História College - Park Jimin - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Busan, Coréia Do Sul, Jhope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoom, Park Jimin, Romance Colegial, Seokjin, Seoul, Suga, Taehyung, Yoongi
Visualizações 78
Palavras 2.575
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie, olha eu de volta...

Nem vou falar que está tarde, prq vcs já sabem como eu sou, mas me amem do mesmo jeito...

Esse capítulo é muito fofinho e também meio que desenvolve a relação de amizade entre a Min Hee e o JungKook... Eu amei escrever o capítulo, então eu espero que vcs amem ele tanto quanto eu!

Eu escrevi o capítulo lendo Only One - UNB, combina super com o capítulo!

Fiquem com o capítulo...

Capítulo 10 - Eu gosto de você!


Fanfic / Fanfiction College - Park Jimin - Capítulo 10 - Eu gosto de você!

E se eles não tivessem nos interrompido? E se nós continuássemos? Será que ele me beijaria? Mas, então, o que aconteceria depois, nós simplesmente iríamos ficar e só? Ou ele iria querer alguma coisa mais séria? Afinal, será que eu já estou pronta para alguma coisa mais séria, depois do que aconteceu com o meu ex? Depois que ele partiu o meu coração em mil pedaços? E se eu estiver, o Jimin merece a minha confiança? Ele merece que eu me entregue a ele, mesmo ele tendo a fama de ser um tremendo galinha? 

Essas foram as perguntas que me atormentaram a noite de sábado e o domingo inteiro. Tente dormir com isso ecoando na sua cabeça, é impossível! Por isso eu estou com umas olheiras e um mal humor horrível, estou deplorável. Eu realmente cogitei a ideia de não vir para escola, mas minha mãe me mataria e essa escola é muito cara para você sequer pensar em faltar!

Desço do carro e me arrasto para o prédio principal, indo para o meu armário. Por que eu tenho que pensar demais nas coisas? Por que eu não posso ser igual a algumas meninas da minha idade e simplesmente fazer o que vir na minha mente? Aish, que merda! Bato a porta do meu armário e fecho os olhos, incomodada comigo mesma por ter feito isso. Não dormir me causa uma dor de cabeça que nem remédio cura, a não ser um específico que acabou e eu tenho que comprar na volta para casa, e isso me faz ficar sensível a qualquer som alto. Ou seja, escola é o pior lugar para eu estar nesse momento!

  - Tudo bem? - ouço a voz de um menino, que eu não reconheço, e simplesmente balanço a mão, o espantando. - O que aconteceu, Noona?

Me viro, reconhecendo o tom de voz naturalmente fofo, e vejo o JungKook. Vejo ele me olhar preocupado e tento dar um sorriso, não funcionando muito. Dou de ombros e sigo para classe, cambaleando um pouco. Eu realmente sou problemática! Um mês é o máximo que eu consigo ficar sem causar algum problema pelo jeito. Suspiro e paro, me encostando em alguma parede. Sinto as mãos do JungKook nas minhas costas e logo depois seu braço em volta dos meus ombros, me guiando para algum lugar. Ótimo, mais uma coisa para as pessoas falarem, elas já nem falam sobre mim!

  - A onde vamos? - questiono quando vejo a porta de um carro de abrir e sinto ele me empurrar para dentro. Ele entra em seguida e fala um endereço para o motorista, me fazendo franzir o cenho. Má ideia!

  - Farmácia ou hospital, qual dos dois? - pergunta e eu o olho, parece que ele realmente está preocupado.

  - Farmácia - dou um sorriso fraco.

  - Certeza, você não parece muito bem?

  - Tenho, é só comprar o meu remédio para dor de cabeça - ele assente e eu volto a fechar os olhos, incomodada. Por que as minhas dores de cabeça não poderiam ser simples? 

  - Tente dormir um pouco - assinto e sinto seu braço em volta dos meus ombros novamente, me fazendo deitar minha cabeça em seu ombro. Não protesto, apenas aceito e me deito, tentando dormir, mas sabendo que não vai dar certo. 

 

 

O JungKook é um amor de pessoa, mesmo com aquela cara de bravo e o seu jeito de quem não liga para nada. Ele ficou comigo até a minha dor passar, depois dele ter comprado o remédio e dado para eu tomar, simplesmente esperando. Meu humor é péssimo quando eu estou com dor, mesmo assim ele aguentou e não saiu do meu lado por nada. Ele é o melhor!

