História Com todo meu amor ( CLACE) - Capítulo 38


Escrita por:

Postado
Categorias Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Jocelyn Fairchild, Magnus Bane, Personagens Originais, Sebastian Verlac (Jonathan Christopher Morgenstern), Simon Lewis
Tags Clace
Visualizações 279
Palavras 5.401
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiii meus amores.
Desculpem pela demora, dei uma focada na outra fic e acabei deixando essa rs
Semana que vem vou tentar fazer maratona das duas.
Um beijo e boa leitura!

Capítulo 38 - I did not ask to do any of this.


- Porque meu amor mais lindo desse mundo está com esse bico? Jace diz abraçando Clary por trás que estava na lanchonete pegando um Danone.  

Clary sai dos braços de Jace e paga a moça da lanchonete.  

- Tenho que responder mesmo?  Clary o fuzila com o olhar. 

- Vamos para a minha sala e conversamos.  

- Não, obrigado tenho coisas para fazer. 

Ela sai e deixa Jace lá.  

Após algum tempo, ela estava fervendo de raiva e havia pedido para Tessa dizer a Jace que ela tinha ido embora. 

Depois de passar o recado para Jace Tessa entrou na sala e trancou a porta. 

- O que aconteceu?   

- AQUELA PUTA DA ALINE QUE FICA DE INSINUANDO PARA O MEU NOIVO. 

- Como assim?  

- Estávamos na reunião sobre o contrato com o Google e ela fez questão de ficar se debruçando na mesa em cima de Jace e aquele risinho de cadela no cio que ela tem... Me tira do sério. Ainda teve a audácia de arrumar a gravata dele na minha frente e o desgraçado não fez nada! Apenas deu um sorrisinho de merda, eu só não voei naquela vagabunda porque prezo pelo meu profissional.  Eu estou explodindo de raiva. Estou a ponto de degolar àquela galinha mal chocada. 

Tessa então não aguentou e deu risada. 

- Amiga, porque você não conversa com ele e diz o que sente?  

- Esse filho da puta já sabeeee. Cansei de falar disso e ele vive dizendo " Não tem nada a ver, você tá vendo coisas onde não existe. " Inclusive eu falei para ele demitir ela e teve a audácia de dizer " Não tenho motivos para demiti-la" 

- Clary eu acho que você deveria se afastar de Jace em horário de trabalho. Eu entendo que vocês são noivos, mas isso vai acabar com a relação de vocês. 

Clary respirou fundo e tomou ar. 

- Você tem razão. Vou me transferir para a afiliada da torre norte. 

- Tá louca? Eu disse pra você se afastar dele, mas não isso. É praticamente 1 hora daqui e é longe da sua casa. 

- Isso é o de menos, a partir de amanhã estaremos lá. 

- Estaremos?  

- Sim é mais perto da sua casa e você é minha secretária, confio em você mais que em mim mesma.  

- Vou ter que ficar sem ver Will?  

- Não! Como Eric é o líder desse projeto ele vai ficar indo para lá direto e Will vai com ele. 

- Ainda acho que você está cometendo um erro. 

- Não me importa. Estou ferida por dentro e Jace acha isso normal. Ele que vá pra puta que pariu. Minha paciência excedeu e não vou ficar aguentando isso. Ele que coma aquela puta como ele costumava fazer. 

- Mas Clary... 

- Mas nada. Estou indo falar com Eric e de la vou embora pois, vou para academia. Preciso relaxar!  Se ele perguntar de mim, diz que sai e não deixei recado. Mande encaixotarem minhas coisas e transferir para a Torre leste. 

Tessa apenas concorda. Clary pega suas coisas e passa na sala de Eric, avisa que irá trabalhar na torre norte que era do outro lado da cidade. Após muito protesto ele concordou, pois, Clary abriu o coração.  

Jace havia ligado umas 50 vezes para seu celular. Clary estava muito chateada pois Aline estava cada dia mais descarada e Jace achava aquilo normal. Ela passou rapidamente em sua casa, encheu Pelusa de beijos e colocou uma roupa de academia. Logo em seguida foi treinar. Desligou o celular pois não queria falar com Jace. 

