1. Spirit Fanfics >
  2. Colegial - (Jikook - Kookmin) - one-shot >
  3. Capitulo unico

História Colegial - (Jikook - Kookmin) - one-shot - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


boa leitura

Capítulo 1 - Capitulo unico


Pov Park Jimin

Senti minha cabeça pender para o lado de forma desajeitada, minha vista estava turva e a essa altura já havia algumas pessoas a minha volta. É incrível a capacidade de como o universo consegue conspirar para tudo dar extremamente errado na nossa vida eu só não imaginei que Deus me faria logo passar essa vergonha na frente do crush.

Não era segredo que eu amava fuxicar uma vez ou outra o time de basquete afinal era um esporte que definitivamente me interessava e agradava, mas objetivos de acompanhar o treino mudaram ao ver o recém escolhido capitão de basquete Jeon Jungkook aluno do primeiro ano do ensino médio que caiu exatamente na mesma sala que eu, transferido diretamente de Busan minha querida cidade natal. O garoto prodígio já chegou causando sendo considerado o Maknae de ouro por ser bom em basicamente tudo, sabia dançar e cantar, fazia mais esportes do que eu conseguiria imaginar, era bom em absolutamente todas as matérias e ainda era um ótimo desenhista descoberto recentemente pela professora de Arte que quase infartou ao ver mais um talento escondido no menino, que ainda contava com um belo corpo tendo como consequência meninas fazendo fila para o mesmo. Eu em todo meu empecilho não era exatamente popular mas todos me conheciam por fazer parte do jornal da escola e estar por dentro de todos os babados de nossa querida escola.

Como era de costume meu lanche hoje foi feito na quadra onde eu contava com o belo espetáculo dos meninos jogando basquete pela simples diversão, mas como se Deus adorasse pregar peças em mim, mandou um anjo arremessar, sim! Arremessar aquela bola pesada de basquete bem no lado direito do meu belo rosto fazendo com que meu corpo pequeno e frágil pendesse para o lado se forma desajeitada

- acha que ele está bem? - ouvi uma voz ao longe perguntar

- não tenho certeza...- murmurou outra aparentemente pensativa - será que ele morreu? - prosseguiu a voz

- não seja idiota foi apenas uma pancada ninguém mandou o Sr.Kim Quebra Tudo tentar quebrar o crânio do menino, não adianta nada ter 1,80 de altura e ser desastrado desse jeito - respondeu uma voz baixa e rouca

- Sinto muito - murmurou a primeira voz agora mais perto, eu abri o olho me deparando com um menino moreno me encarando fixamente, tinha uma aparência preocupada provavelmente havia sido ele a me acertar com a bola

Olhei em volta e pude perceber que haviam mais três meninos  a sua volta e rapidamente reconheci como os que estavam jogando

- não tem problema... - murmurei me sentando na arquibancada ainda levemente atordoado

- Aí meu Deus a testa dele tá sangrando - gritou um tanto histérico o garoto que antes se preocupava com a minha breve falência 

- chega de escândalo Hoseok - repreendeu o garoto de voz baixa e grossa novamente sendo prontamente reconhecido por mim: Min Yoongi

- devemos leva - lo a enfermaria - comentou pela primeira vez no local o Crush Supremo

Senhor achei que iria derreter com a voz baixa e aparentemente tímida no garoto ao canto.

 

 

 

 

Por uma grande insistência dos mesmos eu caminhei pleno em direção a enfermaria sendo seguido pelos quatro atrás de mim

- precisa mesmo de tudo isso? - perguntei parando bruscamente no caminho e encarando cada um deles

- nunca se sabe se você vai desmaiar de repente no meio do caminho - disse o garoto histérico 

Revirei os olhos e continuei andando até a enfermaria onde uma mulher com certa idade mexia no celular distraidamente até nos ver adentrando o local

- Meu Deus o que houve com sua testa querido? - perguntou preocupada caminhando até mim, acho que estava mais feio do que eu esperava 

- ah um dos meninos tacaram a bola na minha cabeça mais não foi nada demais

- Querido tem sangue escorrendo  da entrada da tua testa - ela respondeu pegando um algodão e anti asséptico para limpar e aplicar no local 

[...]

Após aquele incidente desastroso na frente do crush eu passei a agir como se absolutamente nada tivesse acontecido, porém parece que o universo não estava ao meu favor em uma belíssima aula de educação física a professora teve a brilhante ideia de fazer duplinhas e sim eu caí diretamente com o Crush que assim que me viu pronunciou " você é o menino que levou uma bola na cara aquele dia né?"

Aí que vergonha, me sinto naquelas fanfics BEM clichê mas a gente releva até por que não aconteceu nada demais...o garoto era simplesmente muito tímido e acho que só puxou assunto comigo quando realmente foi preciso 

[...]

