1. Spirit Fanfics >
  2. Combot: Heróis do Amanhã >
  3. Episódio 6: O Guardião Obscuro (prt.2)

História Combot: Heróis do Amanhã - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Recapitulação:
• No episódio anterior, Red e Amber salvam Oren após uma traição envolvendo Corvus. Tarik salva Welldern e Samuel de Alcaria e faz sua primeira aparição.

Capítulo 6 - Episódio 6: O Guardião Obscuro (prt.2)


Fanfic / Fanfiction Combot: Heróis do Amanhã - Capítulo 6 - Episódio 6: O Guardião Obscuro (prt.2)

Floresta de Xaka - 04:23 p.m

Red: -- Agora é por sua conta, Oren. Se chegarmos em trio, vãos nos desclassificar.

Oren: -- Sem problemas. Boa sorte na jornada de vocês! - Ele exclamava, se afastando.


Red e Amber saltavam por pelo menos mais 70 metros, até se depararem com uma imensa geleira.


Red: -- Uma geleira? Em cima de uma montanha?

Amber: -- Deve ser uma ilusão! - Ela falava isso avançando na geleira. Ela salta nela, tentando passar como se fosse algum tipo de holograma, mas acaba batendo com tudo e caindo no chão - Ai

Red: -- Você acostuma. Vamos ter que usar nossos poderes pra passar!

Amber: -- Eu tô esgotada

Red: -- Quando a gente chegar lá, você vai ter tempo pra descansar. Agora vamos!


Red: -- MANIPULAÇÃO DO FOGO!

Red: -- GUIE-ME ENTRE AS TREVAS, RAPOSA!

Red: -- PUNHO FLAMEJANTE!!!


Red tentava usar aquele movimento na geleira, mas nada adiantou. Ela continuava intacta, sem nem ao menos ter registros de derretimento.


Red: -- Que?

Amber: -- Vou dar uma ajudinha.


Amber: -- Manipulação da Grama!

Amber: -- RESISTA, ÂMBAR!

Amber: -- PULSO ÂMBAR!


Novamente, a geleira permanecia intacta.


Red: -- Assim não dá. Precisamos atacar ao mesmo tempo.

Amber: -- Certo!


Ambos: -- PUNHO FLAMEJANTE/PULSO ÂMBAR!


Eles atacavam ao mesmo tempo. Dessa vez, a geleira havia mostrado traços do ataque.


Red: -- Precisamos de mais intensidade! 


Red vestia sua armadura de raposa. Uma armadura vermelha com detalhes laranjas, com uma espécie de luva branca que cobria todo o ante-braço. Vestindo a armadura, ele ganhava uma imensa agilidade.


Red: -- Agora!


Eles carregavam os ataques novamente, os executando em extrema velocidade, força e intensidade. Ali havia se formado um buraco grande, mas ainda não passável. Eles precisavam de mais.


Amber: -- Consegue usar aquele ataque do torneio?

Red: -- Consigo. Eu acho!

Amber: -- Não saberemos se não tentar.

Red: -- Certo.


Red se afastava e traçava a raposa em extrema velocidade. Ele já estava acostumado com o movimento, então já não era difícil executa-lo. 


Red: -- Punho da Esperança!


Ele investia com tudo pra cima do buraco. Uma imensa fonte de luz surgia dali. Seus olhos não eram afetados, mas Amber necessitava cobrir o rosto para não se cegar. A intensidade precisava ser maior. Red então começa a concentrar toda a energia presente e acumulada em seu corpo, no seu punho direito. 


Red: -- RAPOSA! ME DÊ FORÇAS!


A intensidade do ataque ficava maior. A concentração era única no punho. A ventania formada pela energia era tão grande que Amber se segurava para não cair de onde estava. Do alto da montanha onde Pedro e os outros professores estavam, dava para ver a luz no mesmo brilho do sol.


Lai: -- O que é isso?

Pedro: -- O Lendário Guardião de Luz... 

Érica: -- Ele vai ser o próximo Salvallatias?!

Pedro: -- Creio que sim.

Lai: -- Faz tanto tempo que eu não vejo um Salvallatias..


Salvallatias são Guardiões escolhidos por deuses. Eles tem o dom de manipular todas as artes: O tempo, espaço, matéria, força, defesa, pensamentos e etc. Eles também possuem o elemento luz. São donos de um extremo poder e de belíssimas armaduras brancas - algumas com detalhes dourados.

