História Clumsy Choice - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Bucky, Carol Danvers (Miss Marvel / Capitã Marvel), Clint Barton (Gavião Arqueiro), Natasha Romanoff, Personagens Originais, Sam Wilson (Falcão), Steve Rogers
Tags Bucky Barnes, Capitã Marvel, Steve Rogers, Tony Stark, Vingadores
Visualizações 4
Palavras 2.614
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Luta, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olha só, quem é vivo sempre aparece kkkk.

Eu sou um exemplo né hahahahah
Mas em fim, aqui esta o segundo cap dessa fic. Espero que gostem.

Perdoem qualquer erro. 😘😘❤💖

Capítulo 2 - 2 - Cap...


                       P. O. V.Bucky 



E lá estava eu, numa nova briga, apanhando, e pior, para uma garota. Que humilhante, mas se aguenta bater aguenta apanhar também, e foi isso que eu fiz, não é certo bater em mulher mas não aguentei, e para falar a verdade ela nem parece mulher, e ela bate bem, a briga foi ocasionada por conta dela. 


Eu estava andando no corredor quando ela esbarrou em mim ou sei lá. 


- Porra garota olha por onde anda. - digo a ela enquanto a mesma me olha, e não diz nada. 


- tinha que ser uma mulher. 


  No mesmo instante que digo isso, eu me arrependo na mesma hora já que ela vem até mim, e me acerta um soco, e então, eu revido o soco. 


Quando dou por mim, já estávamos enroscados no chão. De repente chega um cara não muito alto mas também não muito baixo, que fala algo com a garota que eu não prestei atenção, porque convenhamos, depois que você leva mais de três socos na cara, você já não raciocina direito, e permanece assim por um bom tempo. Logo Assim aproveitei o momento de distração da garota e a derrubei no chão , dei um soco, que arrancou sangue da mesma, e assim continuei com uma sequencia de socos, quando fui arrancado de cima dela , com a velocidade inacreditável, pelo mesmo rapaz que estava falando com a garota ah pouco, ele tentou me dar um soco, mas consigo desviar, então eu aproveitei e consegui acertar alguns socos nele , nos quais encheu seu rosto de sangue, mas ele conseguiu reverter a situação, e me jogou no chão e ficou encima de mim. Ele simplesmente me imobilizou. 

Isso me deu muita raiva. Eu até tentei me soltar mas eu não consigo, eu vejo steve se aproximar junto com o stark, e reviro os olhos pos já sei que vai vir sermão pela frente. O rapaz sai de cima de mim, e steve me levanta e eu abaixo a cabeça, e fecho os olhos. Escuto o cara falar algo. 


 - ei, eu me chamo Sebastian stan.


 - E você. - Sebastian chama. 


Ele me chama e eu o olho, ele estava com um sorriso de canto, me encarando. 



 - cuidado para não se machucar mas princesa. - depois disso ele da as costas e sai andando. Ele some no corredor. Dai eu sou arrastado por um steve com cara de idiota, e um stark raivoso até o meu apartamento. 



                                    * ~ *




















 - com o que você tava na cabeça? - pergunta steve. 


 - nada , como sempre. - tony fala me fazendo revirar os olhos. 


 - Bucky, você tem que parar com isso. Eu já te avisei, por que estava brigando dessa vez? - steve pergunta sentando ao meu lado no sofá. E ignorando completamente stark. 


- acho melhor nem saber. - diz tony. 


 - melhor. - steve 


- ah... Esquece. Olha eu estou bem já podem ir. 



 - hum... Não sei, não. - steve fala rindo. 


 - ai... - chama tony, com o celular nas mãos. - a nat nos chamou para uma festa que vai ter hoje. 


- ok, nós vamos, que horas? - steve pergunta ah tony. 


 - hum... - tony olha no celular de novo - daqui a mais ou menos uma hora. 


- ok, mas eu não vou. 


- a vai sim, nem vem. - steve fala me puxando do sofá. 


- steee... 


- nem começa, você vai e pronto. - diz ele. 


- ta, ta legal eu vou, feliz. 


