História Colégio de Artes de Seoul - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 4
Palavras 1.553
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Alguém ainda se lembra dessa história? Vou ter que rir para não chorar.
Gente, sei nem o que dizer desse tempo de sumiço, eu tive que estudar para um concurso, que foi dia 30, aí a alguns meses atrás me deu a louca e sai de todas as redes sociais, não vi mais nenhum mv de kpop... ainda nem vi o comeback do BTS. Enfim, quem quiser acompanhar, a história vai continuar

Capítulo 31 - O novo aluno - parte 1


Fanfic / Fanfiction Colégio de Artes de Seoul - Capítulo 31 - O novo aluno - parte 1

Assim com Tomé, Min Young Gi estava a duvidar de seus próprios olhos... Quando chegou na casa dos meninos Jimin estava saindo para comprar algumas coisas, lhe cumprimentou brevemente e avisou que os irmãos estavam em casa. O quarto de Kim estava vazio, por isso foi logo no de Jhope ver se encontrava alguém. Encontrou a porta entreaberta, o que lhe dava visão para o que estava acontecendo lá dentro, por um segundo se perguntou se havia fumado feijão vermelho, Kim e Hobi estavam se beijando.

A sua amiga inocente estava beijando o seu amigo pegador. Isso não ia acabar bem.

Ficou ali parada por uns segundos, tentando ver uma lógica na cena, nesse curto tempo o casal se separou e foi aí que Suga espirrou. Ignorando o momento de traição do próprio corpo levantou a cabeça e encontrou dois pares de olhos assustados lhe fitando, sem ver outra solução a garota entrou no quarto e fechou a porta. Assim que fez isso percebeu que não sabia o que dizer e os outros também não e pareceu se passar uma eternidade até que Hoseok falou:

- V, você pode deixar a gente a sós?

A menina balançou a cabeça em confirmação e saiu do quarto sem olhar para Young Gi.

- Você podia disfarçar um pouco a sua cara de choque. – Falou o garoto.

- Não acho que consigo. – Confessou Suga. – Nunca imaginei que rolasse algo entre vocês, simplesmente não faz sentido, é estranho.

- Não é nada disso...

- Então é o quê? Está dando aulas de como beijar?

- Como você sabe? – Perguntou ele com os olhos muito abertos.

Young Gi o conhecia a tempo suficiente para saber que estava falando sério. Agora era dos seus ouvidos que estava duvidando, será que tinha escutado errado? Os dois estavam praticando um beijo?

- Hobi, você deve estar louco, ninguém faz esse tipo de coisa. – Ela falou

- Bem, nós fizemos. – Disse Hoseok, na defensiva e então pareceu meio perdido. – Não sei o que aconteceu... Ah, eu sei sim, foi tudo culpa sua!

- Culpa minha? – Perguntou Suga, que não entendia onde a sua puríssima pessoa entrava nessa confusão.

- Sim, você disse que o Baekhyun tinha segundas intenções com a V, que veio me dizer que ia beijar ele. Aí eu não tive escolha, não dava pra imaginar ela tendo seu primeiro beijo assim.

- Assim como?

- Com uma pessoa que ela mal conhece, que não confia. E se fosse ruim?

O que Jhope disse fazia muito sentido, para ele.

- Isso não existe. – Falou Young Gi. - Simplesmente não dá pra ficar planejando um primeiro beijo, você vai lá e faz. É assim com todo mundo, perder o bv é tipo andar de bike, a gente leva uns tombos, se machuca, mas segue em frente. Quando menos percebemos estamos pedalando sem usar as mãos ou então fazendo uma rabiada, que aí já seria um beijo de língua, ou um boquete, um bem feito.

- Que horror! – Disse Hoseok e sua cara realmente transmitia isso.

- Ah, não venha dar uma de puritano.

- Bem, a V não vai fazer esse tipo de coisa, com ninguém.

- Por que não? Por que vai fazer com você? – Perguntou Suga, levantando as sobrancelhas.

Ouvindo isso ele não conseguiu disfarçar a vermelhidão de vergonha que tomou conta de seu rosto, mas mesmo assim se esforçou para se explicar:

- Você entendeu o que eu quis dizer.

Cansada Min Young Gi suspirou.

- Só não continue com isso, ela é minha amiga, não quero que saia machucada.

- Também não quero. – Disse ele.

- Não é o que parece. Estou indo, você tem muita sorte que não foi o Jimin quem viu tudo isso.

- Eu sei. – Respondeu ele, baixinho.

Quando saiu do quarto, deixando Jhope sozinho, encontrou V no corredor, sentada no chão e olhando para os próprios pés, mas levantou assim que notou a amiga.

- Você não está com raiva de mim? – A mais nova perguntou.

- Por que eu ficaria? – Falou calmamente Suga e continuou, já que não foi respondida. – Eu só me divirto com o Hobi, assim como eu fazia com qualquer um. Mas você não pode ficar com ele e não é por causa de mim... o Jimin nunca mais vai falar com o irmão se souber disso e você sabe como eles se importam um com o outro.

