1. Spirit Fanfics >
  2. Como conquistar seu ídolo >
  3. Capítulo 33

História Como conquistar seu ídolo - Capítulo 33


Escrita por:


Notas do Autor


Oie, galera. Primeiro, eu queria agradecer pelos comentários maravilhosos capítulo passado, continuem assim, por favor. Segundo, esse capítulo contém lemon jikook, espero que gostem. Boa leitura.

Capítulo 33 - Capítulo 33


Jungkook não conseguia parar de se olhar na câmera de seu celular. Seu cabelo estava tão lindo que não estava sabendo lidar. Seu cabelo estava de um rosa escuro e intenso e apesar da descoloração estava macio como sempre, queria saber o que aquele cabeleireiro havia feito para deixar seu cabelo assim.

— O que achou, Kookie? 

— Eu adorei. Sério, eu nunca imaginei que o meu cabelo pudesse ficar bonito assim. - sorriu abertamente, mostrando seus dentinhos de coelho. — Eu estou parecendo um idol.

— Bom, você é um idol agora, pode ir se acostumando. - disse o abraçando por trás.

— Nem sei mais, depois dessa confusão você ainda acha que eu tenho um futuro como idol? Seja sincero.

— Eu tenho certeza, Kookie. Seu talento não vai ser desperdiçado por causa de uma bobeira dessas, vai dar certo, Kookie, eu tenho certeza. - deu um beijo na bochecha de Jungkook.

Os dois estavam num parque antigo, quando Jimin era criança sua mãe sempre o levava nos brinquedos desse lugar, mas havia falido há alguns anos, restando somente alguns brinquedos antigos que sequer deveriam funcionar. Era o lugar para o qual Jimin sempre fugia, pois a vista era linda e era sempre deserto. 

Jimin estava olhando para o horizonte, onde o sol estava se pondo, o céu estava meio rosa, meio laranja, espalhando a cor pelo céu inteiro.

— Jimin?

— Oi?

— Lembra quando você disse que não se importava mais se as pessoas descobrissem sobre a gente?

— Lembro, porque foi ontem.

— É, verdade, eu esqueci, eu estou nervoso. - Jimin o olhou confuso.

— Nervoso por que?

— Porque eu tenho uma coisa para te falar, uma coisa que eu descobri quando você revelou a gente pra todo mundo. - disse rindo nervoso. — Jimin, eu te amo. - disse carinhosamente, mas sem esperar por sua reação, continuou. — É estranho, porque eu sempre te amei, como fã, mas ontem eu percebi que eu te amo como pessoa, como namorado, como meu futuro marido… eu fiquei não só orgulhoso de você, como também honrado por ser a pessoa com quem você está passando por tudo isso. Eu fico impressionado como cada pedacinho de você me conquistou, primeiro com suas músicas, sua voz, depois com sua arrogância, mas ao mesmo tempo gentileza, pela sua determinação, pela sua paixão e além de tudo, pela sua coragem.

— Jungkook, eu não sei nem o que dizer…

— Não precisa dizer agora se não sentir o mesmo ainda, eu vou entender se…

— Kookie, você tem razão, eu não preciso dizer agora… mas eu sinto também. Eu te amo, Jeon Jungkook, você também me conquistou pedacinho por pedacinho. Primeiro, com sua voz doce e intensa, depois com sua fofura e falta de destreza. - disse rindo, pois se lembrava das várias ocasiões em que ele havia sido desajeitado. — Passamos semanas na empresa e você era tão determinado em aprender os passos e era tão esforçado e divertido, quando eu vi, eu já gostava bastante de você. mas o grand finale foi quando você se mostrou o talento em pessoa escrevendo butterfly, naquele momento eu já percebi que não tinha mais volta, eu estava apaixonado por você. me desculpa por ter demorado tanto para ter coragem o suficiente para dizer isso com todas as letras.

— Não precisa pedir desculpa, eu entendi o que você disse naquele dia...mas você não precisava ter sido tão grosseiro daquele jeito, podia ter dito aquilo de maneira mais suave e não: “se eu tiver que escolher entre você e minha carreira, eu não vou hesitar em ir embora” - Jungkook disse imitando a voz de Jimin.

— Me desculpa, eu fui um idiota.

— Está tudo bem agora. - disse o abraçando mais uma vez. — Eu te amo, Jimin.

— Eu também, Kookie, eu também.


Mais tarde quando chegaram em casa, não viram nenhum sinal de Taehyung e John, deviam estar no quarto provavelmente. Eles estavam mortos de fome, mas com preguiça de fazerem comida.

ㅡ Vamos pedir alguma coisa? - Jungkook sugeriu.

ㅡ Claro, o que você está a fim de comer? - Jimin perguntou e Jungkook inconscientemente levou a pergunta pro lado safado, corou bruscamente.

ㅡ Jungkook? Está  bem? - disse pondo a mão em sua testa.

ㅡ Hyung, você 'tá tão sexy com esse cabelo. - Jungkook sussurrou tímido.

Meu Deus, por que eu não consigo controlar o que sai da minha boca que nem uma pessoa normal?

Jimin gargalhou do maknae. 

ㅡ Ah, então é nisso que está pensando? Não disse que estava com fome?

ㅡ Eu 'tô, mas aguento esperar um pouco… - disse querendo enfiar a cabeça no chão, que nem uma avestruz. Cobriu o rosto de vergonha.

ㅡ Kookie, você é o bebê mais safado que eu já conheci. - disse rindo e o puxando para um abraço. ㅡ Então você quer dar uns amassos e depois sair pra comer, é isso? - Jungkook negou com a cabeça.

ㅡ Eu quero ir até o fim com você, hyung, eu já estou pronto.

