História Cold Heart - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camren, Drama, Romance
Visualizações 141
Palavras 2.590
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá meus amores lindos *_* eu sei que vocês devem estar com vontade de me matar mas eu também estaria.
Talvez muitas das pessoas que acompanhavam esta fic já nem se lembrei da história, pois já faz 2 anos que não posto a continuação e por isso peço imensa desculpa.
O meu objetivo era reescrever a história mas não consegui devido à falta de tempo e acabei por pensar em deixar a história sem continuação. Porém decidi que uma história não deve ficar sem fim e portanto irei terminar e quem sabe um dia a reescreva.
A todas as leitoras que não retiraram esta fic dos seus favoritos comentaram e tiveram esperança, um muito obrigada.
Aproveitem o capitulo BJS. <3

Capítulo 29 - O Grande dia-Desfile


Fanfic / Fanfiction Cold Heart - Capítulo 29 - O Grande dia-Desfile

Camila Pov

8:30h

Dizem que quando dormimos com a pessoa que amamos, o nosso sono melhora imenso tornando-se mais reparador. Agora eu concordo com essa afirmação pois, apesar da noite longa e das poucas horas que dormi, acordei cheia de energia e claro extremamente nervosa para todos os acontecimentos que estavam por vir. Lauren ainda mergulhava num sono profundo, com uma face tão serena e dócil que se assemelhava a um anjo. Resolvi não acordá-la e fui tomar um banho longo para relaxar os meus músculos.

Enquanto disfrutava daquele prazer da água quente em contacto com a minha pele dei por mim a reviver todos os acontecimentos e mudanças que tinham acontecido na minha vida desde o dia em que esbarrei por acaso em Lauren. Por acaso! Teria sido tudo aquilo por acaso? Não acredito exatamente em Deus desde que vi minha família desaparecer aos poucos, sobrando só eu minha irmã e no final também ela separada de mim, mas também não posso dizer que não acredito. Admito que deve haver uma força acima de tudo o que somos e existe ao nosso redor, essa força pode ser associada também ao destino ou qualquer outra coisa. Mas há algo que eu sei, coincidências não acontecem muitas vezes e ninguém ou nada ocorre sem motivo. Quem sabe eu não sou a salvação de Lauren e Lauren a minha e, tudo isto já estava planeado e traçado segundo forças divinas, cósmicas ou outras? Pois é, será que algum dia haverá uma resposta para este tipo de perguntas? Talvez não.

Depois de uma boa hora pensando e desfrutando do banho me sequei e regressei ao quarto. Lauren se encolheu nos lençóis, sorrindo manhosa com aquela cara de sono que todos nós fazemos quando acordamos, ao ouvir a porta do toilette se abrir e me ver, parecendo uma criancinha fofa.

-Bom dia amor! Já acordada?

-É, precisava de um banho estou um pouco tensa com o dia de hoje-falei me aproximando para um beijo matinal-Sabe tenho medo que Rose…

-Shiu-Lauren interrompeu minha fala colocando o dedo indicador nos meus lábios-Vai correr tudo bem. O plano foi revisto várias vezes está tudo certo. Rose não tem como saber de nada.

-Eu sei, mas sei lá, você sabe que ela é louca. Ela descobriu que estamos aqui assim do nada quem sabe não descobre tudo também, ela tem gente olhando em tudo quanto é lugar…

-Sim, mas desta vez ela está nas nossas mãos. Sossegue-eu assenti e beijei seus lábios.

Depois de tomar o café da manha com Lauren no restaurante do hotel fomos para o atelier. Iria começar a preparação dos últimos detalhes para a festa após o desfile bem como todo o plano. Segundo o que Dinah e Normani tinham percebido, a ideia de Rose não era arruinar o desfile, mas sim a minha imagem especificamente e tudo aconteceria na festa, aqui no atelier.

Vocês devem estar se perguntando porque não no desfile visto que a humilhação seria muito maior, porém, isso era quase impossível e Rose sabia disso. O desfile contava apenas com jornalistas contratados por Karl e todos os que assistiriam ao desfile eram convidados de renome com presença confirmada na entrada pelos seguranças do local, que seriam mais de 30 ao todo, sem contar com as forças policiais que dariam cobertura ao evento.

