História Como conheci o Laughing Jack - Capítulo 16


Escrita por:

Visualizações 91
Palavras 1.410
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ecchi, Ficção, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 16 - Idiotice extrema


 Então eu e o Toby chegamos na cozinha junto com o Hoodie e o mesmo se sentou em uma cadeira que ficava perto da mesa para poder ouvir o que eu conversava com o Toby. 

Sim, eu acho o Hoodie muito fofoqueiro.

-pode fazer alguma coisa pra ti comer, porque eu sei que se eu tentar cozinhar eu vou acabar pondo fogo na mansão -disse Toby se sentando ao lado de Hoodie e eu assenti, logo indo até a geladeira e abrindo a mesma. 

Bem, quase tudo que tinha dentro da geladeira parecia ter dono e obviamente dava pra saber quem era o dono de tal comida. 

Tinha cheesecake, que obviamente era do tio Masky; sanduíche, que é do tio Hoodie; Waffles, do tio Toby; e rins, que são do tio Eyeless. 

Tio Eyeless é mó parça, não vou pegar o rim que ele roubou para comer, senão quem vai ter o rim roubado vai ser eu. 

Tinham alguns ovos e frango desfiado em um pote, então eu aproveitei pra fazer omelete com frango e ketchup.

-vai me dar um pedaço, não vai? -perguntou Toby se esgueirando por trás de mim pra olhar o omelete. Na moral, eu nem tinha percebido que ele tinha levantado da cadeira pra sair do lado do Hoodie e vir até aqui. 

Hoodie também não falou nada, ou seja, ele não queria a companhia de Toby. 

-eu não sou obrigada a te dar nada, e além do mais -me viro um pouco para olhar pra ele- fui eu que fiquei sem comer, e não você -digo voltando a minha atenção ao omelete, que tinha ficado pronto. 

-ah vai, por favorzinho -disse Toby atrás de mim- eu faço o que você quiser -disse ele e um sorriso bem largo se abriu em meus lábios. 

-o que eu quiser, é? -pergunto virando de novo pra ele e o mesmo revira os olhos. 

-só não faça pedidos idiotas, como: Toby, dança strip tease na sala -disse Toby cruzando os braços e eu comecei a rir de tamanha piada. 

-se você realmente não quisesse fazer isso, não estaria me dando uma ideia absurda dessas -digo tentando parar de rir. Mano, imaginar essa cena me deixou traumatizada. 

-mas o que você quer que eu faça por ti? -perguntou Toby e eu cheguei perto do ouvido dele para fazer o meu pedido. Eu não quero que Hoodie saiba, por que ele provavelmente tentaria me impedir de fazer o que eu quero fazer. 

-sério que tu quer isso mesmo? Não quer nada mais normal, não? -perguntou ele se afastando um pouco e eu revirei os olhos irritada. 

-cala a boca e cumpre a tua promessa, senão eu não te dou omelete -digo fazendo cara feia e ele resmunga antes de sentar ao lado do Hoodie de novo. 

Fui até um armarinho e peguei três pratos e três garfos, logo voltando até o fogão e servindo o omelete nos três pratos. 

-por que tu está dando omelete pra ele também? -perguntou Toby emburrado e eu dei de ombros sorrindo sem mostrar os dentes. 

-eu nunca disse que não daria pra vocês também e eu nunca fui egoísta com comida -digo me sentando de frente para Toby e Hoodie, que estavam olhando meio... Desconfiados para a comida a frente deles. 

-eu fiz a comida na frente de vocês, e não sei se colocar veneno na comida seria uma boa ideia em uma casa cheia de gente doida -pego um copo e me sirvo água antes de Hoodie me olhar com um olhar desafiador.

-come primeiro então, vai que o frango estava estragado e você não percebeu -disse Hoodie e eu assenti dando de ombros, logo peguei uma garfada de omelete e coloquei na boca. Mano, fazia tanto tempo que eu não comia nada que o meu estômago doeu por ter comido algo de bom. 

E meu Zeus, eu posso fazer parte da equipe do Masterchef. 

-como podem ver, eu estou morrendo engasgada aqui -digo em tom sarcástico e os dois dão de ombros antes de começar a comer. 

Alguns minutos se passaram e nós ter já havíamos terminado o nosso pequeno lanche e obviamente, como a boa dona de casa que sou, coloquei as coisas na pia para lavar a louça. 

