História Comida preferida - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Cap 1 - Pastéis de queijo


Fanfic / Fanfiction Comida preferida - Capítulo 2 - Cap 1 - Pastéis de queijo

Harry andava calmamente até as masmorras com sua mochila nas costas e um potinho em mãos
O pote em questão Ele usava para transportar mini pastéis a qual ele havia acabado de fazer por isso ainda estavam quentes por esse motivo em questão Ele deixou o,pote semi aberto para o vapor sair
Ele estava indo para sua seção de tortura, quer dizer detenção ele nem ao menos sabia oq tinha feito para ganhar uma detenção
Ele n discutiu com o professor nem nada do tipo ,tá q as poções dele n eram lá aquelas coisas maaais pelo menos n explodiu nada
Mais Snape n precisava d um motivo para tortura-lo parecia q o homem gostava d vê-lo pois ficava lá olhando ele limpar o laboratório mais n dizia uma única palavra
Dava até um arrepio perigoso quando se lembra dos olhos fixos em si
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
Faltando exatos 5 segundos para o horário combinado (imposto cof cof) e o professor escuta batidas na porta e uma pontada tanto abaixo do ventre quanto no peito
"Perigoso " ele pensa e diz um "entre" meio arrastado
Quando o menino entra vem junto com ele p cheiro q Severus já conhecia bem
Suave mais nítido, doce mais n enjoativo, porém cítrico
O cheiro dele Era perfeito e isso porque o professor só o sentiu de longe de perto então...
Esse pensamento foi direto para sua virilha mais isso ele resolveria depois
- olha só q dádiva, qual foi o milagre q fez o santo Potter chegar no horário certo??

- uma boa tarde para o senhor tbm professor Snape
Aquela voz...
E mais uma vez ele sentiu seu sangue acumular em lugares inapropriado para o horário

- aq Potter por ter chegado na hora certa pegue essas luvas e comece a trabalhar
O menina o obedeceu pegou as luvas de couro de dragão colocou sua mochila e o pote (q até então n havia sido notado pelo professor) em um canto e começou seu trabalho

Severos por sua vez o olhava atentamente mais "discretamente " como quem n quer nada mais sentiu um cheiro maravilhoso invadir suas narinas e seu estômago roncou

- que cheiro é esse?
Soou autoritário queria, n precisava saber d onde vinha e oq era o cheiro era maravilhoso

- é o pote senhor
Falou já temendo por sua vida Snape era assustador quando queria, ou seja sempre

- que pote? Oq tem dentro desse pote Potter?
O menino se aproximou devagar, com cautela pra caso algo der errado dava tempo dele se vira e correr
Já perto do mais velho ele abriu o pote é falou

- quer um professor?

- oq é isso??

- mini pastéis, eu msm ps fiz
Foi feito por ele? Ele fez essa coisa cheirosa ele n iria perder a oportunidade de provar então pegou rezando pra q o gosto seja tão bom quanto o cheiro


Era muito melhor ele n sabia descrever o sabor
Só q teve o mini orgasmo comendo aquele treco com muito queijo dentro e saber quem q fez só fez com q sua causa ficasse mais molhada ainda
Mais ele resolveria isso dpois
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
Apoios terminar seu trabalho o menino deixou as luvas na mesa pegou a mochila o pote ,já vazio, e se foi
O menino se foi sem ver seu professor levantar com um visível volume entre as pernas ir até a mesa pegar as luvas e ir para seus aposentados
Era hora de resolver o problema de suas causas 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...