História Colors - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Sehun, Suho, Xiumin
Tags Baekyeol, Chanbaek, Exo, Kaisoo, Sulay, Xiuchen
Visualizações 40
Palavras 1.840
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi cheguei
acho q demorei mais do q o normal mas não tema aqui estou
acho esse cap bem fofinho ate

Capítulo 5 - Se seus amigos não dormem, Minseok também não


O plano de Sehun era idiota. Parecia ter saído de uma comedia romântica ruim, muito, muito ruim, como aquelas que passam na TV de tarde e você é obrigado a ver porque surpreendente não tem uma opção melhor, e por algum motivo todos concordaram. Com certeza haviam planos melhores, porém estavam tão cansados da novela Chanbaek que se agarraram a “Operação OTP”, como o mais novo chamava, pelo simples fato de ter sido a primeira ideia jogada na roda.

Minseok observou Suho, durante três noites seguidas, esperar Chanyeol na sala. Podia ouvir quando o mais novo saia de seu quarto, provavelmente após Yixing ter ido dormir, e ficava na sala.

Na primeira noite ele ficou assistindo televisão, pode ouvir o som do aparelho enquanto Junmyeon mudava de canal sem decidir o que queria assistir. O mais velho pegou no sono mas acabou sendo acordado por sua bexiga que implorava para ser aliviada. No caminho até o banheiro viu seu líder deitado no sofá, cochilando e com o rosto cheio de baba. Após se aliviar no banheiro viu que Junmyeon ainda dormia em uma posição que com certeza o deixaria cheio de dores quando acordasse.

- Junmyeon? – O mais velho falou sacodindo o amigo – Junmyeon acorda

- Que? O que – O mais novo falou ainda atordoado e confuso

- Vai pra cama Ju. Você estava dormindo numa posição horrível, vai acabar ficando com torcicolo – Falou preocupado pelo amigo. Estava na cara que Chanyeol não voltaria essa noite, provavelmente estava na casa de algum amigo ou voltado para o prédio da empresa.

- Não, eu tenho que esperar o Chan... – Falou, mas o garoto estava com tanto sono que Minseok não teve dificuldade nenhuma em puxa-lo até seu quarto.

- Eu não acho que ele vem – O amigo respondeu

Colocou o líder em seu quarto, onde Yixing já o esperava, e foi em direção ao seu próprio. Achava Chanyeol irresponsável e idiota. Havia causado o caos para si mesmo e agora estava espalhando seu caos para os amigos.

A mãe de Minseok sempre falou para nunca misturar a vida pessoa com o trabalho e o rapaz seguia aquilo à risca.

Correção.

Passou a seguir aquilo à risca. Desde que se envolveu com Jongdae no último ano e acabou quase levando tudo por agua a baixo. O sentimento que nutria por Jongdae era maior do que queria admitir, não eram vulgares como Chanyeol e Baekhyun, e eram até mais discretos que Junmyeon e Yixing. Apenas Kyungsoo sabia do relacionamento dos dois, mas Kyungsoo sabia de tudo. Sentiu seu mundo desmoronar quando se separou daquele que, para Minseok, tinha a voz mais angelical do mundo.

Não queriam namorar enquanto levavam a vida de idol, os dois viam como os amigos sofriam tentando conciliar a vida pública e a pessoal, então decidiram que não se envolveriam, pelo menos por enquanto. Mas mesmo sendo um acordo de ambas as partes, Minseok ficou mal por algum tempo e sabia que o mais novo também. As vezes, quando estavam apenas os dois sozinhos, ou quando os outros estavam dormindo, sentia vontade de entrar no quarto do mais novo e sentir seu toque novamente, queria faze-lo cantar para si. Mas não o fazia, e acabava recorrendo a masturbação tarde da noite.