-deixa que o Splender lava isso daí, bora sair daqui antes que ele veja que a pia tá suja -disse Toby vindo em minha direção e me puxando pra fora da cozinha. 

Que violência, cara. 

-eu vou ir no mercado, te vejo na sala -disse Toby saindo correndo. É sério que ele não tem o que eu pedi e vai ter que comprar? Que triste. 

-não tem nada pra fazer nessa mansão, então eu vou ver se eu posso antecipar algum trabalho -disse Hoodie saindo de perto de mim- é melhor você ficar na sala esperando o Toby ou no quarto do Laughing, onde ninguém ousaria te atacar -disse Hoodie antes de sair andando pelo corredor. Mano, esse é o famoso se vira nos trinta. 

Foda-se, eu só preciso que o Toby me traga o negócio lá pra mim fazer o teste que eu quero fazer. 

Admito que eu fiquei andando pela mansão igual a quando eu andava pela farrapos, ou seja; muito perdida. 

-temos uma alma boa por aqui? -pergunto enquanto caminho por um corredor meio claro. A sensação de estar sendo observada aumentou desde que eu entrei nesse corredor, apenas para o meu desespero. 

-talvez -disse uma voz ao meu lado, me fazendo dar um pulo de susto para o lado contrário da voz. Era o irmão do Jeff, o tio Liu. 

-que susto mano, eu quase me caguei -digo pondo a mão no lugar onde seria o meu coração e Liu solta uma risada. 

-pra onde você está indo? -perguntou ele e eu dei de ombros antes de responder. 

-tô tentando achar a sala principal, onde vocês fazem vários nadas; ou o quarto do Laughing, onde eu posso fazer vários nadas -falo olhando para frente e Liu assente. 

-dobre no segundo corredor à esquerda e chegue na sala -disse Liu- hoje eu estou de bom humor e dando uma de bom samaritano -disse ele ajeitando aquele cachecol lindo. 

Mano, eu tenho um negócio especial por coisas listradas que chega a me dar agonia ver alguém com essa estampa maravilhosa, sendo que eu não tenho nada listrado. 

-eita, valeu tio Liu -sorrio sem graça e vou até o segundo corredor, onde eu encontro uma escada que descia para a sala principal. 

-faz uns dez minutos que eu estou aqui na sala -disse Toby sentado em um dos sofás- onde tu estava, criatura? -perguntou Toby e eu desci as escadas, logo me sentando ao lado dele. 

-eu estava perdida em um monte de corredores, daí dei de cara com uma assombração chamada Liu e ele me disse o caminho pra sala -digo normal e Toby assente, logo me empurrou no sofá, me fazendo ficar deitada no mesmo e ficando por cima de mim. 

Que merda é essa? 

-Toby, o Laughing vai bater na sua cara -disse Jane indo até um dos sofás e se sentando de pernas cruzadas. 

Toby saiu de cima de mim e me puxou pelo pulso, me fazendo ficar sentada. 

-vai pro quarto do Laughing, senão vai que ele chega e tu não tá lá -disse Toby me empurrando do sofá e deitando no mesmo, me impedindo de me sentar. 

-e o que eu te pedi? -pergunto confusa e ele me manda uma piscadinha. 

-meus bolsos estavam vazios na hora em que eu saí, então eu precisei voltar pra cá -disse Toby dando ênfase na palavra bolso e eu coloquei as mãos dentro do bolso do meu moletom e vi que ele tinha colocado o que eu pedi alí dentro. 

Pode não parecer, mas o tio Toby é esperto. 

Fui até o quarto do Laughing e me sentei na cadeira que estava ao lado da cama, logo puxando a manga do moletom um pouco pra cima. 

-o que tu vai fazer, guria? -perguntou Íris aparecendo do nada ao meu lado. 

-um teste, apenas isso -digo pegando a lâmina que eu tinha pedido pro Toby e passando a mesma um pouco abaixo do pulso, vendo um pouco de sangue escorrer e olhando para Íris. 

A mesma tinha tapado o próprio braço bem no lugar onde eu tinha cortado o meu braço e eu vi que o meu teste tinha funcionado. 

A Íris sente as mesmas coisas que eu, e isso é muito interessante.


Notas Finais


Espero que tenham gostado :v
Eu quero ser escritora, alguém me helpa \;-;/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...