1. Spirit Fanfics >
  2. Colega de Quarto (Imagine Park Jimin) >
  3. Gay? Conta outra!

História Colega de Quarto (Imagine Park Jimin) - Capítulo 10


Escrita por:


Capítulo 10 - Gay? Conta outra!


Fanfic / Fanfiction Colega de Quarto (Imagine Park Jimin) - Capítulo 10 - Gay? Conta outra!

TAEHYUNG P.O.V.


Coitadinha, minha irmã pensa quer engana. Reconheço um gay a quilômetros de distância, e o gatinho do Jimi , está longe de ser um. Mas vamos ver quanto tempo eles conseguem manter essa farsa.


Na manhã seguinte, fui com S/N até a escola, para fazer a minha matricula, depois fomos à algumas lojas, para comprarmos o necessário para minha estadia na casa da minha querida irmã.


A tarde, S/N é Jimin foram trabalhar, e eu tive que ficar sozinho. Confesso que é muito chato, já que não tem nada interessante para se fazer por aqui.


Decidi passar a tarde maratonandk algumas séries. Já que estava sozinho, fiquei sem camisa, e de calção, até por que hoje o dia estava muito quente.


Depois de já estar completamente a vontade, fui até a cozinha, e preparei um balde enorme de pipocas, também peguei alguns doces e alguns petiscos. Peguei um copo gigante de refri, e levei tudo para a sala, arrumando as coisas sobre a mesinha de centro.


Estava prestes a me jogar no sofá, quando ouço o barulho irritante da campanhia. Sem camisa mesmo, caminhei até a porta, e a abri, me deparando com um ser incrivelmente pálido.


ㅡ Como posso ajudar? - Tentei soar o mais gentil possível com a pessoa que acabara de me interromper em um momento causa do.


Antes de me responder, o rapaz parecia meio perdido, posso soar convencido, mas tenho quase certeza, de que ele olhava para meu corpo.


ㅡ A-ah! Ee-u, me desculpe, a S/N ou o Jimin estão? -franzi o cenho. Por que ele se desculpou? 


ㅡ Estão trabalhando, desculpe a intromissão, mas... você é...? -ta legal, ele é bonito, e tem cara de quem corta para os dois lados, se e que me entendem...


ㅡ Yoongi, Min Yoongi. Sou amigo de Jimin, e estou começando a me tornar amigo de S/N também... - deu de ombros. ㅡ Mas... e você? Sempre ha algo novo nesta casa, e bom, dessa vez você é a novidade. -nem percebi minha falta de educação, estou conversando com o cara do lado de fora...


ㅡ Primeirente, não quer entrar? - Sorri para Yoongi, que apenas assentiu, e entrou no apartamento.


ㅡ Você me parece bem a vontade aqui... -analisou tudo em volta. ㅡ E namorado da S/N? -O que?!


ㅡ Eca! Não, aquela coisa, é minha irmã mais velha... -Yoongi riu com minha resposta.


ㅡ Então, eu acho melhor eu ir. - disse depois de algum tipo em silêncio.


ㅡ Não quer espera-los? Pelo que disseram, Jimin sai mais cedo hoje...


ㅡ Não, tido bem, tenho mesmo que preparar a aula de amanhã... - coçou a nuca.


ㅡ Então é professor? -me interessei pelo assunto. Juro de dedos cruzados que não vou dar de cima dele.


ㅡ Ah, sim, sou professor de música em uma escola. Mas ainda sim, obrigado pelo convite. - sorriu.


ㅡ Fica para uma próxima. -retribui seu sorriso o olhando de cima a baixo. Ao perceber a maneira como o olhava, suas bochechas, antes branquinhas como porcelana, agora estavam tomando um tom rubro.


ㅡ A-agora eu v-vou indo. - Estava me divertindo c seu nervosismo.


ㅡ Não quer deixar um recado? - perguntei me aproximando em passos lentos.


ㅡ Só peça para que Jimin me ligue, por favor. -Yoongi  caminhou até a porta.


ㅡ Eu peço sim. -Sorri e segui o mesmo, abrindo a porta para si. ㅡ Espero lhe ver novamente. - humideci os lábios em movimentos mínimos. ㅡ Vai ser legal...


ㅡ Pode ser... bem, eu já vou, tchau, e me desculpe tê-lo atrapalhado. -apontou a mesa cheia de besteiras.


ㅡ Tudo bem, você me salvou de mais algumas horas na academia... - Sorri divertido, arrancando também um sorriso de Yoongi.


ㅡ A, se esse é o caso, não há de que... -me lançou uma piscadela. ㅡ Até algum dia. -apenas acendi para o menor, que já estava do lado de fora do apartamento.


Fechei a porta, e finalmente pude me jogar no sofá. Resolvi deixar as besteiras de lado, e fiquei apenas c a pipoca e o refri, depois coloquei uma série aleatória, e comecei a assistir.


[ . . . ]


Acordei com o barulho da porta se abrindo. Me sentei no sofá, e você o meus olhos, havia perdido completamente a noção das horas. Assim que minha visão focou, pude ver Jimin entrando com algas sacolas nas mãos.


Ao me notar ali, Jimin revirou os olhos e bufou.


