História Comemorando nosso aniversário de namoro! - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Personagens Originais, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Conteúdo Adulto, Família, Festa Do Peão, Relacionamento, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Universo Alternativo
Visualizações 66
Palavras 2.025
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Famí­lia, Festa, Hentai, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bom dia amados leitores, desejo a todos vcs uma ótima quinta - feira, aqui vai mais uma Oneshot especial, só que dessa vez a categoria do anime escolhido foi Naruto e, vcs já devem estarem acostumados eu postar só na categoria de Saint Seyia - só que mudar também faz parte da vida. Essa One foi editada e, ela será uma homenagem a festa do peão de Barretos, não estarei seguindo o universo do anime Naruto e, sim o universo alternativo.
Uma das imagens não me pertence - já a capa do capitulo único eu fiz a fanart. A montagem dá capa da One eu agradeço novamente a Ana Julia. Sem mais delongas vamos a Oneshot especial galera; torço para que vcs gostem foi feita com amor e carinho...! De ❤ para vcs.

Capítulo 1 - Capitulo único.


Fanfic / Fanfiction Comemorando nosso aniversário de namoro! - Capítulo 1 - Capitulo único.

 

 

 

Sakura Haruno

 

Olá! Meu nome é Sakura Haruno e atualmente me encontro com vinte anos. Meu namorado, — Sasuke Uchiha — mesmo sendo tão jovem, se tornou vice-diretor geral da empresa de tecnologia de sua família, pois meu cunhado, Itachi Uchiha, é o atual diretor da empresa Tókio Tecnos Uchiha.

Eu e o Sasuke iremos completar dez meses de namoro no próximo dia quinze de agosto — para comemoramos, escolhi algo que eu tenho certeza que não vou me arrepender.

Eu amo meu namorado há muito tempo e eu tive que lutar muito para conquistá-lo. Confesso a vocês que não foi nada fácil, conquistar o meu moreno.

Meu moreno é uma pessoa um pouco difícil de expressar seus sentimentos, porém eu sei que ele me ama, mesmo que ele não demonstre da forma a qual eu penso ser a certa.

Mas, mudando de assunto, esses dias atrás eu estava fazendo algumas pesquisas na internet, a procura de um destino em que eu e o Sasuke pudéssemos comemorar nosso décimo mês de namoro e, ao fazer as minhas pesquisas, um lugar em especial veio chamar a minha atenção.

Esse lugar é uma cidade do interior que é situada no Brasil. Conforme eu fui pesquisando mais a fundo tanto sobre o país quanto também sobre a cidade, descobri que o tal lugar tem costumes puxados para o lado vaqueiro. E que também, essa cidade é conhecida por sua festa que tem sua excelência mundialmente conhecida. Ao descobrir os detalhes dela, comecei a sonhar com meu Sasuke vindo a se tornar um peão.

 

Sasuke Uchiha

 

Eu estou em meu escritório, sentado em minha mesa. Eu estava tão concentrado em meus afazeres, que eu nem havia percebido que já era 15:00 até eu voltar meus olhos para o relógio de parede, de um modelo um tanto antigo e requintado, que fica bem de frente para a minha mesa. Por uns breves minutos me perdi ao fixar os olhos diretamente para o relógio, pensando na discussão que tive com a minha namorada, Sakura — ela e eu acabamos nos desentendendo novamente, pois ela vive me dizendo eu sou um tanto frio e que eu não digo a ela o quanto eu a amo. Acho essas coisas desnecessárias, eu não preciso ficar dizendo que a amo para ela saber. Isso se faz com atitudes e não com palavras.

Ontem, após eu e ela nos amar em minha suíte, ela me disse novamente o quanto me ama e todas as lenga-lenga de sempre — eu apenas lhe dei um beijo, seguindo para um banho. Já ela, foi atrás de mim, já estando toda nervosa, começando com as chatices de sempre, em me cobrar novamente pelo fato de eu não demonstrar meus sentimentos e o blá, blá, blá de sempre. Eu gosto da minha rosada, só que além de eu ser um homem tímido, não consigo ser meloso como os outros caras, por isso sou visto como um cara frio e sem sentimentos. Eu tenho como qualquer outra pessoa, só que não sou de demonstrar e, muito menos curto melação.

Agora me lembrei que no próximo dia quinze desse mês faremos dez meses de namoro. Eu a prometi que nós dois iremos viajar. Como não me importo com o local, eu acabei deixando que ela escolhesse, afinal, eu preciso me desculpar pelo o que ocorreu ontem.

Aliás... Quer saber...? Eu vou é embora! Pra mim já deu por hoje. Vou convidar a Sakura para jantar lá em casa, já que o meu irmão está viajando.