Red finalmente conseguiu criar um buraco na geleira, mas ele estava tão esgotado que acabou caindo no chão. Ao acordar, só faltavam 160 metros de distância até a montanha. Amber já havia começado a escalar, carregando ele. Red se levantava e começava a ajudar ela a subir.


Amber: -- Eu não vou conseguir, Red. Só temos 6 minutos. Vai. Eu sou perda de tempo.

Red: -- Não! Eu não vou te deixar aqui. A gente vai subir juntos!

Amber: -- Eu já não tenho forças pa-

Red: -- Eu tenho! - Ele interrompia, confiante.


No alto da montanha, 05:25 a.m


Pedro: -- Temos 249 duplas, e o horário está acabando. Se nenhuma outra chegar, acaba por aqui.


- 05:28 a.m -

Eles começam a ouvir sons de passos pesados vindos. Era Red, carregando Amber nas costas, quase caindo. Ele já não estava mais nem em pé, estava escalando "deitado", gastando toda sua energia para subir e segurar sua amiga. Ele conseguiu chegar no topo faltando 10 segundos.


Lai: -- Vocês todos fizeram um trabalho excelente, porém, não podemos tirar os créditos do primeiro que chegou aqui.

Red: -- Hm? O quê?


Os alunos se viravam para o lado que o diretor apontou, abrindo espaço. Na direção dos olhares, estava ele: Corvus, como se nem ao menos tivesse necessitado de ajuda. Oren estava lá, mas estava calado.


Red: {É aquele cara denovo... O que ele faz aqui?}


Corvus se mantinha calado. Os alunos descem da montanha, indo comer algo. Agora, havia outra prova para eles, que novamente, eliminaria metade dos participantes. Eles teriam que passar, em trio ou sozinho, 4 dias num acampamento, sobrevivendo sem ajuda, na Floresta do Medo.


Enquanto isso, na volta para a Base do Céu, Welldern e Samuel se encontram com Arthur, que estava indo na direção oposta. Eles perguntam então para onde ele estava indo, e ele responde que estava indo visitar seu primo. Eles se surpreendem, pois nunca nem ouviram falar que Arthur tinha primos - na verdade, eles nem sabiam que ele ainda possuía família. Arthur sai dali. De repente, eles se encontram também com Lara, porém essa sim estava indo em uma missão. Uma tempestade ao noroeste era o motivo da visita da Mensageira do vento. 


Eles sentam-se no refeitório da base na mesma mesa que Gary. Estava na hora do café da manhã, e eles só conseguiam imaginar o quão exausto Red estava. 


Gary: -- Como vai o novato?

Samuel: -- Soube que ele já passou pelo segundo teste. Mas foi a última dupla a chegar.

Gary: -- É. Daqui pra frente só fica mais complicado.

Welldern: -- Vocês se lembram daquele garoto? Que derrotou o Escolhido de Tarântula com dois movimentos... Sinto algo estranho nele.

Gary: -- Eu também. É como se nele existisse algum espírito maligno. A alma selada na Jóia dele não parece ser tão pura.

Samuel: -- Mas não se pode negar que ele é bem forte.

Gary: -- Isso é verdade. Como ele possui tanto poder?

Tarik: -- Acontece que ele não é o dono desse poder. - Tarik afirmava, aparecendo de repente e se aproximando. - Ele fez um pacto com o atual Darkloid. Ele tem um poder muito acima do nosso. Apenas não o despertou completamente.

Welldern: -- Ei, você não é aquele cara que ajudou a gente?

Tarik: -- Sou Tarik, de lobo e megalodon.

Samuel: -- Duas almas?

Tarik: -- Eu nasci com a de lobo. Sou do elemento das trevas desde que nasci. Porém, no treinamento das almas antigas, eu consegui selar a alma do Megalodon.

Welldern: -- Agora entendi porque você estava tão forte. Você tinha um poder e proteção dupla!

Tarik: -- Afirmativo. E tenho péssimas notícias. Não pararam para pensar por que aquele Guardião era corrompido?

Welldern: -- O que quer dizer com isso?

Tarik: -- Kloren, o primeiro Darkloid. Ele está recrutando Escolhidos que não passaram nos testes, e transformando aqueles que aceitarem em Guardiões Corrompidos, para derrotarem os deuses.

Samuel: -- E o que acontece com aqueles que se mantiverem fiéis?

Tarik: -- .. Ele fará de tudo para eliminá-los. Ele vai começar recrutando os mais poderosos, e eu sei disso por ele ter começado por Alcaria. É uma questão de tempo para ele chegar no Red. Pois todos aqui precisamos ser sinceros, todos notamos nele algo totalmente diferente.