ㅡ Será que você poderia colocar uma camisa? - disse serio. 


Abaixei meu olhar até meu troco ainda nu, voltando a encara-lo em seguida.


ㅡ Medo de se apaixonar, Jimin? -me aproximei. ㅡ Gosta tanto assim do que vê? - minha voz soou mais rouca que o normal, mas estava apenas o provocando. Sinceramente, eu não sinto atração por heteros... acho que devo agradecer a isso, pelo menos assim, eu não me iludo.


ㅡ O que? Se enxerga, Kim Taehyung! Isso jamais vai acontecer... -O nervosismo de Jimin me fez rir.


ㅡ E claro que não, eu sei perfeitamente disso. Minha irmã não me engana, muito menos você, não me leve a mal, meu caro Jimin, mas você não leva jeito nem para Bi... -Sorri sarcasticamente.


ㅡ Pense o que quiser. Não é por que não lhe dou esse tipo de atenção, que você pode definir minha sexualidade... -bufou.


ㅡ Sério? Você é realmente gay? A maneira como você olhou para minha irmã, quando a pegou me tocando, me diz o contrário...


ㅡ Você entendeu errado, só achei estranho um homem nu, bem no meio da minha sala. Olha, não quero discutir com você, você é apenas um moleque que não entende nada... -Jimin já estava ficando impaciente, mas não custa nada provocar só mãos um pouquinho.


ㅡ sabe, acho que não vamos dar certo Dividindo o mesmo quarto. Acho melhor eu dividir com minha irmã. Isso me faz lembrar quando eu era pequeno. Eu amava dormir com a S/N, como eu era bem menor que ela, eu me encolhi, e ela me abraçava por trás, me acolhendo, depois começar para fazer carinho em meus cabelos. Agora eu sou maior, vou adorar relembrar esses momentos com ela, Claro, agora com os papéis invertidos. -Só de pensar nisso meu estômago embrulhou, E ainda por cima com minha irmã. Cara, nem de mulher eu gosto!


Jimin estava caindo nas minhas provocações. Ele cerrou os punhos, e se aproximou de mim.


ㅡ Você enlouqueceu? Ela é sua irmã! Não o quero perto dela dessa maneira! -seu tom de voz já estava se elevando. ㅡ Nós vamos sim dividir o quarto, quer você queira, quer não!


ㅡ Relaxa Jimin, só estava te provocando. Jamais olhar ia para S/N dessa maneira, na realidade, para mulher alguma, por que eu sim, sou gay de verdade. Só queria ver você expondo seu ciúme, e olha só! Eu consegui. - ri da cara de tacho que Jimin ficou, mas não tinha notado que a porta ainda estava aberta, e de pé, do lado de fora, escutando toda a conversa, estava minha querida irmã.


ㅡ Você é gay? -S/N perguntou, entrando no apartamento, e fechando por fim a porta. Não queria que ela soubesse dessa maneira, estava planejando contar a ela, mas não queria que fosse assim.


ㅡ Surpresa?! - Foi a única coisa que consegui dizer, até por que, eu sempre temi contar isso a ela, tenho medo de que ela me rejeite. Posso não ser o melhor irmão do mundo, posso ser imaturo e as vezes bem galinha, admito, posso ser um péssimo aluno, mas eu ainda sim, amo minha irmã, mais que tudo. Superaria o desprezo dos meus pais se descobrissem facilmente, mas o dela não, S/N é diferente, sempre me apoiou, e sempre me ajudou quando eu precisei, diferente dos meus pais, que se preocupavam apenas com o trabalho...


ㅡ Por que não me contou? - S/N se aproximou. Acho que Jimin pensou que não era bem vindo ã essa conversa, já que ele se retirou sem dizer nada, e foi para seu quarto.


ㅡ Tive medo da sua reação... me sentei no sofá. ㅡ Eu sei que se o papai e a mamãe descobrirem, eles com certeza irão me rejeitar, mas a única pessoa com quem me importo, e você... não quero te decepcionar... - S/N se sentou ao meu lado, é me abraçou.


ㅡ Você não me decepciona por ser quem é, estaria decepcionada, se você criasse um personagem, apenas para me agradar. Eu te amo, independente da sua sexualidade, e isso nunca irá mudar, você é meu ir ao, meu sangue. Não duvide do meu amor por nada, se alguma vez, eu lhe dei a impressão de que eu acho isso uma coisa ruim, me desculpe.


ㅡ Você nunca fez isso, era só insegurança minha mesmo. -Mas olhos começaram a se mexer de lágrimas. ㅡ Que droga S/N, você me fez chorar! -ouvi a mesma rindo de mim, com sua cabeça apoiada em meu ombro. Andrés de lhe puxar para um abraço decente, limpei as lágrimas que escorreram. 


Ficamos abraçados por mais algum tempo, em total silêncio, mas me recordei de que eu não era o único com segredos ali...


ㅡ Não pense que isso muda o fato de eu saber que Jimin não é gay! -S/N engoliu a seco. ㅡ Agora você vai me contar tudo, com todos os detalhes, ouviu, mocinha? 


S/N suspirou, e começou a me contar tudo. Sinceramente, nem precisava, mas eu queria ouvir da boca dela...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...