1. Spirit Fanfics >
  2. Colégio Elite Olimpus >
  3. Hazel

História Colégio Elite Olimpus - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Olá pessoas lindas volteeei!
Agradeço a todos os que estão acompanhando
Fiquem com o cap :)

Capítulo 9 - Hazel


 

_ Pelos deuses Nicolo, me deixe em paz._ Hazel gritou exasperada.

 

_ Então é isso que voçê quer? Paz? Voçê o conhece há o qué, meio dia!? E já está agindo como se fosse noiva do cara! 

 

_ Quer saber Nico, vai pra inferno. Tenho que te lembrar que o fato de voçê ser algums meses mais velho que eu isso não te dá o direito de agir como um irmão mais velho protetor.

 

_ É claro que me dâ, Hazel irmã, e eu não me cansarei de o ser. Apenas pense melhor antes de agir como se fosse uma..._ mas antes de Nico terminar, o sinal tocou.

 

_ Olha só, o sinal. Poderiamos continuar a nossa conversa fraternal agora.

 

_ Não mesmo, vamos a aula. Mas voçê mocinha, vem comigo.

 

Ele segurou no braço dela de uma forma protetora, Hazel bufou de frustração e foi resmungando o caminho todo até o anfiteatro principal do colégio, a aula de Apolo já ia começar. Dentro do anfiteatro, Nico escolheu o lugar menos iluminado e arrastou Hazel para se sentarem ali, o que fizeram com Hazel murmurando impropérios para ele. Ela não entendia a atitude dele.

 

Eles nunca moraram juntos, pois eram irmãos de mães diferentes. Hades Plutão di Ângelo, o pai deles, fora casado com a mãe de Nico e Bianca por vários anos, onde tiveram Bianca depois o Nico, mas a mulher morrera de doença precocemente, deixando um Hades arrazado e duas crianças mal encaradas. Porém, pouco tempo depois, Hades conhecera a mãe de Hazel onde casaram e tiveram Hazel, mas esta morreu soterrada nas minas dos pais quando Hazel tinha treze anos, e desde então, Hazel morava com Hécate, a sua madrinha, em Nova Orleães, Hazel não sabia muito bem porquê não fora morar em Los Angeles com seu pai e seus irmãos. Hécate sempre dera aulas na Elite Olimpus, e por ser longe de Nova Orleães, ela só voltava em casa por trimestres deixando Hazel praticamente sozinha, mas Hazel não se chateava, adorava a sua madrinha e Hécate tratava Hazel muito bem. E no início do ano o pai lhe dissera que havia a inscrito para estudar naquele internato. Hazel odiou a princípio, mas depois pensou melhor e gostou quando notou que estudaria com seus meios-irmãos. Ela estava tão intusiasmada para estar com eles e agora Nico a tratava daquele jeito.

 

O anfiteatro já estava cheio, todos os estudantes do primeiro ano do ensino técnico estavam alí. Aquela aula era única que podia reunir toda aquela gente em uma única sala. Hazel procurou por Leo com os olhos e o avistou do outro lado do anfiteatro sentado próximo a Piper, eles conversavam tão a vontade que ela os apreciou. A sala fez silêncio mortal pois o professor acabava de entrar.

 

Um homem alto, louro de olhos azuis, de vinte e poucos anos e um ar jovial entrava pela porta que dava para o palco,  ele entrava de mãos dadas com uma mulher com mesmo ar jovial, ela era baixa, um metro e sessenta talvez!? Hazel gostou dela logo de vista, pelo menos não seria única baixinha alí. A mulher que parecia praticamente uma criança, tinha cabelos pretos amarrados em um coque firme no alto da cabeça, rosto lindo e corpo definido, vestia meias-calças brancas, sapatilhas e vestido rosa, ela trajava roupa de ballet, a mulher parecia uma Arianna Grande. O homem vestia roupas folgadas, uns calções de algodão branco e uma blusa azul. Eles pareciam ostentadoramente simples. Pararam no meio do palco em frente a multidão que bebia com avidéz cada movimento que eles faziam. A mulher pós-se perfeitamente na ponta dos pés e sussurou algo no ouvido do homem, este acenou, e a mulher afastou-se e se sentou de uma forma invejavelmente reta numa cadeira posta alí estrategicamente. O homem agora sozinho em pé, apresentou-se.