 

Após sair dos meus pensamentos, desliguei o meu notebook, o guardando, assim como as outras coisas que estavam sobre minha mesa. Peguei minha maleta e a chave do carro e, ao passar pela recepção, pedi para a secretária ligar numa floricultura, para que enviasse um buquê de rosas vermelhas. Me despedi de todos, seguindo rumo a garagem da empresa. Logo depois de sair do interior da mesma, peguei meu carro, um modelo importado de cor preta. Desliguei o alarme, destravando as portas.

Coloquei o cinto de segurança e, logo depois, acionei o ar condicionado, dando partida em seguida. O trânsito estava um tanto congestionado, mas após uns quarenta minutos finalmente consegui chegar em casa.

O portão é aberto pelo controle remoto que eu carrego dentro do carro. Antes de entrar no interior da mansão, estacionei o carro perto da entrada, vindo a passar pelo Hall central, me deparando com a imensa escada branca, com o corrimão de um tom dourado. Subi os primeiros degraus, um tanto apressado, pois eu estava tão cansado que estava desejando um bom e refrescante banho...

 

Enquanto isso, na residência da família Haruno...

 

Sakura

 

Eu estava na sala, sentada no sofá vermelho — sofá este que minha mãe comprou no mês passado. Eu estava assistindo um filme romântico na Netflix, quando de repente a campainha toca. Me levantei com uma certa preguiça, seguindo rumo ao portão.

Ao abri-lo, nossa...! Eu tenho uma surpresa, pois se tratava de um motoqueiro que logo percebi ser de uma floricultura. Ele veio em minha direção, com um belíssimo buquê de rosas vermelhas, que eu nem sequer pensava ser para mim.

— Por favor, a senhorita Sakura Haruno mora aqui? — ele me perguntou, fazendo meu coração bater mais rápido ao perceber que provavelmente as rosas eram para mim. —Pois esse buquê é para ela.

Ao lhe dizer que eu era a pessoa, a que ele procurava, o mesmo me entregou as rosas, se despedindo de mim logo depois. Fiquei tão feliz em receber as rosas e, fiquei mais feliz ainda ao olhar o cartão e perceber ser a mando do meu moreno. No bilhete, Sasuke estava me pedindo desculpa e, ao mesmo tempo me convidando para jantar com ele, na mansão Uchiha.

Voltei para o interior de casa e, após entrar na sala, coloquei o buquê num jarro com água, seguindo rumo para meu quarto com o cartão. Escolhi uma lingerie sexy e de cor preta, arrumando um vestido da mesma que ela, seguindo depois para um banho um pouco demorado.

Meia-hora depois eu retornei ao quarto, me secando, colocando em seguida a lingerie, o vestido, um salto alto e, ao passar o hidratante na pele, fiz uma maquiagem leve.

Arrumei meus cabelos, me perfumei e, por volta das 19: 30 o motorista veio me buscar em casa, me levando direto para a mansão do meu moreno.

Chegando lá, eu fui logo recebida por ele com um abraço e um beijo, que fiz questão de retribuir imediatamente com muito amor e carinho.

Cessamos o beijo, seguindo rumo a sala de jantar — Sasuke e eu ficamos conversando até o delicioso jantar ser servido. Depois comemos e seguimos para a sala de estar, para assistirmos um filme de ação; filme este que durou em torno de duas horas. Após isso, seguimos até a suíte do meu moreno. Ao chegar lá, começamos a nos beijar com certa urgência e, contendo volúpia. Beijos estes que se intensificaram, fazendo os nossos corpos pegarem fogo, nos obrigando a nos livrarmos das peças de roupas.

 

Sasuke

 

Enquanto eu a beijava de forma intensa e voraz, o meu desejo em possuir a rosada fez meu corpo pegar fogo. Em questão de minutos a deixei, completamente nua — eu fiquei admirando aquele corpo lindo e perfeito diante de mim.

Após sair de meu transe momentâneo, voltei a acariciar seu corpo, enquanto passava minha mão direita em suas coxas e em seu bumbum durinho — minha mão esquerda é um tanto audaciosa... Segurei um de seus seios, o apertando com força, fazendo assim minha gostosa soltar gemidos, que me deixavam cada vez mais louco e excitado. A peguei no colo e seguimos em direção a cama, onde a deitei com cuidado e carinho.

Decidi me livrar da minha única peça, me posicionando entre suas pernas. Comecei a colocar meu membro na direção da entrada de sua intimidade que já estava molhada. Aos poucos, eu fui introduzindo meu pênis grande, grosso e pulsante dentro de sua intimidade apertada. Já estando por completo dentro da minha rosada, comecei a me movimentar com força e vigor, acelerando mais ainda as intensas e profundas estocadas, até ela liberar o seu mel. Continuei estocando até eu finalmente gozar também.

