1. Spirit Fanfics >
  2. Coffee Shop >
  3. 01

História Coffee Shop - Capítulo 2


Escrita por: maxxx_

Notas do Autor


Boa leitura 🤺

Capítulo 2 - 01


Fanfic / Fanfiction Coffee Shop - Capítulo 2 - 01

Senhor, aqui está o seu café com leite e seu croissant.– Pronunciava Deidara enquanto ele colocava o prato com a comida na mesa de seu cliente.

- Não pedir café com leite.– Itachi proferiu.

- Ahn não? Me desculpe, senhor, irei trazer o que você pediu.

- Olha, eu estou com um pouco de pressa, então tragar rápido.

- Sim. O que o senhor queria mesmo? 

- Pelo amor de deus...- Murmurou baixinho ao mesmo tempo que massageava suas têmporas.- Eu pedir um expresso.

- Trarei em breve, e novamente, desculpe-me pelo meu erro.

- Só vá logo...- Ele ordenou, sua voz apesar de calma dava pra notar o estresse que ele estava sentindo. Deidara apenas se retirou e foi para o balcão preparar um novo café.

- O que foi, Deidara? Mais um cliente não gostou do café?- Konan perguntou.

- Não, ele só não pediu café com leite e sim um expresso.

- Ata, quer que eu prepare?

- Por favorzinho...

- Beleza, vou fazer.

- Obrigado, Konan, te amo!– Fala fazendo um coração com suas mãos– Nossa, eu tô cansando hoje...

- Sim, eu percebi, você errou o pedido de três clientes...–Ela sussurra a última parte– O que você fez ontem? Parece que não dormiu direito.

- Eh, tô estudando para provar que terá sexta.

- Ah sim, você deveria falar para Ichiraku, assim ele te dá uma folga e você poderá estudar e ter um sono bom. Você sabe que ele vai deixar.

- Não, eu não quero atrapalhar ninguém e aliás e se ele precisa de mim aqui, você que não é bom Ichiraku ficar aqui sozinho, ele já está velho e pode acontecer algum acidente.

- Você se preocupar demais com os outros, misericórdia.- Hidan disse se intrometendo na conversa.

- Hidan está certo, você se preocupar demais com os outros e não pensa muito em você.

- Konan por favor, o café o meu cliente já não está contente comigo, não quero demorar.

- Aqui está, seu chato!– Ela fala botando a xícara em cima do pires que estava na bandeja. 

- Obrigado.- Ele a pega e vai para direção da mesa do seu cliente.– Eu penso me mim mesmo...– Pensa em voz baixa. Deidara acaba por se perdendo em seu pensamentos e acaba por tropeçar fazendo cair café nele e no seu cliente.

-Porra!– Exclamou Itachi.– Caralho, dá para o você prestar atenção no seu trabalho?! Já não basta ter errado o meu pedido!

-Merda, está quente– Fala com uma voz trêmula, colocando suas mãos no local onde o café caiu.

- O que aconteceu? –Konan chega atrás dele.

- Esse incompetente além de ter errado o meu pedido derrubou café em mim! Quero ver ele demitido!- Ele aumenta seu tom de voz assustando um pouco Konan e Deidara.

- Senhor me desculpa, não será necessário me demitir! 

- Sim, será. Um incompetente como você não deveria estar trabalhando!

- Senhor pare de gritar, os outros clientes estão ficando incomodados. 

- Eu tenho uma reunião importante hoje, sabe quem eu sou?

- Não, eu não sei quem o senhor é. E também não quero saber. Você pode ser o presidente mas enquanto estiver aqui, falando comigo, é melhor ter respeito se não posso lhe expulsar.- Konan também aumentar o tom da sua voz.

- Você está me ameaçando? Isso foi uma ameaça?

- Sim, isso foi uma ameaça!

- Konan, pare o erro foi meu. Senhor mil perdões, não queria que isso acontecesse, hoje eu estou meio cansando e acabou o acontecer isso.

- O que houve? - Ichiraku aparece.

- Você é o dono?

- Sim, sou eu.

- Ótimo, tenho que dizer, é melhor demitir esses dois incompetentes, um derramou café em mim e o outro me ameaçou!