Já na festa, não iria existir todo esse cuidado tão escrupuloso, pois estaria aberto aos mídia locais e seria uma festa para amigos mais íntimos de ambos os estilistas. Não havia a necessidade de ter tantos seguranças, apenas 12, dois na entrada principal, quatro no interior do atelier, outros dois na entrada traseira e alguns rondando o local exterior sendo que esta, estando aberta ao serviço de catering era mais difícil de controlar.

Claro que, com a informação que contínhamos poderíamos reforçar a segurança, mostrar a foto de Rose para que fosse logo reconhecida e não entrasse de jeito nenhum, porém não era esse o nosso objetivo. Era suposto Rose acreditar que tinha conseguido o que queria e era isso que iriamos fazer.

Todos os convidados foram informados que tinha existido um pequeno imprevisto explicando toda a situação. Como eram pessoas de confiança todas elas entenderam e concordaram em assinar um termo de confidencialidade sobre o que se passaria ali dentro em que caso alguém quebrasse o acordo teria de pagar uma clausula por danos morais de 5 milhões. Quanto aos jornalistas locais foi lhes proposta a permissão da entrada se assinassem o termo de confidencialidade e divulgassem apenas imagens autorizadas sendo por isso pagos como se se tratassem de paparazzi. Os convidados e redações locais concordaram com tudo, permitindo que o plano traçado se mostrasse eficaz apesar de elaborado em cima da hora e acarretasse custos extra. 

Ficamos no atelier até perto das 13:30h, para depois almoçarmos, pois, Karl e Lauren insistiram em rever tudo para certificar que ninguém iria cometer erros, pedindo que também todos os empregados de catering assinassem o termo individualmente e não comentassem nada com o indivíduo de nome Carter que iria ajudar Rose.  

Seguimos para o local onde se daria a apresentação da coleção. Estava um caos, tinha pessoas por todo lado tipo baratas tontas a cuidar de diversas coisas, incluindo as modelos e toda a equipa de Karl e Lauren.

-Laurren verifique se a passerelle está prronta para realizar os ensaios por favor, vou avisar as meninas- Karl pediu, de seguida bateu palmas pedindo atenção-Meninas, porr favor vistam se para relaizarr-mos os ensaios de preparação. Você também Pettit Karla.

 

Lauren Pov

15:00h

Tal como Karl pediu fui verificar se a passerelle estava pronta bem como os holofotes e tudo o necessário para o ensaio.

-Karl está tudo apostos, apenas alguns holofotes estão sendo apertados, mas o tempo das modelos se arranjarem é suficiente para terminarem.

-Parfeit. Pettit Lauren, querria dizer-lhe algo. Hoje é um dia muito importante e preciso admitir, que addorro o seu trabalho, você é muto esforçada. Obrrigado, foi uma honra- Karl falou seguido de alguma tosse bastante forte. Tosse essa que já não era de agora e parecia ter vindo a agravar-se.

-Obrigada Karl, também adoro o seu trabalho e fico muito feliz de ouvir isso de alguém que considero um modelo a seguir e com quem tinha o sonho de lançar uma coleção em parceria-falei sorrindo-Mas Karl preciso lhe perguntar! Essa tosse tem piorado, está tudo bem?

-Clarro que sim, pettit Laurren, não se preocupe só uma grripe se agrravando um pouco-Karl esclareceu, mas continuei com cara de quem não estava a acreditar-Pettit acredite em mim, se eu estivesse morrendo, diria-ele disse em tom de brincadeira.

-Credo Karl, não fala isso rindo, não se brinca com coisas desse tipo.

-Sabe Laurren não devia verr a morte dessa forrma é algo norrmal que acontece a todos os serres vivos-falou pousando a mão no meu ombro e se afastando de seguida.

Depois de algum tempo esperando que todas as modelos estivessem prontas, demos início ao primeiro ensaio!

A coleção iria enaltecer sobretudo vestidos e casacos tendo ainda algumas calças, saias e camisolas em destaque.

Karla seria sempre a primeira a entrar dando início a cada tópico da coleção seguida de mais nove modelos. A coleção iniciaria com os casacos e terminaria com os vestidos.

-Karla, precisamos de um olhar e uma expressão mais calma está demonstrando muito nervosismo, relaxe caso contrário no desfile irá desmaiar- chamei-a à atenção.

-Concorrdo com Laurren. Você precisa se acalmar, se num ensaio está assim, se não relaxar na estreia vai estar piorr ainda.

-Vou tentar me acalmar, desculpem.

