquilhagem clara e simples, nada muito chamativo e apenas um coque no cabelo. Vesti o vestido oferecido por eles, e pûs um salto normal.

Tae nos levou em seu carro até à faculdade, e lá chegando fomos para o pavilhão onde se daria a comemoração. Os alunos todos estavam presentes e alguns de seus familiares, aquilo estava a abarrotar.

Fui para o lugar reservado com o meu nome e passado algum tempo o diretor sobe no pequeno palco que lá tinha.

Diretor- Boa tarde a todos! Quero agradecer antes demais a presença de todos vocês! Hoje é um dia de comemoração, onde os melhores alunos desta faculdade irão receber um prêmio de mérito, por todo o ano terem trabalhado tanto para atingirem as melhores notas! Vou chamar os professores ao palco, já que sem eles não haveria ensino!

Todos os professores subiram no palco e então cada um fez um pequeno discurso. Depois de todos esses discursos os alunos começaram a ser chamados pouco a pouco para ir buscar os respetivos prêmios e diplomas. Quando fui chamada vi a entrar pela porta, quem eu menos queria ver! Fiquei receosa, já que estava com medo que ele estivesse ali para se vingar. Vou buscar o prêmio e noto que ele não parava de me encarar. Era hoje que eu ia para as catacumbas, bem no dia dessa comemoração! 

Desci o palco e logo fui para o meu lugar bem rápido, e quando a entrega de prêmios terminou, começou então a festa. Como estava confusão decidi fugir, estava com medo que ele me pegasse e se vingasse do que ocorreu.

Quando estava saindo, senti alguém puxar meu braço bruscamente e me puxar para um corredor. Quando vi quem era, me assustei.

S/N- ME LARGA! O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO AQUI?- disse com medo e ele se vira para mim me prensando na parede.

Jm- Minha irmã está aqui também! Mas lembrei que temos coisas a tratar, não é mesmo pobretona?- diz me olhando profundamente.

S/N- Eu não tenho nada para tratar com você! Agora me solta!- digo enquanto me debatia.

Jm- Você foi logo fazer queixinhas para o seu namoradinho, não é?- para me segurar melhor ele colocou seu joelho entre as minhas pernas.- Acho que alguém vai ter que pagar, pelo estado que esse corno me deixou.

S/N- Me solta!- digo já começando a chorar.- Está me machucando!- digo já sem forças para me debater.- Por favor!

Pov Park Jimin 

Quando a vi recebendo seu prêmio, não achei que iria sentir o que senti. Meu coração errou as batidas e me vi apenas focado na garota que me tem dado problemas. 

Quando a vi tentando fugir, apenas a agarrei e a puxei para um corredor. A prendi na parede, quase me descontrolando para fazer outra coisa, mas ainda bem que meus sentidos naquele momento não falharam.

Apenas lhe disse coisas para a assustar, vinha com intuito de realmente fazer algo, mas depois do que senti e de a ver começar a chorar, desisti.

E fiz algo que nunca deveria ter feito!

Eu a beijei! Não foi um beijo qualquer! Ali havia algum sentimento e também parecia um pedido de desculpas. Foi aí que me caiu a ficha de que eu muito provavelmente me teria apaixonado pela pessoa que menos queria!

Sinto o meu corpo ser empurrado, vejo ela limpar sua boca com o braço, me olhar com nojo e logo me dar um tapa na cara. Com o impacto virei a cara para o lado oposto e logo ouvi os saltos batendo no chão enquanto ela corria.

Fiquei ali digerindo o que tinha acabado de acontecer e logo pensei que aquele foi o melhor beijo da minha vida! Mas não posso pensar isso, ela é pobre e eu não posso nutrir sentimentos por ela! Aposto que é uma mera paixãozinha e que daqui a algum tempo a esqueço.

Pov S/N 

Vim para casa, sem aproveitar ao menos a festa. Fiquei com muita raiva do que aconteceu e estava com repulsa por ao príncipio ter correspondido. Não estava ainda acreditando que aquele mongo tinha feito aquilo. Não sei nem o porquê de ele o ter feito. 