- Isso é verdade?– Ele olhar para os dois garçons que só abaixaram a cabeça.– Desculpe pelo erro dos meus funcionários, isso não irá mais acontecer. Para o senhor...?

- Meu nome é Itachi Uchiha.

- Pronto, para o senhor Uchiha não ficar mais bravo com a gente, você pode pedir mais um café por conta da casa.- Itachi suspirar fundo.

- Tudo bem, mas eu não quero que ele me atenda.

- Tudo bem. Konan, Deidara, podem voltar.- Eles fazem que sim com a cabeça e voltam para o balcão e Ichiraku continuou lá.

- Eu me odeio...–Deidara murmurar abaixando a cabeça.

- Quem aquele cara pensar que é?

- Caralho hahaha! Mano, você se deu mal, Deidara! Vocês sabem quem é Itachi Uchiha?

- Não, quem ele é?- Konan pergunta.

- Tá de zuação né? Você não sabe quem ele é?

- Eu só sei que quero enfiar minha cabeça num buraco e nunca mais sair...

- Tá tudo bem, Dei. Você acha mesmo que o Tio vai te demitir? 

- Ei! Eu ainda tô aqui, vocês querem saber ou não?

- Fala logo, Hidan!

- Sabe Fugako Uchiha né? Se vocês não conhecerem em que mundo 

- Sim, a gente sabe.

- Ah não, não... não vai me dizer que...

- Sim, Deidara! O cliente que você derrubou café é filho dele!

- Mano...

- Caramba, eu ameacei o filho de Fugako Uchiha, será que ele pode me mandar um processo?!?!

- Acho que sim...- Hidan responde incerto.

- Mano...eu tô fudido, se ele processar a gente e vencer, como que eu vou pagar?

- Oh Dei, coitado...

- Na verdade não, tipo, ele vai te processar só por ter falado algo que ele não gostou? Fugako pode até levar pra justiça, mas Itachi tem que aprender que o mundo é assim, vai ter momentos em você irá ouvir coisas que você não ira gostar.

- Sei lá, amigo, rico é gente estranha. Vai que né...

- Porra, eu ainda me queimei...

- Cadê?– Konan fala puxando a camisa de Deidara pra cima mostrando uma mancha enorme vermelha.– Está vermelho, é melhor passar uma pomada.

- Não, tá tudo bem. Eu vou voltar ao trabalho que é melhor.

- Cadê deixa eu ver– Hidan o cutuca com dois dedos e ele da um pequeno gemido de dor.- Tá bem mesmo, Deidara?

- Aí Hidan, isso dói porra!

- Dei, eu acho que tenho um óleo corporal que eu passo quando me queimo as vezes no fogão, tá no meu armário, pode pegar.

- Ah, tá bom, eu vou passar. Se me derem licença...– Ele fala indo prós fundos e faz o que sua amiga pediu.– Caramba, está feio....- Diz olhando seu reflexo no espelho e logo passa o óleo na sua destra e vai massageando devagar– Droga, isso dói pra caralho. Ahn!– Ele solta um grunhido ao sentir uma dor mais forte. Ele ficou mais alguns segundos ali, soltando uma ou duas vezes um pequeno gemido de dor até que ele perceber a presença de outra pessoa.

- O que você está fazendo? Você é idiota?– Itachi aparece na porta do banheiro, e o olhar com uma cara de reprovação.

- Olha, eu já pedir desculpas, o que você quer mais? Que eu evito os lugares que você vá?!- Deidara já havia perdido a paciência, se não estivesse com tanta dor poderia da um soco na cara daquele homem que estragou seu dia.

- Não, idiota! Não estou falando disso.– Ele se aproximar para mais perto do loiro.– E sim disso.– Ele aponta para mancha avermelhada na barriga do mesmo. – Isso é óleo? 

- Agora está se preocupando comigo? A minutos atrás você queria acabar com a única forma que eu tenho de ter meu próprio dinheiro.

- Eu não quero saber da sua vida miserável. Só saiba que óleo corporal não vai te ajudar a melhorar a dor que você está sentindo.

- Você é meio bipolar né? 

- Garoto, tô tentando te ajudar, mas você não colabora!