Na segunda noite ficou com Junmyeon na sala, assistiram alguns filmes de terror dos anos oitenta e riram com os efeitos pobres, mas Chanyeol ainda não havia voltado. Embora soubessem do dia do garoto pelas fotos que as fãs publicavam no Twitter, Junmyeon não conseguia não ficar preocupado com o mais novo, e no fundo Minseok sentia o mesmo. Mesmo sendo um bobalhão, Chanyeol tinha um bom coração que se machucava fácil, todos sabiam disso, Baekhyun sabia disso. Quem visse o casal junto podia achar que Chanyeol, com toda sua altura e músculos, era do tipo machão, protetor, sempre forte, e ele realmente tentava ser, mas Baekhyun, mesmo com sua estrutura pequena e jeito fofo, na maior parte tinha que ser forte pelos dois. O menor não parecia se importar, era como uma troca, um ajudava o outro em suas fraquezas e aumentavam seus pontos fortes. Talvez fosse por isso que o casal dava tão certo.

Dava.                                                                

Era estranho pensar que eles poderiam nunca mais ser Chanbaek novamente, para Minseok que estava tão acostumado em velos juntos. Eram como Ross e Rachel de Friends, parecia que, de uma forma ou de outra, ficariam juntos. Embora fossem explosivos e as vezes irritantes, tinham um amor que contagiava todos ao redor. O mais velho achava triste ver tudo aquilo indo ladeira a baixo.

Na terceira noite Chanyeol apareceu. Ele vestia uma camisa com capuz preta e uma calça moletom da mesma cor, roupas diferentes das que estava usando quando saiu a dois dias atrás. Pela primeira vez em um mês ele não cheirava a bebia barata comprada em algum posto de gás, e embora não estivesse limpo, parecia bem.

Não houve nem tempo de comemorar a volta do mais alto pois Junmyeon já brigava com o garoto, tentando não gritar, por ter sumido sem dar notícias.

- Eu já sou crescido o suficiente, hyung, você não precisa ficar me esperando até tarde – O garoto falava envergonhado

- É mesmo? Porque você não age como um! – O mais velho respondia

- EU ESTOU AGINDO COMO UM garoto da minha idade – Chaneyol respondeu elevando o tom da sua voz, coisa que só irritou o mais velho

- Olha o tom que você fala comigo

- Ju calma – Minseok finalmente falou, tentando acalmar o amigo

- Calma? Como eu vou ter calma, ele sumiu sem dar notícia por dias. Poderia estar fazendo não sei o que por ai, ou pior – Junmyeon falou e Minseok não queria nem saber o que seria o pior

- Ele só ficou chateado. Você sabe bem como é

- Ele, ainda está aqui – Chaneyol se intrometeu e acabou recebendo um olhar feio do líder

- Vai pro seu quarto – Junmyeon falou

- Mas Ju... – O garoto começou, indignado, mas foi cortado pelo mais velho

- Isso é uma ordem Chanyeol – Junmyeon falou firme

O garoto saiu bufando e pisando forte, murmurou algo que foi inaudível para Minseok e acabou voltando segundos depois.

- Eu não tenho um quarto! Eu dormia com o Baek, mas agora... – Ele falou, abaixando seu tom de voz cada vez mais

- Pode ir pro meu, Chaneyol, mas não bagunce nada – Minseok falou e o rapaz respondeu o que pareceu com um “obrigado” antes de sair bufando novamente

Junmyeon se jogou no sofá e Minseok fez o mesmo. Foram iluminados apenas pela luz da televisão, que havia sido esquecida a tempos. Quis rir da situação. Junmyeon brigando com Chanyeol como se ele fosse um pai irritado e o garoto fosse um filho pintão, o que não divergia muito da relação que ele tinha. Não só ele como os outros mais velhos com os mais novos. Era como se cada um tivesse uma função, Minseok era ótimo em conselhos, sempre que alguém precisava de um, Minseok era o cara para isso. Lembrou-se do início da relação de Chaneyol e Baekhyun. O menor que, era sempre confiante e determinado, veio ao mais velho em busca de aconselhamento sobre “como saber se um garoto gosta mesmo de mim”. Alguns dias depois Chanyeol veio ao mais velho com “eu acho que to gostando de um garoto, mas não sou gay”. Minseok era provavelmente o primeiro a saber da relação, junto a Sehun, era um grande shipper do casal. Se lembrava da primeira vez que os dois se beijaram, depois de meses num rola ou não rola, rolou. E todos da casa vibraram, a àquela altura o casal já não era segredo para nenhum membro, foi como ter finalmente conseguido acertar algo que tentavam a muito tempo. Se lembrava também do incidente do sofá, lembrava-se mais do que queria.