 - sim - ele sorri


 - eu não. - tony fala e eu e steve olhamos para ele. 


 - é serio isso? - stee fala com cara de indignado. 


- que foi? Não me julguem! - tony fala me fazendo rolar os olhos. 


 vou me arrumar para a festa, enquanto steve e tony vão para o apartamento deles, que eles dividem, também se arrumar. 





                                  * ~ *
















                      P. O. V Sebastian 


Chego na festa com Carol, e já tem muita gente, que eu nem conheço, mas isso não importa eu vou direto para onde estão servindo bebidas, pego um copo de vodka para mim e uma caipirinha para a Carol. Chego perto dela, esta ela e o namorado dela Eddie Brock. 


*P/S: estou vendo, que se eu não arrumar alguem, vou ficar de vela hoje *


- Carol, aqui a sua caipirinha. Oii Eddie. 


 - oi Sebastian. - diz abraçado em Carol. 


 - obrigada. - carol diz pegando a bebida.- então já arrumou alguem interessante?


- não, ainda não. Eu vou beber mais. Tchau a gente se vê. - digo indo novamente para o bar. 


Sento no banco e pesso alguns shots de tequila, e começo a beber. Sinto que a bebida já estava querendo se fazer presente. Então meio tonto eu levanto e decido ir dançar. Quando começa a tocar a minha musica favorita. Crazy in love. 


Então eu e mais uma galera, começamos a dançar, fizemos a coreografia completa,com tudo que tem direito, nos íamos até o chão e quando terminou a musica, muitos gritos e assobios, muitos estavam batendo palmas para nós. Bom, missão cumprida, então vou beber mais um pouco quando me deparo com um loiro sozinho no balcão, então vou até ele. 


- Steve gato Rogers. - nesta hora eu ja não estava mas ciente de minhas próprias palavras . 


- oi Sebastian, Não sabia que vinha. - steve diz ficando vermelho ( da até vontade de rir). 


- posso dizer o mesmo. - dou uma piscada para ele, que corresponde com um lindo sorriso.- por favor, duas bebidas. 


 - ah, não, Não precisa. - 


- a vai, não faz isso steve.-

 

 - ok, dessa vez você venceu, eu aceito a bebida. - Steve pega o copo e bebe tudo, fico boquiaberto por que a bebida que pedi era um pouco forte. 


- uau, você é bem doido . - bebo em um gole também, e sinto o líquido desser a minha garganta, E como é forte. Mas ja bebei bem piores. 


 - nossa, você é bem durão com bebida em. - Steve me diz me fitando. 


- um pouco, mas então... 


 - diga. 


- por que esta sozinho? - pergunto como quem não quer nada. 


 - bom , pelo que eu sei , eu estou muito bem acompanhando. - Steve manda um sorriso nada santo para mim. No qual eu retribui descaradamente. 


                                   * ~ *








                            P. V. O Bucky 



E lá estava eu, na festa sentado no sofá rodeado de mulheres, e bebendo o suficiente para não ligar para nada ah minha volta. Minha bebida acaba e vou no bar para pegar mais, quando me deparo com uma cena, que mesmo eu estando alcoolizado , jamais pensei em ver, ou talvez não seja uma surpresa. Steve beijando o tal de Sebastian. 


- ai meu Deus! - digo virando o rosto. 


Steve - Bucky eu, eu ... 


steve tenta falar algo assim que nota minha presença, e parando de beijar Sebastian , que agora também olha para mim, steve esta vermelho. 


- steve, você bebeu? 



 - sim, eu bebi algum problema? 


 - quer saber fui. - Sebastian da tchau e vai para o bar. 



- steve, é serio? 


- a culpa não é minha se você arruma briga atoa. - Steve cruza os braços. 


- steve, ninguém falou nada de briga. o que ele te deu? 


 - nada,ta,só uma bebida. 


- ah, ótimo, cade o tony? Você não ta legal, vou atrás dele. - digo e saio a trás de tony, deixando um steve meio,ta, completamente bêbado para traz. 


