1. Spirit Fanfics >
  2. Coffee ::; Tobiizu >
  3. Pt. 1

História Coffee ::; Tobiizu - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


roi👉🏻👈🏻 aviso grande para as pessoas que me seguem desde o comecinho e que leram minhas outras fics nas notas finais.

Boa leitura, e lembrando que amanhã ou depois de amanhã saí a pt 2🤩

Capítulo 1 - Pt. 1


Mas um dia de trabalho cansativo para o Prefeito de um das Cidades mais populosas do estado. 

A Cidade era bastante conhecido e também era bem burguesa, A Cidade é reconhecida pelos grandes campos de flores que lá existiam, além do seu visual lembrar a arte rústica em todo o estado. 

O Governador, claro, trabalhava duramente, já que era 100% perfeccionista em tudo que fazia, além de sua bela aparência com seus olhos vermelhos profundos, ou sua pele extremamente branca, e até mesmo o seu cabelo branco, macio e sedoso, E tudo isso completamente natural. 


Em um dia, com uma taxa de menos 37% turistas no estado por conta do dia chuvoso, consegiu um tempo para sair. uma folga podemos dizer. Estava lá ele entrando no seu carro, pronto para dar partida para a sua casa. 


Gostava do dia em que tudo era melancólico, O pequeno frio em seu carro deixava tudo mais gostoso o possível para uma folga perfeita, um ambiente calmo e silencioso era tudo para Tobirama Senju. 


Estava passando pelas ruas, com uma vontade mútua de tomar alguma coisa quente, para deixar o dia mais perfeito ainda. Avistou uma cafeteria... ou um.... Maid coffee??? Nunca tinha visto um Maid Coffee na cidade, Agora sim, isso era oque faltava, Tobirama visto o local para uma parada, dirigiu-se ao mesmo, parando logo na frente do estabelecimento. 


Quando entrou, ouviu um som de sino ecoando no no ar, logo uma "Menina" veio lhe atender rapidamente. 


— Olá, seja bem vindo!! Pode - se sentar, Temos Nescau quente e um bom café em desconto já que hoje o dia está chuvoso!! — disse empolgadamente, mas também com muita educação. 


Tobirama se sentou num sofá escuro que ficava encostada na grande janela do estabelecimento e lhe respondeu. 


— Quero somente um café, por favor.. 


—Claro! Já Volto! 


"A Menina" vestida com um vestido preto e rosa saiu deixando algumas perguntas para o Albino. 


Estava forçando a voz? Parecia estranho. Tobirama tinha reparado todo o corpo "da moça" que lhe atendeu, Tinha um belo corpo, Um cabelo magnífico e belamente longo, seu rosto era um tanto delicado, sem nenhum tipo de cicatriz ou rugas, Ainda os grandes cílios que davam destaque ao seu olho banhado em ônix.


Um tempo depois "a moça" que havia atendido Tobirama chegou com os seu pedido em um pequeno pratinho.


— Aqui! — disse sorridente.


—Obrigado...


Tomando seu café quentinho, Tobirama ainda reparava na pessoa que tinha lhe atendido, era alguém muito bonita(o), mas para si não parecia uma menina.


Dado um tempo para terminar de tomar seu café, foi ao caixa pagar o mesmo. Quando sentiu vontade de ir ao banheiro.


— Moça, poderia me dizer se tem algum banheiro por aqui?


— Claro Claro, bem ali naquele corredor virando a esquerda temos 3 banheiros.


— Obrigada.


O Senju saiu e foi aonde a moça tinha lhe dito, e realmente encontrou o banheiro.

Depois de fazer suas necessidades saiu do banheiro e deu de cara com a pessoa que havia lhe atendido, mas "ela" estava somente com um short curto e com uma blusa de.... Homem???? Não tinha notado nenhum sinal de peitos naquela região.


—A.ah com licença


— Tudo bem... 


A "moça" havia saído rapidamente daquele canto, e claro que a curiosidade do Senju forçava ainda mais o Senju para ir investigar aquilo. 


Andando lentamente em direção a porta, tentou reparar em tudo que era canto para tentar localizar a pessoa que não saía da sua mente nem por um segundo. Até que chegou no lado de fora, pegou a chave no bolso e ia se dirigir ao seu carro que não estava longe, até ouvir a voz de alguém... 


— É sério isso???? eu não vou ficar aqui plantado hunf.... ah vá se fuder madara. —Pegou e desligou o telefone olhando furiosamente para a chuva com os braços cruzados. 


— então quer dizer que você é homem? — disse sarcástico por trás da pessoa que mal conhecia. 


— Que quem?!?? o'que....ah


— eu te dou carona se quiser.... 


— ma.mas eu mal te conheço.... desculpa. 


— pode pegar meu número, se você for estuprado poderá me denunciar. 


— é fácil, você me dá um número falso, me leva pra um beco, me estupra e me coloca em um cativeiro. 


— ai ai...ok ok então fica aí plantado na chuva — disse indo em direção ao seu carro. 



Poderia ter parecido não ligar pra isso, mas na verdade estava implorando mentalmente para que o garoto mudasse de idéia e deixasse ele lhe dar uma carona, não tinha se surpreendido muito, tinha suas dúvidas desde o começo e agora que estava confirmado, a atração pela beleza do jovem ainda estava ativo implorando por atenção... 


— se você me sequestrar eu coloco o mundo contra você


Tobirama soltou uma risada nasal. 


— vamos então princesa. 


— nada de apelidos, hunf. 


— Sabe quem eu sou?


