História Claws - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bullying, Híbrido, Híbrido De Gato, Hwerin, Jikook, Jimin, Jungkook, Jungkook É Híbrido, Kookmin
Visualizações 72
Palavras 1.510
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - 04. Do que ele gosta?


Não era a ligação que eu queria. E por deus, eu estava tão ferrado por saber que ele estava atrás de mim...

Não pensei duas vezes antes de desligar aquela chamada. Naquele momento, conversar com meu irmão, Jihyun, e ouvir suas baboseiras era uma das últimas coisas que eu queria fazer.

Eu nunca vou esquecer as palavras sujas que ele disse a mim e, para estar atrás de mim, com toda certeza é só para me relembrar tudo o que me disse na última vez em que o vi... como se eu tivesse esquecido.

Apertei minhas mãos e respirei mais uma vez antes de comecar a enfiar a compra na sacola enquanto Jeongguk me olhava curioso. Eu sabia disso porque sua cauda o delatou para mim. Ela sempre faz isso.

– Obrigado. – ele disse para a atendente e andou em minha direção. – Você...

– Eu...?

– Comprou leite a mais?

Eu o encarei confuso, mas somente por alguns segundos até lembrar de momentos atrás onde realmente peguei uma caixa a mais. Pensei que Jungkook iria querer.

– Sim... comprei.

Ficamos nos olhando.

Desviei o olhar por alguns segundos até perceber que uma garota nas prateleiras de trás estava enfiando alguma coisa na jaqueta. Acho que acabei de presenciar um furto.

– Ei, Jungkook. Você viu o que eu vi... – perguntei, até me virar para o lado e o ver indo até lá, de olhos arregalados. – Ah, não.

Me aproximei com as sacolas nos braços, fixando meu olhar em Jeongguk. Ele parecia tão preocupado, que cogitei que ele conhecesse aquela garota, e talvez até um pouco mais.

– Joohyun, o que você está fazendo? Não pretendia roubar isso, certo?

– Te conheço, garoto? – ela deu de ombros, pouco interessada na conversa. – Vaza.

O Jeon voltou para perto de mim, totalmente envergonhado por eu ter ficado como telespectador daquela cena, no mínimo, curiosa. Eu nem mesmo sabia como perguntá-lo sobre o assunto.

Mas eu nem tive tempo para isso. Jungkook puxou algumas sacolas de meu braço e começou a caminhar, tendo que me fazer correr atrás para alcancá-lo.

– Calma, não precisa correr. – adverti, porque seu andar estava quase nesse nível.

Ele parou. Seu rabo estava meio... quieto, para baixo. Seu rosto virou em minha direção, e nossa, sua expressão estava indecifrável, mais uma vez.

A sensação de não saber ler Jungkook me sufoca. Muito, há mais tempo do que eu gostaria de admitir.

– Ei, o que foi?

– Ela... é muito bonita, não é?

Naquele instante eu torci meu rosto numa careta. Jungkook estava querendo conversar comigo, e depois de um segundo, percebi que ele se referia a ladra que encontramos minutos atrás. Coisa que eu ainda não entendi. Quem era ela, e porque diabos Jungkook estava querendo falar sobre a aparência dela.

– Não prestei atenção nisso. Por quê?

Já que ele tocou no assunto, me atrevi a tirar as minhas dúvidas. Mas ele ficou em um silêncio pensativo, estranho...

– É a garota que meu amigo gosta.

Por Deus, tudo está explicado. Isso explica tudo, como ele ficou nervoso ao vê-la, como ele a acha bonita, como deve ter ficado magoado por ela nem reconhecê-lo. Possivelmente ele esteja de coração em pedacinhos por gostar da mesma menina que seu amigo. E ela parece não dar a mínima para Jeongguk.

Ah, isso é tão... injusto.

– Bom... se você realmente, realmente gosta dela, deveria contar para seu amigo. Acho que se ele realmente gostar de você, vai entender isso numa boa e... – fui interrompido, e era um alívio.

– Não, não é isso! – disse rapidamente, se justificando. – Ela é da minha escola e eu queria entender porque meu amigo gosta dela, ele nunca fala muito sobre isso. Por isso perguntei... e... só.

– Entendi...

Duvidoso, resolvi me calar. Jungkook e eu frequentemente ficamos em silêncio, mas por algum motivo, diferente das outras vezes, eu me senti totalmente envergonhado. Eu não costumo mostrar isso para ele, mas fiquei completamente tímido depois de ouvir algo quase íntimo dele.

Já ele, ficava envergonhado tão mais facilmente que era bom deixá-lo assim. E pode soar malvado, mas é a verdade.

Eu adoro deixar Jungkook nervoso.

Consegui notar as vezes em que fiz isso com êxito, e as bochechas avermelhadas, os olhos arregalados e os pelinhos de seu conjunto felpudo ficando rebeldes é tão... bom. Ele fala tão rapidinho como se a sensação fosse passar na mesma velocidade que suas frases.

E agora, talvez eu estivesse parecido com essas reações, envergonhado do meu jeito.

Jimin... não me olha assim.

Soltei um riso fraco e concordei. – Ok, desculpa. Vamos logo para casa, é melhor.

– É...

Tzu estava quase saindo de casa pra ir ao trabalho dela quando chegamos, e claro que ela apertou o meu nariz e o de Jungkook, como se estivéssemos aprontando algo. Após isso, deixei que Jungkook voltasse para seu quarto e me responsabilizei por guardar toda as coisas que compramos no supermercado.