-Clair mais cuidado ao andar, o seu vestido é muito comprido movimentos bruscos e a pressa podem acabar por fazer com que o pises e rasgue.

-Terei mais cuidado senhorita Lauren!

-Tasha postura mais direita e mais suavidade nas pisadas porr favorr- Karl alertou e Tasha apenas acenou afirmativamente com a cabeça.

O ensaio continuou e correu bastante bem para uma primeira vez naquele dia apesar da necessidade de algumas correções.

-Karl?-chamei.

-oui.

-Podemos fazer um intervalo? Gostaria de falar com as modelos, tentar acalmá-las um pouco.

-Clarro. Meninas, pausa de 20 minutos-Karl gritou para todas ouvirem.

Tal como havia referido fui falar com todas as modelos primeiro em conjunto e depois com Claire, Tasha e karla individualmente, não só sobre alguns erros cometidos pelas mesmas, mas também porque era de facto importante acalmar todas elas.

Os ensaios continuaram e toda a tensão ia-se desvanecendo, de modo que todas estiveram melhor nos ensaios seguintes, levando a que tanto Karl como eu ficássemos mais descansados e confiantes sobre a prestação das mesmas no evento.

As horas iam correndo e às 21:30 estavam já muito perto. As modelos foram então comer algo, leve claro, para que de seguida começassem a ser preparados os seus visuais por Samanta e Julie.

Enquanto tudo se ia encaminhando, tratei de saber se todos os preparativos para a festa no atelier já estavam prontos ligando para Dinah, que se encontrava lá a ajudar.

 

Ligação On

-Alô Dinah como estão as coisas por aí? Normani está com você?

-Oi Jauregui, tudo quase pronto. Não, ela foi á pouco para o hotel para receber Ally.

-Ally já chegou? Ela não falou comigo ainda.

-Talvez ainda não tenha chegado no hotel, ela me ligou faz uns 5 minutos.

-Deve ser isso. Mas e aí, ela trouxe o médico gostoso bonitão com ela?

-Claro né, agora não se desgrudam mais!

-Estou ansiosa por conhecê-lo. Bom quando tudo estiver pronto aí, vá se arranjar e venham todos para aqui. Não se atrasem o desfile começa ás 21:30.

-Jauregay, não se preocupe que a gente não falta. Não perco esse desfile lacrador, por nada!

-Ainda bem, quero minhas amigas comigo nesse dia especial. Bom te vejo mais logo.

-Tchau, até logo.

Ligação Off

 

Camila Pov

20:15h

Uma hora e meia foi o necessário para cuidar da minha imagem que, segundo Samanta já era perfeita não necessitando de muitos retoques. Foi escolhida uma make suave, pois os meus looks eram maioritariamente escuros e uma maquilhagem demasiado carregada tornaria o meu visual muito forçado e levaria a retoques constante, o que não deveria acontecer para não demorar demasiado tempo.

O grande momento aproximava-se e, apesar de antes já estar mais calma, meu nervosismo parecia ter voltado, para tentar combate-lo fui conversar com as restantes meninas de modo a relaxar um pouco.

Alguns minutos depois, ouvi Lauren me chamando e me ausentei da sala que partilhava com as outras modelos me desculpando.

-Oi amor, algum problema?-falei preocupada

-Calma, está tudo bem, chamei você porque Normani e Dinah já chegaram e querem falar com você antes do início do desfile.

-Ai desculpa Laur, você sabe que estou nervosa e por isso fico logo pensando que algo vai dar errado a toda a hora- falei e Lauren acenou com a cabeça e beijou minha testa em sinal de compreensão- Mas vamos as meninas estão esperando e daqui a pouco tenho de voltar para perto das outras modelos.

-Sim tem razão, vamos logo, Karl também irá falar com vocês antes de entrarem certamente e terá de estar aqui.

Eu e Lauren caminhamos até um corredor onde as meninas estavam.

-Camila!!-as meninas gritaram em conjunto quando me viram.

-Oi meninas! Como estão?-falei sorridente e abrindo os braços para abraçá-las.

-Nossa, tá muito gata, se não namorasse a Mani e Lauren não fosse minha amiga pegava você agora!-Dinah falou recebendo um tapa de Normani associado a um semi cerrar de olhos e um olhar de desaprovação de Lauren com mais um tapa.

-Ai estou só brincando, não precisam ser brutas. Assim vou ficar com os meu braços linos roxos para o desfile-Dinah falou fazendo careta e todas começamos a rir.