— um ser humano eu sei que é — falou enquanto entrava no carro do Senju — caraca você já aplicou golpes em quantas pessoas???? 


— Você não sabe mesmo quem sou eu???? — disse já ligando o carro. 


— claro que não. 


—Hmm — soltou uma pequena risada — eu sou o prefeito daqui. 


— pff, tabom tabom continua com a fanfic. 


— eu tô falando sério seu besta. 


— "Prefeito dá carona para um Garoto que se passa por menina para poder trabalhar choca até mesmo um fóssil de T-rex"


— Gosta de dinossauros?? 


— sim sim, gosto muito de você. 


— Han??? não entendi. 


— você é um dinossauro porque é carrancudo e também mede o tamanho da Torre de Paris. 


... 


Continuaram com conversas banais e risadas até o Senju parar o carro inesperadamente e fazer Izuna bater com a cabeça no banco. 


— Aaaai oque seu em você seu porra?? — disse massageando a cabeça. 


— tá cego? não tá vendo que daqui pra frente tá alagado? 


— Aff, Então me deixa aqui mesmo. 


— Na chuva???? 


— Não, no sol, não tá vendo o sol quente bem aqui ó. 


Izuna como um profissional antipático que é, saí do carro rapidamente. Do outro lado, Tobirama já havia baixado a janela para falar com o garoto. 


— entra logo, vou dar a volta. 


— Certeza? 


— Claro.


— Hmm.. 


Izuna suspira e abre a porta do carro meio hesitante. Entra e coloca a bolsa acima das suas grossas pernas. 

Tobirama logo dá a volta com seu carro. 


—Ah, onde fica a sua casa? 


— Fica no lado daquela cafeteria que mataram aquele homem lá. 


— aquele que passou na TV? 


— uhum. 


— não é meio perigoso lá? 


— só foi morto por causa de bebida mesmo, em todo canto é assim. 


— huh, ok. 


 O tempo se passou devagar pra Izuna. que de vez em quando dava uma olhada para os animaizinhos e seus donos. Na cidade era  bastante até, ver animais domésticos andando com seus donos, na maioria das vezes sem coleira; o'que é diferente dos variados lugares que existem pelo mundo. 

 Chegando na moradia de Izuna, Tobirama parou o carro; e teve que chamar a atenção de Izuna para que o mesmo parasse de viajar mentalmente. 


— Ah, desculpa não percebi — Pega sua bolsa e sai do carro rapidamente. 


— rs, tudo bem… não vai agradecer? — dizia enquanto baixava a janela de seu carro. 


— Ah sim… Obrigado senhor, "Prefeito" — fez aspas com as mãos. 


— Nananinanão. 


— O'Que você está sugerindo? 


— Eu quero um beijo.


—                                 a; porque diabos quer um beijo?? a gente nem se conhece e já foi um perigo eu ter pego carona com você. 


— ...err — O garoto estava totalmente certo, não sabiam nem o nome um do outro. Percebeu que havia vivido um “cringenaquele momento e resolveu trocar de assunto. —  Então que tal a gente se encontrar pra jantar, ou sei lá. 


Tobirama estava tentando manter sua postura, já estava na sua testa que havia se interessado no garoto, mas queria acima de tudo ter pelo menos um encontro com ele. 


— Han, tudo bem então… 


— er, já vou indo, se cuida e… beba água. 


 O Albino rapidamente fechou a janela de seu carro e pisou fundo no acelerador. Por quê raios havia falado para Izuna ir beber água???. Olhou o retrovisor e avistou o garoto gritando? levantando a mão?

 Parou o carro rapidamente pensando se o garoto poderia estar chamando ele, e realmente estava. 

 O Garoto parou do lado do carro ofegante e botou as mãos no joelho na tentativa de conseguir se acalmar sua respiração. 


— O…..seu nome. 


— .. Ah!!! sim desculpa é… Meu nome é Tobirama — pegou um papel e anotou seu número rapidamente —  aqui… desculpa ter esquecido… 


— Ah, tudo— se "engasgou com o ar". Não era raro, já que o mesmo sofria de asma. 


— Está tudo bem??? 


— Eu só… . . sofro de as… . asma… 


— Meu Deus, um momento por favor. 


 Tobirama saiu do carro e o trancou. Indo logo ajudar o garoto a ficar em pé. 


— Quer que eu te leve a sua casa?? 


— Não te… tem problema. 


— Isso significa que tem problema, vamos, qual andar?? 


— Não preci.cisa Tobirama


— Vamos, diga logo.


— … 8° andar… 


— Então vamos. 









Notas Finais


parabéns a você que conseguiu ler isso tudinho🤠





⸙͎۪۫ˎˊ˗aviso as pessoas que me seguem desde o começo ou que leram as minhas outras fic⸙͎۪۫ˎˊ˗

Então :) sim foi a preguiça sim que me incentivou a não fazer os resto dasotras, mas isso não vem ao caso.
Eu excluí a história "Uchiha bom é Uchiha gay" pelo fato de que quero recomeça-la. ( vocês : 🤨🤨🤨🤨🧐🧐🧐😐😐😐😐😐) eu percebi que a história ficou sem rumo, não fiquei nos outros personagens e estava sem contexto. E estou tentando me adaptar aqui denovo, e meu otp continua sendo Tobiizu sim e para sempre 🤠🤩🤩🤩🤩💕💕🙇‍♀️🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻


resumo : vou atualizar minhas outras fanfics e talvez recomeçar "Uchiha bom é Uchiha gay" 🤡🤡🤡🤡🤡



desculpem-me pelos erros (se teve pq eu revisei 45 vezes)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...