História Colegial - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jin, Rap Monster, Suga
Tags Colegial, Esconde-esconde, Hoseok!kid, Kakaw-chan, Romance, Slash, Yaoi, Yoongi!kid, Yoonseok, Yoonseok!kid
Visualizações 11
Palavras 1.673
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Esporte, Fluffy, Romance e Novela, Slash
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie!!!
Essa fanfic está na minha biblioteca a muito tempo, é uma fluffy que eu gosto bastante porque é uma coisinha mais inocente do nosso amado YoonSeok rsrsrs
Espero que gostem e apreciem esse Yoon e esse Hobi pequeninos brincando e descobrindo um pelo outro um sentimentozinho puro. ♥♥

Capítulo 1 - Capítulo Único - Esconde-Esconde


Um... Dois... Três... Quatro... Cinco...

Cada passo que eu dava enquanto corria ouvia um pouco mais baixa a voz de um amigo que contava o tempo que eu tinha para me esconder. Era o horário do recreio e estávamos brincando de esconde-esconde no pátio.

Eu nunca contei para ninguém, era algo bobo no fim das contas, mas a verdade infantil é que eu tinha um pouco de medo dessa brincadeira, quero dizer, não medo de verdade, era apenas porque eu não gostava de procurar as pessoas, era muito ruim nisso, corria mais devagar que os outros garotos - por causa das minhas pernas curtinhas -, e ainda, passava tempo demais os procurando, parecia que todos estavam juntos num lugar só, rindo da minha cara enquanto eu procurava num lugar totalmente ao contrário, além de que quando finalmente achava alguém, sempre aparecia outro e o salvava, era frustrante. Eu não gostava de ser a pessoa a procurar.

Era por isso que eu estava correndo para o mais longe possível, pensei primeiramente em me esconder em alguns arbustos, mas logo vi que era previsível demais quando vi NamJoon - um amigo meu - correr para um, depois pensei em subir em alguma árvore, mas era uma péssima ideia, afinal eu não era o melhor a subir, tampouco a descer, vi alguns coleguinhas indo na direção de alguns brinquedos, tentar se enturmar no meio de muitas outras crianças, era uma boa camuflagem, mas eles corriam rápido se fossem vistos, eu não tinha esse trunfo.

Corri então para o final do pátio onde havia uma entrada para um corredor, o corredor levava para a cantina, mas eu só precisava ficar ali encostado na parede pois teria uma boa visão de Jin que nos procurava. Me acocorei no chão para que ficasse ainda menos visível, olhava de vez em quando apenas para conferir que estava tudo bem e que ninguém iria me achar.

Foi quando eu o vi correndo em minha direção, HoSeok era um garoto de uma classe atrás da minha, no entanto ele sempre vinha brincar comigo e meus amigos, quase nunca conversávamos e no momento eu só conseguia imaginar que ele acabaria com meu esconderijo. Claro que ele não sabia que eu estava aqui e quando virou com tudo para entrar no corredor, fazendo uma curva fechada demais, o que nos restou foi eu que antes estava acocorado caído de bunda no chão e ele para não cair em cima de mim se jogou para o outro lado detendo a queda com o braço esquerdo, provavelmente havia se machucado.

 — Au! — Pude ouvir o mais novo murmurar baixinho.

— Você... Está bem HoSeok? — Perguntei também não muito alto, mesmo que a maioria das pessoas estivessem bem longe eu ainda não queria ser achado.

— Ah, é você YoonGi, estou sim. —  E o maior abriu um daqueles sorrisos enormes que deixava todos hipnotizados.

Eu não era próximo de HoSeok, e acho que na verdade sou o único que pensa dessa forma se tratando dele, porque enquanto eu tinha apenas Jin e NamJoon como amigos, HoSeok tinha praticamente a escola toda. Ele continha um sorriso a todos os momentos, era sempre legal com todos e independente dele conhecer ou não era sempre gentil. HoSeok era uma espécie rara de ser humano na minha opinião e olha que eu nunca estudei nada sobre os seres humanos.

 — Posso me esconder aqui com você? Acho que não dá mais tempo de procurar outro lugar sem que Jin-Hyung me veja... — Ele perguntou enquanto limpava a roupa e olhava em meus olhos, apenas assenti.

Dessa vez fiquei ajoelhado no chão e coloquei um pouco da minha cabeça para fora do esconderijo apenas para ver como estava indo o jogo, Jin ia para o lado totalmente oposto ao nosso. Olhei para cima, HoSeok estava em pé atrás de mim com a cabeça em cima da minha quase encostado, era estranho a sensação dele tão próximo e só piorou quando ele olhou para baixo, nossos olhares se prenderam e era realmente esquisito pois estávamos em ângulos bem diferentes, chegava a ser um pouco engraçado o observar tão de perto como se estivesse de cabeça para baixo ou invertido.

Acabei corando e não sabia bem se era pela aproximação ou se porque eu queria rir da situação que para mim era engraçada, aconteceu no fim das contas de ambos acabarmos rindo não sei se da mesma coisa, mas uma coisa era certa, éramos dois bobos em rir do nada. Eu me ajeitei olhando mais uma vez para ver onde Jin estava e ele permanecia longe, me sentei no chão encostando as costas na parede e HoSeok fez o mesmo sentando ao meu lado.