Depois do treino, ela voltou para casa e logo em seguida saiu para passear com Pelusa. Clary ficou quase 2 horas com sua baby na rua. Quando voltou deu graças a Deus que Jace ainda não havia chegado e como ela havia o ignorado o dia todo, sabia que não iria para sua casa. E Clary tinha razão,  Jace mandou um monte de mensagem e uma delas é dizendo que ia passar a noite na própria casa. 

Após uma noite mal dormida, Clary acordou e se arrumou como pode. Estava linda como sempre. Então sem muita vontade de comer, pegou seu carro e foi para a outra empresa. Ao chegar, todos a cumprimentaram ela era noiva do dono e a arquiteta executiva. Apesar do seu cargo ela sempre foi simpática com todos e adorava almoçar com a moça da limpeza. Ela era mais velha e sempre dava ótimos conselhos a Clary. 

- Que alegria vê- lá aqui querida. 

- Eu que estou feliz em te ver Marli. Ela sorri e a abraça. 

- Deixei sua sala arrumadinha do jeito que a senhorita gosta e arrumei a sala do senhor Herondale porque achei que viria também.  

- Ele não vem e a partir de hoje minha local será aqui. Então vamos conversar muito, muito muito. Inclusive sobre seu trabalho. Pode me acompanhar a minha sala? 

Ela olha Clary sorridente e concorda.  

As duas entraram na sala e muitos olhares e cochichos ao ver as duas juntas. A fofoca sempre reina nas empresas.  

Após entraram Clary viu que Tessa já havia chegado. 

- Marli, você será promovida a chefe da limpeza. Você vai tomar conta de tudo e eu vou te ajudar a gerenciar sua equipe. Toda sexta feira você fará um curso de gestão de processos para te ajudar a melhorar. Quero que cresça no mercado. 

Marli que não piscava a olhou e Tessa sorriu ao ver a cena. Marli era uma mulher batalhadora, cuidava do seu pai doente de câncer, mãe solteira de 3 filhos e morava numa casa de 2 cómodos. 

- Senhora, mas porquê?  Eu não mereço e.... 

- Merece. Sinto que posso confiar em ti.  

Seu salário será de seis mil e dólares e seu Vale refeição será 65 dólares ao dia. Inclusive incluí você no nosso plano de saúde. Seus filhos e principalmente seu pai. Qualquer gasto que o convénio não cobrir será descontado da empresa. Passei pelo o que você passou com a minha mãe e sei o quanto é complicado tratar de uma doença assim em hospital público.  

Marli se desmancha a chorar. Tessa então pega um copo de água e dá a ela.  

- Senhora eu não...  

- Me chame de Clary sem esse negócio de senhora.  

- Mas o senhor Herondale não vai gostar e... 

- Ele já sabe da sua promoção e ele é meu noivo. Se ele não aprovasse as minhas condições eu ia dar um belo castigo nele se é que a senhora me entende.  

As duas caem na gargalhada. 

- Obrigado querida. Eu agradeço do fundo do meu coração.  

- Não me agradeça isso é fruto do seu trabalho e sua escala de trabalho vai mudar. Será de seg a sex das 9 às 18 e você não trabalha mais fim de semana. Na sexta o curso é a partir das 19 e vai até as 23. 

- Tudo bem Clary. Para mim está perfeito.  

Ela sorriu para Clary. Logo em seguida tirou o terço que carregava em seu pescoço e deu a Clary. 

- Não posso aceitar. 

- Pode. Esse terço eu ganhei quando tinha sua idade e por mais difícil que tenha sido a vida ele sempre me ajudou a enxergar que Deus sempre esteve ao meu lado assim como me guardou ele te guardará. E lembre-se que caminhada pode ser difícil, mas Deus só dá grandes batalhas para grandes guerreiros.  

Clary emocionada com as palavras sorri. Pega ao terço e dá um beijo. 

- Vou colocá-lo num lugar muito especial.  

Clary então se levanta e vai até onde tinha uma foto dela e de Jace num porta retrato de ouro na parede. Clary colocou o terço pendurado por cima da foto e sorriu. 