Logo após, retirei meu membro as presas de dentro dela, jorrando meu liquido quente sobre a sua barriga. Nos beijamos, seguindo para um banho na imensa banheira de hidromassagem. Depois retornamos ao quarto, após nos enxugarmos; nos deitamos e ficamos conversando sobre a viagem até pegarmos no sono.

 

Alguns dias depois...

 

Sakura

 

Sasuke e eu estamos no aeroporto de Tókio — vamos embarcar no próximo voo, seguindo para o Brasil. Após algumas horas de viagem, chegamos ao aeroporto de Guarulhos para assim continuarmos a nossa viagem, rumo a cidade interiorana de Barretos. Mais um tempo de viagem e, finalmente chegamos na gostosa e hospitaleira cidade, que é bem acolhedora por sinal.

Eu e Sasuke sabemos falar espanhol, assim não foi tão difícil a comunicação. Chegando ao hotel, seguimos até a recepção para dar nossos nomes.

— Boa noite... — disse a moça da recepção do hotel, que para a nossa sorte ao nos ver falar em espanhol, começou a nos responder na mesma língua. Após continuar ao atendimento, a moça de pele morena, olhos verdes e cabelos negros ondulados, nos entregou a chave do quarto.

Agradecermos, seguindo rumo ao quarto.

Adentrando nele, notamos que sua decoração possui um toque simples e rústico ao mesmo tempo, dando assim um toque de fazenda. Sasuke e eu seguimos para a cama — estávamos tão cansados que nem colocamos nossos pijamas, dormindo com as roupas que estávamos mesmo.

 

Sasuke

 

Acordei bem cedo, por volta das 7:00 da manhã, me sentando na cama que é um tanto espaçosa, com um coxão bem macio. Depois de dar aquela boa espreguiçada, finalmente criei coragem, seguindo rumo ao banheiro para fazer minha higiene matinal.

Aproveitei também para tomar um bom banho.

 

Sakura

 

Acordei, ouvindo o barulho do chuveiro, porém logo o mesmo veio cessar. Permaneci deitada, avistando logo depois o meu moreno, retornando ao quarto, tendo uma toalha felpuda de cor vermelha, enrolada em sua cintura.

Fiquei o olhando retirar a toalha de sua cintura, terminando de se secar e, logo depois a começar a se vestir. Colocou uma cueca boxer de cor preta, uma calça jeans de tom escuro e, por último, uma camisa de manga curta na cor vermelha.

 

Sasuke

 

Enquanto eu acabava de me perfumar e pentear meus cabelos negros, vim perceber pelo espelho que minha rosada estava a me olhar. Depois, ao me virar para o lado da cama, Sakura já se encontrava sentada sobre a mesma, sorrindo para mim.

— Bom dia, meu amor! Como você está lindo e sexy! Está até parecendo um cawboy, só falta o chapéu... — eu sorri a vendo vir em minha direção. Ela me abraçou, me beijando ao laçar meu pescoço. Sem pensar duas vezes o retribuir, parando depois por falta de ar. Ela voltou a me beijar, mas dessa vez foi um beijo rápido, seguindo depois para o banheiro...

Após uns dez minutos, Sakura retornou ao quarto, vindo a se arrumar, pois a festa do peão já começa hoje, no mesmo dia em que estamos completando dez meses juntos.

Minha linda rosada vestiu um shortinho jeans e, uma blusinha frente única de cor preta. Por baixo do short, ela colocou um minúsculo fio dental, na cor branca.

Já prontos, seguimos para tomar o nosso café da manhã, pegando um taxi logo depois, que nos levou para o Parque do Peão.

Logo no primeiro dia de festa, o lugar que é extremamente grande estava cheio de pessoas, vindas de vários lugares do mundo. Entramos no imenso parque e, logo de cara nos deparamos com uma imensa estátua, que se chama Geromão, se eu não me engano...

Nós demos uma volta pelo parque e depois fomos ver os rodeios. Aproveitamos os dez dias da maravilhosa festa, que realmente faz jus de ser considerada a melhor festa do peão do mundo.

Comemos os pratos típicos, como arroz carreteiro e feijão tropeiro; curtimos aos shows, pois a minha rosada comprara aos pacotes da festa, pela internet.

 

 

 

 

Aproveitando assim, os maravilhosos dez dias de festa — até andamos a cavalo...


Notas Finais


Mais uma vez meus agradecimento a todos pelo carinho, beijocas 1.000 a todo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...