1. Spirit Fanfics >
  2. Com meu amigo no banheiro >
  3. Capítulo único

História Com meu amigo no banheiro - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oi gente, tudo bem com vocês?
Faz muito tempo que eu escrevi essa historia, pra ser bem especifico eu fiz ela em 2017 logo depois de ver aldnoah zero e shipar o Slaine e o Inaho durante o anime todo. Quando eu fui postar a historia aqui a tag Aldnoah zero ainda não existia no site, então eu fiz a solicitação e acabei esquecendo de vir postar ela aqui. Eu sei que abandonei um pouco aqui também, mas to aprovando a quarentena pra voltar a ativa aqui na plataforma, então resolvi iniciar postando essa historia com bastante lemon que eu adorei escrever, e adorei reler ela hoje depois de tanto tempo.
Eu optei por não mudar nada na historia, apesar de agora já identificar alguns erros na escrita e perceber que poderia por mais coisas nela, mas achei melhor deixar ela assim pra continuar igual eu queria que ficasse quando escrevi ela a quase 3 anos atrás. A sinopse e as imagens da fanfic eu também já tinha deixado prontinhas, então a única coisa que acrescentei aqui é essa nota de esclarecimento e também o titulo. Espero que vocês gostem da historia, boa leitura a todos!

Capítulo 1 - Capítulo único


Fanfic / Fanfiction Com meu amigo no banheiro - Capítulo 1 - Capítulo único


Parecia ser mais uma manhã de um dia normal para Inaho, a não ser por uma coisa, já fazia mais de 10 minutos que ele tinha acordado, seu corpo já não estava mais sonolento, porém o seu membro ainda continuava da mesma forma de quando ele tinha acordado, ereto; certamente aquilo era resultado do sonho que teve na noite anterior com o seu amigo e crush secreto Slaine, Inaho sabia que era errado ter sonhos eróticos com o seu amigo mas não conseguia evitar, já que as imagens do corpo nu do Slaine não saiam de sua mente, desde que ele tinha visto durante o banho pós treino a algumas semanas. Após perceber que não tinha escolha a não ser se aliviar no banheiro, Inaho cedeu aos desejos humanos e logo depois  partiu para a base militar, mesmo sendo em um sábado ele precisava tirar o estresse de si e nada melhor que um bom treino no KG-6 Sleipnir.
Enquanto treinava os movimentos precisos, Inaho é surpreendido pela presença de mais outra pessoa no campo de treino, logo eles começaram a lutar de forma pacifica e acirrada, foi quando Inaho percebeu que a pessoa que controlava o outro Kataphrakt era o Slaine, como conhecia bem o seu amigo, não foi surpresa para inaho encontrar com ele na base em pleno sábado. Depois da lutar ambos partiram para o banheiro, estavam suados e precisavam de um banho, pois era quente dentro daqueles robôs gigantescos.
 Inaho sabia de seus desejos, e que estava cada vez mais difícil de controla-los, justamente por isso evitou entrar junto com o Slaine no banheiro, ele esperou por um tempo ao qual seria o suficiente para Slaine já ter ido embora, porém não foi o que aconteceu, ao entrar na área de banho (que era totalmente aberta, somente com chuveiros nas paredes) Inaho mais uma vez se deparou com o Slaine tomando banho, era como uma visão do paraíso para o Inaho, as gotas de água passavam pelas curvas do corpo delicado do Slaine como formas de evidenciar cada  parte daquele ser tão puro, as cicatrizes nas costas do Slaine eram como uma marca de tudo que ele tinha passado ainda em Marte, a pele clara, os cabelos loiros molhados, tudo era um perfeito e harmonioso conjunto. Inaho não conseguiu disfarçar a sua surpresa.
Inaho: -S-s-s-s-s-s-slaine! O que você ainda esta fazendo aqui? Eu pensei que você já tinha ido embora.
Slaine: -Hoje eu quis demorar um pouco mais, minha cabeça esta um pouco cheia  e nada melhor do que um banho para relaxar
Inaho virou seu rosto para o lado: -E-e-eu não imaginei que iria te encontrar aqui. 
Slaine se aproxima de Inaho e toca no seu braço. –Inaho, eu te fiz alguma coisa? Já faz alguns dias que você foge de mim, tem algo no meu corpo que não te agrada? São as cicatrizes? Deve ser difícil para você ver elas durante o banho. 
Inaho cora. –Não é isso, não tem nada em você que me desagrada, pelo contrario, eu gosto de você Slaine, muito mais do que você pode imaginar. Por favor, não me olhe estranho, mas desde quando eu te vi pelado no banho outro dia que eu penso em você a todo instante e tenho sonhos eróticos com você. Me desculpa, mas eu não podia mais guardar isso só pra mim.
