História Colors- Imagine Kris Wu - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Huang Zitao "Z.Tao", Kris Wu
Personagens Huang Zitao "Z.Tao", Kris Wu
Tags Colégio, Hentai, Imagine Kris Wu, Imagines, Kris Wu, Wu Yifan
Visualizações 244
Palavras 1.127
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Primeiramente CHEGAMOS AOS 100 FAVORITOS HUUUURUUU KKKKK
OBRIGADA PESSOAL EU FICO MUITO FELIZ POR SABER QUE VCS GOSTAM DESSA HISTÓRIA ❤️

Agora

Boa leitura 📖

Me perdoem por qualquer erro

Capítulo 11 - Capítulo 11


Fanfic / Fanfiction Colors- Imagine Kris Wu - Capítulo 11 - Capítulo 11

 

Até mesmo o tempo se perdeu nesse lugar

Completamente cativado por seus movimentos leves

Eu não pude evitar que você se espalhasse dentro de mim

Meus olhos estão preenchidos por você

Eu mal consigo respirar

Não é fácil, amor

Fica mais profundo quanto mais eu tento escapar

Desse jeito

Eu me apaixonei por você

Em seu pântano, me apaixonei

Estou apaixonado

Sem parar

-Fall- EXO-

 

KRIS’S POV OFF 

 

Acordei com uma claridade enorme vindo em direção aos meus olhos, virei para o outro lado mais nada de adiantar.

 

—Kris... fecha a cortina- falei passando a mão no lado da cama procurando ele —Kris?

 

Chamei ele mais alto mas nada dele aparecer, me levantei e procurei pela casa inteira mas aquele homem havia tomado chá de sumiço pois não estava em canto nenhum.

 

Peguei meu celular e liguei para ele mas dava direto na caixa postal, comecei a ficar preocupada tentei mais dez vezes mas nada.

 

—Mais que merda Kris, por que não atende...-murmurei.

 

Me arrumei e fui para a empresa do meu pai, eu poderia ligar para ele vim me buscar mas aí ele iria descobrir onde eu estou, e claro ele não ia deixar barato para o Kris. Cheguei em frente à empresa com a respiração desregulada por causa da “caminhada”, entrei na empresa e fui direto para a sala do meu pai.

 

—Pai- abri a porta da sala com tudo vendo ele se assustar.

 

—Nunca mais faça isso S/N quase me matou do coração- falou colocando a mão no peito.

 

—O Kris não veio me buscar hoje, aconteceu alguma coisa com ele?

 

—Yifan foi embora- foi a pior coisa que eu poderia ter ouvido.

 

—C-como assim ele foi embora?

 

Aquilo não podia ser verdade, depois de tantas promessas que ele me fez ir embora desse jeito era covardia, eu queria chorar naquele momento até não aguentar mais, porém eu precisava me manter forte. Mesmo sendo difícil...

 

—Ele disse que aqui não era o lugar dele, disse também que ele queira se afastar de alguém- falou olhando alguns papéis em cima de sua mesa.

 

—Não pode ser...- falei baixo sentindo as lágrimas quererem sair.

 

—Eu sei que você tinha uma afinidade grande com ele e também sei que ele estava te ajudando com os preparativos do casamento, mas eu já tenho outra pessoa pra colocar no lugar. Não precisa ficar triste S/N ele era só um funcionário.

 

—Kris...- eu continuava falando baixinho, não crendo naquela situação.

 

—Yoora vai fica no lugar dele, vai ser melhor pois ela é mulher e vai te ajudar nos seus gostos.

 

—Espera... você está falando que vai colocar aquela sua secretária, aquela que vocês estava comendo na sua sala? Sinceramente pai, eu me impressiono a cada dia mais com você.

 

Eu sai daquela sala o mais rápido possível, estava sem reação ao saber de tudo isso. O cara que eu amava se foi, e agora eu vou ter que me casar de qualquer custo.