Passamos pela porta da secretaria mais uma vez, depois de termos explicado o porquê de estarmos chegando agora, e sorrio. Acho que estar com um dos mais ricos do colégio tem suas vantagens, nem questionaram direito. Me espreguiço, me sentindo bem melhor, e sinto o mais novo me observar.

  - Idiota - passo um braço pelos seus ombros e consequentemente o faço abaixar, ficando um pouco mais baixo que eu. - A gente poderia ter entrado numa enrascada das boas.

  - Você parece ter melhorado bastante - ele tenta se livrar de mim, mas eu o aperto mais o fazendo reclamar.

Vamos para sala, com ele ainda reclamando e tentando se livrar de mim, me fazendo rir pra caramba. JungKook é um cara engraçado, ainda mais quando você o conhece de verdade! É estranho eu me sentir tão à vontade com ele? Ele me faz querer contar todas as minhas preocupações, sonhos e conquistas. É, é definitivamente estranho!

  - Você me paga, Noona! - me distraio e isso faz com que ele se livre de mim, invertendo nossas posições. A única diferença é que ele é mais alto que eu, isso faz com que, em vez de ele me abaixar para ficar a sua altura, ele simplesmente aperte meu pescoço com o seu braço.

  - Yah, isso dói! - reclamo, tentando me livrar do seu braço enquanto o escuto rir. Sua risada é realmente contagiante, em alguns segundos eu também estou rindo. - JungKook, me solta!

  - Ah, aí estão vocês dois - o menino ao meu lado para abruptamente, me fazendo para também. Olho para cima e vejo a nossa professora de literatura, minha matéria favorita, tinha esquecido que tínhamos essa matéria hoje! - Acho melhor vocês entrarem, está no intervalo das aulas.

  - Ne, professora - nos curvamos para ela ao mesmo tempo que respondemos e eu solto o ar quando ela se vai. - Viu o que você me fez passar?

  - Supere, Noona - dou um tapa atrás da sua cabeça e o vejo passar a mão no local, reclamando baixinho. - Yah, dói! Você deveria me agradecer, você melhorou!

  - Verdade - pondero e sorrio, me aproximando. - Obrigada, JungKook-a! 

Dou palmadinhas em sua cabeça, como quem recompensa alguém pelo trabalho bem feito, e me viro para entrar na classe. Ouço a risada de indignação do mais novo e logo depois ele começar a me acompanhar, entrando na sala primeiro que eu. Como o previsto, estavam falando de nós dois. Os murmúrios se tornam mais altos quando entramos na sala, mas tento ignorar simplesmente seguindo o JungKook para os nossos lugares.

  - A onde é que você estava? - Taehyung pergunta, cruzando os braços para o mais novo me fazendo rir da cena. Vejo o menino me olhar e sinto outra pessoa me observar, Jimin. - Por que vocês chegaram juntos?

  - Quem chegou junto com quem? - ouço a voz do JHope atrás de mim e me viro, vendo os quatro meninos restantes para completar o grupo. Eles estão sempre juntos! 

  - JungKook e a Noona! - me encolho quando sinto os olhares deles sobre mim. Eles se ajeitam em volta das nossas mesas, sentando ou nos nossos lugares ou nas mesas. Quem vê de fora acha que eu sou parte do grupo! 

  - O que estavam fazendo? - Jin questiona.

  - Eu achei que você tivesse vindo para a escola com o Jimin - NamJoom comenta.

  - E veio, mas sumiu depois de chegarmos - Jimin responde, me olhando. Ele parece estar bem bravo, mas por que? 

  -  A Noona estava com dor, eu a levei para comprar remédio - JungKook dá de ombros e me olha. Sorrio para ele e assinto, confirmando a história.

  - Em minha defesa, ele simplesmente me arrastou até o carro - sua expressão se torna de indignação, fazendo nós rirmos. 

  - Hey, da próxima vez te deixo do jeito que estava - dou de ombros e escuto a risada dos meninos. Estar com eles é estranhamente bom e confortável, eu me sinto bem! - Mas, hyung por que você não parece nem um pouco feliz?

