1. Spirit Fanfics >
  2. Com certeza era amor >
  3. Único;Me desculpe mamãe e papai,mas eu não tenho outra escol

História Com certeza era amor - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


☉-Olá amores,como estão?Espero que bem💘Hoje eu trago pra vocês uma oneshot do nosso querido Lee Felix.A história contém gatilhos,se você for sensível,recomendo não ler.

Boa leitura♡

Capítulo 1 - Único;Me desculpe mamãe e papai,mas eu não tenho outra escol


O dia amanheceu chuvoso, e Lee Felix encontrava-se chorando, silenciosamente, em seu quarto. Seus cabelos estavam bagunçados, seu corpo estava extremamente magro porque ele não se alimentava direito a mais de uma semana. Sua pele estava pálida e suas sardas estavam mais visíveis do que nunca!


Aliás, porque o jovem de dezoito anos estava aos prantos? Por que ele não estava se alimentando direito?


Fazia quase um ano que seus pais faleceram em um acidente de carro, e, por algum motivo ele se sentia culpado e o julgamento diário o fazia se sentir inútil, um verdadeiro lixo.


Felix mora com sua tia, Hyejin que, não facilita nem um pouco as coisas pra' ele… Além de ter que fazer os serviços de casa, ainda tinha que trabalhar e estudar. Hyejin diz que, esse é o preço a pagar pela morte de seus pais.


Ele só tinha dois amigos que para ele, eram as únicas coisas que importavam neste mundo; Seo Changbin e Han Jisung. Apesar deles viverem grudados na escola, Felix tinha que aguentar apelidos de mal gosto como: "orfãozinho", "sem pais", e, entre outros apelidos que se eu mencionasse pra' você leitor, iria ficar horrorizado.


A vida do Lee era um tormento, mas, porque ele não desistiu e jogou tudo para o ar?


Felix tem sonhado constantemente com uma garota que ele nunca virá em sua vida. Seria bobagem se, ele estivesse apaixonado por ela, sem ao menos conhecer ela pessoalmente? E se, ela fosse apenas obra da sua imaginação? Mesmo com todos esses questionamentos que sua mente fazia, ele continuava a nutrir sentimentos por ela, sem ao menos saber o nome desta. E ele não vai descansar até encontrá-la. 


Não o julguem, ela é a única razão pela qual Félix ainda está vivo.


O Lee a procurou por tudo quanto é lugar, mas ainda não a encontrou…


Felix enxugou as lágrimas e foi em direção ao banheiro para lavar o rosto. O relógio marcava meia noite e meia, e o Lee voltou ao seu quarto, deitou e caiu no sono.



Felix estava no cafeteria como todos os dias para trabalhar. Uma garota adentrou o local e Felix sorriu. Ela tinha uma aparência de um anjo e seu corpo era pequeno. Apesar da garota ter dezessete anos.


ㅡ Bom dia, Lee! ㅡ Cumprimentou, alegremente.


ㅡ Bom dia! ㅡ Felix respondeu, sorrindo. ㅡ Achei que você não iria vir hoje… O que vai querer? Cappuccino de novo? Ou finalmente vai me dizer o seu nome?


A garota riu, deixando o Lee confuso. 


ㅡ Eu vim porque eu preciso conversar com você. ㅡ Disse ela, com uma expressão serena. 


ㅡ Ah… Espere só um momento.


Felix falou para o seu colega de trabalho, Lee Minho, ficar no lugar dele por alguns minutos e foi até a garota. Eles se encararam por alguns segundos e logo o Lee se pronunciou.


ㅡ Podemos conversar lá fora? ㅡ Ela concordou. Ambos foram em direção a uma praça próxima dali e se sentaram em um banco.


ㅡ Talvez, aconteça algo ruim comigo, Lee. ㅡ Abaixou sua cabeça.ㅡ Mas, eu peço que você seja forte! Por favor, seja forte por mim…


ㅡ Como assim? ㅡ Felix perguntou, extasiado.


A garota não respondeu a pergunta do Lee e se levantou indo embora.


ㅡ Ei! ㅡ Felix gritou. Viu a menina virar-se e seus lábios se moverem em um nome.


"Na _______".


O Lee acordou e foi direto pro banheiro. O relógio indicava 06:00 e hoje era segunda, resumindo, ele tem aula.


