História Coletânea de Histórias - Yaoi e Yuri - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bissexual, Gaaaaay, Lemon, Lgbt, Nada De Kpop, Orange, Yaoi, Yuri
Visualizações 89
Palavras 922
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, FemmeSlash, Fluffy, Lemon, LGBT, Orange, Romance e Novela, Slash, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


"Playguy" é revista da Playboy para gays risos

Capítulo 5 - Playguy - Lemon


Fanfic / Fanfiction Coletânea de Histórias - Yaoi e Yuri - Capítulo 5 - Playguy - Lemon

O saradão da página 5 é realmente uma perdição... Espero que não chegue ninguém porque eu realmente estou bem ocupado.

A medida que eu ia folheando e quase babando nesses caras da revista me dava certo arrepios lá em baixo.

Esse era um dos meus momentos preferidos quando to em casa, comprei uma revistinha nova hoje na banca e mal podia esperar para ver página por página.

Estava tão entretido que só escuto alguém subindo as escadas quando essa pessoa pisava o seu último degrau e andava até o final do corredor, o meu quarto.

Rapidamente, enfio a revista dentro da capa do travesseiro e dou graças que ainda nem tinha me animado o suficiente ao ponto de ficar muito excitado.

A porta se abre, revelando um Bruno que numa tentativa falha de querer me assustar soltou uma "buu" assim que abriu.

Talvez a parte de "tentativa falha" foi um pouco falsa, até porque fiquei com o cu na mão ao ouvir alguém subir.

-Te assustei?

-Não, sinto muito.

Ele entra e se senta ao meu lado, ficamos alguns minutos conversando sobre escola, como é a pós-saìda do armário em relação a família, e como ele tava muito bravo com sua tia pois ela queria levar ele para a igreja depois de descobrir que o sobrinho é gay.

Depois eu chamo ele para jogar vídeo game, e ficamos mais de 1 hora distraídos. Com o tempo nossas costas estavam doendo já que ficamos numa posição não muito confortável.

-Rafael, posso pegar alguma coisa para encostar? Minhas costas estão doendo pra caralho.

-Pode, tem dois travesseiros em cima da cama.

Enquanto Bruno se levantou eu aproveitei para beber a água que deixei em uma garrafinha ao meu lado.

-Também gosto dessa edição... - Fico confuso, mas logo que me viro para ele e vejo a tal revista em suas mãos eu praticamente cuspo o pouco da água que eu estava engolindo.

-Essa... essa revista n-não é minha, eu juro! - falei gaguejando, deduzo eu que estava parecendo um pimentão super vermelho.

Bruno apenas ri do meu nervosismo, senta na cama e folheia a revista.

-Eu tenho umas 3 revistas dessas em casa, 2 especiais de Natal e a outra igual a essa.

-V-você também tem esses tipos de revistas?

-Claro, eu adoro. Senta aqui comigo. - Ele diz com uma cara pervertida.

-Que vergonha, ver você folheando uma revista pornô e ainda minha!

-Eu não vejo problema, eu vejo esse tipo de coisa todos os dias. Você estava vendo ela antes de eu chegar? - Corei ainda mais é afirmei com a cabeça. - O que acha de terminar então?

-Você está falando sério? - Ele apenas da uma risada nasal e se aconchega na cama e com um gesto com a mão me chama para ir junto.

Ficamos vendo e em alguns minutos depois eu percebo sua ereção, e isso só me estimulou mais ainda, estava inquieto e era quase uma tortura.

-Está excitado também? Eu já to de pau duro só de ver isso. - Ele diz se referindo a dois caras semi nuos numa pose bem sensual e juntos.

-E-u também tô, é impossível se conter.

2 minutos se passaram até que eu sinto que sua mão estavam cada vez mais no meu corpo, ele deslizava lentamente pela minha coxa me causando arrepios, eu não tenho coragem de para-ló porque eu estou amando. Bruno sempre foi meu crush mas ele nunca tinha me dado bola do jeito que eu queria e é claro que só com esses toques eu enlouqueço.

Ele passou sua mão para cima do meu membro ainda coberto pela calça, ele já estava marcando então com isso só ajudou mais. Minha respiração se tornou um pouco pesada, reparando nisso ele me olha com uma cara pervertida e coloca seu dedo indicador na boca em sinal de "silêncio!".

Eu fiquei mais excitado, deixou a revista de lado e se concentrou em abrir meu zíper lentamente. Levou sua boca perto da minha orelha e disse baixo "Se você quiser parar, é só me avisar. Mas minhas intenções são boas e eu sei que irá gostar bb". Engoli a seco.

Ele nem sabia o quanto me enlouquecia, a verdade é que eu sempre pensei em Bruno nesses momentos íntimos. Aquelas revistas são boas mas nada comparava em pensar nele me tocando de forma tão íntima e cheia de luxúria.

Sua mão fria passava pela minha barriga que estava suando de tão quente que estava naquele quarto. Bruno pegava fogo com sua voz rouca, olhar sedutor e mordendo seu lábio de forma tão... tão sexy. Deusa me ajude, meus pensamentos eram os mais sujos possíveis.

-B-bruno não pare... - Disse quase ofegante.

-Posso tentar algo diferente? Me chama de... Daddy, sempre quis ouvir você implorar para mim desse jeito.

Ok, você está implorando para que eu arranque suas roupas não é, garoto?!

-Daddy, continue. - meu rosto corou e ele apenas beijou minha testa.

Suas mãos adentraram minha calça, massegeava meu membro rígido e parecia se deliciar com minha cara de satisfação praticamente implorando para que tirasse o resto da minha roupa.

Puxou de uma vez só minha calça junto com a boxer, trilhou beijos molhado da minha boca até minha pelve.

E começou com movimentos leves em meu membro, alternava com um vai e vem por toda extensão.

-M-mais rápido, D-daddy. - Ele me olhava com um sorriso malicioso nos lábios, e aumentou o ritmo.

Ficamos assim por mais alguns minutos até que minha ápice chega e eu acabo gozando em sua mão, sem exitar Rafael chupa seus dedos.

Ele me pede para virar e ficar de bruços na cama. Estalou dois tapas em cada nadega e depois deixou um selinho em cada lado.

-Gostou, baby? Eu disse que seria bom



Notas Finais


Talvez eu faça uma parte 2, mas vcs quem sabe. :)

Me recomendem nomes de meninas para yuri plsss <3

Espero que tenham gostado, os nomes deles foi recomendação de um de vcs, obg <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...