História Coelhinho pervertido - Vkook - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, V
Tags Bottom!taehyung, Coelho, Top!jungkook, Vhope, Vkook, Xiumin
Visualizações 410
Palavras 1.122
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fantasia, Ficção, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiie! Como prometido, estou aqui com um capitulo. Não tá muito legal porque, confesso, que perdi a pratica mas ela vai volta, eu juro!
Então, chega de enrolação, desculpem os erros e boa lietura!

Capítulo 8 - Quem é você?


Pov's Jungkook

Ai meu corpinho! Taetae me ajuda, alguma coisa me jogou de dento da sua cueca!

Taetae, não deixa o coelhinho morre sozinho!

Taetae?

Que merda! Até parece que o ouvido desse cocô tá enfiado no orifício.

Por que essa porra não me escuta?

Ah, quer saber, vou sair daqui sozinho JÁ QUE NENHUM HUMANO QUE ME AJUDA! TÁ OUVINDO, TAEHYUNG?

Ah, vai se foder, nem gritando ele me escuta. Onde essa porra tá?

Só acho que, depois do que fiz por você, mereço no mínimo uma ajudinha aqui.

Cara, passar a língua no seu buraquinho não foi suficiente? Você quer mais? Se quiser é só fala! Só não me ajuda. 

Fico conversando sozinho enquanto tento sair de dentro desse pano. Misericórdia, que dificuldade! Até parece que esse pano não tem saída.

Ah, daqui a pouco me estresso e roo esse pano todinho. Ai quero vê neguinho vim me ajudar.

TAEHYUNG, PORRA, VEM ME AJUDA!!!

Foda-se você, não vou te pedir nada. Se quiser me ajudar, ajude! 

Finalmente, depois de dois longos e infernais minutos, consigo sair de dentro daquele pano.

Oxi! Cadê Taehyung? Estava falando sozinho todo esse tempo? Não acredito.

Esse Taehyung vai me pagar, ah se vai!

Como vejo que a princesinha não está no quarto, a única coisa que tenho que fazer é ir procurar ele.

Depois de procura pelos quartos, desci o projeto do satã e agora estou na sala.

Pra onde essa porra foi à essa hora, e ainda por cima, pelado?!

Veja só o que temos aqui! É isso mesmo mundo? Uma porta aberta?

Vejo que os deuses estão ao meu favor, encontrar a porta aberta é muita benção. Mas, e se isso for um teste, e se eles estiverem contra? Será que devo fugir?

Vou até a porta e fico a uma pulada da minha liberdade.

Acho melhor ficar aqui...

Vejamos! Se meu objetivo é foder o Taehyung, tenho que ficar aqui. Por outro lado. Meu instinto de coelho está mandando sair!

O que devo escolher?

Instinto ou objetivo?

Mamãe mandou eu escolher o instinto... mas como sou teimoso vou escolher o instinto, porque sou um coelhinho obediente!

É isso ai, vai ser instinto!

Ponho minha patinhas para foram e quando sinto o chão gelado esfriando me rabinho e congelando minhas patinhas, ao invés de volta pra dentro de casa, saiu pulando feito um bode desgovernado pro lado oposto da casa do demônio loiro. Até porque não quero correr o risco de ser pego por ele de novo!

Acho que a maldita princesa é amigo de todo mundo aqui, porque não tive nem  tempo de fugir direito que um ser alto – assim né, pra mim todos são altos – estraga meu prazer.

Ô coisinha, me solta, me põem no chão. Não preciso de mais um macho me tocando!

Começo a me debater na mão dele!

Vai me solta não? Agora você vai virar o homem coelho!

O que nós animais devemos fazer quando nos sentimos ameaçado?!

Isso mesmo, morder!

– Ai seu filho da puta! – o ser com um bafo horrível grita e me solta no chão.

É, morder ele não foi uma boa ideia! Se soubesse que ele era tão ridículo ao ponde de derrubar uma fofura igual a me, não teria mordido ele.

Sua mãe não te ensinou que não se deve derrubar bebês no chão? Agressivo!

– Vem cá seu filho da puta!