 

 

KRIS’S POV ON

 

A viagem que ia durar duas semanas acabou durando 2 anos, dois anos sem ter notícias da minha pequena, foram os piores anos da minha vida.

Acontece que a empresa aqui no Japão  foi pra frente e eu que acabei tendo que assumir ela, já que eu estava aqui meu sogro achou melhor. 

 

—Ei Yifan, por que sua princesa não tá aqui hoje?- Luhan me perguntou rindo, acontece que eu tive um pequeno caso com uma moça e ela não saia do meu pé.

 

—Acontece que eu fiz o que não precisava, pra variar- respondi me sentando na cadeira da minha sala.

 

—E o que foi dessa vez?- ele se sentou em minha frente.

 

—Eu acabei gemendo o nome de outra enquanto transavamos- Luhan estava segurando o riso com uma expressão muito engraçada.

 

—Pode rir eu deixo- quando falei isso ele quase teve um treco de tanto rir.

 

—Yifan, quando eu penso que a minha vida tá ruim eu olho pra você e vejo que eu to no lucro.

 

—Que belo amigo você é Luhan- disse irônico e vejo ele rir mais.

 

—E por um acaso o tal nome foi o da S/N?

 

Luhan sabia muito bem da minha história com a pequena e também ele me conheceu muito bem durante esses dois anos aqui, e claro foi o nome dela que eu gemi.

 

—Se eu falar que não, você iria acreditar?

 

—Claro que não, você é apaixonado nessa menina- e como sempre ele estava certo.

 

—Eu me culpo todo dia por ter deixado ela, nesse momento ela deve tá com aquele muleque desgraçado.

 

—Não se culpe, eu já falei pra você isso durante dois anos Yifan. Agora, antes que eu me esqueça tenho uma notícia boa pra você.

 

—Prossiga- me ajeitei na cadeira.

 

—Vai ter uma reunião de todas as filiais da empresa do seu amado sogro, e vai ser na Coreia. Você vai poder ver a S/N- eu não pude conter a minha alegria em saber isso, abri um sorriso que ia de orelha a orelha.

 

—Sabia que ia ficar feliz, e claro ficou mais feliz pois fui eu que contei- Luhan falou convencido.

 

—E que dia vai ser a reunião?

 

—Preciso ver no documento, mas não vai demorar...

 

[...]

 

Hoje era o dia da viajem e eu não me aguentava de tanta ansiedade, só de pensar que eu vou ver a minha pequena meu estômago parece que tem borboletas dentro.

 

Já estávamos quase pousando no aeroporto da Coreia e a cada minuto que dava meu coração acelerava mais e mais, Luhan a todo momento me comparava com um adolescente tendo o primeiro encontro, e claro ele estava certo.

 

—Esta suando Yifan- Luhan falou ao pegar na minha mão.

 

—Por que tá pegando na minha mão?

 

—Desculpa, tenho medo de altura- falou sem graça soltando minha mão.

 

—Estou com tanta saudade dela.

 

—Eu sei, da pra ver na sua cara de bobo apaixonado.

 

—Fala direito comigo que eu sou seu chefe... será que ela vai gosta de me ver? Depois de tantos anos tenho medo dela me rejeitar- o olhei apreensivo.

 

—Para de pensar o pior Yifan, tenho certeza que ela vai amar ver você.

 

—Assim espero...

 

[...]

 

Estávamos a caminho da empresa e eu estava tentando ao máximo conter minha alegria em frente aos outros, chegando em frente à empresa senti um frio na barriga.

 

A reunião já havia terminado mas os outros ainda estavam na sala de reuniões discutindo algum assunto que eu não estava ligando, sai da sala para procurar a S/N, eu a encontrei mas ela estava beijando o Zitao.

 

Não contive minha raiva e fui pra cima deles pegando Zitao pela gola da camisa e dando um soco em seu rosto, e o joguei no chão com toda minha força.

 

—O que estava fazendo Yifan!?- era ela...

 


Notas Finais


O que acham que vai acontecer?

Até o próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...