História Coadjuvante - ABO - (jikook - yoonmin - taekook) - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Clichê, Jikook, Taekook, Triângulo Amoroso, Yoonmin
Visualizações 39
Palavras 1.131
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - O caminho mais fácil; Nem sempre é melhor que o da dor


Tudo que mais desejava era que Taehyung retornasse ao colégio, tinha tanto a conversa com ele, estava tão feliz e precisava dividi esse contentamento com meu melhor amigo, revelar para ele o quão bom é está apaixonado, nos dois dias seguintes acabei ficando mais próximo de Jungkook, conversávamos muito durante o intervalo das aulas e as vezes trocávamos mensagens durante elas, o dia do teste para escolhe os membros do grupo de dança e música do colégio estava chegando e temia que Taehyung não ficasse bem a tempo e talvez sua apresentação acabasse ficando para outro dia e eu acabaria ficando sem uma pessoa para dá-me apoio moral. 

Quando você fala 

Sem perceber, olho para você

Quando você sorri brilhantemente

Eu começo a sorrir também

Cantava feliz da vida uma canção dessas melosas que todo apaixonado canta durante a mais boba atividade, no caso eu terminava de organizar a cozinha e minha mãe me olhava com aquela cara de mãe que tudo sabe. 

Meu celular interrompeu a música por uma notificação que tinha chegada o peguei sorrindo mais contente ainda ao vê que era uma mensagem de Taehyung, como já tinha terminado de lava os pratos apenas o guardava garanti a minha mãe que terminava depois e corri para meu quarto tranquei a porta e me joguei na cama.

Meu bolinho - Livre estou, livre estou o cio não vai mais me incomoda 

Livre estou, livre estou, essa marda não vai mais me atrapalhar 

Você é tão bobo, não deve ser tão 

ruim assim

Meu bolinho - Ruim? Isso é pior que ruim, preferia ser 

um beta que ter que aguentar esses dias essa

humilhação, você não advinha o que passei por causa do cio

Diz o que foi rei do drama

Meu bolinho - Rei do drama meu pau, SABE PARA QUEM EU

SUPLIQUEI QUE DEIXASSE EU SENTAR COM VONTADE EM SEU PAU?

NÂO, CLARO QUE NÃO, FOI PARA O JEON JUNGKOOK

 

Sabe quando em desenhos animados quando o personagem vai se desmanchando a receber uma notícia triste e seu coração se quebra e milhões de pedaços? Então era exatamente assim que estava me sentindo, não queria chorar e por isso começava a ser sufocado pela vontade, não era possível que a via ia ser tão filha da puta assim comigo, mas, o que mais esperava? Não é assim que sempre acontece? O casal perfeito protagonista sempre acabam se entregando no momento do cio do ômega. 

Droga, droga, droga, mil vezes drogas. O Tae nunca fico com um alfa durante o cio, ele tinha que fica justamente com o Jungkook? 

Como isso aconteceu? 

 

Foi tudo que consegui pergunta, por sorte a conversa não era pessoalmente. 

Meu bolinho - Foi ontem, tive que ir buscar meu remédio, achei 

que conseguiria ir e retorna sem perigo, peguei umas roupas de meu

irmão para disfarça meu cheiro e foi, até chega lá tava tudo bem, só que

quando ia saindo o Jungkook foi entrando, então tudo acabo passando 

como um borrão, lembro da dor ficando maior, a sacola caindo de minhas

mãos que praticamente me jogando nos braços do Jungkook, recordo

dos outros alfas presenta olhando em minha direção, foi levado dali 

pelo Jungkook e depois tudo fico mais confuso, foi para casa dele

implorei para ele fazer a dor passar, só que... ele se recuso, ele disse não

sabe como é difícil para um alfa recusa esse pedido? 

 

Chupa universo, ele disse não.

Deixei um sorriso escapar sentindo meus caquinhos se refazendo, só existe um motivo para um alfa negar um ômega, só se ele estive ligado a outra pessoa, então se o Tae o ômega mais desejável que conheço foi negado então isso significa que realmente o Jungkook sente algo forte por mim. 

E então? O que aconteceu?

Meu bolinho - Eu tomei o remédio praticamente forçando

depois quando já estava mais calmo o Jungkook disse que

quando fosse para acontecer nossa primeira vez ele queria 

que fosse inteiramente por minha vontade, que nunca varia comigo

algo que eu não quero completamente, algo que só desejei

por causa do cio, ele disse que não se perdoaria se eu o odiasse 

por isso, então ele me pediu em namoro, Jimin eu não soube o 

que falar, foi a coisa mais bonita que alguém já fez por mim, foi

a melhor prova de amor de todas e a maior, só que na hora fiquei

tão apavorado que sair fugindo, não queria ser levado por um 

sentimento de gratidão momentâneo, por mais que tenha ficado 

balançado e afinal é de Jeon Jungkook que estamos falando e ele 

fico falando como sempre fica me observando e como queria se 

aproxima porém ficava com medo de acabar fazendo uma bobagem

e me afastar de vez. 

 

Já não dava para controla meu choro, a cada momento que ia lendo o que Tae me enviava mais lagrimas escorriam de meu rosto, em minha mente tudo foi ficando mais claro então eu nunca foi o alvo dos olhares do Jungkook, ele poderia olhar na direção em que eu estava porém só conseguia enxerga o Tae, como pode ser tão burro? Como um beta poderia sonha em atrair a atenção de um alfa como o Jungkook? Só sendo um iludido como eu mesmo, a pior para era que eu sabia que teria que aconselha o Tae e uma palavra minha poderia fazer os dois namora ou não, em minhas mãos estava a decisão final do meu amigo. 

Meu bolinho - Jimin o que você acha que eu devo fazer? 

aceito ou não o pedido? 

Sabia que essa mensagem não tardaria a chegar, mordi meu lábio inferior precisava pensar, por um lado tinha meu melhor amigo do mundo todo e do outro o garoto que eu gostava, poderia os atrapalhar, porém isso não era uma garantia que o Jungkook acabaria apaixonado por mim, e ele ia sofre por não fica com a pessoa que gosta, mas, por outro lado eu poderia consola-lo minha chance ainda existiria, porém isso séria muita filha da putagem minha. 

E seus sentimentos? Você não pode ficar

com ele apenas por gratidão 

você mesmo disse isso. 

Meu bolinho - Agora que parei para pensar nele

eu acho que sinto algo por ele, eu quero realmente 

tentar, quero ser amado e amar, meu lobo o quer 

também. 

 

Claro que quer, só um lobo tapado para não querer Jeon Jungkook.

Pense bem em seus sentimentos, reflita bem

para depois não se arrepender, a escolha deve ser somente sua. 

 

Cada parte minha dizia que deveria coloca o Tae contra o Jungkook, só que isso iria contra todos meus princípios, amor não se mendiga, fica como a segunda opção é lamentável não posso ser cuzão a esse nível, se fosse meu destino ficar com Jungkook ia acontecer um momento ou outro. 

 

 

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...