Tirei o vestido, a maquilhagem e aqueles saltos e logo vesti uma roupa confortável e coloquei meus óculos e fui ver séries para passar o resto do dia. Recebi uma chamada a meio de um episódio, de Nam, e logo atendi.

Nam- Onde você está?- pergunta e se ouvia música de fundo.

S/N- Estou em casa.

Nam- O QUÊ? ESTA FESTA É PARA VOCÊ! VOU JÁ AI TE BUSCAR!

S/N- Não! Eu estava me sentindo mal! Aproveite a festa, vou desligar!- nem lhe dei tempo para responder e desliguei a chamada. Sabia bem que ele me iria chatear para eu ir.

Continuei vendo minha série e algumas vezes lembrava do que tinha acontecido mais cedo. Decidi esquecer e então fui fazer meu jantar. Fiz as minhas higienes e fui para a cama descansar.

Pov Park Jimin

Fui me despedir da minha irmã. Não iria ficar naquele lugar mais tempo, e então fui dar uma volta. Fui até uma praia, demorei para chegar mas fui, de terno mesmo e me sentei em um banco apenas pensando no que se estava a passar. Eu estava apaixonado com certeza, qualquer coisa me lembrava dela e apenas de a ver sentia o que um apaixonadinho sente. Vi que já era de noite, fiquei demasiado tempo ali, o tempo estava ficando ruim e então fui para meu carro e entretanto começou a chover. Fiquei pensando muito e logo mando mensagem a Jeon para me dar a morada de S/N.

Ele me envia. E então começo a dirigir para lá. Passado 30 minutos chego em um bairro humilde e paro em frente à sua suposta casa. Estava tudo apagado, mas mesmo assim saí na chuva forte que estava caindo e toquei na campainha que estava no muro e fiquei no passeio esperando. Logo vejo uma janela abrir e a vejo já de pijama. Provavelmente interrompi seu sono.

S/N- O que você quer? Está louco, vá embora. Saia da chuva.

Jm- Quero falar com você. Fico aqui na chuva até você aceitar ter uma conversa comigo.

S/N- Então fique aí!- ela ia fechar a janela mas fui mais rápido.

Jm- Por favor! Quero apenas falar com você!- vejo ela assentir mas antes me pergunta.

S/N- Não me vai fazer nada?

Jm- Não eu juro.

Ela fecha a janela e logo vejo a porta abrir. Entro no portão e vou até à porta. Entro na sua casa, logo vendo tudo arrumado, nada de luxo, mas era aconchegante.

S/N- Ehhh... você assim molhado não se senta no sofá.- diz me olhando.- Te vou dar uma toalha para secar pelo menos o cabelo.

Jm- Tudo bem!- digo a vendo ir ao que parecia ser um banheiro.

S/N- Está aqui.- diz a dando para minha mão.- o que você quer então? Dinheiro com certeza não é, quer se vingar?

Começo a secar meu cabelo e logo a encaro.

Jm- Vim aqui porque quero saber uma coisa.

S/N- Se for ameaça, não cola agora. Já estou cheia de você!- baixo a cabeça.

Jm- Você sente?

S/N- Sinto o quê?

Jm- O mesmo que eu sinto quando te vejo?

S/N- Se eu fosse você não queria saber o que eu sinto.

Jm- Eu sinto meu coração falhar as batidas, borboletas na barriga e você?- vejo ela me olhar estranho.

S/N- Você está trolando né? Acha mesmo que eu vou acreditar que você se apaixonou por mim. Deixa dessa conversa da treta. Se era isso pode sair.

Jm- O que você sente? Me diz por favor!

S/N- Apenas sinto raiva mesmo. Você é um patricinho de nariz empinado e agora pelo que vejo um quase ator. Se foi para isso pode sair. Já sabe a minha resposta.- o vejo baixar a cabeça e logo sai batendo de força a porta.





Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Beijooos!😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...