Ao ouvir as palavras do outro Slaine corou, Inaho não sabia, mas seus sentimentos pelo Slaine eram recíprocos; nesse momento Slaine puxou Inaho para junto do seu corpo e o beijou. O coração de Inaho palpitou na hora do beijo e juntamente com isso seus desejos tomaram conta de seus atos. 
De forma rápida Inaho tomou controle da situação e guiou Slaine até o chuveiro mais próximo, e o ligou quando ambos já estavam no alcance da água, e então pararam o beijo nesse momento para tomar folego. 
Inaho: Você tem certeza disso?
Slaine: Eu sempre quis seu corpo junto ao meu, mas por favor, tira logo a roupa que já estou ficando envergonhado.
Ao ouvir as palavras do louro Inaho começou a despir-se, enquanto Slaine olhava atentamente para ele naquele ato o seu membro despertava cada vez mais, após estar completamente nu, Inaho voltou a beija-lo, depois disso continuou com a sequencia de beijos pelo corpo molhado do outro, Slaine soltava suspiros e gemidos a cada mordiscada em seus mamilos que Inaho lhe dava.
Slaine: -Agora é a minha vez!
No mesmo instante Slaine virou o moreno para o chão e observou o corpo nu e molhado dele por alguns instantes, o prazer estava estampado na cara de Inaho, ao descer um pouco a visão para o membro do seu companheiro, Slaine pode ver que ele já não se continha mais, foi ai que ele levou sua boca em direção ao membro ereto de Inaho e começou com movimentos de vai e vem.
Inaho: -Você é muito bom nisso, estou quase gozando.
Slaine: -Por favor me avise se isso for acontecer, não estou preparado para receber um jato em minha garganta. 
Depois disso Slaine pegou a mão de Inaho e colocou dois de seus dedos na boca, após já estarem bem molhados Slaine deitou de costas para o chão e afastou suas pernas, fitou o moreno e falou –Você já sabe o que tem que fazer agora. 
Ao ouvir as palavras do outro, Inaho deitou sobre o corpo do louro, e levou os seus dedos até a entrada de Slaine, com cuidado com foi colocando um dedo e logo depois o outro; enquanto Inaho fazia isso o seu companheiro se contorcia de prazer, depois de alguns movimentos repetitivos de vai e vem com os dedos em seu traseiro, Inaho tirou-os de lá e se preparou para a penetração, seu membro molhado e com sinais de sêmen encostou na entrada de Slaine e foi entrando aos poucos enquanto ele gemia de prazer.
Inaho: -Não se preocupe, eu vou deixar você fazer o mesmo comigo!
Slaine: -Eu vou adorar estar dentro de você!
Depois disso Inaho começou com os movimentos, e a cada estocada forte que dava ele e Slaine soltavam gemidos altos, como se existissem só eles dois em todo o mundo. 
Inaho: -Es-estou, estou quase gozando 
Slaine: -Va-vamos juntos. 
Após algumas estocadas, ambos gozaram, Inaho não conseguiu reagir e acabou gozando dentro de Slaine, durante o ato ele viu o seu sêmen escorrer por entre as pernas do outro, Slaine gemeu alto no instante. Assim que Slaine recobrou o folego já pode ver Inaho ao seu lado se preparando para receber o membro dele com os seus dedos já na sua entrada; Slaine nunca imaginou que o seu amigo teria tanta sede por ele dessa forma.
Rapidamente Slaine colou o seu corpo com o de Inaho, colocou ele de quatro no chão e passou a mão em seus cabelos que já estavam bem molhados por conta do chuveiro ligado, ele foi pondo o seu membro na entrada apertada de Inaho e soltando suspiros a cada movimento, quando já estava completamente dentro do outro ele começou com os movimentos, enquanto Inaho ajudava ele, se movimentando também.
Inaho: -Slaine, se-se-seu pau é muito bom, você é muito gostoso.
Slaine: -Eu também estou adorando fazer isso com você, você é muito apertado, eu gosto disso. 
Depois de uma sequência de movimentos, ambos gozaram juntos, e dessa vez foi Slaine que deixou sua essência dentro do outro, os dois caíram no chão cansados e deram as mãos, enquanto olhavam um para o outro com sorrisos em seus rostos. Quando já estavam com controle de seus corpos os dois tomaram os seus banhos e foram embora, ao chegarem na saída um olhou para o outro e se beijaram, depois disso Inaho beijou a testa de Slaine e falou –Venha para minha casa hoje de noite, minha irmã vai estar em uma reunião e eu preciso de alguém para me fazer companhia. E Slaine respondeu –Eu não irei te deixar só, nunca mais. 


Notas Finais


A historia foi essa, espero que vocês tenham gostado, pra mim ler essa historia foi como reencontrar com o meu eu de 2017 que escreveu tudo. A ideia é de ser uma oneshot de apenas um capitulo mesmo, então espero que tenham aproveitado bem.
Obrigado pela leitura!
~Ciel


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...