- Isso significa muito para mim Marli, obrigado.  

Ela sorriu e as duas estavam emocionadas.  

******** 

  

- Bom dia Jace.  

- Quantas vezes vou ter que dizer que é Senhor Herondale, Aline? Sem intimidades.  

- Desculpe. Ela sorriu sem graça. 

- Onde está minha mulher?  

- Não sei. Tentei passar o relatório para ela, mas nem ela e nem a sua secretária está em sua sala. 

Jace bufou.  

- Vai procurar saber dela agora.  

- Mas já fui e... 

- SE VIRA. Ele diz enfurecido 

  

Aline sai bufando pelo escritório quando dá de cara com Eric e Will.  

- Viram a Clarissa?  

- Para que você quer saber mesmo? 

- Eu não tenho que dar satisfações a vocês. Viram ela ou não?  

- Pelo contrário querida, sou um dos diretores dessa empresa e exigo que tenha respeito ou falarei seriamente com o Senhor Herondale sobre seu comportamento.  

Aline bufa.  

- Jace está a procurando? 

- Jace? Desde de quando você tem intimidade para falar assim dele? Eric olhava Aline de cima a baixo.  

- Retificando, Senhor Herondale.  

- Olha Aline, eu falo com o seu chefe, tenha um bom dia.  

Will e Eric pegam o elevador e vão até a sala de Jace.  

- Sua secretária está passando dos limites. Eric diz entrando na sala de Jace. 

- Como?  

- Ela acha que tem alguma autoridade dentro dessa empresa. Desde quando ela te chama de Jace ? Não é à toa que Clary saiu fora.  

Jace arregalou os olhos.  

- Como? Saiu fora?  

- Isso que você ouviu meu amigo. Clary vai ficar no norte pois você não respeitou a relação de vocês em ambiente de trabalho e não colocou limite em sua secretária.  

- Do que estão falando? Jace berra alterado.  

- Cara, Clary te ama e você sabe disso, mas as vezes você passa do limite com sua secretária, ela se insinuar para você. Se joga em cima de você na frente da Clary em reuniões porquê saba que Clary não vai arriscar sujar o seu profissional e você não faz nada.  

- Você comia sua secretária e Clary sabe disso, Como acha que ela se sente? Eric diz num tom rígido.  

- Em nenhum momento dei a entender que tenho algo com Aline, Clary é muito ciumenta e sempre vem com essa história.  

- Você ta se ouvindo? Meu coloca a mão na consciência cara. Lembra quando você me via com ela e ficava louco? A diferença é que de minha parte nunca faria nada com ela. Agora Aline está disposta a acabar com seu noivado para te ter de volta. Você está sendo imaturo e cego.  

Jace o olhou e olhou. 

- Bom, só vim te avisar que nós estamos indo para norte pois temos algums projetos em andamento. E só uma coisa meu irmão, abre logo seus olhos porque Clary é jovem, linda, muito solicita e para ela colocar um cara que ela quer em sua vida e te choutar feito lixo é dois segundos. Se essa relação de vocês valem a pena é melhor você cortar o mal pela raiz, caso contrário Clary vai encontrar um cara que supre suas necessidades como mulher e aí sim você vai se arrepender porque falta de falar não foi.  

Jace não falava nada, apenas ouvia.  

Will e Eric saíram da sala e foram para torre norte onde estava Clary.  

- Aline, venha a minha sala agora. Jace liga da sua mesa para ela.  

  

*********************** 

Clary estava resolvendo algumas coisas pelo telefone quando Will e Eric chegam. Will abraçou Tessa e Eric a cumprimentou amigavelmente.  

Eles estavam na sala de Clary conversando e rindo. Clary ao desligar o telefone estava tensa. 

- Oi meninos, ela levantou e abraçou cada um.  

- Que carinha é essa?  

Clary respirou fundo. 

- Apareceu uma concorrente e ela está fodendo nossos contratos. A Google está quase cancelamento pois ofereceram um valor menor pelo mesmo serviço. Essa empresa está correndo atrás da Nike também. Isso é preocupante.  

- Jace sabe disso? 