  - Que? - Jimin parece despertar dos seus pensamentos e se vira para o mais novo, ainda bravo. 

  - Jimin-a, não se preocupe, o JungKook já gosta de alguém - Jin passa o braço pelos ombros do Jimin, entortando a cabeça para o JungKook.

  - Gosta? De quem? - como sempre a minha curiosidade é maior do que a minha razão e a pergunta simplesmente sai. Jin sorri e dá de ombros.

  - Como é o nome da sua amiga fofinha mesmo? - arqueio uma sobrancelha. Amiga fofinha?

  - Ah, a Shin Hye? - ele assente e eu sorrio, sabendo que tem alguma coisa estranha esses dois. Sei que o Jin está brincando, mas a dúvida sempre permanece. - Sempre soube.

  - Soube o que? Não tem nada para saber! - JungKook cruza os braços, emburrado, nos fazendo rir.

  - Fofo - comento, bagunçando o seu cabelo e sinto uma mão agarrar o meu pulso, me fazendo olhar para o lado. O Jimin me puxa para si, me afastando do JungKook, e me prende com um braço nos meus ombros. - Tudo bem?

  - Jimin hyung está com ciúmes - JungKook fala e os meninos riem, me fazendo sorrir. Olho para o menino ao meu lado e vejo sua cara emburrada, me olhando.

  - Hee-a? - escuto a voz da Shin Hye e olho para o lado do JungKook, onde ela está. Ela está encolhida enquanto nos olha. Vejo o JungKook olhar para a menina e sorrir, achando o mesmo que eu provavelmente: que ela é extremamente fofa!

  - Shin Hye? - respondo e a vejo sorrir, olhando de mim para o Jimin me abraçando. Devo admitir, essa cena está bem estranha para quem vê de fora. Para mim já está estranho!

  - Tudo bem, eu não te vi na primeira aula? - assinto e ouço os meninos rirem, me fazendo olhar brava para eles. - O que foi?

  - JungKook e a Min Hee estavam por aí se agarrando! - YoonGi comenta, estranhamente sério e brincalhão ao mesmo tempo. Olho rapidamente para Shin Hye, vendo ela murchar e assentir.

  - Yah, hyung? - JungKook chama, nos fazendo olhar para ele. - Vai se agarrar com a Bora, vai!

Rio junto com os outros, não muito animada. A Shin Hye parece gostar do JungKook e essa provocação do YoonGi não foi nada legal. Aliás, parecia que ele sabia exatamente do que estava falando, como se soubesse alguma coisa sobre a Shin Hye e o JungKook. O que é que eu não sei nessa história? Sinto o Jimin me apertar e olho para ele, confusa. Ele pareceu não gostar nenhum pouco das piadas e muito menos de eu ter chegado com o JungKook, mas nós não temos nada. E, ele não gosta realmente de mim, não é?

 

Suspiro e passo as mãos pelo cabelo, tentando voltar a focar na aula. Física, que raiva! Eu não entendo essa matéria, não tem lógica para mim, simplesmente não tem. Como alguém pode ser bom ou até mesmo gostar dessa matéria? Tenho que admitir que com as anotações do JungKook a matéria ficou um pouco menos difícil, mas somente o assunto que estávamos estudando, agora tudo voltou a ser difícil. Argh, que raiva!

O sinal toca, anunciando que a aula terminou e que já está na hora de irmos embora. Dou graças a Deus e me espreguiço, começando a guardar o meu material. O matéria chata do caralho, senhor amado! Coloco a mochila nas minha costas e ajeito a minha blusa, me preparando para ir embora.

  - Quer carona, Noona? - nego com a cabeça e sorrio para o JungKook, o vendo bagunçar o cabelo.

  - Não gosta da franja? - pergunto, vendo-o a bagunçar mais ainda, tentando ajeitar.

  - Gosto, mas está meio grandinha, meio que me irrita - dá de ombros e eu rio, me aproximando dele. Passo a mão pela sua franja, a ajeitando do jeito que eu sempre fazia com o meu ex, e sorrio. - Obrigado, Noona!

  - Que isso - faço uma semi-reverência e o vejo sorrir, mostrando seus dentinhos de coelho. 

  - Tem certeza que não quer uma carona?

  - Tenho si...