Samuel: -- Isso é verdade. Ele derrotou uma criatura que 4 de nós não conseguimos. Derrotou um elemento mais forte que ele com um golpe, e agora, passou pelo segundo desafio. Ele é um Guardião escolhido pela alma da jóia.

Welldern: -- Ela vai protegê-lo até não puder mais. E ele fará o mesmo.

Tarik: -- Precisamos ficar mais fortes. O universo inteiro depende de nós. Temos que ir até Red e buscá-lo.

Welldern: -- Mas espere. Deixemos ele terminar os testes. Creio que tenhamos este tempo. Ao terminar, buscaremos ele e lhe diremos tudo.


- Enquanto isso, no noroeste -


Lara cai do céu e pousa no que aparentemente era uma colina. Ela observa os arredores e não percebe nada. Ao olhar para uma árvore específica, ela percebia algo de diferente. Ela usa seu elemento para medir a pureza daquela árvore usando o vento. Normalmente, nada seria resultado, mas ali, não era uma árvore. Era Grit, um ser vivo móvel em forma de árvore. Ele investe nela. Rapidamente, a Guardiã de Águia calcula o poder dele, e percebe que ele tem 2800 pontos de HP. Seria difícil, mas ela tentaria.


Lara: -- Cyclone!


Ela realizaria o movimento. Acontece que seu elemento era fraco contra a árvore viva. Ela havia causado somente 200 pontos de dano. O Grit coloca suas mãos enraizadas na terra, e joga com tudo na Guardiã, fazendo ela cair e sofrer 400 pontos de dano. Lara se levanta, e percebe que o Ataque Ninja não seria eficaz. Ela logo pensa no que fazer.


Lara: -- Ventania Meia-Lua!


Realizando o movimento, ela afastava a árvore, fazendo-a bater com tudo no chão, causando 400 pontos de dano. Mas aquilo não era o suficiente. As raízes agarram os braços dela, mesmo a árvore no chão.

A árvore começa a puxar a garota. Quando tudo parecia perdido, duas lâminas eletrizadas surgem, cortando as raízes. Era Gary, vestido com a armadura de Leopardo: O capacete com o desenho dos dentes aos lados do visor, a armadura com uma cor amarela e detalhes de manchas pretas, não tão juntas e nem tão espalhadas. Eram poucas. Ele estava usando as Espadas Relâmpagos: armas destinadas ao elemento elétrico.


Gary: -- Tá na hora de cortar o mal pela raiz!

Grit: -- Malditas piadas. - Ele resmungava, se levantando.

Gary: -- FÚRIA TROVÃO!


Usando suas espadas, ele avançava "flutuando". Ao seu redor, vários raios caíam, e ele passava ao lado da árvore, cortando-as com as lâminas, causando 1000 pontos de dano. A árvore tenta reagir, mas ao virar, seu rosto era cortado duplamente e Gary saltava em suas folhas. Ele atraía um raio, fazendo a árvore começar a pegar fogo. Tudo aquilo causava 800 pontos de dano. Ele salta dela, e gira uma das espadas, criando várias flechas elétricas flutuantes. Apontando a espada na direção da árvore, elas iam com tudo para cima da criatura, passando por ela enquanto ela queimava, derrotando-a com 600 pontos.


Resultados:

Gary/2100

Lara/1700

Grit/-200


Gary: -- Você está bem?

Lara: -- Estou sim. Valeu.

Gary: -- Na próxima me chama. Nem sempre um único Guardião dá conta do recado. - Ele falava, ajudando ela a se levantar.

Gary: -- Qual seu nome? Você me é familiar, mas sinto que não nos conhecemos.

Lara: -- Sou Lara, de Águia.

Gary: -- Ah. Sou Gary de Leopardo. Muito prazer!

Lara: -- O prazer é meu. Agora vamos. A missão foi cumprida.


Eles saem dali. Agora a equipe estava quase formada: Red, Gary, Welldern, Lara, Amber e Samuel. Faltava agora recrutarem Tarik e Arthur.


C o n t i n u a . . .


Notas Finais


Sinopse do próximo episódio:
• Red e Amber começam o teste do acampamento, mas o tempo é escasso. Uma invasão na base do céu faz com que Arthur tenha que parar sua jornada para lutar ao lado de Tarik. Uma nova amizade surge entre eles. Avante, Protetores das Jóias!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...