- Não e nem pretendo contar. Preciso entender melhor a proposta deles para então tomar a frente até porque meu digníssimo pai passou as ações dele para meu nome então nenhuma empresa fecha contrato sem seu de acordo.  

- De quem será essa nova empresa?  

- Alguém que nos odeia pois está tentando nos ferrar de todas as formas. Publicaram coisa na internet até coisas sobre meu noivado com Jace.  Disseram que nosso casamento é arranjado e mais um monte de coisa. E o autor é desconhecido, mas ele sabe bastante sobre Jace, principalmente sobre sua família.  

Clary vira o not e mostra.  

- Um dos artigos conta a história da ex dele inclusive do bebe que ele achava que ela dele. Conta também sobre a gravadora do seu pai. Conta sobre Celine a colocam como " Esposa mimada que vive nas custas do marido". Nesse aqui, relata até o Max que não tem nada a ver com a história " Jovenzinho mal-educado e prepotente" Como falam assim de uma criança? 

- Esse cara quer fuder total nossa credibilidade.  

- Sim, inclusive me foder também, pois colocaram tudo a respeito da minha mãe, sobre meu querido pai está adoecido e ter passado tudo para mim, conta sobre aquele sequestro. Enfim, a pessoa que está fazendo isso sabe de tudo e acho que é alguém que caminha conosco então teremos cuidado em cada passo. Limitarei nossas reuniões e somente os funcionários necessários ficarão.  

- Eu acho uma excelente ideia. Eu espero fortemente que conseguimos pegar esse desgraçado. Ele está acabando com a imagem da empresa e principalmente expondo a intimidade de vocês.  

- A nossa meu querido amigo. Você também está nesse artigo, falaram que nós somos amantes e que você está no cargo que está hoje é porque me pegou de jeito. Clary fala num ar de deboche, mas totalmente preocupada.  

Eric arregala os olhos fica desesperado.  

- Calma, já falei com sua mulher e ela está ciente de tudo.  

- Eu quero catar esse desgraçado.  

- E vamos, já tenho um plano.  

- Isso incluí fazer uma visitinha para seu pai? Will finalmente perguntou algo depois de permanecer calado.  

- Will... 

- Você não vai chegar perto dele outra vez e... 

- E vou ter que esperar que as pessoas fiquem sabendo que fui estuprada a minha adolescência toda pelo meu pai? que minha mãe viu tudo e morreu de câncer infeliz por causa desse desgraçado? Vou esperar a mídia acabar com a nossa carreia por causa de alguém que quer nos fazer mal sendo que posso evitar tudo isso?  

Clary fala e Tessa e Eric arregalam os olhos, eles não sabiam dessa história e isso partiu o coração deles, principalmente de Eric. Então uma ira muito grande passou pelo seu corpo.  

- Você não vai falar com seu pai. Esse canalha acabou contigo e... 

- Já chega! Ninguém manda em mim e eu vou fazer o que quero. Agora chega desse assunto e vamos almoçar. Estou com fome.  

Todos a olham incrédulos e Will sabia que nada e nem ninguém iria fazer com que ela mudasse de ideia.  

Após o almoço, todos voltaram sorrindo e brincando era como se nada tivesse acontecido.  Eles entraram na sala de Clary e então a mesma se depara com um lindo e belo buquê de rosas vermelhas sobre sua mesa e viu uma cabeça loira em sua cadeira. Ele então se vira e dá um sorriso enorme ao ver Clary.  

- Pode nos dar cinco minutos?  

- Meia hora! Jace disse.  

Então os três sorriram e saíram da sala. Jace a olhou de cima a baixo, estava linda e ele amava olha-la.  

- O que você quer?  

-Primeiro, encher minha mulher de beijos e dizer o quanto eu a amo e segundo implorar para que ela me perdoe por ter sido um idiota inconsequente. Jace levanta e vai até Clary, passa a mão pela sua cintura e a puxa para si. Clary deixa ser abraçada por ele. - Sei que agi feito um imbecil contigo e eu te peço perdão. Eu não percebi que Aline estava tão entregue a mim e precisei de um choque de realidade para perceber. Nesse momento ele passa a mão no rosto de Clary e encosta os lábios dele no dela.  - Te amo demais para te perder assim ruivinha. Jamais cairia no jogo dela porque a única pessoa que eu quero nessa vida é você.  

