1. Spirit Fanfics >
  2. Clube do Segredo >
  3. Confissões

História Clube do Segredo - Capítulo 34


Escrita por: Watashi1976

Notas do Autor


Oie!!
Tô de volta!
Mais um pequeno capítulo para vocês, espero que aproveitem a leitura!
Bj!

Capítulo 34 - Confissões


Fanfic / Fanfiction Clube do Segredo - Capítulo 34 - Confissões

- Bom dia, Chefe! - Disse anunciando sua entrada na sala de Shikamaru.

- Bom dia! - Respondeu Shikamaru - como foi o fim de semana?

- Foi ótimo, e o seu?

- Senta aí. - Fez um suspense com um olhar indecifrável - se prepara.

- Nossa! - Naruto esfregou uma mão na outra, curioso.

- Tô namorando. - Contou a novidade espalmando as duas mãos na mesa.

Naruto abriu um sorriso e bateu palmas. Em todos aqueles anos, nunca tinha visto o amigo namorar com ninguém.

- Grande Chefeee! Que ótima notícia. Porra Shika, fico feliz por você. É a Ino?

- É ela - falou com voz embargada - vou apostar na gente, cara.

- Fico bem feliz mesmo, acho que você precisa ter alguém com quem possa dividir seus sentimentos, e fazer sexo sem ter que pagar, né caramba?!

Shikamaru ficou sério e veio em direção ao amigo.

- Fico um pouco sem graça, ela quer fazer um encontro lá em casa, vai ser sexta agora, inclusive você está convidado.

- E fica sem graça por que? - Perguntou Naruto um pouco perdido.

- Ah, você sabe daquela história…que ela nunca, cê sabe, nunca chegou lá e todo mundo sabe - disse coçando a nuca embaraçado.

- Hum… na verdade eu não estava lembrando disso… e?

- Ainda não transamos - disse de cabeça baixa olhando Naruto com os olhos baixos.

Naruto recostou no assento do sofá e deu um suspiro profundo, pareceu querer dizer alguma coisa, mas estava se segurando.

- Shika, eu… acho que você não deve ficar pensando nisso, deixa as coisas acontecerem naturalmente, ninguém deve lembrar mais disso. - apoiou os cotovelos nos joelhos e franziu o cenho. - Eu me envolvi com alguém também.

- Ah, por isso que anda por aí parecendo cheio de segredos - ralhou Shikamaru cruzando os braços no peito.

- Não, não é nada disso. Não sei se vou te contar, na verdade. - Passou a mão sobre o rosto parando os dedos nos olhos e apertando-os. 

- Hum, que legal da sua parte. - Shikamaru entortou a boca ficando bem chateado.

- Cara, é que… Faz o seguinte, vai lá em casa hoje à noite, a gente conversa.

- Qual é, Naruto! Que segredo é esse? Ela é casada?

- Não.

- Eu conheço?

- Uhhhg… conhece…

- Caralho, vai me deixar nessa agonia até a noite?

- Cara, é foda, eu… não sei como te falar. - Naruto ficou com uma feição pesada, Shikamaru até se preocupou.

- Não vai me dizer que… é a Konan? - Naruto soltou uma gargalhada.

- Obrigado, Shikamaru! Por me fazer rir. - Continuou rindo - Não, não é. - Se levantou e foi saindo da sala. - À noite a gente se vê.

 

No final da tarde, Naruto entrou no elevador, tirou a gravata, viu que estava chovendo e ele tinha vindo de moto.

- Que merda! - Caminhou até as portas de vidro e olhou para fora, chovia forte, sentiu um dedo lhe cutucar nas costas, virou-se e viu Hinata.

- Oi!

- Hinata! Que surpresa! Que cê tá fazendo aqui?

- Vim encontrar um amigo que trabalha aqui, o Suigetsu, conhece?

- Não muito, mas sei que ele é da informática. É seu amigo?

- Sim. Quando terminamos, estava essa chuva, achei melhor esperar.

Konan também estava saindo da empresa, o elevador abriu e ela saiu, viu a garota conversando com Naruto, a mesma garota que ela viu conversando com Suigetsu. Konan tinha bastante contato com Sui, que estava trabalhando diretamente com ela nos processos de implantação de sistemas de segurança. 

Ela se aproximou dos dois, Naruto lançou um olhar desagradável para a mulher, mas ela não se incomodou, chegou perto e cumprimentou:

- Oi Naruto. - Sorriu parecendo muito simpática e amigável.

- Oi Konan.

- Olá, eu vi você com o Sui - disse estendendo a mão para Hinata, que na mesma hora notou os curativos nos pulsos. Como médica, Hinata compreendeu na hora do que se tratava.

- Ahn… oi, prazer - disse dando a mão para Konan. - Está tudo bem com você?

