História Coincidência? Pode ser! - Yeonbin. - Capítulo 29


Escrita por:


Capítulo 29 - Eu volto logo!


Fanfic / Fanfiction Coincidência? Pode ser! - Yeonbin. - Capítulo 29 - Eu volto logo!

— Soobin, pra onde você vai me levar? —Pergunta Yeonjun caminhando com o outro na rua.

— Vamos na sorveteira, depois ficamos bobeando no shopping e talvez a gente pode ir no cinema, e você escolhe o filme! — Ele responde sorrindo.

— Então a gente vai ver Frozen 2, ok?

— Como você quiser, hyung! — Soobin diz e ambos começam a rir.


Chegando na sorveteira, eles escolhem seus lugares e esperam o garçom vir até eles. Enquanto eles esperavam, eles ficaram conversando sobre coisas aleatórias.

O garçom chega e pergunta o que vai querer. Soobin decide que vai querer um milk-shake de flocos, já Yeonjun pediu um pote de sorvete de chocolate. Após isso, eles esperam seus sorvetes.

— Você já veio aqui? — Pergunta Yeonjun.

— Já, mas foi com o Kai e com nossa mãe! — Ele sorri. — Mas isso foi no ano passado, pelo visto aqui mudou muito!

Depois disso, o garçom chega com seus sorvetes. Soobin paga os dois e eles decidem que vão comer os mesmos enquanto caminham pela praça. 


— Hyung, eu posso provar o seu? — Soobin pergunta com um olhar fofo.

— Aiai, tá bom, pega, mas você também vai me dar o seu! — Ambos trocam e acabam comendo.

— Eu acho que era melhor eu ter comprado quatro desses. Dois pra mim e dois pra você! — Os dois acabam rindo.

Ambos sentam em um banco que havia naquela praça. Tinha um lugar onde as crianças brincavam, e logicamente que tinham crianças lá brincando enquanto ambos ficavam sentados lá.

— Yeonjun, tem uma criança te encarando! — Soobin diz encarando a criança, então o mais velho faz o mesmo.

 Depois disso, a criança foi correndo até sua mãe dizendo "mãe, quando eu crescer eu quero ser que nem aquele cara de cabelo azul!". Uma frase dessa deixaram os dois de coração mole e com um sorriso bobo.

— Binnie? 

— Diga! —Soobin olha pra ele.

— Quando a gente se casar, vamos ter um filho? — Pergunta fazendo um bico.

— U-um filho?! — Yeonjun assente. — Eu não sei se vou ser um pai responsável, mas se é isso que você quer, vamos ter um filho sim! — Ele sorri.

— Eu te amo, Soobin! — Yeonjun sorri bem feliz.

— Eu também te amo, Yeonjun!

Eles ficaram alí, conversando, dando uns beijos, trocando umas carícias. Isso foi até o sol se pôr. Eles decidiram ir ao cinema depois.


Após eles terem chegado ao cinema, eles compraram seus ingressos para o filme que Yeonjun escolheu, e eles foram direto na lanchonete comprar comida. 

— O que você vai querer? — Yeonjun pergunta.

— Eu quero um balde de pipoca salgada!

— Certeza, Binnie? Você consegue comer tudo isso? — Pergunta bem surpreso, e o mais novo acaba rindo.

— Sim, hyung! — Diz ainda rindo.

Então, Yeonjun comprou um balde de pipoca doce pra si e outra salgada, pra Soobin, e com Coca-Cola.

Quando compraram tudo, eles viram a hora e sua seção já ia começar, então eles foram correndo ver o filme.


[...]


O filme acabou, e Soobin saiu de lá com sono, já que o mesmo quase dormiu na metade do filme, na maioria das vezes ele encarava Yeonjun vendo o filme. 

— Como assim você dormiu?! — Diz Yeonjun.

— Eu comi tudo e fiquei com sono! Mas fiquei encarando você, então não dormi, mas eu tô com muito sono! — Ele sorri, mas o outro estava com um olhar sério. — Está bravo?

— Um pouco, mas vai ter volta!

— Estou com medo, olha! — Soobin diz com ironia.

— Choi Soobin, corre! — Ele diz e começa a correr atrás do garoto enquanto ele ria.

Eles ficaram correndo pelo shopping todo. Algumas pessoas ficavam encarando eles com um olhar estranho, mas eles não ligavam pra isso. 

Ambos ficaram cansados de tanto correr então o se sentaram em um banco bem ofegantes.

Yeonjun viu o horário de seu celular, e já davam 21:30. Ele disse pra Soobin que já era hora de ir embora, pois o mesmo tinha que fazer as malas e se despedir dos outros. O mais novo assente e eles vão embora sem dizer uma palavra sequer no caminho. 

O mais velho estava bem triste. Se ele falasse uma palavra, ele com certeza iria chorar bastante, então ele decidiu não dizer nada.