Vish! É agora que eu morro!

Ai meu jesus cristinho, não deixe que ele me mate, ainda preciso comer o Taehyung!

– Por que você me mordeu? – o bafo de galinha dá um tapa, fortíssimo, na minha cabecinha e como sou cabra macho da peste começo a chorar.

Ah gente, infelizmente sou um bebê e não aguento sentir dor. 

AAAH! Taetae me ajuda! Eu quero a mamãe!

– Bicho nojento. Só toco em você porque te vi saindo da casa do Taehyung!

No-no-nojento é você q-q-que não lava a boca!

Ainda comigo na mão, o bafo de galinha entra na minha casa.

Ei, ei, ei! E é assim? Como você entra sem, ao menos, pedir permissão? Pode sair, agora!!

– TAEHYUNG?! 

Pronto fodeu, agora ele vai fica gritando! Ô SEU LOUCO, O TAEHYUNG NÃO ESTÁ EM CASA! TÁ CEGO?

É, além de cego, também é surdo e além de surdo é folgado.

Me diz quem te deu a ousadia de entra aqui na MINHA casa, subir o projeto do satã e entra no quarto do MEU bebê?

– Taehyung? Aish! Cadê você?

Quer saber? Esquece! Não vou cansar minha linda voz com você.

Quer ser um otário? Então seja!

– Olha só, uma cueca no chão!

Oh! Como ele e inteligente, sebe o que é uma cueca!

– Então Taehyung me trocou por outro! – o insensível me joga em cima da cama e pega a cueca do meu bebê. – Ah, filho da puta! Taehyung, a onde você está? Tais dando pra quem?!

Olha como você fala com minha princesa, ela é puta de respeito!

– Ah se essa quenga tiver me trocado, mais nunca vou foder ele!

Eba, minha princesinha chegou!

– Hyung, o que você está fazendo aqui? – diz indo para perto do bafo de galinha.

Vai, princesa, tira esse homem da nossa casa!

– Eu que te pergunto. A onde você estava? – diz bravo e agarra o braço do meu Taehyung. 

Agora fodeu, além de invadir nossa casa, vai bater na minha princesa também?

– Ai, hyung!

Não fique parado Taetae, bate nele!

– Com quem você estava? – oxi! Abaixe o tom, quando for falar com meu bebê! – Por que está apenas de cueca?! – diz jogando, agressivamente, minha princesa em cima da cama.

Pronto, era só o que faltava. Quer tirar o sinto e bater, não?

Já alterou a voz, já apertou o baço dele e agora joga ele na cama. E ai, bafo de galinha, via fazer o que agora?

– Ain! Calma, Suguinha hyung, o coelhinho ainda tá aqui!

Ai que puta! O cara quase que bate em você e você gemi pra ele? Ah, vá se foder! Taehyung, você é uma quenga mesmo!

– Sai daqui coelhinho desalmado! Crianças não podem vê o que vai acontecer aqui! – ele vem até a cama e me pena.

Não, bafinho. Deixa e vê o que você vai fazer com meu Taetae!

Taetae, deixa eu ver!

– Tchauzinho... Jungguk! – dá uma leve gemida quando fala meu nome.

Não geme meu nome, seu puto. Não aceito mais isso!

– Olha, coelho desalmado, acho melhor você tampa as orelhas porque hoje Taehyung vai gritar até pelo buraco do cu!

É o quê?! O que você vai fazer meu dono?

Ele me põem no chão e fecha a porta na minha cara.

Mal educado!

– Ain, hyung, seja um pouco mais carinhoso!

– Se quer carinho procura outro macho, porque comigo é só pancada no útero!

– Só vem!

NÃOOOOOOOOOOOOO!!!


Notas Finais


E ai o que acharam do capitulo? espero que tenha gostado!
só pra vocês ficarem sabendo: não tenho nada contra o suga, mas é que o JK vai dá um apelido pra todos!
eu sei que o titulo tá uma bosta, mas não queria perder meu tempo pensando num titulo. por favor, aceitem meus títulos bosta!
beijo pra vocês e até o próximo capitulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...