 

_ Creio que estou diante do primeiro ano do ensino técnico médio da Elite Olimpus, se estou certo, então estou diante de vencedores, pois com ardor voçês venceram o fundamental para chegarem até aqui. Portanto, na minha ótica, voçês são hérois. _ O lugar estava num silencio venerador, ninguêm se atrevia a tirar um som siquer._ Aqui neste lugar será onde voçês serão testados, enfrentados, apostados e afrontados e moldados para serem aprovados e, até no início do próximo ano, serão Reclamados segundo a sua dedicação. Eu acredito que todos voçês têm dons dentro de si mesmo os que não demonstrem e eu prometo a voçês que ao participarem aqui não estarão investindo em vão. Meu nome é Febus Apolo e esta é minha irmã gêmea, Diana Artemis, e nós seremos os seus professores de arte, bem vindo a verdadeira Elite Olimpus. 

 

A sala inrrompeu em aplausos e vivas, Hazel tambêm os seguiu emocionada, até Nico demonstrou estar imprecionado. O professor virou-se e olhou para sua irmã.

 

_ Pode puxar o pano irmã, por favor.

 

Sua irmã levantou-se delicadamente, puxou uma fita que permitia abrir o cenário do palco. O palco ficou imenso e surpreendentemente equipado. Havia todo tipo de isntrumentos usados para vários tipos de artes e a parede do fundo era uma tela gigante que dava um ar de cinema ao lugar. Todos arfaram com intusiasmo. Na tela gigante, tinha escritos em letras garrafais: AULA DE ARTE COM APOLO E ARTEMIS. LIÇÃO 1 E 2. TEMA: INTRODUÇÃO A ARTE.

 

Artemis voltou pro seu lugar. Apolo tinha um tipo de controle remote nas mãos e com ele foi trocando as imagens em slide do telão enquanto falava.

 

_ Existem mil e uma definições pra arte, alguns dizem que é o aperfeiçoamento da técnica, outros dizem que é o que rege o mundo, dá sentido a vida, por aí em diante. Mas eu queria saber de voçês, o que voçês pensam sobre arte? Não se admirem, a nossa aula é aberta._ Quase todos levantaram a mão pra falar. 

 

_ Wau. Que intusiasmo não é mesmo Diana? _ a irmã concordou._ Vamos ver quem se destacou mais. Hum. Voçê ali, garoto. Sim voçê meu jovem. Diga  seu nome e dê sua contribuição._ ele havia apontado para um garoto forte, muito forte, com olhos puchados, era da desçêndencia asiática, Hazel reparou. O rosto do garoto entrava em contraste com o seu corpo musculoso e já feito, pois o garoto tinha um rosto de bebé, Hazel reparou que ele até era bonitinho. Este no entanto, após ser apontado, levantou-se apressado e todo atrapalhado, avído para falar. Apresentou-se como sendo Frank Zhang e deu a sua definição sobre o tema, Hazel suspeitou que o garoto se preparara antes da aula, pois a sua contribuição era correta. Apolo o elogiou. Deu espaço para outros falarem e a aula foi acontecendo. A maneira que Apolo falava e explicava fazia com que se percebece com nitidéz, era impossivel se sentir entediado ali.

 

_ As artes são a mais pura maneira de se expressar... _ ele continuou falando e os estudantes anotavam com veneraração. Ele anunciou a turma.

 

_ A arte está dividida em duas partes: a exprecisa e a demonstrativa. Na expressiva, a matéria que eu, modéstia a parte, domino, deixa-se transparecer atravéz da voz e da fala como o canto, poesia, atuação e por diante. E na demonstrativa, a parte da minha irmã, verifica-se mais os atos como a dança, pintura, arquitetura, coisas do tipo. Agora eu pergunto, qual de voçês sabe fazer algum tipo de arte?

 

Várias pessoas levantaram as mãos, Piper se destacou mais. Os braços de Hazel pesavam de nervosismo, ela queria se levantar tambêm mas não se achava boa o bastante e era claro que amaioria deles sabia de algo sobre a arte, pois já estudavam alí ha muito tempo.