- Eu não preciso da sua ajuda, ok?! Não preciso da ajuda de ninguém, consigo fazer as coisas sozinho, e eu não sou uma criança!

- Você não é uma criança, mas está parecendo uma!

- Ah, tá bom!– Diz irritado.– Faz logo ok que você quer.

- Eu também não estou contente mas eu não consigo ver você fazendo merda e ficar calado.

- Por qual motivo, é só me ignora, assim como todos fazem, não é mais fácil?!- As palavras ditas pelo loiro calaram o Uchiha, e um silêncio constrangedor se formou no banheiro, Itachi estava quase indo embora até que– Desculpa...pode me ajudar...– O menor diz meio envergonhado e como se não quisesse dizer aquilo, e realmente não queria.

- Pensava que você não iria deixar nunca.

- O que você quer fazer?

- Posso ver?

- O que?

- Sua barriga né, seu bastardo!

- Não precisa ser grosso!

- Eu posso ou não?- Deidara faz que sim com a cabeça e Itachi segura a sua cintura o puxando mais para perto e logo ele se abaixa.

- O-o que está fazendo?!

- Calma aí loirinho, só estou olhando sua queimadura.

- Você pode se afastar?!

- Deixa eu ver aqui, é rápido.–Mais alguns segundos se passaram– Olha, não é grave, você tem alguma pomada hidratante ou para queimaduras?- Ele se levanta e ficar na altura do rosto do loiro, ficando com as respirações coladas.- Então você tem?

- Hã?– Deidara saiu do seu mundinho de pensamentos

- Prestou atenção no que eu disse? Quero uma pomada que seja para queimaduras ou uma hidratante?

- Ah sim, eu acho que tenho uma na minha bolsa...mas está acabando e não tenho certeza.

- Você pode pegar? 

- Ah claro, minha bolsa está aqui.–Diz a trazendo para perto e procurando.– “Uguento” serve?

- Perfeito, essa é uma das melhores. – Ele pega a pomada e passa em sua mão direita.

- Você que vai passar?!

- Algum problema?

- Ahn, nã-não...- Deidara repreendeu-se por ter gaguejado naquela maldita hora.

- Levanta mais um pouco sua camiseta se não vai melar ela.- O mesmo o obedeceu.- Ótimo.– Então Itachi se abaixou novamente e começou com movimentos circulares em só uma parte e logo foi espalhando.– Se estiver doendo me avise.

- Por que está fazendo isso? Sabe, me ajudando, por que está me ajudando?

- Sinceramente eu não sei... Pior é que eu nem sou de ajudar pessoas, nem de me abrir para elas...Sei lá, acho que estou arrependido...? 

- Arrependido?- Ele arqueia uma de suas sombrancelhas.

- É, acho que te tratei muito grosso hoje cedo...

- Você sabe que o certo é pedir desculpas, não é?

- Eu não pedir?

- Não, definitivamente não pediu.

- Ahn, então estou pedindo agora, me desculpe.

- Aí—

- Melhorou?- Pergunta passando um pouco mais lento.

- Uhum...posso te fazer outra pergunta?

- Você já está fazendo.

- Ah é... irei perguntar mesmo assim, como sabe  dessas coisas?

- Que coisas? Você pode ser mais específico?

- Tô falando dessas coisas, como sabe qual pomada deve botar e o que não deve botar.

- Isso é o básico da medicina.

- Ahn...posso fazer outra?

- Você está sendo bem irritante...

- Você disse que não era uma pessoa que se abria fácil prós outros, mas por que disse isso para mim? O cara que derrubou café em você e provavelmente fez você se atrasar.

- Ahn...E-eu, eu realmente não sei.

- Não sabe?

- Você pode calar a porra da boca?

- Desculpa...

– Pronto, bote um pano limpo, é claro, e umedecido com água fria no local da queimadura assim que água for esquentando tire, só nas primeiras 24 horas, depois passe essa pomada de novo. Agora espero nunca mais te ver. –Diz saindo do banheiro.

Assim que o moreno saiu Deidara ficou olhando fixamente para porta como se estivesse hipnotizado, perdido no seu mundinho de pensamentos.


- Caralho... como ele é...gostoso.



Notas Finais


Nada a declarar 🧘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...