1. Spirit Fanfics >
  2. Como assim sou omega? >
  3. Primeiro dia na escola part.1

História Como assim sou omega? - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


vou colocar a idade deles aqui:
Jin-17
Namjoon-17
Yoongi-17
Hoseok-16
Taehyung-16
Jimin-16
JungKook-17
Espero que gostem

Capítulo 2 - Primeiro dia na escola part.1


             ~ Jimin on~

 

 

         Estou sentado em um banco da praça ao lado da minha casa, já passou das 3 da manhã mas n me importo muito, só continuo lá  observando as estrelas, algo que não faço a muito tempo, porém acho que não estou sozinho pois  sinto que há mais alguém aqui porem não vejo ninguém então presumo que seja apenas coisas da minha cabeça, continuo olhando as estrelas, o céu está limpo sem uma nuvem sequer o que indica que daqui a pouco fara sol o que me deixa um tanto feliz pois pretendo passar o dia na praia, até escutar uma voz masculina que me tira dos meus pensamento aquela voz era realmente linda ela era grossa porem doce e suave ao mesmo tempo e como sou um tanto curioso   a sigo até achar 2 rapazes conversando, por mais que não seja da minha conta minha curiosidade fala mais alto então me escondo atrás de um arbusto pra ouvir a conversa:

 

?? -Já te falei pra parar de seguir ele- Diz em tom de advertência.

??- Desculpa companheiro mas ele é irresistível- Diz o outro rapaz com um ar de deboche.

??- Eu não vou repetir você sabe as consequências de seguir um ômega especial. Lembra da última vez que pegaram um de nós com um ômega especial? - agora o rapaz que até antes estava com raiva está falando com um tom de preocupação.

??-É eu sei, mas algo nesse ômega me chama atenção e ...- antes do rapaz terminar de responder meu celular começa a tocar e eles olham pro arbusto onde estou com um olhar de desaprovação, quando noto que estão olhando pra mim me levanto e saio da praça rumo a minha casa como se nada tivesse acontecido mas por dentro eu estava super envergonhado.

         Quando chego em casa vejo que já são 5 horas então vou me deitar para aproveitar minhas 2 horas de sono. Deito na minha cama e não consigo pegar no sono então começo a tentar intender o que aqueles caras falavam, como assim ômega? eles devem ser malucos.

 Depois de um tempo pensando nisso concluo que foi muito perigoso ter escutado a conversa deles, já pensou se aqueles loucos partissem pra cima de mim? Eu não teria nem chance de me defender.

         Fico pensando nisso até meu despertador tocar, me levanto, tomo um banho super demorado, coloco uma calça preta super colada e uma camiseta branca comprida e desço tomar café.

 

JM- Bom dia mãe. Digo com um sorriso no rosto.

S/P- Bom dia. - Minha mãe fala com um olhar sério. - Senhor Park Jimin você não tem nada pra me contar sobre ontem? -Toda vez que minha mãe pergunta coisas pra mim significa que ela sabe a resposta, então digo logo a verdade.

JM- Desculpa mãe, mas eu queria muito sair pra ver as estrelas.

S/P- De madrugada Jimin? Você sabe que é perigoso, e quem era aqueles meninos que voltaram com você ontem? - sinto meus corpo inteiro arrepiar.

JM- Mãe que meninos? Eu voltei sozinho.

 Quando termino de dizer vejo minha mãe fazer uma cara de assustada e antes que eu pudesse perguntar o que aconteceu minha mãe diz em um tom seco de decidido:

 

S/P- Arrume suas coisas, vamos nos mudar hoje.

 

         Eu odeio quando ela faz isso, sempre que alguém se aproxima de mim nós temos que mudar de cidade, acho que minha mãe muito protetora mas já estou acostumado a não ter amigos sempre foi assim não vai ser agora que vai mudar.