Riu consigo mesmo, até que foi tirado de seus pensamentos pela voz baixa de Junmyeon.

- Você pensa em desistir? – Ele falou sem olhar para o mais velho

- Hã?

- Você pensa em desistir? Largar tudo e simplesmente ir embora

O tempo inteiro.

- Não muito – Mentiu – É difícil e cansativo, não é exatamente a vida dos sonhos, mas também não é um pesadelo, eu posso fazer o que gosto e ser amado por isso. – Ele parou, como se pensasse em algo, embora sua mente estivesse vazia no momento – Você pensa em desistir?

- Já pensei em ir para China com Yixing – O garoto falou rindo. A ideia parecia boa na época, mas agora eram só fantasias de um bobo apaixonado

- Serio?

- Serio! Eu atuaria ou algo assim, ele faria de tudo, literalmente, e sei lá. Seriamos felizes, eu acho – O mais novo falava pausadamente, como se estivesse bêbado, fazendo Minseok rir. Embora a ideia fosse boba, tinha certeza que ele não era o único a pensar assim. – É idiota eu sei

- Não é tão idiota assim, eu te entendo. Eu já quis fugir também, não pra China, claro, mas algum lugar que eu não fosse Xiumin, eu poderia ser apenas Kim Min Seok, ou talvez nem isso – O garoto riu, a possibilidade de ser outra pessoa parecia interessante, outra pessoa com Jongdae talvez – Ju acorda. Vai pra cama, você vai pegar torcicolo desse jeito – Ele falou para o amigo que já roncava no sofá e provavelmente não havia ouvido suas palavras

Se jogou na própria cama, após arrastar o amigo para sua, pensando na conversa anterior. A vida que poderia ter. Não gostava de pensar nisso. Estava feliz com as escolhas que tinha feito para si mesmo, apesar de tudo. Mal percebeu quando caiu no sono.

Acordou achando que estavam sendo invadidos. A pessoa batendo na sua porta usava tamanha força que era capaz da porta cair a qualquer momento. Se levantou ainda tonto de sono e deu de cara com um Sehun sorridente do outro lado da porta.

- Eu já estava achando que você tinha morrido aqui dentro, e pelo cheiro parece mesmo. Credo hyung você não limpa isso aqui não? – Falou Sehun entrando e tapando seu nariz

- Não sou eu, é o Chaneyol! – Ele falou apontando para o garoto que dormia em cima de um edredom estirado no chão

- Oh. Ele voltou mesmo – Falou abaixando sua voz e dando pequenos pulinhos – Agora é só jogar ele debaixo do chuveiro e por o plano em pratica

Minseok riu.

- Não ria hyung eu falo sério! – O garoto choramingou baixinho

- Ok. Mas agora me deixe dormir antes que eu desista dessa ideia – Ele falou e o garoto saiu animado falando algo que Minseok não prestou muita atenção.

Apenas jogou-se na cama, esperando que o sono chegasse, mas acabou quase tendo um ataque do coração.

- Minseok – Chanyeol falou sussurrando como num filme de terror, assustando o mais velho que estava quase dormindo – Que plano é esse?

- Ai eu to muito velho pra isso – O rapaz falou para si mesmo antes de se virar para Chanyeol. Hoje seria um dia daqueles.


Notas Finais


ai eu queria divulgar a fic mas morro de vergonha
porem estou feliz com meus 13 milhoes de fãs
embora ache q sejam fakes ja que so tem 7 mil pessoas na terra
sndgnff
enfim
espero q tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...