- Te perdoou. Ela então se inclina para cima e o beija com carinho. Seus braços vão direto para seu pescoço e Jace a puxa mais para si. Ficaram um bom tempo ali se beijando até que por falta de ar eles se separam e Jace a fitou.  

- Você sabe que não vai ficar aqui né?  

- Vou, precisamos se espaço e para que eu me mantenha uma profissional e não perco as estribeiras com sua secretária eu prefiro ficar aqui e... 

- Ela não mais entre a gente. 

- Ela morreu? Clary arregala os olhos.  

Jace solta uma gargalhada e com Clary no colo, caminha até a poltrona e se senta, colocou Clary em seu colo e então passou os braços pela cintura dela. Clary deita a cabeça no ombro de Jace e ele então começa a fazer carinho em sua nuca.  

- Eu a despedi.  

- Graças ao Anjo, estava a ponto de degolar aquela puta.  

Jace ri achando graça do ciúmes de Clary então passa o nariz de leve sobre o rosto de Clary com os olhos fechados. Ela ao receber aquele carinho fecha os olhos também. Então ele encontrou a boca de Clary e deu alguns beijos de leve sobre seus lábios.  

- Eric me fez enxergar o babaca que estava sendo contigo e eu te peço desculpas por não ter visto isso antes. Espero que possa te recompensar por isso. Ele murmura com a voz roca sobre o rosto de Clary.  

- Pode me esperar na minha cama, pelado. Estou quase dois dias sem sexo e estou subindo pelas paredes.  

Jace solta uma gargalhada deliciosa que Clary tanto ama. Então ele passa a mão pelas suas pernas e para em sua bunda. Começa a massageá-las e depois de um tapa carinhoso.  

- A senhorita está muito safadinha. Ele diz beijando o pescoço de Clary.  

- Estava pensando que nunca estreamos essa sala. Ela diz ofegante e mordendo os lábios.  

- E o que acha de estrearmos ela agora? Jace diz passando a mão por cima do jeans de Clary massageando suas partes e abrindo suas pernas.  

Clary ia responder, mas o celular toca.  

- Pois não. Ela diz tentando controlar a respiração.  

Após alguns segundos Clary levanta séria do colo de Jace e caminha até a janela. Ele a olha com curiosidade.  

- As 16:00 e espero que todos estejam aí, senão você já sabe. Clary encerra a ligação e sem querer dizer a Jace que era seu pai ela logo voltou para o colo dele.  

- Um dos fornecedores está demorando uma eternidade para entregar alguns materiais e vou numa reunião com eles.  

- Quer que eu vá junto? Você me pareceu preocupada.  

- Nada demais querido, eu juro. Estou assim porque senti sua falta.  

Jace sorri e a aperta contra si. 

- Não vejo a hora de chegar ao mês que vem para acordarmos todos os dias bem agarradinhos e te encher de beijos e principalmente gritar aos 4 ventos que você é oficialmente a senhora Herondale.  

Clary sorriu e encheu o rosto de Jace de beijos.  

- Te amo, muito.  

- O que está acontecendo contigo?  

- Porquê da pergunta? Ela diz brincando com a orelha de Jace. 

´- Te conheço querida. Tem alguma coisa errada? 

- Não, só um pouco de dor cabeça mesmo, mas já tomei remédio.  

- Quer ir ao médico? Ele toca o rosto de Clary com carinho.  

-Estou bem, querido. Fique tranquilo. Eu preciso chamar os meninos para conversar porque tenho uma reunião as quatro no fornecedor.  

- Tem certeza que não quer que eu vá? 

- Tenho sim. Ela dá um selinho em Jace e então os meninos entram na sala.  

- GRAÇAS A DEUS. ACHEI QUE NÃO IA COMER BOLO SEMANA QUE VEM. Will diz e Clary e Jace riem.  

- Vai comer e muito.  