Ficamos em silêncio por um tempo e eu não sabia se era pelo sigilo que a brincadeira exigia ou se era pela nossa falta de assunto, por que sobre o que iríamos conversar? Eu não sabia quase nada sobre o mais novo e ele o mesmo sobre mim, não que isso também fosse importante, na nossa idade - oito e sete anos -  essas coisas são irrelevantes.

Olhei de lado para HoSeok e o mesmo sorria enquanto procurava algo no bolso de sua jaqueta, a minha pergunta saiu sem permissão fazendo minhas bochechas queimarem e sua testa franzir.

 — Por que você sorri tanto? — Era uma pergunta idiota no fim das contas, ele não precisava de um motivo para sorrir.

— Porque eu sou feliz, ué!? Você sabia que as pessoas que riem mais vivem mais também?

— Quem lhe disse isso? Não acho que seja verdade.

—  Não me lembro quem disse, mas eu pretendo descobrir, eu serei imortal! — Acabei rindo e movi a cabeça em negação, ele me acompanhou na risada, eu dei um pequeno peteleco em sua testa.

—  Você não será imortal, ninguém é imortal.

— É, pode ser, mas eu fiz você rir, duas vezes já, então acho que já ganhei a vida.

Falou com um sorriso ainda maior - se é que pode ser possível - e trinfante, como se realmente me fazer rir fosse um prêmio, algo que ele tivesse tentado a vida toda e finalmente conseguiu, eu só não consegui entender o porquê dele se sentir assim.

—  E desde quando me fazer sorrir começou a valer tanto?

— Desde que te vi chorando na semana passada e eu percebi que gosto bem mais de você sorrindo do que chorando.

Fiquei surpreso, dessa vez, bastante surpreso, na semana passada meus pais haviam tido mais uma briga feia e eu sempre ficava no meio disso tudo, quando cheguei na escola não estava muito afim de brincar, então no intervalo eu corri pro fundo da escola onde eu sabia que quase ninguém ia e me sentei no chão, acabei chorando, mas só porque achei que estava sozinho, agora sei que não estava. Me sinto envergonhado em ter sido assistido chorando, no entanto ainda permanecia intrigado com suas palavras, sua decisão de que queria me ver sorrindo.

— Por que não falou que estava lá, não é nada educado ficar seguindo e espiando as pessoas.

— Eu não estava te seguindo hyung, eu também estudo aqui se lembra? Eu só estava passando e te vi.

— HoSeok, no fundo do colégio não tem nada de interessante, por que você estaria lá sem motivos?

— Eu não diria "nada de interessante", tinha você lá.

— O que?

Mas minha pergunta não foi respondida, o mais novo se colocou de pé e se encostou na parede pondo só um pouquinho da cabeça para fora para observar, fiz o mesmo e logo vi que finalmente Jin vinha em nossa direção. Congelei, eu não queria ser descoberto, se os três corrêssemos, HoSeok ainda teria uma chance de correr rápido e se salvar, mas eu certamente não correria rápido suficiente e Jin ganharia. Uma troca de olhares rápida com o Jung foi suficiente para que seu sorriso me tranquilizasse um pouquinho, o mesmo fez sinal de silêncio e então me deixou, correndo e gargalhando quando Jin gritou algo como: "Sabia que havia alguém ali".

Observei abaixado e espremido na parede como se pudesse me fundir a ela, o Jung correr, mas Jin já estava mais a sua frente, foi perdido para o mais novo, se eu não conseguisse chegar até lá e o salvasse ele seria o próximo a procurar, mas se eu não conseguisse eu quem iria procurar. Fiquei ainda mais um tempo observando de longe, ele ria junto aos outros garotos que já haviam sido achados, esses que tiravam sarro dele por ser o próximo a contar e a procurar, mas ele não parecia se importar com isso.

Foi tomado pelo pensamento que ele fez aquilo por mim que eu corri, corri bastante, corri como nunca. O Jung havia decidido que me faria sorrir, eu estava decidido que o salvaria no esconde-esconde assim como ele silenciosamente havia tentado fazer por mim.

.

.

.

— Um… Dois… Três…

Como era de se esperar eu não havia corrido suficiente para me salvar e muito menos ao Jung, porém como fui o último a ser encontrado e não consegui me salvar, era eu a contar, portanto de um modo ou de outro o mais novo estava livre. Enquanto contava sorri com a ideia de que tinha enfrentado meu medo bobo por causa de HoSeok o garoto da turma atrás da minha que tinha um sorriso tão grande que chegava ser constrangedor, o menino que eu havia dito que não conhecia bem e não era meu amigo, mas que havia me observado e tinha dito que me fazer sorrir valia a pena.

Quando terminei de contar e me virei, eu não senti medo nem vergonha, não fiquei imaginando que os outros meninos estavam reunidos rindo de mim enquanto eu procurava, não mesmo, porque o que eu queria achar eu tinha quase certeza de onde estava. Corri saindo do pátio dando uma volta pelo colégio, cada vez o caminho ficando mais deserto até que eu pude chegar realmente no final do colégio e lá estava HoSeok sentado no chão abraçando os joelhos e sorrindo.

— Eu sabia que você iria me achar.


Notas Finais


E entom? O que acharam?
Espero que tem gostado, eu particularmente amei esses dois amores!
Deixem um comentário e acompanhem minhas outras fanfic'c, essa é minha única fanfic menor de dezoito anos, então se quiserem mais nessa faixa de idade digam aí, mas se gostarem de +18 tem as minhas outras pra vocês se divertirem hehehe


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...