Minha vergonha alheia não foi o suficiente naquele dia até meu melhor amigo me convencer de que eu precisava urgentemente me declarar ao menino que eu gostava afinal seria só mais um a se declarar no seu dia, então como quem não quer nada caminhei aflito pelo corredor e talvez (só talvez) eu tenha causado um encontro propositalmente

- ei você é Jeon Jungkook não é? Fizemos um trabalho de educação física recentemente... - comecei envergonhado coçando a nuca após ter lhe parado no corredor

- ah sim sou...aconteceu algo ou..- ele perguntou aparentemente desconcertado 

- na verdade eu gostaria de saber se você não me encontra no portão principal depois das aulas - tentei dizer o mais breve possível 

- hãm...ok eu só preciso fazer algo antes - ele respondeu sem entender o garoto que estranhamente o parou no corredor de repente - tem alguma coisa importante ou...

- ah não exatamente mas acho melhor esperar até mais tarde para eu lhe dar detalhes

- tudo bem, até mais! - ele disse com um sorriso tímido saindo de cena 


(Em que merda eu fui me meter ....)

[...]

Eu estava parecendo um trouxa na frente da escola aguardando o maior, sinceramente eu não faço a mínima ideia do que eu estou fazendo...aish Seokjin no que você fez eu me meter??? 

Respirei fundo pela milésima vez no dia e observei o garoto caminhar distraidamente até minha frente. Já era eu não consigo nem me mexer Puta Que Pariu

- então...acabei descobrindo seu nome pelos meus amigos, Jimin não é? - perguntou assim que parou em minha frente 

- s-sim é o meu nome - respondi gaguejando de bochechas coradas 

- pode falar Jimin - ele respondeu escorando no muro ao seu lado

- acontece que... - comecei travando

- acontece que ... - ele incentivou me encarando intensamente e eu comecei a observar o mesmo, nas últimas vezes que nos encontramos ele parecia tímido mas agora aqui só nos dois ele parece tranquilo até demais, sua postura é leve e ele mordia distraidamente o lábio inferior, com aquela boquinha tão rosadinha e.. merda eu não ia conseguir falar nada de jeito nenhum e agora? Não posso deixar ele aqui...mas e se? Ah quer saber? Dane - se já tô ferrado desde o começo do ano

Me aproximei rapidamente do mesmo bruscamente na parede apenas encostando os nossos lábios fazendo uma leve pressão 

 

 

Após a pressão feita antes sobre os lábios do mesmo me afastei com os olhos arregalados finalmente me dando conta do que eu havia feito, o mesmo parecia confuso e continuo parado estático me observando conserta dúvida. Quando a vergonha finalmente me atingiu ajeitei a mochila sobre meus ombros e sai correndo em disparada para minha casa com com as bochechas coradas tentando entender o que se passou na minha cabeça naquele momento. Que merda você foi fazer Jimin? Você acabou de dar um selinho proposital no Crush e ainda deixou ele extremamente assustado, como eu vou para escola amanhã? Ai meu Deus serei um tipo de zoação para todo time de basquete. Burro, burro, burro como foi aceitar conselhos logo de Seokjin? Tudo bem ele era meu melhor amigo mas ele tem cada ideia de girico! 

Após chegar em casa respirei fundo com a respiração ofegante por ter corrido tão rápido, ao abrir a porta de casa rapidamente e me dei com a minha mãe sentada no sofá da sala enquanto assistia um de seus muitos doramas

- nossa filho demorou pra chegar! - ela comentou ainda prestando a atenção na cena dramática que se passava na tv

- é ultimamente eu ando muito atarefado fiquei tirando algumas dúvidas com o professor

- hmm entendo! Tem kimchi na geladeira caso esteja com fome

- ok mas acho que antes vou tomar um banho

Subi as escadas indo ao banheiro fazendo exatamente o que eu havia dito para minha mãe, logo depois me joguei na minha cama e passei e encher a caixa de mensagens de Jin deixando bem claro o quão horrível havia sido minha atitude e como eu jurava nunca mais ouvi nenhum conselho dele não depois dá vergonha que ele me fez passar, como Belo melhor amigo que ele é tudo que ele fez foi dar risada da minha cara de trouxa enquanto eu deixava bem claro como eu não queria ir para escola de jeito nenhum no outro dia

 

POV JEON JUNGKOOK

 

Após o incidente inesperado no dia anterior fiquei pensando o quão curioso aquele menino era, tudo bem eu era bem famosinho e muitas pessoas viam atrás de mim pedindo para ficar mas aquele menino... bom ele me deixou fascinado com a cara de pau dele e com aquelas bochechas rubras super fofinhas. Decidi que iria falar com ele mas ao chegar no dia seguinte tudo o que eu consegui foi ver um menino fugindo de mim o dia inteiro, até que depois de UMA SEMANA eu conseguir encurralar ele na parede do banheiro e o mesmo quase infartou ao me ver mas eu permaneci impassível.