         Subo pro meu quarto e começo a arrumar as malas, confesso que estou um pouco chateado por estar me mudando assim porem como não tenho amigos e mais fácil me mudar pois não preciso me despedir de ninguém. Estava tão chateado por ir embora daquele jeito que nem percebo minha mãe no quarto me encarando, ela olha pra mim com aqueles olhos negros e diz pra eu descer com as coisas. Assim que ela sai eu termino de arrumar as malas e desço. Quando volto pra pegar a última caixa lembro que não tomei meu remédio e antes que minha mãe descubra e venha com um sermão de como e importante eu tomar o remédio todo dia, eu pego a caixa do remédio e noto que eles acabaram então decido fingir que tomei o de hoje. Volto para a sala e termino de guardas as malas no carro e entro no mesmo.

 

         Após muitas horas de viajem chegamos ao nosso destino, Seul, confesso que gostei daqui, nossa casa era uma casa linda e ficava longe da escola ou seja eu teria mais tempo pra andar pela cidade e minha mãe não poderia reclamar.

         Assim que chegamos na casa subi para meu quarto pra poder arrumar as coisas porque amanhã já vou começar no meu novo colégio e quero meu quarto organizado antes disso. Assim que terminei de arrumar o quarto a campainha toca e eu desço pra atender.

S/J- Boa noite vizinho, sou a senhora Jeon da casa ao lado. - diz um mulher de cabelos pretos e pele clara que apesar de sua boa aparência parecia ter por volta dos 40 anos.

JM- Boa noite, me chamo Park Jimin. - falo com um sorriso no rosto- A senhora gostaria de entrar?

Antes que a senhora me respondesse minha mãe surge atrás de mim e faz sinal pra eu voltar pro quarto e eu saio da porta, como esperado, e vou endereção ao meu quarto mas mal chego no mesmo quando minha mãe aparece com um sorriso no rosto e fala pra eu me arrumar pra podermos ir na casa dos vizinhos jantar.

Depois de algum tempo minha mãe e eu fomos pra casa dos Jeons, chegando lá tocamos a campainha e um rapaz muito bonito nos atende com um sorriso no rosto, ele era o garoto mais bonito que já vi, ele tinha uma pele branca, cabelos negros e os olhos parecendo duas jabuticabas de tão pretinhos e brilhantes e seu sorriso parecia de um coelho o que o deixava ainda mais bonito, logo que o vejo sinto meu rosto corar o que me faz repensar minha sexualidade.

 

??- Boa noite, vocês devem ser os Park certo? - ele diz com um sorriso e eu aceno com a cabeça. -Entrem por favor.

         Entro com a cabeça baixa torcendo pra ninguém perceber meu rosto corado. Não demorou muito pra senhora Jeon chegar com o grande sorriso dela. Acompanhamos ela até a sala de jantar onde já estava a mesa colocada. Sentamos e começamos a comer, durante o jantar a senhora Jeon e minha mãe conversaram muito pareciam grandes amigas, o que me deixou muito feliz pois nunca tinha visto minha mãe tão feliz. Após o jantar eu me ofereço para ajudar a limpar a louça para que a senhora Jeon e minha mãe pudesse conversar mais. Chegando na cozinha começo a lavar a louça quando sinto dois braços fortes e grandes rodarem minha cintura. Viro e me deparo com o filho da senhora Jeon.

 

JK- Ainda não nos apresentamos. -diz ele num tom sedutor ainda com os braços em volta da minha cintura- Me chamo JungKook, qual se nome?

JM- Me chamo Jimin. - digo olhando aqueles olhos jabuticaba.

JK- Jimin, quantos anos você tem? - me pergunta olhando fixamente pro meu olho o que me faz corar e abaixar a cabeça.

JM- Eu tenho 16. - digo ainda olhando pra baixo. - E você?

JK- 17. - responde com um sorriso malicioso no rosto.

JM- Então JungKook sem querer ser mal educado mas você poderia me soltar? – Digo encarando o chão sentindo meu rosto virar um pimentão.

