História Começo, Meio E Fim - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Carrossel, Chandler Riggs, Lucas Santos
Personagens Chandler Riggs, Lucas Santos, Personagens Originais
Tags Carrossel, Chandler Riggs, Chandlyn, Fernanda Concon, Guana, Katelyn Nacon, Léother, Lucas Santos, Lufer, Rebelde
Visualizações 37
Palavras 1.180
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Incesto, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Confusões Á Parte


Autora

- Dr. Ed, a gente só tava.... – Ana começa tentando achar uma resposta

- Se refrescando – Chandler completa

- Não interessa o que estavam fazendo! Saindo agora. – Os três saem e vão se vestir, ao sair da piscina Ana vê Gustavo que sorri para a mesma a deixando sem graça

Katy andava pela grama do colégio junto com Fernanda, por incrível que pareça as duas logo viraram amigas, as garotas andavam calmas, até Katy tropeçar em algo e cair

- Você tá bem? – Fernanda ajuda a amiga

- Tô, eu só tropecei aqui... – Elas veem algo tipo uma porta – Vamos ver o que tem aqui?

- Só se for agora – Fernanda abre a porta e ao entrar dá de cara com vários instrumentos musicais

- Aii que massa – Katy, diz e senta pegando um violão

- Você canta? – Fernanda pergunta pra amiga

- Sim, eu compus umas músicas

- Canta, vamos ver se você é boa

- Eu acho que eu não sei de cabeça, mas vou tentar – Ela começa e Fernanda a observa

Why is it you always shy away

When i'm near there's a smile on that face

And I can't help to think there's so much more

But all I can do is adore

The way you laugh

The way you smile

The way you don't care about my style

And all those little in betweens – Lucas, Chan, Gustavo e Ana ouviram a voz de Katelyn e seguiram a direção do som

Stay with me darling don't get ahead of yourself now I

Can see right through you I can figure you out

We'll get you through this I know it can be scary but

You'll have do is you We'll have to just be you – Os quatro entram em silêncio sem chamar a atenção de Fernanda e Katy

And all these years of being friends

I keep thinking we're near the end

But I don't want to ruin all of this

And I dont want to have to miss

All the things that could have been

If we only knew way back when

And all those little in betweens

Stay with me darling don't get ahead of yourself now I

Can see right through you I can figure you out

We'll get you through this I know it can be scary but

You'll have do is you

We'll have to just be you

Stay with me darling don't get ahead of yourself now I

Can see right through you I can figure you out

We'll get you through this I know it can be scary but

You'll have do is you

We'll have to just be you

And all those little in betweens – Katy para e os cinco aplaudem

- Você canta muito bem Katy – Chandler sorri

- Obrigada, ei como acharam isso aqui? – Katy pergunta

- Ouvimos sua voz e a seguimos – Ana sorri para a morena – E ai, e você duas como acharam?

- A Katy tropeçou na porta e acabou caindo – Fernanda diz – Ai entramos e achamos isso

- Você tem mais músicas Katy? – Lucas pergunta

- Na verdade sim, só que as outras eu não sei de cabeça

- Você disse a mesma coisa dessa, e você cantou toda – Fernanda repreende a amiga

- Eu sei, mas as outras eu não sei mesmo

- Ah, que pena – Ana diz tristonha – Vamos subir? Hora do almoço

- Vão vocês, eu já vou – Katy sorri

- Tem certeza? – Fernanda pergunta

- Tenho, podem ir – Os cinco sobem e Katy começa a tocar

Na cantina, por mais que Fer e Ana ainda tenham vontade de se matarem, estavam até conversando bem

- Vocês não acham que quando falamos no almoço a Katy ficou estranha? – Ana perguntava para os cinco

- Eu também notei isso – Lucas concorda

- Sei lá gente – Chan começa – Ela não deve estar com fome, só isso

- Eu não sei, ela e eu passamos a manhã toda juntas e eu não vi ela comer nada – Fernanda conta

- Ela deve ser daquelas pessoas que não comem muito – Gustavo diz e ver a filha do diretor, Esther Marcos chegar

- Falando de quem? – Ela se intromete

- Uma amiga – Fernanda conta

- Que amiga é essa? – Ela pergunta sem paciência, e Katy chega

- Oi galera cheguei

- Oi – Os cinco falam – Por que demorou?

- Resolvi tentar compor outras músicas

- Conseguiu? – Chan pergunta

- Infelizmente meu cérebro não colaborou muito com isso não – Ela ri – Bom vou fazer meu prato e já venho

- Ela é linda né? – Chan sorri

- Do jeito que você é, você só pegaria ela – Ana diz

- Concordo com a Cinderela – Fernanda afirma

- Você concordando comigo? – Ana pergunta perplexa

- Ué, não pode?

- Cheguei – Katy volta com sua bandeja cheia

- Isso ai, come bastante por que teremos um longo dia – Lucas sorri olhando Katy

- É o que eu diga, ter que aturar a chata da Esther não é mole não – Fernanda diz rindo, mas Esther toca em seu ombro a fazendo virar, quando a morena virou Esther lhe acertou uma torta na cara – Repete o que você falou – Fernanda pega uma das tortas de cima do balcão e joga em Esther.

Katelyn ria muito com aquilo tudo, então pra não ficar de fora, jogou suco em Chandler, que a olhou tentando parecer bravo, ele pegou uma taça de salada de frutas e joga na garota que ri em resposta. Ana correu pra fora da cantina, mas antes de conseguir sair foi atingida em cheio por um pedaço de lasanha que foi jogado por Raissa.

A cantina já não era uma cantina comum, e sim uma cantina cheia de comida ao redor dela, Nicolly e Pedro, os cozinheiros tentavam impedir mas era como se eles não escutassem nada.

- CHEGA! – Grita Nicolly

- AAAAA EU ESTOU HORRIVEL! – Ana diz se olhando

- Foi divertido, eu gostei – Katelyn ri

- E agora, quem vai arrumar essa bagunça?! – Nicolly pergunta irritada

- A gente ajuda – Gustavo sorri

- A gente ajuda?! – Ana pergunta incrédula

- Não, não, não deixa que ele ajuda – Ela aponta para Pedro – Agora saindo!

Todos saíram, alguns rindo, outros bravos, mas como Lucas havia dito, iria ser um longo dia, após Ana tomar banho, recebe uma mensagem no celular de Gustavo avisando que queria vê-lá no jardim, ele a esperava ansiosamente

- Que bom que recebeu – Gustavo sorri olhando a morena

- Foi muito fofo mandando ela – Ele se aproxima dela

- Desde que te vi pela primeira vez naquele palco tive vontade de fazer isso – Ele acaricia seu rosto

- Isso o que?

- Isso – Ele lentamente aproxima seus lábios e lentamente selam um beijo calmo desejado por ambos, as mãos de Gustavo passeavam pelo rosto dela enquanto Ana levantava seus pés e passava as mãos no pescoço dele. Uma rizada alta é ouvida, o que faz os dois se separarem

- Hahaha, peguei – Esther mostra a câmera – Tá tudo aqui oh, meu pai vai adorar ver essa foto – Ela sai e os dois se encaram preocupados



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...