1. Spirit Fanfics >
  2. Cliente Salaz >
  3. Café é pra beber

História Cliente Salaz - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, não prometo que concluirei rápido, mas tentarei.
Mais uma vez trago algo de T-34, dessa vez algo mais diferente.
Eu não sei se voltarei com CH, é toxico e temo ser banido.

Capítulo 1 - Café é pra beber


Olhos azuis perfeitos.

 

Quão adorável Nikolay pode ser com apenas sorrisos? O pulsar do peito cresce e as batidas lembram um ataque cardíaco. Céus o que aquele atendente podia fazer com o alemão , um simples cliente cheio de vontade de beber café. 

 

Era uma xícara simples, branca com bordas imitando crochês floridos, desenhos bordados com suavidade feitas à mão: Orlas vermelhas, cor quente e do sangue, juvenescimento. E dentro cheio do líquido quente de aroma sedutor; Aqueles lábios rosados do maior também eram; Aquela pele branca e com barba bem feita. Mãos habilidosas, a pergunta rondando, de que se elas também seriam em outros lugares.  Talvez em um cômodo mais fechado.

 

Jäger comprimiu um sorriso de canto e mirou a mesa com um ar famélico, as balas de morango ainda brincavam em sua boca, e a conversa aprazente e saborida, silenciosa que mantinham também. Oras! Eram namorados, e nada mais deleitosa que brincar com o libido de seu amante, seu caro dominante que, céus! Que bunda! 

 

As botas negras apoucam a barra de ferro o qual sustentavam os pés; esgravatando a retaguarda na cadeira involuntariamente. O menor apertou levemente a orelha da xícara, e levou aos lábios.

 

- Vai demorar mais quanto tempo ai? Senti saudades~ — O mais baixo deles fitava o maior com atenção, como um jogo de poker; e ele não perderia dinheiro, não mesmo, ele queria sair um vencedor dali!.

 

 

Um vencedor de Poker Strip profissional. 

 

 

- Vai pagar pela próxima xícara, você veio mesmo por saudades ou está apenas com tédio? — Firmou a voz grave em resposta, aquele sotaque eslavo arrepiou o vulto do de calças apertadas: Apertadas demais para seu gosto, ele estava tramando algo, Nikolay sabia e se mantinha como uma fera a espreita na caça. Ele estava sério, e apertou o par de mãos na tolha cor creme o qual enxugou uma fileira de xícaras.— E não me fale que perdeu as chaves de novo!

 

Bom, no fundo o russo sabia que não havia perdido as chaves de fato: Senão teria prendido o amante mais vezes fora do apartamento. Locomoveu-se até a prateleira e guardou uma por uma, com um olhar atrás dos ombros largos, desconfiado.

 

Ter o alemão atrás de si sem supervisão era um erro, o ter na área de trabalho era um erro consecutivo e com uma desculpa aceitável, e... ter seu pequeno no horário errado. 

 

Era feio transar em público, sabia?

 

 

- Eu vou pagar, não se preocupe querido~

 

A placa verde de "Entre" foi virada, a tranca feita e a chave girada e retirada: guardada em algum bolso mau visto. 

 

Sem escapatória, agora teria para si sua querida atenção.

 


Notas Finais


Não sejam tímidas/tímidos, podem me pedir se quiserem algo diferente, podem dizer se gostam ou não, sejam sinceros...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...