                                * ~ * 








 Depois de um tempo procurando, acho tony sentado em um sofá, com uma cara horrível. 



- tony, preciso do seu serviço de baba. 



 - ha ha ha, muito engraçado, do que você ta falando desmemoriado?  



- eu odeio esse apelido, mas enfim ninguém ta sóbrio por agora , vai cuidar do steve pelo amor de deus. 



- o que houve? Não vai me dizer que ele bebeu? - tony fala com um tom de sarcasmo. 


- é stark , ele bebeu sim, é por isso que estou aqui - eu já estava perdendo a paciência. 



 - oh, o Rogers é fraco com bebida, onde ele esta? E porque ele bebeu? Mas é um idiota mesmo, não bastava ser loiro. 



- ele esta no bar, estava beijando agarrado no corredor, aquele tal de Sebastian. 



- o bonitão de hoje cedo? Cério? Filho da puta. Não acredito nisso, Ele deu uns pega e nem me chamou, mas como um bom amigo que sou, eu vou levar ele para casa. 


E lá vai o tony, revoltado atras de um steve Rogers que vai ser esfolado vivo. Queria ver isso mas sinto alguem me puxar. Quando olho vejo Natasha. 




- Natasha? 



- porque da surpresa? Eu que convidei vocês, você se lembra? 



- você é tão delicada quanto um coice nath. - digo fazendo Natasha me mandar o dedo do meio.  


 - Barnes , eai! - Clint diz me abraçando. 


- oi clint, já te falei que te acho uma graçinha? - falo para o Clint, então o mesmo começa a rir junto comigo. 



 - caramba você já ta bem alcoolizado em. Cade tony e o Steve? - nath pergunta olhando para os lados. 



- bem, steve ta bêbado e tony foi levar ele para casa, sabe como steve não pode com bebida, mas foi beber com um cara deu nisso. 


- com um cara? 


- é com um cara, o que eu briguei hoje cedo, ainda por cima. 


 - e você não parece que gostou disso. 



- claro que não gostei Natasha, ele deixou o idiota do meu amigo bêbado né . - a raiva já se fazia presente. 



- não erá do steve que eu estava falando. - Natasha sorri com malícia. 



- o que? Natasha ta louca eu nem conheço ele direito, e outra eu nem gosto de homem. Lembrando o que eu acabei de falar, nós ainda brigamos feio hoje. 



*P/B : Natasha é louca *



Natasha - ta, ta depois não diga que eu não avisei, ah e antes que eu esqueça, você conheçe um tal de Sebastian stan? É que a minha amiga me perguntou dele mas eu não conheço. 


- sei, sei quem é. Ele que bebeu com Steve e de quebra, beijou ele. - digo baixo mas o suficiente para nat ouvir. 



 - uau , quem diria , nunca que eu iria pensar que, o cara que bateu em você, é o mesmo que pegou o steve, - ela da uma breve pausa e continua - mas quem sou eu para julgar, se encontra-lo novamente diga a ele que, a Carol disse que vai para a casa do namorado passar o fim de semana. Por favor. - Natasha faz uma cara de cachorrinho abandonado. 



- ta - falo e reviro os olhos, nat vem e meda um beijo na bochecha e sai junto com Clint. 


                                  * ~ * 











 Como se não bastasse steve bêbado eu ainda tenho que ir atrás de um imbecil que lhe ofereceu a bebida. Não tem como isso piorar.

 (Nunca diga isso) 


Tem tanta gente aqui, todos pulando gritando, e para completar eu to zonzo, isso aqui ta basicamente, um verdadeiro inferno, não que eu já não esteja acostumado, mas mesmo assim. 


   Vou em um quarto que fica no corredor, onde esta menos barulho, torso para que não tenha ninguém fazendo, merda. 

  Abro a porta e me jogo na cama, que era macia. fico deitado por um tempo até que Levanto de repente ao ouvir um barulho vindo da porta, que é aberta brutalmente por duas pessoas, aparentemente estão discutido. Foi ai que eu notei , uma dessas pessoas, era Sebastian, esse cara parece ser um imã para problema. Mais do que eu. O outro é um cara negro um pouco mais alto que Sebastian, na gritaria escuto Sebastian dizer "sam", sera esse o nome dele? provavelmente seja. 