ㅡ Na ________… ㅡ Felix repetia aquele nome em sua cabeça antes que se esquecesse.


Já com o uniforme escolar, Felix saiu às pressas de sua casa para não esbarrar com sua tia. Estava feliz demais e ela não poderia estragar o seu dia.


Aliás, ele finalmente descobriu o nome da garota que roubou seu coração nos seus sonhos… Mas caro leitor, prepare os lencinhos pois o final disso tudo não vai ser muito agradável.


Felix caminhava indo em direção a escola e no caminho, tinha muita gente em uma igreja. Quando ele olhou pro interior do local, percebeu que era um velório.


Por algum motivo, o coração de Felix estava pedindo pra entrar no local. Mas, por que? Por curiosidade o Lee entrou no local e paralisou.


ㅡ ________? ㅡ Trêmulo, ele sussurrou.


Seus olhos se encheram de lágrimas e o mesmo caiu de joelhos no chão. A pessoa que estava dentro do caixão era ninguém menos do que Na _________. O Lee não se importava com as pessoas ao seu redor, ele se sentia quebrado e a única coisa que importava pra ele, se foi…


Ele nem conseguiu conversar com ela… Não chegou a conhecer a garota dos seus sonhos pessoalmente. 


Uma mulher de meia idade se aproximou do Lee e ficou o encarando.


ㅡ Você é o Felix? ㅡ A mulher perguntou com a voz rouca. Ela estava abatida e seus olhos estavam inchados. Aquela era a mãe de _________. Felix se levantou ainda chorando e afirmou.


ㅡ Jaemin, meu filho, traga aquele carta  que ________ escreveu! ㅡ Um garoto de cabelos azuis afirmou e saiu do local às pressas. ㅡ A minha filha sempre soube que você iria encontrar ela, mesmo estando morta… Como agora.


Felix estava de cabeça baixa e seu coração estava acelerado. O Lee suava frio e ele não sabia o que dizer nessas condições.


Logo Jaemin apareceu e entregou um envelope a mulher. Ela deu um longo suspiro,


ㅡ Aqui. ㅡ Entregou o envelope ao Lee. ㅡ Abra quando você estiver sozinho.


Felix saiu do local as pressas e foi direto pra Ponte do Rio Han. Ele abriu o envelope e se deparou com uma carta escrita a mão e um desenho.


ㅡ E… Esse sou eu?


Naquele desenho, Na _________ tinha o desenhado. Os olhos do Lee se encheram de lágrimas e, então, ele começou a ler a carta.


"Lee… Se você está lendo essa carta significa que eu não estou mais viva… Desde a primeira vez que eu te vi nos meus sonhos, eu não conseguia te tirar da minha cabeça. De repente você se tornou o motivo de eu ter lutado até o fim… Aos meus cinco anos eu fui diagnosticada com câncer. Eu nem sei como eu consegui sobreviver assim. Eu passei grande parte da minha vida dentro de um hospital,e isso foi tão deprimente… Mas, sabe qual era minha parte favorita do dia? Quando a noite caía, quando eu dormia, eu sonhava com você. Depois de um tempo te procurando, eu te achei. Quando eu te vi saindo daquela escola, vi que, todos os seus amigos eram tão bem de saúde que, decidi que eu não poderia me aproximar de ti… Você acha que seria legal ser amigo de uma pessoa como eu? Eu acho que não. Não sei como te dizer isso, mas eu me apaixonei por você, Felix. Eu me apaixonei por você nos meus sonhos, e eu afirmo pra você que com certeza era amor."


Após ler aquela carta,o Lee percebeu que não tinha mais motivos para viver. O único motivo da sua existência se foi,e seu coração estava quebrado, despedaçado.


ㅡ Me desculpe mamãe e papai, mas eu não tenho outra  escolha. ㅡ Felix respirou fundo. ㅡ Eu vou te encontrar, _________.


Após dizer isso, Felix se jogou da Ponte do Rio Han.


Talvez houvesse outra saída. Mas com o seu coração daquele jeito, ele não poderia viver… O amor chegou na vida do Lee de uma forma inesperada como a de um sonho que não deixava de ser real.


Talvez, esse não era o final que vocês esperavam, mas, infelizmente, não tinha outro fim para a história.






Notas Finais


É isto,espero que tenham gostado e obrigada ster pela betagem💘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...