Eles riem e e não eles fizeram a reunião. Depois de muita insistência, Jace deixou Clary ficar na torre norte.  

Após o termino da reunião ela pegou suas coisas e se despediu do pessoal pois tinha que ir na outra reunião.  Eric e Will ficaram tensos ao vê-la saindo e Will rapidamente a abraçou.  

- Não faça nenhuma besteira.  

- Não vou, prometo.  

Ela então saiu.  

- Do que exatamente é essa reunião? Jace pergunta intrigado ao ver o abraço dela e de Will.  

- Nada é que... 

- Nada? Eric bufa. - Olha Clary vem escondendo coisas de você e ela vai encontrar com o pai dela hoje.  

- Ela o que? Jace fica vermelho e fecha as mãos.  

Will fuzila Eric com o olhar e o mesmo pega o not e mostra as notícias sobre eles. Fala sobre a nova concorrente. 

Jace levanta desesperado.  

- ONDE É ESSA REUNIÃO? ELA NÃO PODE FAZER ISSO... 

- Ela não disse. Sabia muito bem que iriamos atrás dela então não disse.  

Jace começa a ligar para seu celular, mas cai na caixa postal.  

Jace começa a ficar desesperado e caminha pela sala de um lado para o outro.  

- Confie nela. Ela vai resolver isso. Will fala.  

- A preço de que William? Ela odeia ter que lidar com Valentim e mais uma vez por minha causa.  

- Não Jace, por nossa causa, a pessoa que publicou isso sabe da vida de cada um aqui dentro e Clary pelo que eu vi já sabe quem é.  

Jace fica sem chão e aflito ao ver saber o a barra que Clary ia enfrentar sozinha 

************************************************ 

Ao chegar no escritório, Clary entrou e alguns diretores que ela conhecia bem e alguns acionistas estavam ali. Eles a comeram com os olhos e Clary quis sair dali correndo, estava tremendo e com medo, mas tinha que fazer o que precisava.  

- Oi filha. 

- Clarissa Fairchild para você. Boa tarde senhores.  

- Boa tarde. Eles responderam.  

- Convoquei essa reunião pois como todos já sabem, as ações de Valetim estão sobre meu poder agora. E então algumas das decisões da empresa de vocês eu terei que aprovar. Todos de acordo?  

Eles concordaram.  

Após algumas conversas em alinhamento todos a olhavam com desejo.  

- A Reunião está encerrada e preciso que o diretor da Google e Nike fiquem na sala pois teremos outra reunião.  

Todos foram embora e Valetim a olhava triste, estava morrendo e sua filha estava resistente em não olhar em seus olhos.  

Após fecharem as portas o diretor da Nike foi em cima de Clary mas ela se afastou.  

- O QUE PENSA QUE ESTÁ FAZENDO?  

- Nada achei que você queria repetir a dose com a gente.  

- Olha só senhor, eu não estou a venda e não ouse tocar em mim novamente pois estou noiva e sou uma mulher exijo respeito. Não estou aqui para brincadeiras, vim falar sobre negócios. Se sua mulher não está dando conta do recado vai a um puteiro. Você sabe que posso acabar com sua carreira em um piscar de olhos então limite-se a me olhar. 

O Cara arregala os olhos e fica sem saber o que dizer. Então ele arruma o paletó e senta onde estava.  

- Sobre o que a senhorita deseja falar?  

- Sobre o projeto de arquitetura que vocês fecharam com a empresa do meu noivo e agora querem rever pois apareceu uma oferta melhor. Gostaria de ver essa documentação.  

- Para que?  

- Porque sou acionista da sua empresa e tenho direito em ver a licença dos projetos e principalmente conhecer os fornecedores. Mais alguma dúvida?  

O cara a olha contrariado e então encaminha via E-mail a documentação. Após terminar de ler ela da uma risada seca. 

- Amanda Pierri ? Sério?  

- Como assim? Ele pergunta confuso. Quando ia responder a secretária de Valentim entra na sala.  

- Senhor, a Senhorita Pierri chegou, peço para que entre?  

Ele ia responder, mas Clary se antecipou.  

- Agora.  

