História Coca-cola 《Saida》 - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias TWICE
Personagens Dahyun, Sana
Tags Dahyun, saida, Sana, Twice
Visualizações 101
Palavras 1.078
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Crossover, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - 5



Aquele era o quarto  encontro desde o pedido de desculpa.


Yuna se sentia animada pela primeira vez em muito tempo. 


Sentia vontade de sorrir enquanto conversava com a garota de  olhos brilhantes. 


Ela era linda e, mesmo ainda invejando o sorriso fácil que ela tinha, Yuna achava cada vez mais lindo.


- Sabe, acho que você não vai poder andar nos brinquedos de adulto. Você é tão pequenininha. - Sana brincou, recebendo um tapa irritado de Dahyun no braço. 


Elas estavam em um parque de diversões há algum tempo, comendo sorvete enquanto a mão livre se entrelaçava com a da outra, algo que estava se tornando cada vez mais comum entre as duas nas últimas semanas. E Dahyun sentiu que aquilo não poderia ser mais clichê. Tinha vontade de revirar os olhos para si mesma por estar tão nervosa ao lado da atendente desastrada.  


A observou pelo canto do olho pela milésima vez aquele dia. Havia tomado um susto pela garota estar usando uma roupa completamente azul bebê. Já estava se acostumando com todas as roupas coloridas da menina. E ela precisava dizer que ela ficava bonita com qualquer roupa que colocava.


Seu sorriso brilhante e bonito combinava com qualquer roupa. 


- O que quer fazer agora? - Sana se virou repentinamente e Dahyun agradeceu mentalmente por a garota não ter notado que a mesma a analisava. - Montanha-russa? - perguntou e deixou uma risadinha escapar quando Dahyun fez uma careta.


- Não. - disse simplesmente.


- O que foi, Dahyunie? Você tem medo? - provocou. - Será que é por que não vão deixar você brincar com os adultos? 


- Cale a boca. - resmungou e a outra riu.


- Ah, vamos, Dahyun, prometo que vou proteger você se algum segurança disser que você não pode entrar. - deu uma pausa. - E se você ficar com medo também. - completou, divertida. 


- Você é uma idiota. - disse, contendo um sorriso. - Vamos logo. - disse por fim, sua mão automaticamente se entrelaçando-se com a de Sana, que a guiava até a montanha-russa. 


Meia hora depois Dahyun ainda zombava do fato de que Sana, e não ela, ficara apavorada com as milhares de voltas do brinquedo. 


- Parece que agora não sou eu a criança aqui. - Dahyun disse mostrando a língua. 


- Essa é uma forma bem controversa de dizer essa frase, Dahyunie. - retrucou, divertida. - Dois, por favor. - disse ao senhor que vendia algodão doce.



- Isso não muda o fato de você ter entrado em pânico na primeira volta. - disse em meio a uma risada quando Sana lhe entregou o algodão doce branco. 


- Combina com a sua roupa. - Sana se explicou.  


Dahyun deu de ombros aceitando o doce. Passearam por alguns minutos, e enquanto comiam, Sana a observava.


Ela era tão fofa. Sentia vontade de guardá-la só pra si pelo resto da eternidade. Dahyun estava linda com aquela blusa enorme, que Sana lembrou ouvir algo sobre Game of Thrones quando elogiou o lobo estampado, mesmo não entendendo nada daquilo. 


Sana achava adorável a forma como a outra comia algodão doce, brigando mentalidade consigo mesmo por aquilo não ser nem um pouco normal. 


Desviou o olhar para qualquer lado, seus olhos pousando em uma das diversas barraquinhas que estavam espalhadas, aquela em especial chamando sua atenção. 


Dahyun sentiu os dedos de Sana entrelaçando-se nos seus e a puxando para a barraquinha.


- O que você está fazendo? - perguntou, torcendo internamente para que a garota não conseguisse, por algum milagre, sentir as batidas fortes de seu coração em seu pulso. 


- Vou ganhar um pra você. - apontou para o urso que tinha visto. Era branco e tinha um cachecol vermelho ao redor do pescoço. Dahyun riu lembrando-se da primeira vez que encontrou Sana. - Se você for tão boa para acertar garrafas como é para gritar, tenho certeza que vai conseguir. - provocou e Sana revirou os olhos, mesmo que ainda sorrisse. 


- Qual eu preciso acertar para conseguir aquele? - perguntou a atendente bonita da barraquinha, que apontou uma pirâmide de garrafas um tanto quanto longe.


Dahyun observava divertida enquanto Sana tirava algumas notas do bolso. Pegando várias argolas de uma vez. Pensou como Sana era bonita mais uma vez. 


- Stark, hein? - uma voz interrompeu seus pensamentos. - Você é uma verdadeira sofredora. - a atendente sorriu, apontando para sua blusa.  


- Você gosta de GoT? - perguntou, mesmo que fosse óbvio. 


- É uma das minhas séries favoritas. - sorriu, apoiando os braços na barraca. - Sou Tzuyu.


- Dahyun. - disse. - Você viu o episódio dessa semana? - acrescentou rapidamente começando uma conversa animada com a garota.




Começaram uma conversa animada sobre seus personagens favoritos enquanto Sana tentava acertar a garrafa. Já estava em seu penúltima tentativa quando acertou, ouvindo a risada alta de Dahyun, virando a cabeça curiosa para saber o motivo daquilo. 




Seu sorriso transformou-se em uma carranca quando deu de cara com as duas conversando de forma tão animada. A atendente analisava Dahyun, ela sabia disso. Ficou irritada com aquilo.




- Acho que eu ganhei. - disse, meio grosseira. - Quero aquele. - apontou para o ursinho branco.




Dahyun e a garota ainda mantiveram a conversa por meio minuto, antes que a atendente pegasse o ursinho. 




- Aqui está. - sorriu. - Tenha uma boa noite.




- Vamos embora, Dahyun. - Sana disse mal-humorada, ignorando Tzuyu.



- Claro. Tchau, Tzu. - se despediu da outra com um sorriso. 




Sana entregou o ursinho e as duas caminharam silenciosamente, sem dedos entrelaçados ou piadas bobas.




- Não gostei daquilo. - Sana resmungou quando elas já estavam distante de todo o barulho vindo do parque. 




- Daquilo o que? - Perguntou confusa.




- A garota da barraca e você. - respondeu, estreitando os olhos. - Não deveria ter largado a pessoa que te levou pra sair para ficar conversando com alguém que está literalmente te secando, sabia? 




Dahyun parou de andar de repente. 



- Como? - Perguntou confusa com aquelas palavras.



- Você não deveria ter falado com ela. - repetiu e Dahyun respirou fundo. 



Odiava que controlassem o que fazia daquela forma.




- Desde quando você controla com quem eu falo ou deixo de falar, Minatozaki Sana? - perguntou irritada.  




- Desde quando eu te convidei para sair e não ela. - respondeu firme. 



- Espero que lembre de entregar o livro de regras para a próxima que convidar, então. - retrucou, indo na direção contrária a que ia com a garota, pisando duro, deixando uma Sana igualmente irritada para trás. 




Notas Finais


Esse é o penúltimo
Eu espero que vcs estejam amando essa fanfic assim como eu♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...