História Clichê inevitável - (Taekook - Vkook) - Capítulo 4


Escrita por: e nixyy

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), IU, Red Velvet, SHINee
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Joy, Kim Taehyung (V)
Tags Abo, Abo Taekook, Bangtan Boys (BTS), Jungkook, Jungkook!top, Tae!bottom, Taehyung, Taekook, Vkook
Visualizações 178
Palavras 1.032
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Lemon, LGBT, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Quem é vivo sempre aparece kkkkk

Bllov aqui hihihi

Então, eu dei uma leve sumidinha, porém voltei. Como estão queridxs?

Creio que meu amor, vulgo nixyy comentou sobre os dias das atualizações (terças e quintas), e cá estamos hoje com mais esse capítulo.

Só queria agradecer pelos comentários, eles são muito importantes, nos ajudam e insentivam bastante na hora de escrevermos.

Ah, e nós lemos mesmo viu? Se não respondermos, nos desculpem por isso, mas as vezes a semana é muito corrida e acabamos ficando sem ter como responder, espero que entendam.

Bom, chega de enrolação já falei demais.

Espero que tenham uma ótima leitura!!

Capítulo 4 - Mesma cama


Jeon se sentou a cama ainda meio sonolento, os seus fios bagunçados. Coçou a nuca, analisou por uns instantes onde estava, e a situação em que se encontrava. Ya... Kim Taehyung, você realmente só se fode nessa vida.

- Estamos na mesma cama... – e depois de ter demorado séculos para falar alguma coisa, ele diz o óbvio?

- Wow! Sério? Eu nem percebi isso! Jurava que eu estava tendo alucinações aqui. – arregalou os olhos, finalmente se deu conta do que estava acontecendo.

Definitivamente não tinha coisa pior que isso, dormir com Jeon Jungkook? Justamente ele? Aish! O pior é que não me lembro o que aconteceu em detalhes, por que viemos parar em uma cama? Será que nós realmente...

- Transamos? – Jungkook falou completando meu raciocínio. Franzi o cenho. Ele está lendo minha – Mente? – opa. Não, não, não! Isso é impossivelmente impossível. Acho que eu ainda estou sonhando, efeitos do álcool, certeza! Assim que eu me deitar, acordarei desse sonho – que na verdade está mais para um pesadelo – sem mais problemas.

Assim fiz, voltei a deitar na cama e me cobrir com o lençol até a cabeça. Contei até vinte e sentei novamente.

- Agora é só eu abrir os olhos...

- Taehyung, quer parar de agir como uma criança e encarar de uma vez os fatos? – foi o que a pessoa disse. Olhei para meu lado, e Jungkook estava apoiando seu cotovelo em sua coxa, e a cabeça repousando em sua mão. Ele parecia me analisar. Me senti de certa forma violado, então me cobri com o lençol – Do que adianta? Já vi tudo mesmo.

- Aish! Eu juro que te mataria agora! – ele se aproximou do meu rosto, e olhou nos meus olhos sorrindo em seguida.

- É mesmo? Acho que não conseguiria – disse, e eu o vi levar sua mão até o meu pescoço onde senti um incômodo – Eu te marquei. – Ele o quê? Me marcou...? Afastei sua mão, e toquei na região sentindo uma ardência em seguida, não evitei resmungar um pouco.

- Merda! – praguejei – Como você pode fazer isso comigo? – tsc! Mas que droga! Era só o que me faltava, ser marcado! Estou com um grande problema agora. Me levantei às pressas e fui pegando minhas peças de roupas jogadas pelo chão, rapidamente as vesti.

Agora será mais um dos motivos para meu pai me encher com as mesmas palavras, já até imagino “resolveu cumprir seu papel de ômega?” ainda seria com um sorrisinho debochado. Agora Jeon provavelmente deve estar querendo rir de mim. Senti uma pontada forte um pouco atrás do ombro, e quando percebi Jungkook estava atrás tocando exatamente na região, seguido disso senti uma ardência no local.

- Que engraçado, eu tenho uma tatuagem também só que é uma meia lua... Até que esse sol não é feio. – me virei para si levando minha mão para tampa-la. Eu realmente considero esse desenho estranho em meu corpo, por que eu tenho ela? – O que foi? Por que está fazendo isso?

- Não é como se eu devesse satisfação a você né? – só agora reparei que a pessoa está completamente nua na minha frente – Põe logo sua roupa! – falei colocando minha blusa a última peça que faltava.

- Hm... Eu até colocaria, se você não tivesse pego a minha calça. – espera, o quê? Olhei para calça que vestia, droga! Tem como piorar? Será que eu também peguei a cueca? – Estranho, minha cueca deveria estar por aqui... – parabéns Taehyung. Jungkook se virou, provavelmente a procura dela, e pude vir com mais clareza a tatuagem. Tenho que admitir, Jeon tem um corpo atraente, invejável eu diria. Mas o que eu estou pensando? Quem literalmente foi fodido aqui, fui eu.

- Jeon, há quanto tempo tem essa tatuagem? – ousei perguntar, então o vi pegar a peça íntima. Ufa! Eu estou com a minha.

- Acho que não lhe devo satisfação sobre minha vida né? – você e sua boca! – Mas eu conto, não é como se fosse fazer diferença – enquanto isso, eu tirava a calça para devolver – Acredito que a tenho desde sempre, mas é estranho porque ninguém da minha família tem uma, então cheguei a uma conclusão...

- Uma conclusão...?

- Eu sou especial! Imagina, por que entre tantos eu tenho ela? Sou único, logo sou especial e importante! – wow!

- Mas que porra de pensamento é esse? Você é importante? – comecei a rir com tal conclusão. Durante toda a minha vida, muitos achavam que minha tatuagem fosse um tipo de maldição, alguns até se afastavam de mim ao saber sobre ela. E agora vem ele, dizer que é especial? Era só o que me faltava! E enquanto eu ainda ria, Jungkook parecia sério – Taehyung, ela não é um motivo de risada. Assim como acho essa lua especial, o sol que você tem também deve ser... Imagina, ser um sol. Você ilumina, é a luz, o dia, alegria, uma fonte de luz que devasta a escuridão... Se parar para pensar, é até mais incrível do que uma simples meia lua.

- Hã, do que está falando? – luz? Alegria...

- A lua não ilumina a escuridão – sua feição permaneceu séria por uns instantes – Mas enfim! Pense no que falei – pensar no que você falou? Eu estou cheio de coisas para pensar agora. Sinto que a qualquer momento minha cabeça deve explodir.

- Aish! Eu nunca mais irei sair para beber, menos ainda com você. Acabo de ser um consolo para o pé na bunda que levou, tem coisa pior?

- Taehyung...

- E você, por que parece tão calmo? Aposto que deve sempre fazer isso, pega e depois larga. Igualzinho aos outros alfas, depois que sanam seus desejos carnais, como isso m- fui interrompido com um beijo repentino por parte de Jeon. Beijo...

- Como você é complicado, heim. Do que adianta ficar pensando em algo que já aconteceu? Nós bebemos, transamos e depois eu te marquei, não tem volta... Foi um acidente, assim como quando derramou o cappuccino em mim.

- Mas é diferente! Isso tem como concertar. Acha que uma marca tem volta? Tem concerto? Parou para pensar no quão ruim é para mim? - Jeon ficou calado. Será que teria alguma forma de romper isso?


Notas Finais


Então é isto! Hehehe se tiverem teorias, podem compartilhar kkkk

Espero que tenham gostado, e até o próximo. Bjus 😗😗


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...