A secretária confirmou e então Amanda entrou na sala toda sorridente, mas ao ver Clary seu sorriso desapareceu.  

- Boa tarde Amanda.  

- O que está fazendo aqui? Ela berra e os diretores olham confusos.  

- Quem te contou da minha vida não te falou que eu sou uma das acionistas das empresas que você está tentando fechar contrato? Vamos quero ver seu projeto.  

- Eu não vou mostrar nada a você. 

- Terá que mostrar pois para que possamos fechar contrato contigo terá que ter a aprovação dela. Valentim a olhou. 

Amanda bufa e então começa a apresentar o projeto. Era idêntico ao que ela havia apresentado, mas era mais barato.  

- Poderiam me deixar a sós com a senhorita Pierri?  

Os diretores e Valentim concordaram e saíram da sala.  

Clary e Amanda ficaram se encarando.  

- Quem foi a pessoa que você pagou para te dá informações falsas sobre mim e Jace ?  

- Está me acusando?  

- Amanda, estamos sozinhas. Admita.  

Amanda riu e debochou de Clary. 

- Você chegou na empresa Herondale, roubou meu cargo e Jace de mim. Então decidi fazer as coisas do meu modo.  

- Usando a ideia dos outros por preço de banana?  

- Preço de banana não fofa, uso produtos direto do Paraguai onde é mais em conta e ainda ganho dinheiro.  

- Exportações ilegais? Sabia que você era baixa, mas nem tanto.  

- Ninguém vai saber. E sim foi que joguei a sua história na mídia, Jace tem uma secretária eficiente.  

- Então era Aline o tempo todo? Clary ri debochada e levantou.  

- Amanda, Aline não sabe de nada sobre minha vida e de Jace, o que você publicou foi exatamente ao contrário pois Jace e eu nos amamos e vamos nos casar. O tempo que passou com ele não conheceu Max o suficiente para saber que ele não é nada daquilo que você publicou. Sobre a família de Jace, só para você saber que construiu a gravadora foi Celine, e antes deles e casarem estava no nome dela e sobre o passado de Jace você foi assertiva só não foi assertiva em pensar que depois de tudo isso ele iria querer ficar contigo. Sabe porque Aline? Jace tem uma estrutura muito força que você jamais terá. Ele tem a mim, a família dele e os amigos. E sobre mim, eu não me importo sobre o que falam porque eu sei o que passei para estar onde estou e quem me conhece sabe disso. Sobre minha mãe, ela não morreu de câncer no fígado, ela morreu de leucemia.  

Amanda a olhava fixamente com um olhar de deboche.  

- Querida, você acha que eu ligo para os seus questionamentos? O que está feito está feito. Garanto que se você não fechar contrato comigo outras empresas vão e vou continuar fazendo o mesmo esquema porque isso me beneficia. Sobre a documentação, falsifiquei a assinatura de Jace pois a conheço muito bem e é onde ele diz que abre mão da construção para fazermos o nosso trabalho.  

- Falsificou a assinatura do noivo? Amanda, você pode ser presa por isso. Clary diz meio alterada.  

- Ninguém vai saber pois só você sabe da verdade e conte seus dias de vida pois irei te caçar até você morrer.  

- Está em ameaçando de morte?  

- Ameaçando já ultrapassou do que vou fazer. Tome cuidado, acho melhor retomarmos nossa reunião pois tenho mais o que fazer. 

Clary arregalou os olhos e estava assustada com o que Amanda acabou de dizer, ela fez algumas ligações então chamou os diretores então Amanda apresentou o restante da sua proposta.  

- Senhores, antes dessa reunião, faremos uma conferência com os outros diretores para todos ficarem alinhados ok?  

Eles concordaram e Amanda sorria com Malicia para Clary.  

Então após Clary colocar todos em conferencia, incluindo alguns repórteres, mas ninguém sabia.  

- Como todos sabem, não aprovo o projeto de Amanda pois estão fora dos padrões que nossas empresas pedem.  

- Como? Amanda a olha confusa.  

- Vou lhes mostrar.  

Então Clary colocou o vídeo da conversa que ela teve com Amanda alguns minutos atrás com áudio e tudo.  