- Ah, está sim. - Konan fez um olhar triste e até marejou um pouco.

Naruto ficou observando aquela cena, e achou um pouco estranho, mas enfim, só acompanhou a conversa das duas.

- O Sui é muito querido, adoro trabalhar com ele. - Konan elogiou o rapaz para dar continuidade a conversa.

- Ele é um grande amigo meu, da época de escola - disse Hinata.

- Ele já trabalhava aqui, é da TI - falou Naruto - Konan está conosco à pouco, não é Konan?

- Isso. Nossa! Justo hoje que vim de táxi. Vou pegar a maior chuva - olhou chateada para Hinata.

- Imagina, eu te dou uma carona, já está parando, vamos até meu carro? - disse consternada pela moça que obviamente passava por problemas, já que notoriamente tentou suicídio.

- Sério? Que amável, fico muito agradecida.

Naruto percebeu um certo fingimento no comportamento de Konan, mas a mulher era esquisita mesmo, então só se despediu das duas e voltou para o elevador, precisaria pegar sua roupa de chuva no armário da empresa.

Konan nunca conseguiria obter nenhuma informação de Naruto, pois ele estava a par de suas intenções suspeitas para com Shikamaru, mas Hinata era uma ótima oportunidade, pois ela não a conhecia. E depois tinha o Suigetsu, que com certeza poderia lhe render alguma informação, já que ela havia percebido que estava arrastando uma asa para ela desde seu primeiro dia na NaraBank. Konan dizia: “A gente nunca sabe quem poderá nos trazer informações importantes, às vezes uma conversa inocente pode trazer mais referências do que uma investigação completa”.

 

- E então, Hinata, de onde você conhece o Naruto? - Perguntou de forma bem desinteressada, como se fosse algo banal.

- Nos conhecemos a pouco tempo. - Respondeu rápido.

- Eu acho ele um Gatinho… você acha que eu teria alguma chance com ele? - Perguntou para sondar como a garota agiria.

Hinata sorriu com os olhos concentrados na direção. Moveu os olhos rapidamente para Konan e afirmou com ironia:

- Não sei Konan, mas ele é bem gostoso mesmo.

- Você já provou? - Perguntou dando um tapinha na perna da moça.

- Sim, nós saímos algumas vezes, mas nada sério. Eu tenho namorado. - Completou.

- Ah é? - Konan sorriu feliz com a informação. -  E se importaria se eu… saísse com ele?

- Não. - Respondeu um pouco hesitante depois de pensar um segundo.

- Mas e seu namorado? - Quis saber. - Vocês têm um relacionamento aberto?

- Não. - Respondeu totalmente embaraçada. - Ele não pode nem sonhar!

- Hum… E o Shika, você conhece?

- Conheço, não muito bem. - Hinata respondia as perguntas inocentemente.

- O que sabe sobre ele? - Perguntou de forma direta.

- Ah, não muito, sei que ele é o dono do banco, é cheio da grana e tem uns traumas aí com uns problemas que teve na faculdade.

- Sim, é verdade - disse como se fosse amiga do Nara - ele se envolveu em um problema com um trote na faculdade - disse usando as informações que conseguiu quando colocou a escuta na sala.

- É, eu não sei detalhes. Vamos nos reunir na casa dele essa sexta feira. - Relatou calmamente.

- Nossa, que legal! Eu adoraria ir, ele deve ter esquecido de me convidar. - Falou baixo como se fosse mais para si mesma do que para a outra.

Hinata a encarou, estavam paradas no farol.

- Não foi ele quem me chamou, na verdade foi a Ino, outra amiga. Conhece? - Hinata pareceu ter ficado com pena pelo fato da moça não ter sido chamada. Pensou em chamá-la, já que Ino disse que depois das 20 horas, poderiam levar acompanhantes.

- Conheço de vista. - Falou um pouco séria sem saber até que ponto Hinata sabia sobre Ino e Shikamaru. - Eu tenho andado muito sozinha, estou sofrendo muito.

Hinata abaixou os olhos e observou os curativos nos pulsos da mulher.

- Você gostaria de ir? Posso te levar como acompanhante, não acredito que tenha problema. - Konan olhou para Hinata totalmente emocionada, levou as mãos à boca e sorriu:

- Sério?! Eu adoraria… mas seria melhor você não dizer nada sobre isso para Ino, nem Naruto… Pode ser?

Hinata ficou confusa, mas anuiu.

- Claro, vou te dar meu telefone, a gente vai combinando, eu digo que vou levar uma amiga.

Konan bateu palminhas demonstrando estar muito contente, Hinata sorriu imaginando estar fazendo uma boa ação.