O mais novo, se falasse uma palavra, iria ficar mais triste que Yeonjun, e também deixaria o mesmo mais triste ainda, então ele também decidiu não dizer nada também.


[...]


Os dois chegam em casa ainda em silêncio, e os mais novos ficam encarando os mesmos. 

— Eu vou fazer as malas, e depois eu volto! — Os outros assentem e Soobin vai ao quarto.

Yeonjun se senta no sofá bem triste, os mais novos reparam nisso.

— Também estamos tristes com isso, hyung! — Kai diz sentando ao seu lado. — Mas acredite, ele vai voltar... — Coloca a mão em seu ombro.

— Vai demorar, Huening. — Olha para o mesmo. — Você está acostumado por isso acontecer sempre contigo, mas comigo é diferente, sabe?...

— Eu sei, hyung, mas vai ficar tudo bem e ele vai voltar, ok? — Ele diz e o mais velho assente.

— Vou aproveitar o tempo e fazer as minhas malas também! — Ryujin diz de cabeça baixa. — Foi legal passar as férias na casa do Yeon! — Ela diz e todos concordam.

— Vou fazer o mesmo! — Beom e Tae dizem ao mesmo tempo.

— Eu também já vou! — Kai diz olhando pra Yeonjun, em seguida eles vão embora arrumar as coisas.

Agora, Yeonjun e Yuna já sabiam o que ia acontecer, agora que as férias acabaram, eles vão ficar sozinhos em casa. Isso é triste para ambos, já faz muito tempo em que eles não visitam seus pais.

De tanto pensar, Yeonjun vai direto ao quarto ver Soobin. Chegando lá, o mais novo estava de joelhos no chão colocando suas roupas na mala sem perceber a presença do outro.

O mais velho via tudo isso com os olhos cheios de lágrimas. Na cabeça dele vinha um flashback de tudo que aconteceu, do momento em que se conheceram até agora. Infelizmente, ele não conseguiu suportar e começou a chorar, fazendo Soobin olhar pra trás e ver o garoto chorando.

Soobin vai correndo abraçar o mesmo tentando não chorar também. Enquanto ele abraçava o mais velho, ele acariciava seus cabelos.

— Não vá pra Seul, por favor... — Yeonjun implora chiando muito.

— Não dá, hyung. — Faz o garoto olhar em seus olhos. — Me desculpa... — Uma lágrima acaba escapando dos olhos de Soobin.

Yeonjun abraça o garoto fortemente ainda chorando. O mais novo tentou não chorar na frente de sue hyung, mas isso foi impossível.

— Olha... — Soobin desfaz o abraço e limpa as lágrimas do mais velho. — Eu prometo mandar mensagens pra você todos os dias, ok? Você me promete que vai fazer a mesma coisa?

— Prometo, Soobin! — Os dois se encaram e acabam se beijando por um tempo.

Eles ficam ali por um tempo até chegar a bendita falta de ar. Ambos param ofegantes e limpam suas lágrimas.

— Você j-já arrumou tudo? — Yeonjun pergunta se acalmando aos poucos.

— Infelizmente sim!... — Abaixa a cabeça e pega sua mala, depois disso ele suspira. — Vamos? — Soobin pergunta e o mais velho assente e eles saem do quarto.

Eles chegam na sala e veem todos, menos Yuna, com uma mala na mão. Todos ficam calados e vão embora até o aeroporto.

[...]

Eles chegaram bem na hora. A mãe de Kai e Soobin também estava lá para se despedir. Ela se aproxima deles e dá um abraço bem forte no filho mais velho.

— Eu te amo, meu filho! — Ela diz desfazendo o abraço e sorrindo.

— Eu também te amo, mãe! — Ele sorri.

Depois disso, ele abraça todos que estavam. Sua mãe, seus amigos e seu namorado, Yeonjun.

Todos ficaram alí sem dizer uma palavra sequer, até ouvir um "chamada para Seul!". Eles se levantaram após ouvirem isso e foram direto pra lá.

Soobin iria subir no avião, mas ele olha pra trás com os olhos cheios de lágrimas.

— Eu volto logo, gente! — Diz com um sorriso forçado.

Yeonjun não aguenta tudo isso e vai correndo dar um último abraço e o último beijo em seu namorado. Infelizmente, foi tudo muito rápido. 

— Eu te amo, Soobin! — Diz com os olhos marejados.

— Eu também te amo, hyung! — Ele sorri e vai entrando no avião.

Yeonjun se afasta um pouco pra trás e se ajoelha no chão chorando silenciosamente. Beomgyu vai até ele e tenta o consolar, mas não deu tão certo.

Depois de tudo isso que aconteceu, cada um vai para sua casa, já que acabaram as férias. Agora, eles vão poder se comunicar pela internet até o mais novo voltar.


Notas Finais


EPA EPA EPA, ainda não acabou K
vc acham msm q eu ia fzr um final triste pra essa fic linda? logicamente que não KKKKKKKKKK.
ainda vai acontecer MUITA coisa.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...