História Colors - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Voltron: O Defensor Lendário
Personagens Allura, Coran, Hunk, Keith, Lance, Pidge Gunderson, Takashi "Shiro" Shirogane
Visualizações 60
Palavras 3.017
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, LGBT, Luta, Romance e Novela, Shounen, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Vamos começar essa bagaça, meu primeiro Klance! Espero que gostem!

Capítulo 1 - Aproximação


Fanfic / Fanfiction Colors - Capítulo 1 - Aproximação

Fazia algum tempo que Keith andava pensativo pelos corredores da nave. Já havia terminado os treinos matinais, os quais se esforçava muito mais ultimamente. Andava entediado e já não sabia mais o que fazer. Na verdade, sabia. Sabia que iria andar até o salão principal apenas para observar o que Shiro estaria fazendo. Vê-lo fazia se sentir tão bem, tão aliviado. Por muito tempo não sabia o paradeiro dele quando fora capturado por Zarkon e aquilo o tinha deixado quase paranóico.

Admirava Shiro há tanto tempo que começou a se perguntar até quanto isso era só admiração ou chegara a ser uma atração. Claro, o capitão do Voltron era muito bonito e era educado e gentil. E também, Keith nunca tinha se interessado por garotas antes. Sabia que antes de tudo, Shiro havia tido algumas namoradas mas Keith nunca. Ele nem sequer tinha se interessado por alguma garota. Pidge e Allura eram legais, mas não sentia nada por elas. Ainda mais com o Lance em cima da princesa sempre.

Deu um suspiro.

Aquele cara novo, Lance, realmente o incomodava.

Tiveram um momento de conexão na luta com Zarkon, mas ele fez de conta que nada tinha acontecido. Idiota. Ele não tinha nada a ver com o Shiro, nada. Além de tudo, fazia piadas idiotas o tempo todo. Irritante. Fraco. Okay, ele foi o primeiro a conseguir um leão mas...E também conseguiu dar um tiro no Zarkon todo machucado...

Argh!

Pensar nele fazia Keith ter uma pilha de nervos.

Caminhou até o salão para ver Shiro. Mas não encontrou o que esperava.

-...O que está fazendo aqui, Lance?

- ...Keith? – ele virou-se.

- Err...você está melhor? – ele pode ver que as feridas de Lance estavam quase completamente curadas graças à câmara do castelo de Allura.

Lance olhou-o por um instante e logo mudou de expressão para um sorriso.

- Claro, o sr. Lance nunca será derrotado.

Keith quase riu. Quase. Conseguiu segurar até mesmo um sorriso.

- Err...

Os dois se encararam por um momento.

- Então...- Lance tentou começar a dizer algo.

 

- Eu...vou voltar para a sala de combate. – disse Keith para cortar o momento constrangedor.

E voltou o mais depressa possível para os corredores, com o rosto aquecendo.

O-o que foi isso?! Keith pensou consigo. Achava Lance um idiota, mas por algum motivo não conseguiu agir normalmente perto dele. Será que de alguma maneira, o admirou pela sua luta contra Zarkon? Balançou a cabeça para afastar os pensamentos.

Não pode ser.

 

-

Keith tentou se manter afastado de Lance por todo o dia. Ele e Hunk estavam fazendo alguma coisa aleatória na cozinha e Pidge fazendo algo no computador do castelo. Não estava satisfeito com o rumo dos seus pensamentos então resolveu treinar mais e mais. Ia ficar forte para proteger seus amigos, e Shiro. Ia conseguir que o Red Lion ficasse ainda mais fiel à ele e...

Quando sentiu um solavanco do castelo. Quase caiu no chão.

- Keith! Você está bem? – Allura chega perto e o ajuda a levantar.

- E-estou, o que...

            Coran se aproxima.

            - Estamos sob ataque! Precisamos do Voltron agora!

            Todos correram para os leões.

            - Droga, quem tem a coragem de nos atacar assim?! – Lance parecia indignado.

            - Os galras, provavelmente. – Keith queria adicionar um “idiota” no fim, mas se conteve.

            - Vamos formar o Voltron. – Shiro disse implacável, quando todos já estavam dentro de seus Leões.           

