1. Spirit Fanfics >
  2. Classic l noart. >
  3. O "felizes para sempre" é uma mentira.

História Classic l noart. - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


já foi duas, adoro

Capítulo 12 - O "felizes para sempre" é uma mentira.


Fanfic / Fanfiction Classic l noart. - Capítulo 12 - O "felizes para sempre" é uma mentira.


Urrea.


— Já entregou a carta? — Josh pergunta, se aproximando de mim.


— Bom dia pra você também, Josh. — Eu digo, fazendo ele revirar os olhos.


— Bom dia, gente! — Shivani exclama, se aproximando, junto de Roseanne. — Rosé decidiu se juntar a gente. — Ela diz, com um sorriso, e Lisa se aproxima.


— Losers. — Ela nos cumprimenta, passando o braço em volta de meu pescoço. — Partiu próxima carta? — Ela pergunta, e Sabina se aproxima. — Hidalgo. — Ela faz um sinal com a cabeça para Sabina, que rosna.


— Manoban. — Ela diz, se apoiando no ombro de Josh, que se afasta.


— Eu prefiro a Manoban. — Ele diz, fazendo Sabina revirar os olhos.


— Eu também. — Rosé diz, fazendo Lisa sorrir. — Desculpa, Saby. — Ela acaricia o braço de Sabina, que da de ombros.


— Vamos entregar a porra dessa carta de uma vez? — Josh pergunta, e caminhamos em direção ao armário de Sina, que por sorte não tinha ninguém.


— Você é fofo. Eu namoraria você. — Rosé diz, me fazendo franzir o cenho.


— Você é boba. — Shivani diz, me fazendo rir.


— Calma aí, tem gente no final do corredor. — Eu digo, e todos param, mas eu contínuo.


Dependendo da pessoa que é, eu posso colocar a carta ali, sem nenhum problema.


Me aproximo, e vejo duas sombras próximas uma da outra.


— Sina...? — Eu solto sem querer, e ela empurra o garoto.


Vejo meus amigos se aproximarem, mas saio correndo na direção contrária.


Especificamente para o banheiro masculino.


— Hey, Noah! — Josh Richards, o cara mais babaca da escola, me chama, me fazendo querer desaparecer.


Tudo de novo não, meu Deus.


— Ei, onde pensa que vai, bostinha? — Ele pergunta, me puxando pela camisa. — Naquele dia... A vadia da irmãzinha do Beauchamp estava com você... — Ele me empurra até a parede mais próxima, levando a mão ao meu pescoço, me levantando no ar. — Mas hoje tá sozinho... — Ele sorri. — E acho que posso te dar o que você merece. — Ele diz, fechando o punho, e em seguida levando ao meu rosto.


Várias vezes.


Um número incontável de vezes.


Foram tantas vezes, que tenho certeza que não vou me lembrar disso amanhã.


Se eu lembrar meu nome, vai ser muito.


— Isso é pra aprender a deixar de ser um viadinho, cara. — Ele diz, chutando minha barriga pela última vez, me fazendo cuspir sangue. — Já pensou em comer alguém, ao invés de ser comido? — Ele solta uma risada nasal, e eu levo a mão ao meu bolso, tentando tirar meu celular. — Opa, eu acho que isso não vai fazer diferença pra você. — Ele sorri, arrancando o celular das minhas mãos, e em seguida pisando em cima do mesmo. — Agradeça que não te coloquei no armário do zelador, como da última vez. — Ele agarra meus cabelos, me fazendo observá - lo. — Eu vou dizer só mais uma vez. — Ele diz, com um sorriso amargo nos lábios. — Eu não vou descansar até acabar com a sua vida, bichinha de merda. — Ele diz, soltando meus cabelos, me fazendo bater a cabeça no chão.


Eu odeio a minha vida.



Notas Finais


tadinho do noah😔


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...