História Como começar uma História... - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Eldarya
Personagens Erika, Ezarel, Jamon, Keroshane, Leiftan, Miiko, Nevra, Personagens Originais, Valkyon
Tags Ação, Aventura, Eldarya, Ezarel, Fantasia, Hentai, Jogo, Magia, Miko, Nevra, Romance, Valkyon
Visualizações 100
Palavras 908
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Acho que estou tentando, ser mais natural possivel! Me digam se precisa ser melhorada alguma coisa. Obrigada!
Tem sugestão de música, la em baixo se gostam de ler ouvindo músicas.

Capítulo 4 - Ez...


Fanfic / Fanfiction Como começar uma História... - Capítulo 4 - Ez...

" Ele me ergueu e me colocou de pé em sua frente. Suas mãos soltaram a minha indo em direção a minha cintura, ele me aproximou mais de seu corpo quase não conseguia respirar. Então ele aproximou seus lábios do meu, dessa vez sem poção alguma, sem mentiras, sem lutas... Apenas eu e ele. Ele me beijou, era tão lento, tão ofegante, e tão insdescritivel. Meu corpo foi tomado por um calafrio, que me fez tremer. Então Ezarel me segurando em seus braços, me fez virar em direção ao lado da porta. Em pequenos passos ele e eu caminhavamos, sem parar o beijo. Quando senti, minhas costas encostarem na parece,eu o abracei com força. Ele interroupeu o beijo"

- Eu gosto do seu cheiro, ele me acalma e ao mesmo tempo me deixa nervoso. Eu pensei, que eu estava fora de mim. Eu não conseguia dormir, ou trabalhar direito pensando em você, seu sorriso e até essa sua terrivél voz nasal me faziam falta. Me desculpe.

" Eu não falei nada, apenas acariciei seu rosto. Logo em seguida o beijei novamente, ele parecia um pouco tenso. Acho que assim como eu ele estava nervoso. Nunca pensei que veria Ezarel assim. Acabei deixando um sorriso escapar."

-Ezarel: O que foi?

-Samária: Nada, só estou feliz. Eu estava ansiosa pra saber, como você reagiria quando ti dissesse. " Ele sorriu, e me soltou." - Você já vai?

-Ezarel: Não, só acho melhor trancar a porta. " Falou enquanto girava a chave. Congelei na hora." - Tudo bem pra você se eu dormir aqui hoje? " Ele me segurou pela cintura novamente."

-Samária: Tu-tudo bem. " Disse claramente nervosa. Ele me beijava, com mais urgência, eu retribui."

" Ele começou a me levar em direção a cama, quando chegamos nela. Ezarel tirou o Tífon, e o pós sobre a grama. Ele voltou ate mim, quando ele pós sua mão em meu rosto senti ela fria, ela tremia um pouco. Ele então, começou a tirar minha blusa. Eu não conseguia parar de tremer, mas não queria que ele parasse, então tirei seu casaco como forma de tranquiliza-lo, como se estivesse dizendo que tambem ansiava por isso. Então, tirei sua blusa, ele acariciava meu quadril e a medida que o beijo ficava mais ofegante mais ele me apertava, então ele desceu sua mão e abriu o meu Short, que por sua vez desceu sem nessecidade de ajuda. Foi a minha vez, eu tentei achar um modo de tirar sua calça mas não consegui, ele segurou minhas mãos e as parou. Em seguida ele mesmo tirou sua calça. Eu esta apenas de calcinha e sutian e ele algo que se parecia com uma cueca."

-Samária: Ez... eu... " ele colocou seu dedo em minha boca, para dizer que não precisava falar nada. Ele me deitou na cama, e subiu nela também em seguida, ficou sobre mim me beijando. Então tentou tirar meu sutian sem sucesso... Pra ajuda-lo me sentei e ele sentou ao meu lado parecendo envergonhado, tirei meu sutian e a calcinha, ele me olhou perplexo. Fui em sua direção e tirei sua cueca tambem. Ele recuou um pouco, fiquei com vergonha talvez tivesse sido precipitada. Ele me deitou novamente, e foi para cima de mim. Ele acariciou meu corpo, enquanto me beijava. Então, ele se deitou sobre mim abrindo minhas pernas, ele beijava meu pescoço e passou a minha orelha, pude sentir seu coração bater acelerado. Foi quando começou, ele se movia lentamente como se quisesse sentir cada sensação, sua boca estava proxima a minha orelha, sentia sua respiração ofegante. Como um pedido que ele continuasse pus minhas mãos em seus quadris acompanhando seus movimentos, ele sorriu. Aumentando a velocidade, não pude conter um tremor seguido de um gemido, quando ele ouviu aumentou mais ainda a velocida. Então, ele me virou para cima se sentando e me fazendo sentar em seu colo, ele segurava um de meus seios com a mão enquanto a outra pelas minhas contas me precionava para baixo, me fazendo subir e descer mais forte. Ele se contorcia todo. Me puchou contra ele para me beijar, em seguida colocou minhas pernas ao seu redor e me ergueu em direção a parede. Eu me segurei, com os braços ao redor do seu pescoço, ele continuou o movimento, enquanto ofegava e tremia, ele ficava tão fofo com essa cara. Então, ele começou a arranhar a lateral das minhas coxas, enquanto se contorcia. Ele me colocou no chão de costas para ele, e começou novamente, cada vez mais rapido,ele mordia meu pescoço para segurar seus gemidos, mas ainda escapava uns, e acabei por começar a gemar sem parar, quanto mais gemia mas ele me mordia e ia rápido. Comecei a sentir minhas pernas tremerem, e um frio tomar conta da minha cintura para baixo. Ele me virou para olhar para mim, e vi seu rosto completamente suado, seu cabelo estava solto e um pouco emaranhado. Ele foi mais rapido enquanto me abraçava, e parou gemendo perto de meu ouvido e depois continuou ate que foi minha vez. Tive que me apoiar nele, por que não conseguia ficar em pé direito minhas pernas estavam fracas."

-Ezarel: Você é linda sabia? " Falou com o rosto vermelho."

-Samária: Não mais que você, enquanto faz amor. " Ele virou o rosto envergonhado. Sorri."- Vamos deitar o sol já esta nascendo. " Ele olhou pra janela, e segurou minhas mãos me levando em direção a cama."

 

 

 

 


Notas Finais


Autora: xxxxx Envergonhada xxxx
Uma sugestão de música, para ouvir enquanto estiverem lendo.
https://www.youtube.com/watch?v=rGFuOnQ6PK0


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...