            - Vamos acabar com esse caras logo! – Pidge diz enquanto faz seu leão se encontrar com os outros.

            Mas algo diferente aconteceu.

            Nenhum dos Leões conseguiu se fundir.

            - O que está acontecendo? Mais alguém viu que não conseguimos nos fundir? Galera? – Hunk diz, preocupado.

            - Vamos tentar mais uma vez! – Shiro diz com firmeza.

            - Mas já vimos que não vai funcionar! – diz Lance do leão azul.

            - Se o Shiro disse, vamos tentar! – rosna Keith.

            - Não é você que manda, Keith. – Lance diz, irritado.

            - Cala a boca e...

            Mas Keith não pôde terminar, pois os leões começaram a ser puxados por uma força gravitacional.

            - Cuidado! Eles estão puxando vocês para buraco de minhoca! – Allura grita, tentando atacar a nave inimiga –

            Os leões foram puxados cada um para um buraco. Allura tentou ajudá-los, sem sucesso. Os paladinos viram tudo ficar escuro e uma força gigantesca puxando seus leões. Tentavam se comunicar um com os outros, mas não podiam.

            - Shiro! Allura! – Keith gritava, sem sucesso.- Lance! Pidge! Hunk! – tentava mover os controles do seu leão – Arrrrrgh! Que porra é essa?!

            Até que sentiu um impacto. Tão forte que ficou desacordado.

-

            Começou a abrir os olhos, com o corpo dolorido. Keith mal conseguia se mover. Sentiu algo quente e um gosto metálico estranho. Olhou para frente e seu painel estava desligado. Tentou tomar forças e puxou uma alavanca, porém nada ligou. Seu braço doía muito. Suas pernas também. Passou a mão na boca e sentiu que tinha mordido a língua e estava sangrando. Não mantia nenhum kit de primeiros socorros ali então começou a ficar preocupado.

            - A-alguém na escuta? – Ninguém respondeu – Keith aqui, respondam! – o silêncio tomou conta do leão.

            Keith pensou em falar menos pois sua língua doía. Começou a sair do leão de modo manual, puxando alavancas e engrenagens.

            O que é que eu vou fazer...?

            Keith caiu sobre o solo, que era arenoso. Desequilibrou-se e caiu de joelhos. Estava ventando muito e mal conseguia ver algo.

            - Alguém aí?! Por favor, responda! – Keith gritou o mais alto que pôde, sentindo dor.

            Droga...

            - Por favor...Responda...Shiro...- Keith pensou que quase fosse desmaiar, sua visão ficando turva e caindo na areia. Sentia muita náusea e não conseguia continuar.

            - Ei, fique acordado! – uma voz familiar ecoou no local, mas Keith não conseguiu identificar.

            - Vamos, eu vou te levar para o leão.

            Mas Keith não teve força suficiente e desmaiou

           

-

            - Você vai ficar bem. – Keith acorda com uma toalha molhada no rosto – O incrível Lance vai te salvar.

            ...?!?!?

            - O-O que? – Keith tenta levantar mas está muito fraco – Lance? O que está fazendo aqui? E onde eu estou...?

            - Você está no Azul. – Lance o olha como se fosse óbvio – Eu te trouxe porque você estava morrendo lá fora.

           - Não preciso da sua ajuda! – Keith tenta levantar novamente mas sente náuseas – Aaaarghh...

            - Precisa ficar quieto, idiota. – Lance continua passando a toalha em Keith – Você não está nada bem, está pálido. Estou passando o treinamento dos primeiros socorros que estudamos na Garrison, lembra? Onde eu era melhor que você?

            - Não acredito que eu fiquei preso em um lugar com você! – Keith fica ríspido – Eu preferia ter morrido...

            - Ei, isso foi rude. Eu achei que tivemos um momento de ligação aquela vez?

            Keith sente o rosto esquentar.

            - N-não foi nada disso! Eu deveria ter deixado você com os Galras! Ah! – Keith sente dor ao falar –

            - Ei ei, você está mal, não está? Me deixe ver isso. – Lance se aproxima.

            - VER O QUE? – Keith grita.

            - Sua língua. – Lance tenta dar uma olhada – Calma, eu não vou te beijar. – ele sorri, malicioso.

