História College lover - Capítulo 32


Escrita por:

Visualizações 109
Palavras 746
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Perdoem os errinhos e o tamanho.
Aproveitem o cap😅

Capítulo 32 - Ciúme bobo


Pov's Justin

—Finalmente chegaram...— Katherine diz assim que abre a porta e nos vê.

— Ah, não enche ruiva... — Sel a abraça e sorri.

— Ashley e Ryan estão na piscina, vamos?— minha namorado assente e sai, me deixando para trás. Ótimo, eu venho para essa festa e acabo sozinho! Caminho em direção a piscina e sou obrigado a esbarrar em varias pessoas, entre elas Dylan.

—E aí? Veio só? — ele pergunta enquanto bebe um gole de qualquer coisa que estava no copo.

—Não. Ela está na piscina mais a Benson e a McNamara...— ele arqueia as sobrancelhas ao me ouvir falar o sobrenome da última. 


— Está afim dela?— indago com curiosidade. Ele dá de ombros e sorri. Gargalho e e começo a voltar a caminhar, ouvindo os passos dele logo atrás.

— O quê, ela é feia?!— ele se assusta e para na minha frente.

—Claro que não! Ela é linda, e a Sel até me contou que a mãe dela vem tentando convencê-la a ser modelo...

—Ah. Mas acha que ela gosta de mim?— os olhos dele brilham.

— Não sei. Vou analisar... Vem comigo.

Entro na área de lazer e logo encontro as meninas, que estavam na espreguiçadeira sentadas e conversando com... Garotos?!

— Mas o quê é isso?— pergunto encarando, de braços cruzados, firmemente Selena. Ela fica séria de repente e me olha.— Vamos embora. Agora.— digo mandão. Ela fecha a cara e cruza os braços.

— Não.

— Ah mas você vai sim...— vou até ela e a pego no colo. Ela grita e esperneia. Seguro-a mais forte e vou até a porta da frente.

Caminho até a moto e a deixo no chão.

— Sobe. — ordeno.

— Não! Você acha que manda em mim?!— ela grita.

— Não, não acho. Mas também tenho certeza de que nao quero minha namorada conversando com outros caras. Ainda mas vestida assim...— percorro meus olhos  e começo a ficar preocupado. Ela estava de biquíni. Apenas isso. Olho para o lado e não vejo ninguém na rua. Ainda bem. Mas várias pessoas atrás das janelas vendo a cena. Bufo e devido os olhos. 

— Vou ficar e você não vai me obrigar a sair daqui.— ela diz decidida. Respiro fundo e volto a olhá-la.

— Amor, vamos, por favor. Conversamos lá em casa...— tento me acalmar e ser gentil.

— Não, não e não. Me erre, Justin.— ela volta a caminha em direção a casa. Corro até ela e agarro seu braço.


— Olha aqui, garota marrenta e mimada você vai comigo e pronto final...

— Mimado aqui é você que acha que vou obedecê-lo só porque o otário quer. Me dê apenas um motivo para mim ir com você. — ela cruza os braços e me encara com raiva e ousadia.

Roubo um beijo. A morena no começo resiste, mas depois se entrega. Coloco uma mão em seu quadril e a outra na nuca. Ela sorri e encosta sua testa na minha.

— Admita que está com ciúmes...

— Mas é claro que estou.  A minha namorada, que era bastante cobiçada por todos os caras do colégio, está apenas de biquíni no meio da rua...— brinco. Mas tem muita verdade aí.

—Pare de ser bobo, garoto mimado... Você pode ter a plena certeza de que eu te amo e jamais vou olhar para outro assim a não ser você. Eu te amo, Jus.— ela me beija.

— Eu também te amo... Mas não gosto de caras babando por você.

—Nem eu. Imagina o meu lugar, da Ash e da Kath: aonde quer que vamos, vários caras olha a gente assim. Nós e outras garotas. Qualquer menina. Isso se chama desejo ou simplesmente  acham alguma mulher bonita. Seja pelo jeitinho de caminhar, falar, sorrir... Não é apenas o corpo "perfeito".

— Agora pronto... Você é perfeita em tudo isso. Até quando você acorda toda desarrumada.— rio e ela dá um tapa fraco em meu peito.

— Não sou perfeita. Ninguém é. E eu sei que como você também não é, vou te perdoar pela sua crise de ciúmes. Quando acontecer isso, me chame gentilmente, sem me pegar no colo, que eu irei para conversamos e você me contar a minha atitude que não te agradou. Não precisa essa cena toda...

— Me desculpe...

— É claro que sim. Mas ainda não vou pra casa...

— Okay, mas às quatro nós saímos. Não consegui decorar quase nada da prova de amanhã...

Ela ri e deposita um selinho na minha boca. Sel assente e me abraça.

— Mas se eles continuarem a te olhar assim eu quebro os rostos deles todinho...

—Pode deixar que eu mesma faço isso.


Notas Finais


Curto, eu sei... Me desculpem mas vou tentar postar outro amanhã,nao prometo nada, mas irei tentar.

Beijos 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...