- Eu sei, é só que...

- Você gosta dele. – Afirmou vendo o olhar no rosto da menina.

Assustada por ter sido descoberta Tae Eun afirmou com a cabeça.

- Tem muitas pessoas que seriam melhores pra você, de preferencia um garoto fofo. Você ainda é muito inexperiente nesse assunto de romance, depois que conhecer outras pessoas vai ver que é só uma paixonite.

Uma olhada na expressão de V mostrava que ela não parecia tão certa sobre isso, mas se dependesse da amiga logo mudaria de ideia.

 

***

Passar pelo corredor do colégio foi um inferno, quando seus amigos estavam ao lado as pessoas não falavam muito, mas lhe olhavam com nojo, como se ela fosse algum pedaço de merda. Agora o Jimin vivia com o Jungkook, Jhope com Kim, Jin com os amigos dele e com Nam Joo, enquanto ela estava ali sozinha, como foi que acabou assim? É claro que sempre esperavam ela para entrar no colégio, mas na maior parte do tempo não estava acompanhada, disse que não precisava. Só Suga sabia como as coisas estavam feias, porém seria forte, não ia ser derrubada por aquelas pessoas.

A primeira aula já havia começado quando um pedaço de papel aterrissou em sua carteira, distraidamente ela abriu, dizia:

Não sabia que você dava para todo mundo, espero não ter perdido a chance.

Os olhos de Young Gi começaram a arder e amassou o papel enquanto segurava as lágrimas, lagrimas de raiva, disse a si mesma. Depois de algum tempo outra nota chegou a ela, mas dessa vez não abriu, não seria mais idiota. Não daria o que eles queriam, não choraria enquanto os outros riam, iria se dedicar a sua música e ser famosa, no futuro faria questão de organizar um reencontro de turma apenas para esfregar na cara de todos o seu sucesso.

Assim que o sinal tocou saiu voando da sala de aula, mas mal pisou no corredor quando sentiu uma mão em seu braço, lhe prendendo no lugar. A contragosto olhou para trás e viu olhos preocupados lhe observando, era Baekhyun.

- Hei, você está bem? – Ele perguntou.

Era algo bem sem noção para questioná-la neste momento, mas mesmo assim respondeu:

- Ótima.

Foi uma mentira, porém o garoto pareceu acreditar, talvez por ser mais conveniente ou então pela sua inocência. Young Gi apostava na segunda opção.

- Que bom, você parecia estranha na aula, mandei um bilhete perguntando se estava tudo bem, só que você não abriu.

- Legal. – Disse ela, tranquila por saber que não era mais um bilhete ofensivo, mas ainda sem saber o que falar, então veio com outra mentira. – A Kim perguntou de você.

- Sério? – Perguntou Baekhyun, evidentemente surpreso e com um sorriso enorme.

- Claro, ela disse que espera que aconteça algo entre vocês na festa da Wendy, mas, ei, não foi de mim que você ouviu isso.

 Enquanto o menino balançava a cabeça, como uma criança feliz, Suga foi embora ignorando os esbarrões, que podiam ser acidentais e as palavras cruéis, que podiam ser para qualquer para qualquer pessoa. A próxima aula era de música, então o dia não estava totalmente arruinado.

Se o momento fosse outro estaria lamentando ter que riscar Jhope da sua lista de peguetes, ele era o número um. Mas depois que aquele vídeo foi divulgado não conseguia se imaginar ficando com mais ninguém. Então se a carreira de produtora e compositora não desse certo poderia seguir a de freira, já era uma menina casta, em pouco tempo completaria uma semana sem ficadas.

Na sala de música sentou atrás do seu piano e depois de tirar da bolsa um pano - que trazia já para essa finalidade - começou a cuidar do seu bebê tirando as manchas de dedo nas partes de madeira. Quando não havia mais nada para limpar sentou no banquinho e junto com os outros esperou a professora. A tampa de madeira do instrumento estava abaixada e aproveitou para apoiar a cabeça enquanto aguardava. Pouco tempo depois ouviu o barulho de conversas cessou e ouviu a voz da professora:

- Turma, a partir de hoje se juntará a nossa classe um aluno transferido. Provavelmente são os primeiros a vê-lo já que ele chegou atrasado.

O som de conversas voltou, dessa vez mais forte e com certa comoção feminina. Ótimo, pensou Suga, talvez assim ele desviasse um pouco da exagerada atenção que as pessoas agora lhe davam.

- Apresente-se para a turma. – Falou a professora.

Finalmente, levantando a cabeça, Min Young Gi pode vê-lo, o cabelo era estranhamente baixo para um jovem coreano, mas caia bem nele, o formato dos olhos lhe dava um ar de desdém e o rosto sério completava o pacote. O garoto sequer abriu a boca, apenas deu um passo a frente, e as garotas deram risadinhas, ótimo, inflem o ego dele, vai pensar que é alguma bosta, pensou Suga ao rodar os olhos, já o detesto.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...