História Clouds are Shy. - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Jimin!bottom, Min_park, Power Bottom, Sugamin, Yoongi!top, Yoonmin
Visualizações 141
Palavras 1.285
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, LGBT, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu sou Yoongi bottom stan, mas não há nada que me impeça de dar uma variada e ainda mais quando se tem um jIMIN POWER BOTTOM DESSES.
Okay, não sei dizer se ficou mais fofo do que inteiramente sexual, mas na minha opinião dá pra chamar de lemon.
Enfim, boa leitura.

Capítulo 1 - Único: Nuvens são Tímidas.


Os olhos do Min tentavam disfarçar as encaradas sobre as pernas torneadas de seu namorado.

Estavam tão à mostra naquela bermuda, tão curta e apertada. Mas como se o Park fizesse de propósito, era impossível não olhar a cada milésimo de segundos.

Jimin já havia percebido que Yoongi não prestava atenção na sua reclamação sobre os animes Ecchi que ele assistia, mesmo sabendo que o namorado era gay de corpo e alma, achava totalmente desnecessário aquelas personagens com seios tão.. enormes. 

O pálido só despertou de seu transe quando Jimin cutucou sua costela, o fazendo franzir o cenho com a dor.

— O que foi, Jimin-ah? — Se fez de desentendido.

— Não prestou atenção no que eu disse? — Perguntou, com um tom falso de indignação.

— Estava distraído.. desculpe. — Coçou a nuca. — Eu acho perigoso você andar por aí com essas bermudas coladas... — Puxou a gola da própria camisa várias vezes, sentindo calor.

— Ué', porque? Eu tô em casa. E só tem você aqui. — Dobrou as pernas, tornando tudo mais difícil para o mais velho, que se sentia como um adolescente entrando na puberdade que acabou de conhecer o Xvidro.

— É esse o problema Jimin-ah... Só tem a gente aqui. — Respirou fundo, penteando os cabelos da franja para trás.

— Yoon.. por acaso você está com calor.. por culpa minha? — Disse, e aquilo soou totalmente sensual na visão do moreno, que teve suas bochechas coradas de imediato.

— Bem.. eu-

Sua fala foi cortada por um Jimin rindo anasalado enquanto sentava em seu colo, com suas pernas uma de cada lado do corpo de Yoongi, enquanto sorria diretamente para ele.

— Yoongi-ssi.. você quer brincar um pouco comigo? — Perguntou sorrindo de lado, enquanto o mais velho se encolhia debaixo daquele que estava praticamente esmagando seu membro já desperto com a bunda.

Um parêntese aqui, Yoongi não é virgem, mas nunca conseguiu tomar uma iniciativa para iniciar algo com o garoto mais novo, e sempre ficava totalmente envergonhado com aquele ar de inocência e falta de experiência que exalava.

Porém, nada disso ele era.

E tinha que agradecer ao universo por ter direcionado alguém como Jimin até ele.

Atencioso, carinhoso, tomava as iniciativas, dominava na cama, era lindo, gentil, adorável e tudo quanto é coisa boa. Quem não se sentiria acanhado perto de tamanha magnitude?

Em um piscar de olhos, os lábios de Jimin foram de encontro com o lóbulo da orelha do Min, que estremeceu após ter aquele lugar sensível mordiscado.

O Park desceu um caminho com a boca até o maxilar, e então para o pescoço, sempre deixando beijos espalhados pelas áreas.

Logo seus olhos estavam olhando para os orbes negros do namorado, tão vermelhinho naquelas bochechas cheinhas, uma verdadeira nuvenzinha.

Jimin assemelhava Yoongi a uma nuvem, por conta de ter um rosto redondinho e macio, e sua pele ser muito pálida.

Uma nuvem tímida.

Beijou os relevos em sua pele, selando o nariz, a testa, o queixo, e então bem próximo a sua boca.

O Park era assim, cheio de preliminares que só serviam para transformar um Yoongi acanhado em um Yoongi totalmente sem chão e implorando que lhe fosse dado tudo o que tinha direito por parte de Jimin.

E, ah, o loirinho adorava ver o mais velho implorar por mais de si.

O menor resvelou seus lábios cheios nos finos e bem desenhados, antes de sair do colo do Min, segurando em sua mão e o levando até o quarto.

YoonGi maltratava os próprios lábios, tão ansioso para o que viria a seguir que mal pensava em suas inseguranças.

