1. Spirit Fanfics >
  2. Clichê >
  3. Capítulo dois

História Clichê - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Capítulo dois


Brigar através do celular é ruim, porém mais ruim ainda é levar um pé na bunda por uma chamada de voz. 

Ah deus, não sei se sou dramática e sentimental demais ou isso foi uma tremenda sacanagem com meus sentimentos.  

Dinah disse que o que mais vai acontecer na minha vida é sofrer por amor. Poxa, é muito doloroso, não gostaria de sentir esse sentimento novamente. 

Porém todas as vezes que ele pede para eu o acompanhar em festas, sair casualmente ou apenas para ficar em casa, aceito em prontidão. E no final do dia sempre é a mesma conversa: “não é nada sério Camila, espero que entenda isso. Gosto de você, mas não me sinto preparado para algo a mais”. 

Provavelmente sou usada como válvula de escape para universitários mal sucedidos. Quando está triste corre para me mandar mensagem dizendo que gostaria de ficar comigo, quando está com tesão, principalmente isso, só falta querer o pau atravessar a tela do celular. Mas não consigo dizer não a ele. Shawn é ótimo para mim, ainda que só quando carente quer minha atenção. O garoto me levou para viajar em lugares incríveis, me ajuda especialmente com estudos, me ajudou a formar minha carta de admissão para diversas faculdades.  

Mas não posso deixar de me chatear por maioria de suas atitudes.  

Shawn [14h22min]: Jake me convidou pra festa hj, qr q eu te leve? 

Não, Jake não o convidou. Ele obrigou o Jake fazer o convite. Shawn sabe ser controlador sem nem mesmo perceber, porém é um ato que não se passa mais despercebido por mim. 

Já se passou mais de uma hora desde a mensagem, estava pensando em pedir para Normani vir me buscar, já que é caminho. Mas queria acompanhar Shawn já que precisamos conversar sobre um ocorrido de semanas atrás. 

Camila [15h47min]: Mani, será que poderia me levar para casa da Dinah hoje? 

Logo abro a conversa com Shawn, digitando rapidamente que precisamos conversar. 

Normani [15h50min]: claro Mila, umas 20h passo por ai. Vê se fica pronta na hora moça. 

Iria com o carro da minha mãe se ela não tivesse que viajar durante a madrugada. Pleno final de semana ter que viajar a negócios é uma merda, e ela estava xingando meio mundo por isso. Amo seu mau humor, é engraçado. 

“Miss Bumbum”. 

Sofia, minha irmã mais velha, abre a porta abruptamente, gritando o apelido antes mesmo de abrir a porta, acompanhada de Alfredo meu irmão do meio. 

“o senhor bonitão estava na tv”. - Esse é um dos sinônimos que eles usam para se referir a Shawn. - “todo influenciador, dizendo sobre as reformas e verbas da faculdade”.  

Shawn não tinha me dito que apareceria na tv em nenhum momento. 

“não estamos mais juntos”. 

Alfredo se demonstrou surpreso, enquanto Sofia acenou com a cabeça com o intuito de dizer que sabia das intenções dele. 

“bom pelo menos agora você tá livre pra flertar com a Jauregui”. - Insinuou Alf. 

Lauren é impecável. Não posso negar que gosto quando ela me corteja, fico com ego inflado. Poxa, uma garota que é muito inteligente, com um futuro verdadeiramente promissor, talentosa, sabe cantar, tocar guitarra e violão, e tem uma beleza que não é desse mundo. Ela já me chamou para sair algumas vezes, porém sempre por mensagens, nunca pessoalmente. Esse é seu erro, tenha coragem e venha pessoalmente, é o que digo a Normani e Dinah. 

“deixe eu sofrer meu luto pelo pé na bunda por mensagem”. 

“hoje tem festa Camila, pelo amor, aproveita, não casa com o senhor Diplomata lá, ele é muito gentil e bonito, mas não tá querendo nada além de sexo com você”. 

Alfredo já tinha saído do meu quarto quando Sofia se aproximou e me alertou.  

Shawn realmente era muito gentil, não podia negar nunca. Bom, ser bonito vem de bônus. 

“acha que não descobri? Isso que vou conversar com ele pra que na próxima vez que ele for ficar de amor com uma menina pra dizer antes que é só sexo, mesmo que a todo momento dizendo que gosta dela”. - murmurei um pouco tristonha ao relembrar a situação. 

Minha irmã suspirou. 

“Alf vai ficar jogando sei lá o que com aquela banda de hard rock, enquanto eu vou estudar. Só tenha juízo essa noite, tudo bem? Faça o que te disse e não dá mais moral para o Shawn”. 

Ainda era cedo para a saída de mais tarde. Normani me mandava mensagem a quase toda hora para me dizer que seu atrasasse ficaria para trás. Mani odeia chegar tarde, essencialmente quando vamos ajudar Dinah com algumas coisas. 

 

 

 

Durante a noite, me encontrava descarregando a caminhonete de Dinah com as coisas da festa. 

A loira deixou claro que será uma festa pequena, mas com a quantidade de coisas compradas parece o contrário. Talvez Jane seja um pouco exagerada e essas bebidas e comidas durarão muito mais tempo dentro das caixas. 

Normani ajeitava o aparelho de som da sala de estar. Dinah estava escorada no sofá enquanto fazia carinho em sua cintura. Elas estão namorando já tem uns bons anos. E é por elas que acho que o amor nunca acaba. 

“então é assim: carrego caixas pesadas e vocês ficam de namorico?” 

Mani iniciou uma música dance bem suave, logo após me encarou. 

“larga de ser idiota, Dinah vai ajudar a garota e depois direto pra um banho, você tá catingando”.  

A campainha tocou, alertando que possivelmente seja Ally para nos ajudar.  

Ally foi fundamental para arrumar tudo. Ela sabia exatamente como cobrir o sofá para evitar que junte sujeira ou que manche com bebidas. A mais velha tem cara de anjo, mas de anjo não tem nada. É uma especialista em festas e sabe exatamente como atuar em cada merda que acontece. Mas a faculdade vem ocupando muito de seu tempo de festeira, consequentemente nos fazendo se ver pouco.  

“aonde esse garoto tem cara de hetero Normani?” 

Isso pode ser feio, mas nosso principal passatempo é descobrir a sexualidade das pessoas. É meio complicado quando esse casal fica discutindo a orientação sexual de qualquer pessoa que passa em frente delas.  

“olha a Camila de exemplo: cara de princesa, mas áurea de caminhoneira.”  

“por que sou uma princesa? E toda princesa tem um castelo e o meu é uma scania”. 

Na realidade, não faço ideia sobre o que gosto. Homem ou mulher, ou os dois. Mais provável a última opção. Nunca fiquei com nenhuma garota, mas sempre senti atração por elas, as vezes é curiosidade de saber como é ficar com uma menina. Algumas garotas já chegaram a perguntar indiretamente sobre mim, mas nenhuma nunca chegou a pedir para ficar comigo. Triste história da garota possivelmente bissexual que nunca teve experiencia com meninas porque tem cara de hétero. 


Notas Finais


Era pra eu ter postado semana passada, mas eu fiquei jogando e me distrai, aliás se alguém tá jogando valorant ou fortnite deixa o nick pra eu adicionar.

Foi definido como g!p Lauren então.

E entendo a Camila, ter cara de hetero é péssimo, experiência própria. Homi xô


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...