História Colegas de quarto - Jikook hot - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Amor, Bangtan Boys (BTS), Hot, Jikook, Jimin, Jungkook
Visualizações 330
Palavras 518
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Apenas palavras


E quando saio do banheiro me deparo com uma cena que eu nunca imaginei:

Jeon Jungkook, sentado no chão frio abraçando seus joelhos contra o corpo e... chorando?

Eu nunca tinha visto ele chorar. Tudo bem que só o conheço há pouco tempo, mas mesmo assim. Ele não parece do tipo que chora e sim que faz os outros chorarem.

Ai Jimin - penso comigo mesmo - para de pensar bobagens e faz alguma coisa.

- J-jungkook? - falei meio sem jeito - o que houve? Aconteceu alguma coisa?

Ele apenas olhou pra mim, secando uma lágrima e disse:

- Minha namorada... ex-namorada - ele fechou os olhos com força e se corrigiu - mandou uma mensagem, terminando o namoro. Acabei de ver.

Mas que insensível - pensei. Considerei sentar ao lado dele mas imaginei que ele quisesse um pouco de espaço pessoal então só fiquei em pé, parado na frente dele. Um silêncio se estabeleceu até que ele disse:

- Meu pai me mandou pra cá porque eu dava muito trabalho. Ele quis se livrar de mim. Minha namorada terminou comigo e minha família finge que eu não existo. Eu sou tão... - ele deu uma pausa para respirar fundo - desprezível assim? - secou as lágrimas que insistiam em cair.

E então de repente, sem nem tempo pra pensar, eu disse:

- Mas eu ainda te amo cara. Não vou te abandonar. Pena que você só gosta de meninas.

Eu juro que disse isso no impulso, mas como uma brincadeira pra fazê-lo rir um pouco e se distrair. Mas foi um erro. A reação que ele teve foi totalmente o oposto da que eu tinha imaginado:

- Não se atreva a falar isso de novo. Nunca mais. - ele disse borbulhando de raiva e repugnância.

- Calma aí cara era só brincadeira. - eu respondi em tom alto, ficando bravo - Mas tudo bem, se você não sabe interpretar minha tentativa de te ajudar eu vou embora. Não sei o que ainda tô fazendo aqui.

Saí, batendo a porta e me xingando mentalmente por ter dito isso na hora errada e do jeito errado. Tudo bem que, por mais que eu tentasse negar, eu estava completamente apaixonado por Jungkook. E agora eu tinha certeza de que nunca teria uma chance com ele.

Mais tarde, quando voltei pro quarto Jungkook já havia dormido, então fui dormir também. E, no dia seguinte quando acordei, ele não estava lá. Calaramente tinha alguém me evitando. Tudo bem. Resolvi não me estressar com isso e fui tomar café da manhã. Mas adivinhem só a cena com a qual me deparei quando entrei no refeitório: Jungkook em cima de uma mesa, com os alunos ao redor dele. Humilhação. Era isso o que ele estava fazendo comigo:

- Como se não bastasse as garotas se matando e choramingando por mim, agora os gays também dão em cima da minha pessoa. Não é, Park? - disse olhando pra mim e todos riram.

Eu me virei e saí rapidamente do refeitório. Fui ao banheiro e lavei o rosto.

- Fique calmo Jimin. - disse para mim mesmo. - São só palavras. Apenas isso.


Notas Finais


Desculpem o capítulo pequeno, mas é tipo uma continuação do anterior, que eu também postei hoje.
Dois capítulos de uma vez pra vocês 💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...