1. Spirit Fanfics >
  2. Classic l noart. >
  3. Quero você comigo.

História Classic l noart. - Capítulo 14


Escrita por:


Notas do Autor


ai falta poucos capítulos pra acabar aqui😔🥰

eu amo essa foto✊🏼

Capítulo 14 - Quero você comigo.


Fanfic / Fanfiction Classic l noart. - Capítulo 14 - Quero você comigo.


Urrea.


— Mas como o ano está chegando ao fim, eu pensei que poderíamos dar uma festa. — A latina diz, me fazendo rir.


— Saby, eu e Shivani odiamos festas. — Digo, e Lisa ri, bagunçando meus cabelos.


É, agora ela anda bastante com a gente.


— Noahzito, tenho que concordar com a moradora de rua. Merecemos uma festa. — Lisa me abraça de lado, me fazendo sorrir.


Às vezes ela é bem afetuosa.


— Oi, gente. — Sina diz, acenando, me fazendo sorrir novamente.


— Oi. — Eu digo, e todos riem, me empurrando para cima dela. — Eu odeio os meus amigos. — Sussurro, e ela ri, me arrastando para dentro do armário do zelador. 


— Oi. — Ela diz, se escorando na porta do armário.


— Oi. — Sussurro, e ela se aproxima de mim. — Já falei o quão linda você fica com o uniforme de chefe de torcida? — Pergunto, e ela nega, colocando as mãos em meus ombros.


— Você normalmente corre de mim. — Ela ri, e sinto minhas bochechas esquentarem.


— Você é Sina Deinert, e eu sou Noah Urrea. Sentiu a diferença? — Pergunto, e ela se aproxima, colocando nossos lábios.


No começo foi um selinho, nada que não tenha rolado antes.


Mas, depois, pedi passagem para a língua, e ela cedeu rapidamente, me fazendo sorrir no meio do beijo.


Eu espero por esse momento desde quando fui pela primeira vez na casa de Josh.


Eu era novo na escola, e ele me convidou para jogar uma partida de videogame na casa dele. Bom, ela estava lá.


Eu nunca acreditei nesse lance de amor a primeira vista, mas rolou.


— Fica comigo. — Sina diz, assim que se separa de mim. — Eu gosto de você há um bom tempo, mas você nunca me deu bola, então, agora que criei coragem pra dizer o que sinto por você... Bom, eu realmente gosto muito de você, de verdade, sei que não é de um modo falso. — Ela diz, me fazendo sorrir. — Mas estou chegando a conclusão de que não quer nada comigo, já que não falou nada desde que eu te beijei. — Ela diz, me fazendo levar a mão a testa.


— NÃO! — Grito, assustando a garota. — Nossa, eu sou tão apaixonado por você, gosto de você desde a primeira vez que te vi. — Eu digo, e ela sorri. — E o que mais quero é ficar com você, mas é que você é a Sina, e eu sou só um loser fodido. Como pode gostar de mim? — Pergunto, e ela me puxa pelo moletom, colando nossos corpos.


— Primeiro, você é muito atraente. — Ela diz, me fazendo rir. — Os olhos verdes, — Ela afasta alguns cabelos de meu rosto. — a pele morena, — Sorri, acariciando minha bochecha. — a boquinha avermelhada. — Ela suspira, desenhando meus lábios com o dedo. — Sério, uma tentação. — Cola nossas testas, me fazendo sorrir. — Você é meigo, educado, inteligente, gentil, fofo, tem um coração enorme, e uma bunda também. — Ela ri, apertando minha bunda.


— Sina Deinert! — Exclamo, com os olhos arregalados, e ela ri. — Não posso dizer o mesmo, porque é assédio, não que eu não ache. — Eu digo, e ela arqueia a sobrancelha. — Não que eu ficasse olhando, é que... — Ela me cala, selando nossos lábios. — Isso é muito bom. — Digo, de olhos fechados, escutando ela rir.


— Eu também sou uma gracinha? — Ela pergunta, enquanto abro os olhos, rindo. 


— Porra... — Eu digo, enfiando o rosto no peito dela, que ri. — Você é a garota mais linda do mundo. Sem exceção. — Eu digo, vendo ela sorrir. — Sério, eu não estou brincando! — Eu exclamo, e o sorriso dela aumenta.


— Sério? — Eu assinto. — O que você prefere? Minha bunda ou os meus peitos? — Ela pergunta, levando a mão aos seios, me deixando constrangido.


— Seus olhos. — Digo, e ela sorri, piscando duas vezes. — Seus olhos me deixam loucos. É a parte mais bela de qualquer mulher. — Sorrio, assim que ela enrosca meu pescoço com os braços.


— É? — Ela pergunta, me fazendo assentir. — Parece que alguém vai se dar muito bem quando concertar o braço. — Ela diz, me fazendo rir alto, abraçando a cintura dela. 


— Você não existe. — Dou um selinho nela, que sorri.


Eu sou tão cadelinha.



Notas Finais


o noah e a sina nesse relacionamento cadelinha me deixa tão cadelinha😔✊🏼


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...