Foi sentado na cama, enquanto Jimin tirava a própria roupa bem perto de si. Ele podia ver cada pedacinho sendo revelado através do tecido, que a cada segundo era jogado para longe, até que o Park estivesse completamente despido.

A ereção já estava presente ali em Jimin também, e Yoongi estava quase babando enquanto observava aquele mastro grosso expelindo o pré-gozo.

As mãos de Jimin retiraram a camisa do moreno, a soltando no chão, enquanto se ajoelhava de frente ao Min, e puxava sua calça moletom bem devagar, até que ela estivesse fora de seu corpo, nunca deixando de olhar nos olhos do namorado.

As mãos grandes do mais velho foram até os cabelos loiros de Jimin, quando este lambeu sem pudor seu membro coberto pelo tecido da box.

— A-ah, jiminnie — Balbuciou, enquanto o citado levantava novamente, e engatinhava sobre o corpo de Yoongi, o fazendo se deitar.

E finalmente teve seus lábios beijados, ao mesmo em que o mais novo sentava sobre seu membro ainda coberto e iniciava movimentos circulares.

Seu inferior foi sugado, mordido, beijado e maltratado por Jimin, que soltava suspiros em meio ao ósculo.

A voz de Yoongi se perdia entre as línguas, que se encontravam e causavam arrepios em ambos os garotos.

A mão do mais velho subiu atrevida até uma das nádegas do loiro, enquanto a outra pousava sutilmente no rosto do mesmo, acariciando a pele macia e alva que possuía.

Jimin separou o beijo, causando um estalar, enquanto se divertia com a imagem do namorado ofegante e atento ao que viria a seguir.

Este foi surpreendido quando o mais novo saiu de seu colo, levou a mão até a parte de dentro de sua cueca, e segurou seu membro teso, iniciando uma masturbação lenta.

A voz do moreno se fez presente, enquanto apertava a coxa de Jimin para descontar aquela excitação.

O Park acelerava gradativamente a velocidade de ida e vinda de sua palma, enquanto assistia o namorado se contorcer e chamar por seu nome.

— Saeng.. por favor, faça mais. — Ele pediu em um resmungo, e automaticamente Jimin cessou os movimentos.

Puxou aquela última peça de roupa, a jogando em algum canto do quarto.

Segurou a base de seu membro, e então sugou o líquido pré seminal que vazava por sua glande. Enterrou todo o membro de Yoongi em sua boca, ouvindo seus gemidos satisfatórios antes de afastar o rosto de sua pélvis e  votar a posição de outrora — sentado sobre a barriga do mais velho — assim que deixou seu pênis lubrificado com a própria saliva.

Inclinou o trinco até que seus lábios se tivessem suavemente, antes de erguer o quadril e posicionar a cabecinha do membro alheio em seu ânus.

Suspirou, descendo aos poucos enquanto tremelicava as pernas apoiadas pelos joelhos na cama de casal.

Quando o Min estava finalmente totalmente dentro de si, ele gemeu alto, arqueando o quadril para ter um movimento ali.

Não esperou muito para apoiar suas mãos no peito do mais velho e começar a rebolar.

Yoongi levou suas mãos até a cintura de Jimin, o instigando a aumentar a velocidade. 

Ambos tinham os lábios entreabertos, em gemidos mudos.

E aquele ritmo fez com que Yoongi chegasse em seu ápice antes do esperado, já que sua ereção havia sido formada minutos atrás. — Vale ressaltar que, por culpa das coxas mal escondidas do mais novo.

Jimin soltou um muxoxo, mas nada que Yoongi não pudesse ajudar.

Logo o loiro já estava sentado na ponta da cama, com um Hyung entre suas pernas, pronto para lhe presentear um boquete.

E a língua ágil do garoto pôs-se a funcionar, rodeando a glande do mais novo, lambendo desde a base até o topo, sugando todo o resquício de sêmen que havia pelo mastro.

Quando relaxou a garganta e deixou que tudo entrasse em sua boca, jimin gozou, o fazendo engolir tudo sem ao menos sentir seu gosto.

O moreno se afastou, com uma cara nada boa.

— Desculpe Yoon... Da próxima eu aviso. — Sorriu sacana.

— Eu sei que vai, porque a gente só tá começando...





Notas Finais


Eu NÃO prometo bônus.......

Mas é possível que, talvez, repito, TALVEZ, ele venha.
Mas eu não tô prometendo nada...


Ouviu, jaegun?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...