JK- Claro- diz me soltando.

S/P- Jimin já vamos. – assim que JungKook acaba de me responder escuto minha mãe me chamando então vou em direção a mesma.

 

         Assim que chego na sala vejo minha mãe e a senhora Jeon rindo, assim que me aproximo vejo minha mãe se despedir dela e logo vamos em bora.

 

                                        Q.D.T.

                                (Quebra de tempo)

        

         Acordo e vejo que são 5:30 então levanto vou até o banheiro e faço minhas higienes, troco de roupa, coloco uma calça preta um pouco justa e uma camiseta azul claro comprida, e desço tomar café quando avisto minha mãe.

S/P- Bom dia meu amor. - ela sorri amigavelmente.

JM- Bom dia mãe. -retribuo o sorriso dela.

S/P- Já tomou seu remédio?

JM- Mae, esqueci de avisar meu remédio acabou. -digo já preparado pra bronca.

S/P- Jimin, mas você tomou a de ontem ne? - me pergunta um tanto apreensiva.

JM- Tomei sim mãe. - minto pra ela mas acho que ela acreditou pois não falou mais nada, em parte eu me sinto culpado por mentir pra ela mas não acho necessário eu tomar os calmantes todos os dias mas minha mãe acha então apenas faço o que ela quer.

S/P- Okay meu filho, você já está pronto pra escola?

JM- Sim.

S/P- Você quer que eu te leve?

JM- Não precisa mãe, eu sei me virar. – ao dizer isso eu saio da cozinha e vou em direção ao meu quarto pra pegar minha mochila.

         Ao entrar no quarto sinto uma tontura então me sento na cama, depois um tempo a tontura passa então me levanto pego minhas coisas e vou em direção a escola. Já falei que estou amando morar longe da escola? Pois eu estou muito feliz.

         Chego na escola e vou direto pra diretoria para saber minha sala, quando chego me deparo com um garoto alto e de pele branca com cabelos azuis, acho que fiquei encantado com ele mas logo sou tirado dos meus pensamentos.

TAE- Oi, me chamo Taehyung mas pode me chamar de taetae - ele se apresenta com um sorriso quadrado e totalmente amigável. - Qual seu nome?

 JM- Me chamo Jimin mas pode me chamar chimchim. - lhe respondo com um enorme sorriso.

TAE- Chimchim, estava esperando você, sou o seu “guia” nesse inferno chamado escola. - ele continua sorrindo e faz um sinal pra eu o seguir.

         Eu o sigo até o pátio, no caminho muitos alunos me olham com um olhar de desaprovação mas apenas ignoro. O taetae me leva ate um grupo de meninos que assim que nos avistam abrem um enorme sorriso.

 

JN- Oi taetae. – um garoto alto e com cabelos pretos o comprimente e logo se vira pra mim com um enorme sorriso.- Voce deve ser novo, me chamo Jin qual seu nome?.

JM- Sou Jimin mas pode me chamar de chimchim. - falo sorrindo para ele que logo me abraça forte, acho que tenho um amigoJ.

HB- Oie, me chamo Hoseok mas pode me chamar de hobi. - o garoto com cabelos vermelhos fala com um enorme sorriso no rosto.

JM- Prazer hobi. J

        

         Depois disso começamos a conversar, eles são muito divertidos e legais não sei porque todos o olham com cara de nojo e medo. O sinal toca e vamos para sala, estamos na mesma sala e por isso todos estão felizes, acho que arranjei amigos e isso me deixa muito animado. Chegamos na sala e nos sentados no fundo e como as mesas eram em duplas ficamos assim: Jin e hobi e taetae e eu. Começamos a conversar sobre assuntos diferentes e estávamos rindo muito ate alguém falar algo com um ar de deboche.

 

??- Olha só quem está na nossa sala este ano. - sinto que já ouvi essa voz antes, quando me viro noto que era...

 

 


Notas Finais


Continuo??????


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...