História Clima de suéter - Jeon Jungkook - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan Boys (BTS), Drama, Jungkook, K-pop, Romance
Visualizações 22
Palavras 1.133
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Hemorroida


Fanfic / Fanfiction Clima de suéter - Jeon Jungkook - Capítulo 4 - Hemorroida

— Você pirou? — Falei incrédula — Se minha mãe descobri, que eu levei um garoto pra casa, ela me mata. Pode  esquecer! — Estava virando pra ir embora, até que ele pega o meu braço. 

 

 

 — Por favor, aquele  anel era da minha mãe! — O moreno, faz cara de piedade. 

 

 

   — Jungkook, aquele anel não é feminino! — desmanchou sua cara de piedade, e fez uma de tédio. 

 

 

 

  — S/n, se você não me levar por bem, eu vou por mau.  

 

 

   — Você vai me seguir? 

 

 

 

     — Acertou, miserável! — Fez a típica cara de deboche.

 

 

       — Aff, você é um mala.  — Digo me direcionando, a saída do colégio. 

 

 

 

    •Quebra de tempo• 

 

 

 

      — Vai demorar muito? — O capeta, me perguntava pela milésima vez. 

 

 

     — Já estamos chegando! 

 

 

   — Você anda isso tudo, todo dia? — Afirmei com a cabeça.  — Caralho, por que você é gorda? — Parei de andar, olhei pra ele e respirei fundo. — O que foi? 

 

 

  — Nada, embuste. — sussurrei a última parte, e voltei a andar. 

 

 

   — Eu escutei! 

 

 

    — Era pra escutar! — Ele revirou os olhos. — chegamos! — Falei abrindo a porta.

 

   

 

   — Casa bonita. 

 

 

    — Obrigada, vou pegar seu anel, já volto! — subi as escadas, e fui para meu quarto! Abri a gaveta, e peguei o anel, logo pensei... Ele me chamou de gorda, que tal dá o troco. Um sorriso diabólico surgiu em meu rosto, logo coloquei o pequeno objeto no bolso, me dirigindo as escadas, descendo-as e indo para a sala, onde o capeta estava me esperando!  — Jungkook, tenho uma coisa pra te falar. 

 

 

   — Fala!

 

    — Eu perdi seu anel. 

 

 

    — Oi? — Arregalou os olhos. — Como assim? 

 

 

 

— Desculpa, me ajuda a procurar?

 

 

   — Claro, eu preciso daquele anel! 

 

  

   — Ok, eu vou procurar lá em cima, e você procura aqui! 

 

 

 

   — Ta bom!

 

    •Quebra de tempo•

 

 

   Já tinha se passado um tempo, e o bobo do Jungkook, estava procurando o anel, e eu estava aqui, de boas, assistindo Stranger Things. Ai ai, como se vingar é bom! 

 

 

•Jungkook•

 

 

Eu estava olhando debaixo do sofá, pela milésima vez, até que a porta principal é aberta por uma mulher, que tem uma semelhança absurda com a S/n. A mulher quando me viu, surtou!

 

 

 

     — QUEM É VOCÊ? 

 

 

     — Desculpa minha ignorância, sou Jungkook, namorado da S/n! — Digo me levantando. 

 

 

 

    — NAMORADO? O QUE TA FAZENDO AQUI?

 

 

   — Se acalme, sogra! So vim fazer um trabalho! 

 

 

  — JUNGKOOOOOOOOKKKKKK — S/n Berra do andar superior.

 

 

    — A patroa, ta chamando! — Digo subindo as escadas, e paro na frente da porta do quarto da S/n! 

 

 

   — Bem... achei o anel! — Ela disse com um sorriso malandro, tirando o anel do bolso. Não acredito! Ela tava me fazendo de bobo, isso não vai ficar assim! Escutei barulhos vindo da escada, a mãe dela está subindo! Uma ideia surgiu em minha cabeça. Tirei a camisa, e agarrei  S/n, enquanto dava  um chupão em seu pescoço. 

 

 

 

   — QUE SEM VERGONHICE É ESSA? 

 

 

      — Ma...Mãe? 

 

 

        — POR QUE NÃO ME CONTOU DO SEU NAMORADO? — S/n fez uma cara confusa, e eu dei uma piscadinha. 

 

 

    — Bem... Tenho que ir amor!  — Falei pegando o anel e metendo o pé. — Tchau, sogrinha. 

 

•Quebra de tempo• 

 

       •S/n•

 

Agora, já são, 19:00 da noite! E adivinha? Minha mãe falou no meu ouvido até não poder mais, e ainda por cima fiquei de castigo e apanhei! Jungkook, você me paga! Cretino, sem vergonha. O que salva aquele cretino, é Aquele corpo, puta merda... que menino gostoso, ainda mais com aquela pegada. A NÃO, ESSES PENSAMENTOS NÃO. AAAAA CRETINO, BABACA. Deus me livre desses pensamentos, to parecendo uma adolescente boba. 

