1. Spirit Fanfics >
  2. Como conquistar Jeon Jungkook!_ (Jeon Jungkook - Bts) >
  3. O dia em que eu cantei o meu crush!

História Como conquistar Jeon Jungkook!_ (Jeon Jungkook - Bts) - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Oiii, tem alguém aí??
Bom, pelo o que eu vi ninguém está lendo essa nova verdão, mas irei continuar postando para ver se alguém aparece LKKKKK
Enfim, boa leitura e espero que gostem!

💜✨🐯

Capítulo 3 - O dia em que eu cantei o meu crush!


Fanfic / Fanfiction Como conquistar Jeon Jungkook!_ (Jeon Jungkook - Bts) - Capítulo 3 - O dia em que eu cantei o meu crush!

Sabe aquelas noites em que você passa em claro pensado no decorrer do seu dia? Ou melhor, quando você fica pensando no que deveria ter feito ou dito? Pois é, minha noite baseou-se em ficar pensando em minha pequena humilhação em frente ao Jungkook, só de pensar nisso eu sentia vontade de atirar-me de minha varanda. Aquele pequeno drama antes de dormir, sabem? Bom, tive esse pequeno meio tempo hoje de manhã também, quando eu acordei e lembrei-me que hoje eu teria uma festa para ir. 


Uma festa do Jackson! Quem nunca sonhou em ir numa festa desse cara? Nem morta que eu negaria isso, ainda mais sendo uma festa na piscina aonde teria um Jeon gostosinho sem camisa! Ui, até senti um calor aqui ao imaginar isso! Mas o pior de tudo isso era que eu estava nervosa, eu não sabia que biquíni eu deveria usar, muito menos se eu deveria ir de biquíni, pois eu também estava sentindo-me insegura. Meu cérebro e corpo estavam em uma luta de pura ansiedade. 


— Eu estou ficando com medo, não está sendo legal ficar vendo você mordendo esse travesseiro! — Sai de meu transe mirando meu olhar para minha boca, que realmente estava mordendo a ponta de meu travesseiro — Esse Yoongi parece ser gente boa, só não sei se as ideias deles são muito boas... — Namjoon ergueu seus ombros um pouco contrariado, olhando-me com suas sobrancelhas arqueadas enquanto dava um intervalo em seu livro. 


— Yoongi tem todas as pessoas que ele quiser em mãos lá naquela escola, então com certeza ele sabe como conquistar alguém! — Exclamei de forma óbvia, apenas recebendo um sorriso meio torto de Namjoon, que ainda parecia contrariado com isso tudo — Jonnie! Por favor, que biquíni você acha que eu uso? — Eu estava com um par de biquínis em cada mão minha, notando o mesmo analisar cada um atentamente. 


— Vai com esse vermelho escuro, o amarelo é muito chamativo e você irá parecer uma mostarda! — O mesmo fez uma careta mostrando sua língua, o que fez-me fechar o meu semblante — O vermelho você irá parecer um ketchup, mas é menos pior do que uma mostarda. — Deu de ombros recebendo um bufar de minha parte. 


— Ok, irei confiar em seu faro para moda! — Sorri ao olhar meu reflexo no espelho, sentindo-me confiante em usar aquele biquíni. 


Estendi o mesmo sobre minha cama, logo pegando uma pequena mochila e colocando dentro dela coisas essenciais para uma festa na piscina, como: Protetor solar, um boné caso tenha muito sol, roupas extras e meu celular. Deixei tudo ajeitado sobre minha cama, sorrindo nervosamente ao olhar o horário na tela de meu celular, faltava apenas uma hora para a festa. De forma rápida eu tomei um banho e tratei de ficar o mais cheirosa e descente possível. Arrumei meus cabelos os escovando bem, logo vestindo meu biquíni, uma camisa soltinha e um short jeans por cima. 


— Está bonita, espero que se divirta nessa festa! — Namjoon sorriu amigável para mim, dei alguns pulinhos e corri lhe abraçar — Nem tente, eu não irei ir nessa festa de jeito nenhum! — Apenas revirei meus olhos por sua dedução correta, pois eu realmente tentaria o fazer ir nessa festa. 


— Aigo, você só estuda! Deveria se divertir um pouco! — Bufei ao afastar-me de si, cruzando meus braços e o olhando com uma careta. 


— Eu me divirto estudando, mocinha! — Ele argumentou ofendido, fazendo-me apenas fazer uma expressão de puro tédio. 


— Você é bonitão, deveria estar em alguma festa afogando o ganso! — Exclamei lhe lançando um olhar malicioso, o que o fez tossir envergonhado.