-Há lugar para mais uma?-Ally perguntou chegando acompanhada de um homem alto, loiro com barba muito bem feita e uns olhos verdes sedutores.

-Claro que sim- Lauren disse lhe dando um abraço apertado.

Ally me cumprimentou também, apresentou seu médico gostoso bonitão como lhe chamamos e ficamos conversando até eu ter de voltar, pois karl queria nos dizer umas palavras antes do inicio do desfile como previsto.

Retornei para a sala onde me sentei numa das cadeiras livres ali existentes, pronta para ouvir karl e Lauren que estava ao seu lado.

-Bom meninas, faltam apenas alguns minutos parra o inicio deste evento e grrande momento parra todos nós, quero dizer que deposito imensa confiança em todas vocês e que tenho cerrteza que serrão fantásticas. Querro dar-vos ainda um conselho, quando estiverem desfilando. Esqueçam as pessoas finjam que estão no vosso quarrto, em frente ao vosso espelho e se sintam livrres, ficarão menos nervosas. Porr fim, obrigado a todas pelo vosso esforrço e dedicação. Vamos começar o espetáculo e brilhar em todas as capas de revistas de moda nacional e interrnacional-todas aplaudimos com o coração cheio.

-Eu iria falar, mas acho que karl já disse tudo. Só quero que saibam que todas vocês são especiais, maravilhosas e as melhores, por isso foram as escolhidas para este desfile, e que independentemente do que aconteça estamos orgulhosos, porque deram o vosso melhor, lembrem se disso, está bem?-Lauren perguntou recebendo um uníssono de “sim” e aplausos.

-Então todas para perto de Samanta e Julie para realizarr os retoques finais em maquilhagem e cabelos- pediu karl e todas obedecemos imediatamente.

 

Narrador

O desfile não poderia ter corrido melhor, após o anúncio do seu início Camila entrou com o primeiro casaco longo de couro negro com fechos e detalhes estilo “rockeiro”, ao som da música de fundo e assim seguiu com os restantes looks, terminando com o seu poderoso vestido que arrebatou aplausos fortes e as mais diversas emoções dos convidados e dos mídia presentes. A perplexidade invadiu aquele espaço, não só pela qualidade e beleza das peças, mas também pela beleza da modelo, que apesar de novata parecia ter feito aquilo a vida toda. Apesar do nervosismo que a assombrava antes do desfile, ali, enquanto desfilara, nada transparecera, demonstrando um profissionalismo inigualável que promoveu flashes a toda a hora e sem dúvidas estaria nas capas de revistas. Na plateia, Lauren assistia em primeira fila junto de karl, com um sorriso enorme e os olhos completamente radiantes de orgulho da sua amada menina de rua, que era agora o seu bem mais precioso.

Mas claro, não é só Camila quem havia tido uma prestação excelente, também as outras modelos brilharam conforme o esperado não havendo qualquer falha da sua parte, evidenciando uma excelente preparação e uma confirmação da confiança depositada no seu trabalho. Lauren e Karl receberam diversos elogios pelo excelente trabalho e até mesmo propostas de outros estilistas para parcerias. Aquele desfile iria expandir ainda mais a carreira de ambos, mas essencialmente a de Lauren que teria ali um leque novas experiências enriquecedoras para o seu futuro no estilismo e na moda.

No final, os aplausos abafavam a música de fundo demonstrando o êxito que o desfile havia sido e a ótima aceitação por parte do público das peças apresentadas. Não foi referido, mas as peças não eram mais umas entre muitas outras apresentadas em desfiles e que muitas das vezes são exclusivas e depois mais ninguém compra. Estas eram peças requintadas, claro que de custo elevado, mas não do tipo exuberantes que não se adequam ao uso quotidiano. Eram peças que, dentro das possibilidades das classes mais altas, estariam aptas para serem fabricadas e compradas para uso rotineiro.

De facto, o desfile tinha sido um sucesso, mas a noite não havia terminado, havia ainda a festa e a vingança de Rose que poderia mudar o rumo de felicidade daquele dia…


Notas Finais


Então o que acharam? Alguma incoerência ou erros ortográficos? caso tenham algo a dizer comentem aqui em baixo.
Mais uma vez desculpem pela falta de compromisso com vocês leitoras e novamente um grande obrigada.
Fiquem bem BJS :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...