 

 

 

   — S/N, CACETE. — Amanda, taca uma almofada na minha cara.

 

 

  — OI, chegou cedo!

 

   — O trabalho era pequeno. Já tomou banho? 

 

 

    — Não!

 

 

    — Então vai, suína! — Taca mais uma almofada. 

 

      — Ta.. ta, To indo!  — Me levantei, até que a Amanda me puxa pelo o braço. 

 

 

 

    — Opa, opa..... O que é isso? — Aponta pro meu pescoço.

 

 

    — Isso o que? 

 

 

     — Isso é um chupão??? — Afirmei— SABIA, FOI O JUNGKOOK! NÉ?

 

     —  SHIUUU, FALA BAIXO! 

 

 

   — Começa por você, estressada! — Me puxa para a cama, novamente! — Vai, Desembucha. Vocês transaram? 

 

 

    — Claro que não! Eu não faço essas coisas. — Amanda solta uma risada com o meu comentário. 

 

     — ATA. Você tá caidinha por ele.

 

      — Ta repreendido. Imagina... apaixonada, isso me dá ânsia de vômito.

 

 

•Tempo de tempo•

 

 

Estávamos na biblioteca esperando bater o sinal, já que hoje tivemos uma aula vaga.

 

   — A S/n contou pra vocês? — Amanda fala e me olha com um sorriso sacana.

 

 

    — Contou o que? — Nicolle me olha curiosa.

 

    — Eu? A Amanda tá droga, não liga! 

 

     — Eu drogada? Então o chupão que o seu namorado Jeon Jungkook  te deu é alucinação? — Falou em tão de deboche.

 

   — Como assim? — Bianca diz incrédula.

 

    — Gente não é nada disso, O Jungkook....— Fui interrompida por um ser dos infernos.

 

   —Amor, vejo que estava falando de mim. — O sínico sorriu e me abraçou.

 

 

   — SABIAAA — Amanda surta.

 

 

   — Não é na... — Interrompida, DE NOVO.

 

 

  — Da pra fazer silêncio? Isso é uma biblioteca! — Reclamou a senhora Elizabeth, Vugo a bibliotecária. 

 

 

   — Desculpa senhora. —  Ela logo se foi e eu olhei com um olhar mortal para a Amanda. 

 

   — Bem... já vou indo, jaja o sinal vai bater! Tchau amor. — ele se retira da biblioteca, babaca.

 

 

    — Pode explica... — TRIMMMM, salva pelo o sinal.

 

   — Depois a gente conversa. — falei indo pro refeitório.

 

•refeitório•

 

 

Você me paga Jungkook, você não sabe o que te espera, não mesmo! 

 

 

   — EI S/N — A praga da Nicolle dá um grito.

 

 

   — Para de gritar mulher. 

 

    — Tá pensando em que? — Amanda me pergunta enquanto come seu fandangos.

 

 

   — Vingança! 

 

   — Iii lá vem.

 

 

    — Calma Nicolle, não vou matar ninguém. Ou cadê a Bianca? 

 

 

  — Ela tá no grupo das mimadas pink. — Disse minha prima revirando os olhos. 

 

— É o que? Como assim ela tá no grupo das najas? 

 

 

  — Elas chamaram ela pra entrar, e ela entrou! — Disse Nicolle sem importância. 

 

 

   — Aí aí, cadê o Maycon? 

 

 

    — Ele foi embora, o pai dele teve que ir pro México! —   Nicolle apenas confirma o que a Amanda falou. 

 

  — Ele nem se despediu.

 

  — Né — Amanda fala sorrindo.

 

 

   — Tá rindo de que? 

 

   — Maycon se foi, sabe o que isso significa?  — Olhou com um olhar sapeca.

 

  — Não. 

 

  

  — Que agora você pode ficar com o Jungkook! 

 

 

   — Nem pensar, falando nele... tenho que fazer uma coisa.

 

 

Me levanto e logo localizo o mesa do mesmo. hora do show! 

 

 

— Jungkook!! — Ele e os amigos dele olham pra mim.  — Melhorou da hemorroida? — Caio, um de seus amigos  soltou uma risada, que logo parou com o olhar assustador de Jungkook. 

 

( Caso alguém não saiba o que é hemorroida, aí vai uma explicação do doutor Google: 

Veias inchadas e inflamadas no reto e no ânus que causam desconforto e sangramento.

As hemorroidas geralmente são causadas por esforço durante evacuações, por obesidade ou gravidez.) 

 

 

   — Estou melhor, e o seu chupão? 

 

    — Você não me deu um chupão, fui te ajudar com a hemorroida! 

 

  — Ué você não ficava naqueles hotéis, pra ganhar um dinheiro extra?— Ele sorriu.

 

    — Se babaca! — Dei um tapa na cara dele e fui correndo para o banheiro. 

 

 

                     Continua.......



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...