ㅡ Tem certeza? Podemos ir devagar, eu não estou com pressa…

ㅡ Mas eu estou. - disse impaciente. ㅡ Eu não aguento mais, hyung, eu pensei tanto em você essa semana, é por mais que eu estivesse com raiva, eu ainda sentia muito desejo…

ㅡ Ah, borboleta… - disse suspirando. ㅡ Você está ansioso pelo meu toque? - disse passando a mão de leve em seu pescoço e descendo para seu peito, onde estendeu a palma da mão em cima de seu coração. ㅡ Vem, vamos brincar um pouco no quarto. - disse piscando para o mais novo e o pegando pela mão.

Uma vez no quarto. Jimin fechou a porta e jogou Jungkook contra ela, já iniciando um beijo apressado e transbordando desejo. Jungkook em resposta retribuiu o beijo e o puxou mais para perto, sentindo seus dois membros friccionarem. Os dois suspiraram com o atrito. Os lábios de Jungkook estavam sendo maltratados por Jimin, que insistia em morder e chupá-los. Jungkook queria mais, seu corpo queimava, por impulso, jogou o corpo pra cima e entrelaçou suas pernas no quadril de Jimin. 

ㅡ Você está brincando? - perguntou Jimin rindo. ㅡ Tão necessitado o meu Kookie. Quer que eu te ajude? - Jimin disse pegando as partes de trás das coxas de Jungkook com as mãos e puxando, simulando uma estocada.

ㅡ Ah, Jimin. - Jungkook disse alto. ㅡ De novo, hyung.

Jimin subiu um pouco o tronco de Jungkook e simulou mais uma estocada mais forte. Jungkook gemeu com o ato e Jimin suspirou, apertando a cintura de Jungkook.

ㅡ Ah, Kookie, como você quer ir até o fim, bebê? Você já está quase gozando e nem tiramos a roupa ainda. - sorriu enquanto Jungkook continuava impulsionando sua pélvis contra a dele de olhos fechados.

ㅡ Eu consigo, Hyung. - disse soltando suas pernas de Jimin, respirando fundo e ficando de pé, apoiado na parede. Começou a tirar a própria roupa, e em dez segundos já estava só de cueca.

Jimin riu e tirou sua blusa pela cabeça.

ㅡ Você vai me fazer explodir de amor desse jeito, Jungkook. - disse Jimin, passando a dar beijos em seu pescoço enquanto desabitada a calça. Uma vez seminus, Jimin comecou a ir para ir para trás em direção a cama, onde jogou Jungkook sobre a mesma e ficou por cima deste.

Começou beijando e sugando seus botões rosadinhos, enquanto simulava estocadas lentas.

ㅡ Por favor, Jimin.

ㅡ Por favor o que, Kookie?

ㅡ Eu quero você dentro de mim. 

ㅡ Ah, merda. - suspirou pesado. ㅡ Preciso te preparar primeiro, ok?

Jungkook fez que sim com a cabeça e Jimin sugou seus dois dedos, enquanto olhava para Jungkook. 

ㅡ Pronto? - Jimin perguntou querendo confirmar mais uma vez se era isso que ele queria. Em resposta, Jungkook guiou a mão de Jimin até sua entrada, onde Jimin deslizou um dedo devagar.

ㅡ Ah, Jimin. - não sentiu muita dor, afinal ele mesmo já havia feito isso algumas vezes sozinho em seu quarto.

ㅡ Está bom, Kookie? - perguntou enquanto fazia movimentos de tesoura para ajudar na penetração.

ㅡ Uhum. - Jimin fez o mesmo processo com mais um dedo, depois mais outro, fazendo movimentos lentos e circulares. ㅡ Ah, Jimin… acho que está bom, se não eu vou… - disse já sentindo um formigamento familiar em seu ventre.

Jimin retirou seus dedos de Jeon e massageou suas nádegas, arrancando um gemido longo de Jungkook.

ㅡ Jimin, anda logo…

ㅡ Tudo bem, apressadinho. - pegou seu próprio membro e começou a introduzir em Jeon.

Jeon sentiu sua entrada queimar de dor, fechou os olhos e soltou um suspiro sôfrego.

Jimin ficou imóvel e esperou até Jungkook começar a se mover um pouco.

ㅡ Posso ir, meu amor? - Jimin perguntou preocupado. Jungkook acenou com a cabeça, permitindo o ato e Jimin foi para frente e para trás lentamente.

ㅡ Ahnn...pode ir mais rápido. - Jungkook pediu já sentindo a dor sendo substituída por prazer. 

Jimin mexeu o quadril com força o que arrancou mais gemidos de Jungkook. Seus movimentos foram ficando cada vez mais rápidos e Jungkook começou a rebolar para ajudar na fricção.

ㅡ Ah, Jimin.

ㅡ Kookie, eu te amo tanto. - disse segurando sua mão enquanto se movimentava.

ㅡ Eu também, Minnie. - disse indo para trás e arrancando um beijo de Jimin.

Jungkook não demorou muito a gozar e se sentir derreter no colchão enquanto Jimin gozou logo em seguida. Jimin se jogou no colchão e soltou um suspiro longo, se sentia incrível, não só por ter transado, mas por ter feito isso com uma pessoa que amava. Abraçou Jungkook por trás.

ㅡ Foi tudo o que você esperava? - Jimin perguntou.

ㅡ Foi muito mais, porque foi com você. - Jungkook sorriu e se emaranhou em Jimin antes de cair no sono, levando Jimin consigo.


Notas Finais


Bom, gente espero que tenham gostado, como eu disse continuem comentando e quem quiser falar sobre a fic no Twitter, use a #TubaroeseBorboletas e me marca lá @steminpj2. Enfim um beijo e até sexta que vem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...