 

________________________________________________________________________


 

Naruto tomou um banho, tinha tomado chuva e mesmo com a roupa própria para isso, sempre se molhava um pouco. Ele estava apreensivo, mas queria dividir o que estava acontecendo na sua vida com Shikamaru. Não que ele se importasse em esperar mais um pouco, mas não tinha mais dúvidas de que gostava de Sasuke de outro jeito e não só como amigo, então porque não conversar sobre isso com o Nara? 

Ele não imaginava que o amigo poderia passar a tratá-lo diferente depois de saber dessa “novidade”, mas estava um pouco receoso. E se Shikamaru se afastasse dele, ou não quisesse mais manter uma amizade? Eram possibilidades, mas ele não achava que o amigo fosse assim tão idiota, apesar de que pensou por um momento no modo como Shikamaru era machista. Ficou em dúvida. “Falo ou não falo?”

O som do interfone o tirou de seus pensamentos, ele atendeu e disse que Shikamaru podia subir.

- Oi Chefe! - Apertaram as mãos e Shikamaru entrou.

- Puta merda, Naruto! Fazia muito tempo que eu não vinha aqui - sentou no sofá com as pernas abertas - cara, lembra na época da facul?

- Lembro. - Naruto riu com as lembranças antigas. - A gente bebeu muitas vezes aqui né?

- Sim, antes do seu amigo vir pra cá.

- Quer beber alguma coisa - disse Naruto mudando de assunto. - Tenho cerveja.

- Pode ser. E ele? O Sasuke? Saiu mesmo né? - Shikamaru não ouviu resposta do amigo, que pegava as cervejas na geladeira e o olhou por cima do ombro. - Hein?

Naruto veio sentar-se ao lado do Nara, entregou a cerveja e tinha um olhar decidido. Encarou Shikamaru e falou:

- Você é meu amigo de verdade, Shika?

- Que tipo de pergunta é essa? - bateu sua garrafa contra a de Naruto rindo - claro que sim.

- Eu quero te dizer uma coisa e espero que não atrapalhe a nossa amizade.

Shikamaru o fitou sério, viu que devia ser algo importante.

- Hã… O que é?

- Eu me apaixonei, acho que me apaixonei. - Ele se levantou e caminhou para longe do amigo. Na cabeça de Shikamaru se passavam um milhão de possibilidades, estava realmente curioso.

De costas, Naruto continuou:

- Me apaixonei por um cara. - Olhou para a aparência de Shikamaru, o amigo estava branco, segurava a garrafa de cerveja com uma expressão indescritível. Naruto pensou: “Fodeu”. 

Os instantes que se seguiram foram torturantes, Shikamaru preferia não ter ouvido aquilo, será que era verdade ou Naruto estava de sacanagem, ele não sabia o que falar.

- Naruto… eu…

- Shika, quis te falar porque você é alguém importante na minha vida, eu não precisava falar nada, podia guardar segredo como tantos fazem por aí. - Disse gesticulando as mãos, tinha uma expressão preocupada.

- Tudo bem. - Shikamaru estava chocado, mas se esforçou para falar - Desde que não seja por mim, tá tudo certo, cara. - Deu um sorrisinho amarelo.

Naruto com os olhos arregalados demorou um instante absorvendo aquele discurso e de repente começou a rir, ele gargalhava, chegou a dobrar o corpo para frente. Shikamaru continuou chocado, só com um sorrisinho bobo na boca.

- Claro que não é você - disse em meio à gargalhadas. - É o Sasuke!

- O Sasuke?! - Shikamaru coçou o queixo pensativo - Então aquela pessoa que ele falou no encontro… era você?

- Elementar, meu caro Watson. - Naruto realmente estava rindo com vontade. Shikamaru percebeu que pelo visto estava feliz.

- Bom, então… Nada mudou. - Ele levantou e foi dar um abraço no amigo loiro.

- Que bom, chefe! Não quero que nada mude na nossa amizade. 

- Ok, mas me fala, você tá namorando com ele? Como isso aconteceu, Naruto?

- Não, não tô na-mo-ran-do, mas… Eu também não sei ainda direito.

- Você… transou com ele? - Perguntou com uma cara bem estranha.

-Não! Caralho, Shika! Eu não sei se vai rolar, você falando assim, fico até assustado.

- Ué, mas se vocês forem ficar juntos, vão transar, não?

- Vamos parar com essa conversa, ainda estou avaliando a situação. - Naruto disse com uma expressão amedrontada.

Shikamaru foi quem riu nessa hora:

- Porra, Naruto, você é uma piada! Vai me dizer que não tinha pensado nisso!

- Bem, não. Não sei, talvez.

- Então é bom começar a pensar.

A conversa com Shikamaru deixou Naruto bem cismado, mas ele ficou bem mais tranquilo com a reação do amigo.

 


Notas Finais


Tadinho do Naruto... lesado como sempre! Hahahaha


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...