— Espero realmente que Yoongi tenha ótimas dicas para lhe ajudar, pois dependendo de você irá assustar o Jeon! Agora vá logo! — O olhei de forma ofendida, mas não tive tempo de contestar, pois ele expulsou-me de meu próprio quarto. 


Arrumei a mochila atrás de minhas costas e segui escada abaixo, logo encontrando meus pais sobre a sala assistindo um programa qualquer. Fingi um raspar de garganta recebendo a atenção dos mesmos, que olharam-me confusos ao notar que eu estava arrumada e com uma mochila nas costas. 


— Eu posso ir em uma festa? Um amigo irá me levar e trazer de volta! Por favor! — Fiz um biquinho na tentativa de convencê-los pela minha mega fofura.


— Por favor, MinHee! Não faça mais esse bico, fica parecendo um fiofó de galinha! — Minha mãe disse gargalhando, logo sendo acompanhada por meu pai — Filha, você pede para sair depois que já está pronta! — Mamãe olhou-me divertida, então acabei sorrindo sem graça para ela — E se eu não deixar? — Arqueou sua sobrancelha de modo falsamente desafiador.


— Não use drogas, não fume, não beba e muito menos caia na lábia de algum garoto! — Papai advertia tudo de forma séria, parecendo listar tudo mentalmente.


— Se divertida e arranje algum gatinho! — Mamãe piscou para mim, logo levantando-se e deixando um tapa estalado em minha bunda — Se cuide, meu amor! — Sorri animada deixando um beijo estalado na bochecha de ambos, quando eu iria sair a campainha de casa soou. 


Corri até a porta e ao abri-la deparei-me com Yoongi, que usava uma bermuda com estampa de praia e uma camisa branca. Sem contar em seus óculos escuros, destacando seu sorriso de canto nos lábios. 


— Que gatinho! — Arregalei meus olhos ao escutar o sussurrar de minha, pude notar que Yoongi ouviu, pois sorriu de forma galanteadora para minha mãe e ainda lhe lançou uma piscadela. 


— Prazer, sou Yoongi! As suas ordens! — O mesmo empurrou-me para longe e segurou a mão de minha mãe, deixando um selar na palma da mesma. 


Olhei abismada para aquela cena, ficando ainda mais abismada ao ver minha mãe corada e abanando-se levemente após o ocorrido. Olhei para meu pai, apenas recebendo um dar de ombros de puro desdém do mesmo. Ok, isso era definitivamente constrangedor.


— Será que podemos ir? — Interrompi o momento de troca de olhares dos dois, recebendo uma careta emburrada de minha mãe. 


— Claro, trago a filha de você sã e salva. — Concordei satisfeita com a deixa do Min, parando em seu lado na porta — No que precisar, estou a disposição... — O mesmo contornou seus lábios com sua língua e picou para minha mãe mais uma vez. 


— Já deu, tchau! — Puxei Yoongi com certa força, logo fechando a porta de minha casa — O que foi isso, Min Yoongi? Minha mãe? — O puxei pela orelha não ligando para nada, logo o jogando para perto de seu carro de luxo.


— Ué! Nunca ouviu o ditado: Panela velha é que faz comida boa? — O mesmo encolheu seus ombros de forma inocente, fazendo-me revirar os olhos — Agora vamos, já sei o que você pode fazer hoje para dar mais uma passo na relação de você e Jungkook! — Sorri animada, tratando de entrar em seu carro rapidamente.


— O quê?! — Questionei animada enquanto colocava o cinto de segurança. 


— A primeira parte é com você, no caso terá que lhe lançar uma cantada das boas... Depois pode deixar comigo que o guru do amor sabe o que fazer! — O mesmo lançou-me uma piscadela deixando-me um pouco receosa, mas dei de ombros. 


Eu batucava meus dedos nervosamente em minha perna enquanto via as ruas passarem de forma rápida pela janela, eu estava ao ponto de ter algum tipo de ataque cardíaco grave. Quando eu soube dessa festa da piscina eu pensei que seria algo mais tranquilo, sendo que é em uma tarde e ainda por cima em uma piscina, mas quando paramos em frente a casa de Jackson todas as minhas expectativas foram por ralo abaixo. Aquilo era tudo, menos uma pequena festinha. Eu jurava que havia mais de cinquenta carros estacionados ali na sua rua, o pior de tudo era que estavam todos em sua festa. 