- Por que está fugindo a semana inteira? - pergunto baixo com uma sombrancelha arqueada

- m-me desculpa por ter feito aquilo não foi minha intenção lhe assustar muito menos deixar irritado - o menor murmurou

- oque te faz pensar que eu fiquei bravo? Bom surpreso eu realmente fiquei só não esperava que você fosse fugir de mim, eu estou acostumado a pedirem pra ficar comigo...então vai ser aqui, na tua casa...- aguardei o garoto agora aliviado me responder, mas logo me encarou confuso

- oque?

- o que o que?  Você queria ficar comigo não queria? Pois bem, eu gostei de você - respondi impassível 

- mas eu não...

- vamos lá garotinho eu não tenho todo tempo do mundo - murmurei me aproximando do mesmo e deixando um leve selar em seu pescoço do qual eu pude ver o mesmo engolir seco

Ao ver que o mesmo estava prestes a ceder continuei a depositar pequenos selares em seu pescoço vendo que já estava todo arrepiado sorri observando o efeito que causava no mesmo continuei sentindo mesmo começar a ceder levando o pescoço levemente para trás, subi os beijos por toda a extensão de seu maxilar e depositei pequenos felizes em sua boca até celular nossos nossos lábios em um beijo feroz. logo eu já estava levando minha mão a sua cintura deixando leves apertos ali no local levei minha mão por dentro de sua camiseta sentindo o seu abdômen aparentemente definido, após fazer uma breve inspeção dentro de sua camiseta levei minha mão até o cós de sua calça e consequentemente adentrando a mão a sua Box percebendo que apenas com um beijo já estava definitivamente excitado

Levei minha mão até o seu membro rígido iniciando o movimento leve de masturbação ele parecia ser tão fraco e frágil aos meus toques que com certeza estava em entrando em abstinência sorri vendo mesmo soltar pequenos murmúrios de prazer e prossegui com os movimentos deixando o mesmo totalmente satisfeito ao se desmanchar por completo na minha mão e sujando sua Box com líquido quente pela bombeação constante

- e então pequeno...na minha ou na tua? - perguntei pressionando levemente a língua na bochecha

- na tua agora! - murmurou ofegante 

[...]

 

 

 

 

 

 

 

Não demorou mais que meia hora para estar nos atacando novamente desta vez dentro do meu carro quando finalmente conseguimos nos afastar, eu dirigi na maior velocidade possível em direção a minha casa da qual eu sabia está vazia por conta da ausência de meus pais

Logo já estávamos nos atacando em cima da minha cama parcialmente grande o suficiente para nós dois sorri vendo quão necessitado o garoto estava e eu joguei na cama já começando a tirar nossas roupas nunca interrompendo contato, o mais novo trocou as posições ficando por cima desceu beijos leves porque meu abdômen assim tirando de vez a minha Box da qual ja estava molhada com pré gozo, suspirei com o contato do mesmo peguei um pequeno potinho de lubrificante presente na cabeceira e levei uma de minhas mãos até sua entrada ameaçando entrar, pelo que percebi já não era tão virgem assim e não demorou muito para o mesmo se acostumar rapidamente e eu já estava enfiando desesperadamente meus dedos na entrada do menor que gemia alto com contato, e quando estava já suficientemente preparado ele mesmo se posicionou de forma que adentrou sua própria entrada devagarzinho evitando maior dor, logo Jiminnie já cavalgava desesperadamente sobre mim proporcionando prazer suficiente para nós dois o prazer demorou cerca de longos 15 minutos e no quarto só se ouvia o barulho do sexo e de nossos gemidos impura sincronia após um o tempo mesmo avisou que seu organismo estava prestes a chegar e eu retribuir de forma que nos desfazemos juntos sobre a cama sujando os lençóis com líquido que saía de dentro dos dois

- isso foi... - comecei ofegante

- inesperado! - ele completou encarando o teto - AH MEU DEUS - o mesmo disse assustado

- oque?

- acabei de perceber que transei com meu crush - arregalou os olhos assustado

- sou teu crush?

O mesmo se deu conta da fala e me encarou com a bochechas rubras

-é-er...sim na verdade quando eu estava indo falar com você foi pq queria me declarar não ficar com você 

Quem arregalou os olhos desta vez foi eu

- então você não queria...

- não! - ele exclamou de repente - eu adorei, só não esperava terminar assim

- hmm entendi... - respondi baixinho fitando o teto 

 

 

 

- ei?

- hum? - ele respondeu meio perdido

- topa um segundo round?

 


Notas Finais


perdoem os erros

Não se esqueçam de favoritar

A mesma fanfic vers. Vkook: https://www.spiritfanfiction.com/historia/colegial--taekook--vkook--one-shot-20233022


Dá uma olhadinha nas minhas fanfics vai que tu goste: https://www.spiritfanfiction.com/jornais/guia-das-minhas-fanfics-20475681


KISSES SRA.MINTAE


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...