Após o termino do vídeo, todos começaram a vaiar Amanda.  

- Ninguém chega no meu território e me ameaça assim Amanda, fique sabendo que já tem dois policiais aí fora te esperando e a sua empresa será fechada. Você será processada por muitas coisas e de acordo com meu advogado que está nessa conferencia, você pega no mínimo uns 60 anos de prisão. Não existe fiança que pague o que você fez.  

- SUA DESGRAÇADA! EU VOU ACABAR COM VOCÊ. 

- Talvez se você tivesse jogado limpo, as coisas seriam diferentes.  

Após Amanda sair algemada, a história repercutiu na mídia e todas as fontes de fofocas foram tiradas da internet. Aline foi presa junto com Amanda por ser cumplice.  

O restante da noite foi de agitação. Valentim tentou se aproximar de Clary mas não conseguiu.  

Clary estava nervosa com tudo que aconteceu e depois de prestar seu depoimento, deixou as provas com seu advogado ela foi para casa.  

Ao entrar, encontrou Jace sentado na poltrona do sofá, com a cara irritada. Clary respirou fundo, nunca viu aquele olhar em Jace. 

Clary então jogou sua mochila no sofá e logo em seguida se joga no sofá fechando os olhos.  

- Vamos lá, estou esperando. Clary diz.  

- Esperando? Tem noção do que você fez? 

- Tenho! 

- Clary eu não acredito que você foi até seu novamente. Como você pode? Porque não me chamou para ir junto?  

- Eu queria resolver as coisas do meu jeito Jace. Tenho certeza que se tivesse lá, não iria resolver e muito menos.... 

- Acabar com as fofocas em meu nome? 

- Você sabia?  

- Acha mesmo que eu não vejo noticiário? Acha que sou tão idiota assim. A que ponto chegamos aonde você tem que fazer as coisas nas minhas costas. Quando eu te pedi em casamento foi porque achei que existisse confiança entre nós, mas sempre que tem a oportunidade faz tudo nas minhas costas. Acha que eu fiquei como sabendo que ia enfrentar seu pai e aquele monte de filho da puta sozinha? Porra eu sou seu noivo e quero te proteger.  

Clary então respira fundo, sabia que havia feito errado em esconder as coisas de Jace mas sabia que se Jace fosse com ela, ia sair briga pela forma que foi assediada e por tudo que aconteceu.  

- Vem aqui. Clary bate a mão no sofá para que Jace sente ao seu lado.  

- Não eu não vou, estou tão decepcionado com você que... 

- Que quer terminar comigo? 

- Eu não disse isso.  

- Mas pensou.  

Jace ficou quieto.  

Clary se levantou e passa a mão pelos próprios braços.  

- Eu sei que agi mal em te esconder isso, mas entenda que se você fosse comigo as coisas não se sairiam do jeito que tinha que ser. Graças ao Anjo consegui descobri tudo antes que Amanda acabasse com a nossa vida e graças a sua secretária ela quase conseguiu. A questão é que eu confio em ti com a minha vida, mas existem coisas que tenho que fazer sozinha. Eu te escolhi para ser o amor da minha vida, o homem que vai me proteger de todo mal, mas acontece que nem tudo você vai conseguir me proteger. Entenda que a vida de todos nós estávamos sendo expostas e precisávamos preservarmos nossa integridade. Não era só a nossa vida e sim a de muito dos seus funcionários. Falaram da minha mãe Jace, minha mãe que não tinha nada a ver. Envolveram o nome da empresa do seu e até de Max falaram. Eu sei que você está muito magoado, mas da mesma forma que me pede confiança eu também te peço. Agora se acha que não mereço isso e realmente quer colocar um ponto final na nossa história, pode se levantar e ir embora.  

Jace respirou fundo olhou Clary e se levantou. Caminha até Clary e a olha nos olhos.  

- Eu não pedi para fazer nada disso.  

Jace então passa pela Clary e sai da sua casa.  

Ela respira fundo e com dificuldade, ele saiu? Ele foi embora e deu a história deles por terminada.  

Clary então senta no sofá com as mãos no rosto e começa a chorar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...