— Vamos começar, gatinha! — Yoongi travou seu carro e logo colocou seu braço sobre meu ombro, sorrindo sacana enquanto olhava a casa de Jackson. 


Respirei fundo e tentei abrir um sorriso nada forçado em meu rosto, não querendo demonstrar meu nervosismo. Ao entrarmos naquela festa logo fomos parados pelo anfitrião da festa, que sorriu largo abraçando Yoongi. 


— Ei, você não é a garota que quase matou o Jungkook apenas com uma bolada? — Arregalei meus olhos com a frase do anfitrião, deixando-me completamente sem graça — Jeon falou de você, a garota engraçada, como ele mesmo diz! — O mesmo riu batendo levemente em meu ombro, fazendo-me desmanchar meu sorriso na hora. 


Poxa! Eu havia ficado animada quando Jackson disse que Jungkook falou de mim, mas toda minha animação foi por ralo abaixo ao saber que eu estava sendo conhecida como: A garota engraçada. Só faltou dizer, pateta e vesga! Mas tudo bem, é apenas o início do plano tudo isso irá melhorar, eu tenho absoluta certeza disso! Yoongi não irá falhar! 


— Podem ficar a vontade, peguem o que quiserem! — Sorri minimamente apenas agradecendo sua refeição educada. 


— Olhe, o Jungkook está ali! — Virei-me imediatamente para o lugar indicado por Yoongi, sentindo-me fraca ao vê-lo daquela forma. 


Jungkook sorrindo, sem camisa, de calção de praia, abdômen sarado a mostra para meu par de olhos bem atentos, cabelos bagunçados e... Uma bela de uma delícia ao vivo e a cores! Suspirei abrindo um sorriso apaixonado em meus lábios, mas logo acordei de meu belo transe ao sentir um tapa em minha nuca. 


— Presta atenção! Você terá que lançar uma cantada nele hoje, mas das boas! — Olhei surpresa para Yoongi, negando rapidamente — Essa não tem como dar errado, você não terá que fingir nada, apenas dizer algumas coisinhas simples... — O mesmo deu de ombros, logo sorrindo maléfico para mim. 


— Que coisinhas? — Perguntei temendo o que ele responderia, mas eu tinha que fazer isso para me dar bem com Jeon.


— Pergunta se o pai dele é padeiro! — Exclamou me chacoalhando levemente pelos ombros. 


— Por que eu perguntaria isso? — Questionei incrédula, apenas o vendo revirar seus olhos. 


— Daí ele irá perguntar: Não, por quê? — Assenti ainda sem entender, então ele prosseguiu — E você apenas irá dizer: Porque você é um sonho! Pronto, só isso! — Disse simples dando de ombros e sorrindo para mim. 


Afastei-me levemente de Yoongi, acabando por tossir com tamanha surpresa. Poxa, era simples! Eu apenas iria cantar o cara mais gato e gostoso, na qual eu tenho não só uma queda, mas sim um penhasco inteiro! Respira, inspira, respira e inspira! Eu irei conseguir, se Yoongi diz que isso irá ajudar com o plano ele está certo, não tem motivos para mim o contrariar. Concordei, vendo o mesmo fazer uma pequena comemoração com minha resposta. 


— Boa sorte, tenho algumas coisinhas para fazer se me der licença... — Fiz uma careta ao receber um balançar malicioso de sobrancelhas vindo de sua parte, mas acabei desesperando-me ao ser deixada sozinha em meio a uma festa cheia de pessoas estranhas. 


Andei à procura de algo para comer, mas a única coisa que eu encontrava era bebidas e mais bebidas, acabei bufando com isso. 


— Adolescentes... Da onde já se viu só ter bebida, nem um pestiquinho para encher a barriga? — Lamentei sussurrando para mim mesma, sentindo minha barriga roncar levemente. 


— Eu concordo, gostaria muito de um petisquinho agora... — Dei um pulo ao ouvir a voz de Jeon bem ao meu lado, o olhei um pouco espantada, apenas recebendo um sorriso de sua parte. 


"Deixa eu ser o seu petisquinho..."


Apenas... Aham sei! 


Foi apenas aquele sorriso para fazer-me derreter todinha por ele, maldito seja o seus pais que fizeram um ser tão bem feito. 


— Está sozinha? Yoongi já sumiu? — O mesmo perguntou risinho enquanto servia-se com refrigerante. 


— Pois é, Yoongi é mais rápido que cego no meio de tiroteio. — Falei nervosa, tentei sorrir levemente, mas meu sorriso sumiu ao ouvir sua gargalhada. 