            - É O QUE? – Keith dá um solavanco para trás, corando muito – C-Como se eu fosse deixar...!

            - Relaxa, cara, você vai acabar passando mal. Olha, tem um spray aqui que a Pidge me deu quando me machuquei em treinamento, tá aqui ó. – Lance mostra o spray – Diga “aaaah” e eu vou passar em você.

            ...

            Esse cara...

            - Aaaah – Keith abre a boca, sentindo um gosto estranho na língua. – Eca.

            Lance ri.

            - Deve ter o gosto estranho mesmo. Óbvio, não é feito de Lance McLlain.- ele sorri e faz uma pose –

            Keith levanta uma sobrancelha.

            - Ah, vamos lá Keith. Ria um pouco.

            - Não vou rir com você fazendo essas piadinhas bostas. – Ele se levanta, um pouco mais forte. – Seu leão não funciona também?

            - Não, Azul não me responde. – Lance fala com a voz decepcionada – E sem Pidge aqui, não faço ideia de que planeta estamos. Mas chuto que estamos bem longe de Allura e dos outros...Se fomos puxados pelo buraco de minhoca...

            - Vamos ter que sair pra procurar comida e eventualmente algo para no comunicarmos. – diz Keith, sério.

            - Mas tem uma tempestade de areia lá fora! – Lance diz, preocupado.

            - Lance, nós precisamos ir de qualquer maneira. O que temos aqui? Quer morrer?!

            - Keith, pelo menos VOCÊ está aqui! – Lance coça a cabeça – Quando eu acordei, achei que estava sozinho...

            Keith cora um pouco.

            - D-do que está falando, nós nem gostamos um do outro! – Keith olha pro lado.

            Quando Lance ia dizer algo, sentem o Leão Azul se movimentando bruscamente.

            - O-o que é isso?! – Lance pergunta, vendo o painel do Leão – Ele está desligado! Não é ele!

            - Algo está nos atacando! – Keith olha pelo monitor do Leão. – Grrr, vamos acabar com ele e....!

            Mais um movimento brusco.

            Dessa vez, foi tão forte que fez com que Lance caísse em cima de Keith.

            ....!!

            S-s-sai de cima...!

            Mais um movimento e Lance segura-se em Keith, os dois caindo no chão, fora do Leão.        

            - Ai...- diz Lance, enquanto checa se está tudo bem.

            - ...! N-não faça aquilo de novo!! – Keith diz, irritado.

             - Se acalma, princesa. – Lance dá de ombros. – Eu te salvei, e...

            Os dois se entreolham quando escutam algo vindo. Um tipo de rosnado e um tremor no chão.

            - Isso não...pode ser bom, né? – Lance diz, colocando o capacete do traje de Voltron.

            - Pegue sua arma, tagarela. – Keith pega sua espada – Vamos precisar lutar e...

            No mesmo momento, uma besta quadrúpede aparece quase acima deles, tentando os esmagar.

            - Cuidado! – Lance rola para a direita – Keith!

            Keith tenta segurar a besta com a espada.

            - Sai daí Keith, você não vai segurar, ela é muito grande!

            - Grrr...só olhe...! – Keith empurra a pata da besta, que recua.

            Lance prepara a arma para atacar.

            - Vamos acabar com isso.

            O atirador de elite dos paladinos mira bem na cabeça do monstro, enquanto Keith o distrai.

            - Vamos logo com isso, Lance! – Keith vai lutando com a espada, estocando e se  defendendo.

            Lance atira, acertando o monstro em cheio.

            - Boa, Lance! – Keith comemora.

            - Mas é claro. – Lance faz uma pose.

            Keith balança a cabeça. Mas logo eles ouvem mais barulhos de patas no chão.

            Será que...?

            Quando avistam monstros maiores ainda vindo em direção deles. Aquele era só o filhote. Eles eram enormes com chifres e focinhos grandes. Pareciam furiosos por terem matado o filho deles. Eles rugiam alto e vinham correndo, fazendo o chão tremer como se fosse um terremoto.

            - Lance, vamos dar o fora daqui! – diz Keith.

