1. Spirit Fanfics >
  2. Click! et Brille >
  3. Dia de Spa

História Click! et Brille - Capítulo 8


Escrita por: e Biaxe


Notas do Autor


Bia:
Oiee! Como estão se saindo nessa quarentena? Já estou no tédio zzz
Boa leitura!

Capítulo 8 - Dia de Spa


Fanfic / Fanfiction Click! et Brille - Capítulo 8 - Dia de Spa

Peguei meu prato de comida e tomei o lugar vago, na frente da porta, enquanto Marimar ocupava o outro, comendo, mexendo no celular, tremendo a perna, tamborilando os dedos na mesa, e mordendo a boca, tudo ao mesmo tempo.

— Você dormiu essa noite? — indaguei, casualmente.

— Quase nada. — Marimar espetou um cogumelo e o enfiou na boca.

— É, percebi. Você se mexia a cada cinco segundos.

— Ai, me desculpa! Eu não tô me aguentando de ansiedade! E o resultado só sai amanhã! Eu vou morrer antes de saber se consegui ou não.

— Eu falo pra você meditar comigo, mas você não me escuta. Te ajudaria muito.

— Não adianta, eu não consigo ficar quieta, parada, em silêncio. Ainda mais nesse estado crítico.

— Assim vou ter que pegar o xarope pra você — brinquei.

— Se ele me derrubar até amanhã, aceito.

— Bom... Precisamos fazer algo pra te distrair. Se ficar sem fazer nada o dia inteiro, vai enlouquecer de vez.

— Sim, com certeza.

Dei mais algumas garfadas do meu risoto, e observei as mãos inquietas da minha amiga. Percebi que oito das dez unhas já tinham sido roídas, e o esmalte estava completamente destruído.

— E se fizéssemos um spa improvisado? — sugeri. — Você arruinou suas unhas. Se passar no casting, vai ter que fazer de novo.

— Você vai pintar minhas unhas?

— Sim. Acha que eu não sou capaz?

— Hm, olha, sinceramente, sempre que você pintava as suas, o esmalte descascava no dia seguinte.

— Porque eu não sou boa pra fazer as minhas, só as dos outros.

— Sei. — Ela riu, gostando de provocar. — Tudo bem. Qualquer coisa pra me distrair.

— Mas sem ficar usando celular, sem ficar olhando as horas.

— Tá, tá, combinado.

— Enquanto você lava a louça, eu vou arrumando as coisas.

Peguei a pequena maleta de manicure no guarda-roupa e a deixei na sala. Esquentei um pouco de água e a coloquei em um pote pequeno, para que a Mari mergulhasse a ponta dos dedos. E assim ela o fez quando terminou a louça. Se ajeitou no sofá e ficou lá, igual madame, só faltava a máscara no rosto e as rodelas de pepino nos olhos.

Assim que as cutículas da mão direita amoleceram, comecei a tirá-las com um alicate, sentada em um dos banquinhos baixos, enquanto Marimar colocava a outra mão no pote de água quente.

— Jú, eu acabei esquecendo! — Marimar soltou, de repente, quase me fazendo arrancar um bife do seu dedo indicador. — Ontem o Castiel conversou comigo, acredita?!

— O Castiel? Tem certeza? — indaguei surpresa. Era muito raro ele puxar papo com alguém que já não fosse do seu ciclo de amizades.

— Sim! Ele percebeu que eu estava hipernervosa, até me ofereceu um chiclete. E eu quase morri de vergonha quando ele me avisou que tinha batom nos meus dentes. Ele mexia no celular o tempo todo, e eu fiquei lá quebrando a cabeça pra pensar em assuntos, porque não é todo dia que o Castiel Perrot fala com você, né?

— Realmente. Para de mexer — pedi, e ela recostou no encosto.

— Desculpa. Todo mundo ficou chocado que ele estava conversando comigo. Quer dizer, uma modelo linda chamada Rosalya veio conversar comigo e disse que ele é fechado e não sei o que, e também que ela é cunhada do Lysandre! Eu nem imaginava isso. E depois me apareceu um chato chamado Dake dando em cima de mim, eu escapei rapidinho.

— Depois que você recusa a primeira investida dele, ele sossega. Ele até consegue ser legal, não se preocupe.

— Ele também deu em cima de você?

— Deu, e foi na primeira sessão que fiz com ele, para uma marca de roupas de banho. Ele estava lá todo se achando com o tanquinho de fora. — Dei risada, lembrando do dia.

— Afe, que inconveniente!

— Pois é, mas foi só uma vez. Ele percebeu que eu não estava nem um pouco interessada nos músculos dele... — Comecei a lixar as unhas recentemente roídas. — Você acha que agora o Castiel vai falar mais com você?

— Não sei, me diz você que convive há mais tempo com ele.

— Eu o conheço desde que ele entrou na agência, e ele sempre foi de poucas palavras.

— Por que será? Que ele é desse jeito. Até com os outros modelos.

— Deve ser só o jeito dele. Ele é quieto, acho que não gosta de muito falatório... Vai ver ele tem medo de falar demais e alguém espalhar algo sobre a vida dele.

— É, bom, faz sentido. Ele mesmo não posta muita coisa pessoal no Instagram... E as aulas? Tá gostando? — Ela mudou de assunto repentinamente. Não que eu já não estivesse acostumada.

— Estão bem legais. Ainda não botei a mão na massa, por enquanto estamos só na teoria.

— Você encontrou alguém interessante? — Nem precisei olhar para ela para entender seu leve tom de malícia.

Automaticamente pensei no professor Rayan, mas não valeria a pena falar daquilo. — Não, ninguém, mas consegui conversar com alguns colegas. A maioria do pessoal é mais novo, me sinto meio deslocada lá.

— Ah, mas você é simpática, logo, logo, vai fazer amizade com todo mundo. Tenho certeza disso.

— Talvez. Acabei essa mão, dá a outra.

E assim continuamos. Cortei as outras cutículas, lixei as unhas, passei uma camada de base e depois algumas do esmalte rosa nude que a Mari escolheu. Enquanto elas secavam, dei um trato nos pés dela também. Eu teria que receber um trocado depois desse trabalhão todo.

Depois de terminar de fazer tudo, fiquei surpresa pela Mari querer devolver o favor, então deixei, aproveitando meu momento de beleza. Ela também fez minhas unhas e ainda ganhei uma massagem nos pés.

— Deveríamos fazer isso sempre — suspirei, relaxada.

— É uma boa ideia. Seria legal, assim renovamos as energias sempre que possível.

Assim que a minha sessão spa terminou, passamos argila nos nossos rostos e, enquanto a Mari secava a louça, eu começava o jantar. Mal tínhamos visto o tempo passar, então eu resolvi esquentar o resto do risoto e fazer uma salada para acompanhar. Antes de comer, lavamos a argila no banho frio, pois estava uma noite muito quente, como sempre, e depois paramos para comer assistindo um filme de comédia. Aparentemente o intuito do dia funcionou, que era distrair a Marimar do resultado dos testes.


Notas Finais


Bia:
Tão gostosinho passar esse tempinho entre amigas!
Até mais o/

Ester:
Quem nunca teve uma tarde só com as migas, né? Vamos fazer igual as meninas e ficar em casa ❤
Até mais, povo o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...