Eu quero ajudar o máximo que eu puder nas tarefas de casa, já que ainda não consigo contribuir com dinheiro. Não posso ver uma tarefa pra ser feita que já quero fazer. A última coisa que quero é que pensem que sou um encosto, um inútil.

Por isso, vou preparar o almoço também, algo que eu gosto de tentar de vez em quando...

Meu celular volta a vibrar, mas eram de um dos meus amigos, então fico tranquilo.

| joon as brothers

bom dia príncipe encantado

como está?


jimin ions |

bem 

só com um pouco de sono porque não consigo 

dormir muito cedo, crise


| joon as brothers

se você não tirar duas horas de cochilo agora eu te faço dormir no soco, gratidão.


jimin ions |

maluco!!!!

todo dia isso 

| joon as brothers

é mole

Desligo a tela de meu celular depois de soltar um riso fraco. Meu amigo Namjoon pode soar irônico com este tanto de emojis e com essas expressões debochadas, mas é apenas seu jeitinho de checar se eu estou bem. Ele é um amigo muito presente, quase como Tzuyu.

Eles são as pessoas mais legais que conheço. Por exemplo, conheci Namjoon na internet, já Jeon Tzuyu no final do ensino médio e criamos esse laço forte. Sempre gostei de ir na casa dela, de conversar sobre tudo e nada. Ela é uma amiga impressionante, de dar inveja...

Meus pais acreditaram fielmente que eu tinha algum tipo de relação amorosa com ela, de tanto tempo que passávamos juntos. Claro que eram apenas idéias de suas cabeças, pois rolar algo entre mim e ela é impossível!

Consigo ouvir nossas vozes soltando um "eca" daqui, fora de cogitação.

E direcionando minha atenção para a escada, também consigo ouvir os pezinhos dele descendo os degraus. Segundos depois, ele estava ali.

– Você quer ajuda? – perguntou para mim, repentinamente.

– Com o quê?

Alguma... coisa. Sabe... eu posso guardar a louça do café da manhã.

Parei com as mãos na cintura para fitá-lo de uma vez. Jungkook estava tão estranho, mas não por ele se oferecer à ajudar nas tarefas, mas sim o fato de ser num momento tão aleatório e repentino. Enfim... no mínimo, suspeito.

Apertei meus olhos, mas tive que os abrir de novo porque não dava para enxergar nada.

Conte.

Por algum motivo, ele não hesitou antes de falar. E nossa... como isso foi reconfortante para mim, porque eu me importo com isso. Seja lá o que for.

– Você acha que a minha irmã já contou da suspensão para minha mãe? – fiquei em silêncio por alguns segundos. Enquanto isso, Jeongguk caminhou apreensivo até um armário, tirando um guardanapo de lá, provavelmente para secar a louça antes de guardá-la. – E que ela até ficou... brava comigo?

Engoli em seco porque não sabia como responder aquilo, não tinha como saber de uma coisa dessas então... me senti tenso.

– Acho que Tzuyu não contou, não ainda pelo menos. – respondi enfim, com seu olhar aflito sobre mim. – E você não precisa ficar pensando nisso, Jungkook.

– No que mais eu vou pensar?

– Em algo na qual goste. Tipo... – abri um sorriso travesso, e ele sabia porquê. – dançar.

– Quantas vezes eu vou ter que pedir para você fingir que não viu aquilo? – falou num misto de raiva e vergonha, referindo-se ao dia que o vi dançando todo desajeitado.

– Não, mas falando sério. Do que você gosta? – Jeon estava enxugando um prato enquanto pensava na resposta. Ele olhou para os lados antes de me encarar. Suas bochechas ficaram quentes, seu rosto inteiro na verdade. – Não me olhe assim... eu fico nervoso.

Eu já estava me sentindo preocupado com aquela situação e no que estava passando pelo meu corpo; um forte nervosismo me acertando em cheio. Jungkook mandou que eu me aproximasse com seu dedo indicador e claro que eu fui, hesitante.

– Eu acho que você está perguntando demais. – disse rindo de minha expressão e eu soltei um muxoxo, desacreditado. – Nem eu tenho certeza do que eu gosto.

– Você vai me contar quando descobrir, não vai? – insisti.

Jeongguk abriu um sorriso sutil e brincalhão antes de me retrucar. E isso aconteceu tantas vezes hoje que acho que ele não está responsável por suas ações. Não pode estar.

– Se você merecer, eu penso no seu caso, hyung.


[ To be continued... ]



Notas Finais


[ To be continued... ♡]
cheguei meus lindos!!!!! o que estão achando??? gostaram???? olha como eles estão interagindo bastante nesse cap own 😔🤟
hoje introduzi o namjoon e a joohyun (irene do red velvet) na história e espero ansiosamente para ouvir suas opiniões
só queria dizer que se vocês atacarem o pau na irene vocês vão pagar o pato depois pois ela é uma personagem na qual estou muito feliz de por na história.

até a próxima, rápido!
obs: um dia eu queria criar uma # ta fic pra usarmos no twitter porem acho que vou fazer isso mais pra frente quando eu tiver um público maior. OBRIGADO POR TUDO, ESTOU MUITO FELIZ 💜💜💜 os comentários me fazem feliz

as imagens da aparência dos personagens estão no capítulo 4 de claws, só que lá no wattpad.

link: https://my.w.tt/LP7nz01xbZ


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...