 

Felissícima, Piper foi chamada ao palco, ela usava o seu uniforme em estilo vestido princesa acima dos joelhos, sapatos altos vermelhos, batom vermelho. O seu cabelo perfeito caía em ondas castanhas até a cintura, elas os jogou para trás de uma forma sensual sem esforços, Piper era de invejar.

 

_ Olha o que temos aqui, quanta classe. Diga o seu nome princesa e nos deslumbre com o seu talento._ Ela disse o seu nome e o que sabia fazer. Apolo abriu alas pra ela. Piper posicionou-se no meio do palco, olhou pra plateia, no Jason em particular, soriu e soltou a voz, e surpreendeu todos com o seu canto. Cantou a capela a música " Let Me" de Zayn e fez algumas mudanças na letra da música por ela ser mulher. Todos perceberam que aquela era uma declaração feita para Jason, o seu namorado. O timbre de voz dela era de tremer os corações, aquela garota não era fácil. Quando acabou, todos a aplaudiam e ela fez vênia sorindo docilmente para o público. Apolo e Artemis falaram bem dela, Piper agradeceu e foi se sentar. Apolo convidou mais alguêm. Agora era a vez de Leo.

 

O garoto aproximou-se do palco, apresentou-se e disse que tocava bateria. Artemis o conduziu para o instrumento. Leo olhou para eles na plateia e suspirou

 

_ Wow! Aqui é mesmo assustador._ todos gargalharam, Apolo o insentivou a tocar. A princípio, parecia que o garoto batia na bateria aleatoriamente tirando sons desconexos, mas depois, Hazel se viu mexendo os pés ao som das batidas na medida que o ritmo surgia. E era de te fazer dançar. No final houve aplausos fortes e Leo foi se sentar. Apresentaram-se mais pessoas como Rachel Dare que mostrou lindos retratos dos gêmios professores, veio Michael Yew que dançou uma dança freestile, e mais pessoas foram se apresentando. Apolo os elogiou a todos. Hazel não conseguia se desprender da cadeira. O professor avisou que na próxima aula daria um trabalho em grupo. Quando a aula terminou os alunos resmungaram de desánimo. Apolo prometeu que a proxima aula seria mais boa que aquela, devolvendo-lhes o ánimo. Antes que se retirassem Artemis avisou docilmente.

 

_ Na próxima segunda estaremos fazendo o casting para líderes de torcida, apareça quem quizer, os jogadores agradecem._ Hazel quase morreu de nervosismo quando ouviu isso. 

 

 

Enquanto todos se retiravam, o garoto Frank conversava de uma forma íntima com Apolo, Hazel estranhou, mas foi puxada por Nico para saída do anfiteatro. Ela foi resmungando o caminho todo até Nico dizer que Bianca, a irmã mais velha deles estava os chamando. Quando chegaram ao corredor a avistaram.

 

_ Então perdedores, _ Bianca falou com cara de tédil_ eu os chamei porque o pai ligou pra mim e disse que vai viajar para Palestina, voçês sabem, há muita guerra por lá e ele foi espandir os horizontes do seu negócio. Nico porque está segurando a garota assim? Páre de agir como criança, seu criança e solte a chocolate...

 

_ Meu nome é Hazel...

 

_ Que seja, chocolate, não me interrompa quando eu estiver falando.Então, o pai vai ficar lá por algumas semanas e voçês sabem, eu fico a comandar, então ja vou logo avisando que não vou estar em casa nesse fim de semana...

 

_ Onde voçê pensa que vai...?

 

_ O lual que vou organizar na nossa casa de praia em Malibu não é da sua conta, Nico.

 

_ Thalia vai estar?

 

_ Claro que sim. Purquê, esquisitoide?

 

_ É que ela não me avisou... Quer dizer, não avisou a Jason.

 

_ Jason não é o dono dela e nem voçê é o meu. Agora chispam daqui, já gastei muito do meu tempo falando com voçês, infantís, até estou me sentindo criança._ Bianca retirou-se, as suas botas pretas fazendo barrulho no assoalho do corredor.

 


Notas Finais


Fui
Até a próxima :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...