História Colore - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Itachi Uchiha, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Mosh Pit, Naruto, Sasusaku, Shoujo
Visualizações 45
Palavras 463
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drabble, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bom dia <3
aqui estamos nós novamente.

Capítulo 4 - Verde


Fanfic / Fanfiction Colore - Capítulo 4 - Verde

 

Verde. 

Os olhos dela eram de um verde brilhante e afiado, como uma espada de esmeralda, e fatal. 

Desculpou-se rapidamente, e o verde ficou ainda mais intenso, mas não parecia mais como uma arma perigosa. Moveu-se para ajuda-la a sair do chão — poderia ter a cara de mau, mas era um cavalheiro — mas um dos músculos teve um espasmo, o forçando a soltar um gemido de dor e uma careta. A garota, percebendo suas intenções, foi mais rápida e levantou-se de supetão, o colocando apoiado na cama novamente, sem aceitar protestos. 

Viu o olho dela analisar com atenção o seu braço ferido enquanto arrumava o travesseiro, e o rosto corar. 

— Eu fiquei irritada quando você estava fingindo dormir, e acabei te ferindo de propósito, por favor me deixe consertar meu erro. 

Sasuke não pode deixar de notar na forma como ela não foi sutil em dizer que sabia, e pediu desculpas novamente, se sentia envergonhado por ter gostado tanto da delicadeza que ela tinha a ponto de acabar se aproveitando dela, e ela agradeceu pela sinceridade. Ele ofereceu o braço, e viu ela continuar o que fazia antes, dessa vez com mais delicadeza, lhe limpou a ferida e a cobriu com gaze, limpou também as mãos dele e o outro braço, como se estivesse no automático, mas não passou disso, e ele sabia que seria muito abuso da parte dele se pedisse para ela continuar o que ela havia começado muito antes. 

— Seu braço vai ficar bem em breve, embora as feridas não serem profundas, criou uma infecção e ficou um pouco inchado, talvez o ferro que o machucou estivesse enferrujado. 

O tom de voz que ela tinha usado, era decidido demais para alguém que se envergonhava com tanta frequência. Estranhou como a personalidade dela mudava de água para fogo em poucos segundos, uma vez que ela estava lavando seus cabelos com gentileza, depois o encarava mortalmente, por ter a assustado, e em seguida era cuidadosa  e séria no tratamento das suas feridas. 

Sagaz, ela abriu uma gaveta abaixo da cama hospitalar e tirou um macacão medicinal, colocando diretamente na sua cama. 

— Se troque e se limpe no banheiro, tem pessoas lá fora esperando por você. — Dessa vez, ela fora extremamente profissional, e ele a agradeceu, mas quando o olhou nos olhos, os verdes caíram para o chão envergonhados. O pedido de desculpas que ela soltou logo depois, justificando ter julgado-o sem conhece-lo, por isso acabara sendo má educada, ele riu genuinamente, e ficou fascinado em como os olhos dela o encaravam com remorso, mas não conseguiu manter olho no olho, era um verde muito sincero e puro o fitando para encara-lo de volta.  

Não se sentia merecedor o bastante para responder aquele olhar tão suave com outro tão obsceno quanto o seu. 


Notas Finais


bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...