            No momento que Keith foi andar, ele sentiu uma dor forte na perna. Não estava forte o suficiente desde a batida do Vermelho. Pensou que fosse morrer ali. Os monstros estavam tão perto que Keith pôde sentir o mesmo ar que eles. Ofegante, só conseguia pensar em como não descobriria o que a sua adaga significava, como não daria adeus para  as pessoas que amava, Shiro, Allura e...

           - Keith! – Lance se joga para salvar o menor, agarrando-o e o puxando para longe dos montros.

            - H-huh? – Keith fica surpreso.

            Lance começa a atirar nos monstros como pode.

            - Fique atrás de mim! – o maior grita para o paladino vermelho.

            ...?

            Ficou olhando para as costas de Lance. Nunca achou que ele fosse tão forte. Ou corajoso. Sempre achou que fosse um covarde e fraco. Mas não. Agora ele estava o salvando de monstros em um planeta desconhecido. Seria esse mais um momento de conexão que os dois tiveram? Keith ainda sentia sua perna muito. Queria ajudar mas estava incapacitado.

            - L-lance...- Keith tentou dizer.

            Quando então Lance conseguiu atirar na cabeça das bestas. Elas não estavam mortas e sim desacordadas, mas já era um começo.

            - Keith, você está...- o paladino azul fica supreso – Sua perna...!

            Quando foi ver, a perna de Keith estava de um arroxeado quase vermelho. Agora sabia porque estava com tanta dor. Sua perna deve ter sido quase esmagada com o impacto, e ainda tentou forçá-la na luta. Estava com problemas, e grandes.

            - Vamos para o Azul – Lance estende a mão para o menor – Lá tem mais spray e vamos fazer umas ataduras.

            Keith hesitou mas segurou a mão de Lance, que o puxou para perto de si.

            Perto demais... Keith pensou.

            - H-huh...L-lance…Obrigado...- o paladino vermelho era orgulhoso, mas não podia deixar aquilo passar em vão. Lance tinha o salvo de uma morte desastrosa.

            - Me agradeça quando estiver tudo bem. – Lance parecia diferente de quando estava com os outros paladinos e Allura. Ele sempre foi descontraído e agora estava sério...

            - Não, é sério...- Keith cora um pouco – Você foi...muito corajoso...

            - H-huh...- Lance fica sem jeito – D-de nada.

            Eles vão entrando no Leão Azul enquanto Lance ajuda Keith a andar. Ele o leva até a poltrona.

             - Está confortável? Vamos passar o spray aí...Keith, está muito feio. – Lance faz uma expressão preocupada – Vamos precisar enfaixar, está bem?

            - H-huh...- Keith olha para o lado.

            Não conseguia encarar aquele novo Lance. Ele lembrava Shiro, mas era diferente. Nunca podia imaginar que ficaria desconfortável porque Lance estava sendo legal demais, ou até...

            Bonito demais...

            ...!

            Keith se assustou com os próprios pensamentos.

            - Agora vamos. – Lance passa o spray na ferida de Keith, que sente uma sensação gelada. Depois, sente que Lance começa a enfaixar sua perna.

            - N-não precisa fazer isso...- Keith olha para o lado.

            - Keith, deixa. – Lance diz terminando de enfaixar. – Tem um pouco de comida aqui, Hank sempre prepara antes de alguma missão. Quer comer?

            Keith acena positivamente com a cabeça.

            - Toma. Vamos guardar um pouco pra depois. – Lance entrega um sanduíche para Keith.

            O paladino azul começa a comer, ainda perdido em pensamentos. Como Lance conseguia ser tão...protetor? Keith não conseguia parar de olhá-lo, mas quando seus olhos se encontravam, olhava para outro lugar. Não queria parecer estranho, ainda mais saber que estava olhando para alguém como...Lance.

            Pense bem...ele é um idiota. Pare com isso.

            Quando comeram os lanches, começaram a sentir esfriar muito dentro do Leão Azul.

            - Argh, que frio é esse? – Lance diz, se encolhendo.

            - Ah! – Keith parece se lembrar de algo – Estamos em um deserto, então à noite...

            - Vai ficar um frio do caralho. – Lance diz, coçando a cabeça. – Não tenho nenhum cobertor aqui...

            Keith cora.