— Rápido? Não seria perdido? Você é bem engraçada mesmo! — O mesmo cessou levemente seu riso, olhando-me divertido. 


Ótimo! Esse título nunca irá sair de mim! 


— Vamos sair daqui, tem mais gente querendo chegar na mesa. — Arregalei meus olhos ao o mesmo segurar em meu pulso, puxando-me de forma delicada até a beira da piscina. 


— Então... — Comecei meio sem graça, respirando fundo e pedindo para Deus um pouco de coragem — Seu pai é padeiro? — Questionei de modo rápido, apenas notando Jungkook arquear uma de suas sobrancelhas e olhar-me confuso. Quando o mesmo iria responder eu entrei em pânico, então virei-me e tratei de sair correndo dali, bom, eu apenas esqueci de um pequeno detalhe: Atrás de mim estava a piscina. Quando eu menos esperei meu corpo foi tomada pela água fria e meu coração disparou em puro nervosismo! 


Eu não dava pé! 


Logo eu comecei a debater-me na água feito uma louca, na tentativa de conseguir pelo menos nadar cachorrinho, mas nem isso deu certo. Desisti e comecei e rezar pedindo para que minha morte não fosse dolorida, mas foi aí que Deus enviou-me o anjo mais lindo do mundo para me salvar, era ele: Jeon Gostoso Jungkook! Seus braços tomaram posse de minha cintura levando-me para a superfície mais uma vez, todos das festa olhavam-nos com preocupação, menos Yoongi, que sorria para mim e fazia um joinha com sua mão. 


— Você está bem? Está enxergando tudo direitinho? — Levantei meu olhar para o ser magnífico que segurava-me, apenas assentindo de forma inerte — Irei lhe levar para algum quarto, você precisa se secar e temos que ver se está realmente bem. — Concordei sem nem ao menos ter ouvido o que ele disse, pois observar seus lábios se movendo de forma tão bela era muito mais tentador. 


Jeon colocou-me sentada na beira da piscina, logo saindo da mesma e pegando-me mais uma vez no colo, e eu estava adorando isso, não posso negar. Entramos na casa sendo seguidos por Jackson, que nos direcionava até um certo cômodo, no caso, um quarto de hóspedes. Ao entrarmos o anfitrião da festa deu-me uma toalha, e assim fui largada no chão por Jungkook, que ainda segurava-me pelo pulso com medo de que eu estivesse mal. 


— Qualquer coisa que precisarem me chamem! — Jackson fechou a porta atrás de si sorrindo gentil, eu apenas assenti levemente. 


— Se seque bem, está um pouco fresco aqui dentro. — Jungkook arrumou a toalha sobre meus ombros de forma cuidadosa, fazendo meu coração ficar quentinho com toda sua preocupação — Será que sempre será assim quando estivermos juntos? Uma tragédia sempre irá acontecer com você? — O mesmo perguntou brincalhão, apenas fazendo-me rir constrangida — Mas enfim, poderia fazer sua pergunta de novo? Com toda essa confusão eu acabei esquecendo e nem lhe respondi. — Ele coçou sua nuca desviando seu olhar do meu enquanto eu me secava com a toalha branca. 


Ok, era agora ou nunca! 


— Você é padeiro? —Sorri o mais normalmente possível, recebendo novamente seu olhar confuso sobre mim. 


— Não... Mas por quê? — Ele olhava-me atentamente, esperando que eu o explicasse. 


— Porque seu pai é um sonho! — Falei tudo rapidamente, mas logo arregalei meus olhos ao perceber que eu inverti os papéis. 


Quando eu ousei abrir a boca para me explicar e tentar ao menos deixar as coisas menos piores, Jungkook interrompeu-me com outra pergunta. 


— Seu pai é mecânico? — O olhei surpresa, apenas recebendo um sorriso animado seu. 


— Não, por quê? — Questionei cautelosamente, com certo medo do que ele iria falar ou para qual lugar sujo ele iria me mandar. 


— Porque você é uma graxinha... — O mesmo começou a rir depois de sua fala, mas acontece que todo o meu mundo paralisou. 


Ele acabou de dizer que eu sou uma gracinha? É isso mesmo mundo? Meu crush acabou de dizer que me acha uma gracinha? EU NÃO ESTOU SURTANDO! 


— Você é bem engraçada, acho que seremos grandes amigos! — O mesmo deu um leve soquinho em meu ombro, fazendo meu sorriso fechar na hora — Claro, se você quiser ser minha amiga, né? Eu nunca tive uma amiga garota, acho que seria muito legal ter você como uma! — O mesmo dizia tudo rapidamente parecendo bem nervoso, o que eu acharia fofo se eu não estivesse completamente chateada.