 


 - Samuel, cala a porra da boca, eu não sou nada seu. E outra você esta bêbado. - Sebastian diz aos gritos, com serta raiva na voz. 


 - idai que estou bêbado? Você também esta. Você é meu Sebastian. - o tal Samuel grita , e agarra o braço de Sebastian . 


 - me larga, você esta me machucando, Samuel, me larga. - Sebastian Grita novamente - humm - E solta um gemido de dor. 



Levanto rápido e vou na direção deles. 


- ei, solta ele, agora! - Digo em um rosnado. 


 - e quem é você? O novo namoradinho é? Hahaha.espera você é amigo do Rogers, saquei quem é você, fique fora disso Barnes. - Samuel diz sério. 


 - m-me s-solta por f-favor. Ta doendo. - Sebastian tenta se soltar. 


- eu acho que você não entendeu, eu disse para você soltar, AGORA! - tiro a mão de Samuel do braço de Sebastian, fazendo com que samuel perca o equilíbrio por estar alcoolizado, assim caindo. 


- isso não vai ficar assim - samuel levanta sumindo no corredor logo depois. 



Olho para Sebastian, que agora esta sentado na cama, onde eu estava, segurando o próprio braço, e ele esta... Chorando?. 



- Ei, você esta bem? - pergunto me aproximando dele. 


 - obrigado, por me ajudar, fico te devendo uma. - sebs diz dando um sorriso triste. 

- seu braço. - digo apontando.  


 - esta bem obrigado, ahh - faz uma careta por conta da dor. 


- quer uma ajuda? - pergunto. 


 - não, não precisa você ja me ajudou bastante obrigado. Eu ja vou indo. - diz limpando as lágrimas. Ele se levanta e vai ate a porta. Também levanto e vou até ele. 


- eu vou te levar até lá fora,por precaução - o mesmo me olha semicerrando os olhos. Mas assente. 


 - ta bom. 



             [...] 




Levo ele até o lado de fora, e o mesmo pega a sua moto e vai para casa. 


Assim que ele vai embora, sou surpreendido por Natasha e Clint que me abraçam. 


- seus loucos, querem me matar de ataque cardíaco? - digo colocando a mão sobre meu peito, Tentando respirar direito. 


- desculpa, não foi a minha intenção. - Clint fala segurando o riso. 



- mas foi a minha, hahahahah.- Natasha fala rindo como uma louca. 



- É... Eu sei, eu te conheço muito bem Natasha. 



 - eai, ja achou alguem para dividir o apartamento? 



- Não, ainda não nath. 


 - relaxa Buckyzinho, mais sedo ou mais tarde você vai achar alguém, talvez ate nos dois sentidos. - Natasha me olha de um jeito travesso. 


Eu não respondo só rolo os olhos. 


 - mas então...? Aquele éra o famoso Sebastian? - nath diz chegando novamente perto de mim. 


- Era, era sim. 


- pensei que não fossem amigos. - Natasha diz com uma cara de malícia. 


- E não somos, eu só.... o ajudei


 - ajudou é? Hum... - ela arqueia uma sobrancelha. 


- Natasha!! - dou quase um grito. 


- eu não disse nada. - nath levanta as mãos em sinal de rendição. 



- Mas tava pensando. 



 - Eu não sei, em que tipo de ajuda você pensou , em? - ela me olha risonha. 

Eu coro com a pergunta. 


 - bom eu, ja vou indo, tchau Clint. - digo dando tchau.


 - depois eu quero conheçer, o seu namorado. - Natasha grita. 


- tchau , Natasha - falo entre dentes. 


   Logo depois escuto a mesma rindo alto. Então bufo, e saio batendo o pé indo assim até chegar em casa. 




           [...] 




Chego em casa, tiro minha jaqueta e jogo no sofá. Vou para o quarto e tomo um banho bem quente. Troco de roupa e vou me deitar.



Notas Finais


Ate a proxima👋👋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...