            - Vamos conseguir. É só nos encolhermos bem. Não pode ser tão ruim assim...

            Quanto mais tempo se passava, mais o frio ficava insuportável. Keith tremia da cabeça aos pés, pensando em como conseguiria aguentar aquilo. Sua perna doía e sua língua também. Tudo parecia um pesadelo. Quase alucinou que estava no palácio de Allura dentro do refrigerador. Quase chegou a chamar Shiro para salvá-lo. Lance tinha o deixado na poltrona mas mesmo assim...aquilo era enlouquecedor. Então Keith se lembrou.

            Lance.

            Olhou ao redor e procurou-o. Estava no chão tentando se cobrir com o casaco o máximo que podia. Sua respiração fazia sair vapor de sua boca. Keith olhou para os próprios dedos. Estavam roxos de tanto frio. Precisava de ajuda. Precisava...

            Preciso de calor.

            É a única forma de não morrermos congelados.

             - Lance. – o paladino azul olha-o. – Vem aqui.

            Lance o olhou supreso.

            - O que? – ele tremia enquanto falava.

            - Vem aqui, agora. Não me faça explicar! – Keith sentiu o rosto esquentar,  que era uma coisa boa naquela situação.

            Lance obedece, caminhando meio cambaleante por causa do frio.

            - O que foi? Está doendo a perna? – Lance diz, meio sonolento.

            Mas Keith sabia que ele não podia dormir assim ou teria uma hipotermia.

            - Senta comigo aqui. Precisamos nos aquecer.

            Eu não acredito que estou dizendo isso!!

            - Que?! Keith, é melhor não...Você já está ficando alucinante e...

            - Você quer morrer?! Como se eu quisesse ficar perto de um cara como você! – Keith diz raivoso e com vergonha.

            - Se não quer ficar perto então não fique. – Lance cruza os braços.

            - ...Eu quero ficar quente. – Keith tenta se acalmar – Por favor, Lance.    

            - Tsc..Está bem. Mas que nunca ninguém fique sabendo disso. É muito gay.

            Grrr...seu merda...!

            Lance se senta do lado de Keith, que fica sem jeito. Os dois se aproximam.

            - Err...Você tem que chegar mais perto, princesa...- Lance diz, olhando para o lado.

            - ...- Keith se aproxima, descansando a cabeça no peito de Lance. Para sua supresa, Lance cheirava muito bem. – Nunca diga isso..pra ninguém...

            - O que? Que você parece uma garotinha nos meus braços? – Lance envolve Keith, abraçando-o.

            - Sem gracinhas, Lance! Isso é vida ou morte!- Keith diz, irritado.

            - Eu sei, eu sei princesinha. – Lance descansa a cabeça sobre a de Keith. – Mas está muito melhor assim do que antes...

            - Cale a boca e vamos dormir, sim? – Keith suspira, mas mais aliviado por sentir o calor de Lance.

            - Já? – Lance fala com os lábios contra a cabeça de Keith – Não vou conseguir dormir com você assim.

            - E por que não? – Keith dá uma risada – Muito gay pra você?

            - Não. – Lance diz em voz mais séria. – Mas talvez que tenha gostado demais disso...

            - ...! – Keith cora muito, lembrando que Lance podia ser muito galanteador. – C-cala a boca e vai dormir!

            - Vai me dar um beijo de boa noite, princesa? – Lance passa os dedos pelo queixo de Keith, que o olha muito corado.

            - E-e-eu...! – Keith se sente completamente quente com a proposta de Lance. Se fosse em outra hora, nunca permitiria, mas naquele momento...

            Resolveu não pensar.

            Então encostou os lábios no moreno, sentindo-os meio gelados.

            - É isso, boa noite. – Keith mal podia acreditar no que tinha feito, ficando completamente corado mas se segurando para não demonstrar nada.

            Keith não viu, mas a expressão de Lance foi de extrema surpresa e vergonha. Ele mal sabia o que dizer, tremendo com os braços ao redor de Keith. Nunca tinha pensado que o menor faria isso, ele estava só brincando! Nunca tinha pensado em garotos assim, só em garotas, mas...agora...Keith...tinha..

            Lance não conseguiu dormir naquela noite, nem Keith.

           

           

           

           

           



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...