  - Ela vai comigo, pode deixar - Jimin aparece do meu lado, me fazendo levar a mão ao meu coração. Senhor, assombração! Ele pega o meu pulso e me arrasta para fora da sala, me levado até o seu carro. Entro e sou seguida por ele, emburrado. 

O caminho até nossas casas é silencioso e inquietante. Não que eu não goste de silêncio, mas parece que existe uma nuvem sobre nós deixando o ar mais pesado e desconfortável. Parece que ele está bravo, mas eu não sei o porquê. Eu realmente não sei o que eu fiz de errado! Eu tentei, juro que tentei, entender o que eu teria feito, mas nada veio a minha mente. Nada plausível, pelo menos! Vieram coisas como: ele estar com ciúmes de mim e do JungKook; ele não ter gostado de eu ter chegado na segunda aula com o JungKook; ele estar bravo por causa das brincadeiras dos meninos em relação a mim e o JungKook. Todas as alternativas acabam comigo e com o JungKook, por isso nenhuma é plausível!

Desço do carro e sou seguida por ele, que para no meio da rua junto comigo. Ele não me olha, muito pelo contrário, parece que ele evita me olhar olhando para qualquer lugar: o chão, o ar, céu, parede, sua casa, minha casa. Tudo, menos eu! Suas mãos estão dentro dos bolsos da sua calça, como sempre, e isso me faz sorrir. Esse ato é tão dele que eu acho que ele nem percebe!

  - Acho que eu já vou, então - minha voz sai quase como um sussurro. Me viro para ir para a minha casa, ainda exitante.

  - Não faz mais isso - o ouço dizer, me fazendo parar. 

  - O que? - de novo, um sussurro.

  - Não sai mais com o JungKook, evita se aproximar demais dele - me viro para ele e o vejo me olhar, finalmente!, me examinando.

  - Por que?

  - Porque as pessoas podem entender errado - ele balança o corpo e eu sorrio. - Porque eu posso entender errado!

  - E?

  - E eu não quero que os outros pensem que você está saindo com o JungKook - me aproximo dele, o vendo voltar a evitar olhar para mim. 

  - Por que?

  - Porque seria ruim para mim.

  - Por que? - mesmo que eu esteja sendo repetitiva, parece que isso o estimula.

  - Porque os outros começariam a ver vocês como um casal, começando a comentar e falar como vocês ficam bem juntos - sorrio e me aproximo mais.

  - Isso é meio que verdade - ele me olha, bravo, e eu aumento o meu sorriso. - Mas qual o problema?

  - Eu ficaria com ciúmes - arqueio uma sobrancelha e paro, ficando a uns quatro passos de distância dele.

  - Ciúme? De mim? - ele assente e eu fico mais confusa ainda. - Por que?

 O vejo terminar o espaço que falta entre nós, se aproximando os quatro passos, e sinto minha boca secar. Por que ele faz essas coisas comigo? Por que ele fica extremamente próximo, me fazendo não conseguir raciocinar direito? Sinto sua mão na minha bochecha e fecho os olhos, por reflexo, com o carinho que ele faz na mesma. Aish, por que me confunde tanto?

  - Idiota - sinto sua respiração na minha pele e abro os olhos, o vendo me encarar a centímetros do meu rosto. - Porque eu gosto de você!


Notas Finais


E então, gostaram tanto quanto eu? Gostaram da amizade do JungKook com a Min Hee? Ou dos meninos zoando os dois para provocar o Jimin?

Oq acharam do ciúmes do Jimin? E da provocação do YoonGi com Shin Hye e o JungKook? Alguma coisa tem aí, não acham?

Coisas importantes: eu vou viajar a vou ficar sem internet, então não vai dá para postar nem amanhã, na minha outra fic, nem sexta, nessa aqui! Por favor, me entendam!

Até o próximo capítulo, quarta que vem...


Por Que os Meus Sentimentos? - Jeon Jungkook
https://www.spiritfanfiction.com/historia/por-que-os-meus-sentimentos--jungkook-bts-11698958

Mudanças! - Min YoonGi
https://www.spiritfanfiction.com/historia/mudancas--min-yoongi-13215061

Vizinhos - Min YoonGi
https://www.spiritfanfiction.com/historia/vizinhos--min-yoongi-13464209


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...