Eu aqui, toda cheia das segundas intenções com ele, querendo muito mais do que ser apenas sua amiga e ele pensando no quanto nos daríamos bem sendo AMIGOS! Foi nesse momento que a música friends da Anne Maria e do marshmallow, com o famoso tema da Friendzone começou a tocar em minha mente. Bom, eu imaginei isso em minha mente, mas realmente começou a tocar essa música na festa possibilitando que pudéssemos ouvir nesse quarto um pouco afastado. Ok, acho que isso é um sinal que a vida está me dando, um sinal de que eu ficarei para sempre na frindzone. 


— Eu iria adorar ter um amigo como você, que parece aquelas geladeiras sabe... — Eu quis me bater ao notar o que eu falei pelo meu nervosismo, então apenas sorri tentando demonstrar o quanto eu sou uma pessoa normal. 


— Aquelas geladeiras? — Ele arqueou suas sobrancelhas completamente confuso, rindo levemente.


— É, sabe... Você é tipo aquelas geladeiras prateadas de duas portas que funcionam por comando de voz, que só rico recatado tem, sabe? — Expliquei tudo rapidamente, sorrindo amarelo para o mesmo — Isso quer dizer que você é um cara e tanto! — Dei um soco em seu braço, tentando fazer coisas que amigos fazem um com o outro. 


— Você é realmente muito engraçada... E forte! — O mesmo gargalhava, mas logo cessou seu riso ao receber o meu leve soco, bom, não tão leve em seu ombro. Eu sorri sem graça o vendo passar sua mão sobre seu ombro — Ei, seu nariz está sujo! — O mesmo exclamou parecendo segurar o riso. 


Olhei rapidamente para meu nariz, passando minha mão sobre o mesmo na tentativa de retirar qualquer sujeira existente ali. Mas parei tudo ao ouvir mais uma vez sua gargalhada alta. 


— Você ficou vesguinha de novo, isso é tão engraçado! — Soltei meus braços ao lado de meu corpo, apenas o olhando com uma expressão de tédio. 


Ótimo! Seguimos como: Palhaça, pateta e vesga! 


— O que você faz sozinho aqui com a MinHee, Jungkook? — Demos um pulo ao ouvir o estrondo que a porta fez ao Yoongi abrir a mesma e vir de modo rápido em minha direção, logo entrelaçando nossos dedos, fazendo-me arregalar os olhos com seu ato repentino — Não se deve ficar sozinho em um quarto com a namorada do seu melhor amigo! — Yoongi exclamou deixando-me incrédula, olhei para Jeon que parecia surpreso e ao mesmo tempo confuso. 


— C-como assim? Estamos namorando? — Sussurrei desconcertada para Yoongi, que sorriu de canto para mim. 


— Deixa que o pai está no comando... — O mesmo sussurrou de volta, fazendo-me crispar os lábios desconcertada — Já estamos planejando a cena do próximo capítulo: Fazer ciúmes com o gostosão do Yoongi! 


________________________________

Oiiii minhas tigresinhas lindas!!! Como vocês estão??? Espero que bem!!! Queria avisar que tenho mais duas fanfics em andamento no meu perfil: Um é bom, dois é melhor! Um romance entre três, no caso: Jungkook, taehyung e você! Tem também o calor da sua voz, um romenas fofinho com nosso jungkook!!! 


Enfim... MinHee confundiu tudo na hora de cantar o Jeon! Porque seu pai é um sonho! KKKKKKKKK


Hmmmmm Jeon chamou ela de gracinha... 


Jackson o rei das festas está on! 


Mas... Yoongi o guru do amor está mais on ainda! O pai tá on, pessoal! 


Quero só ver... o que será que rola com esse namoro falso dos dois? Capítulo que vem iremos remeter um acontecimento da versão antiga, na qual marcou toda a Fanfic KKKKKKKK


Enfim gente, batemos 60k eu to tipo ?!?!?!?!?!?!?!?!?!?! Surtando demais, eu já pulei, gritei, sambei e até tentei dar uma mortal, mas quase quebrei minhas costelas, então deixa para lá... gente, eu amo vocês demais! Muito mesmo, sério, muito obrigada por seu carinho e amor, sério, eu fico tão feliz!!!


Eu te amo! 


I purple u💜


Com amor, Gaby💞


Notas Finais


Lá em meu perfil tem mais obras, corre lá! @GabyAUUR ❤️✨🐯


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...