1. Spirit Fanfics >
  2. Como conquistar sua melhor amiga - KTH >
  3. Ensaios ruins

História Como conquistar sua melhor amiga - KTH - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


vale ressaltar que estou reescrevendo a história, então, nada condiz com os capítulos antes publicados.
achei melhor fazê-la de novo porque não estava gostando do resultado:/

desculpa pela capa ruimkkjkk, foi a primeira que eu fiz:(

boa leitura guys

Capítulo 2 - Ensaios ruins


Senti meus poros se abrirem assim que a garota arranhou minha nuca e puxou-me para um beijo necessitado. As mãos quentes se embolavam nos meus fios bagunçados. Eu não sabia seu nome, e duvidava que ela soubesse o meu, mas naquele momento não importava. Seus dedos adentraram minha saia com uma facilidade incomum para quem nunca havia feito isso antes. Nós nos separamos, e a ferocidade em seu olhar me fez perceber que não estávamos lá apenas para compartilharmos ósculos excitantes. Seus lábios vermelhos e inchados abriram outra vez, prestes a falar:

— Eu preci- — sua voz de transformou no barulho agudo de meu despertador.

Acordei. Mas que droga. Minha calcinha estava molhada, não diferente de meu corpo suado. Deveriam ser sete da manhã e eu precisava me arrumar para o colégio. Da última vez que me atrasei, minha mãe gritou tanto comigo que senti que meus ouvidos fossem sangrar. É sério, não façam mães solteiras gritarem. 

O uniforme estava dobrado ao pé da minha cama, assim como o do meu irmão mais velho, que estava jogado sobre a cadeira. Yoongi ainda dormia, esparramado de qualquer jeito sobre seu ninho. Os cabelos bagunçados caíam sobre o rosto – que não deveriam estar tão diferente dos meus –  da mesma forma que ele parecia estar prestes a cair no chão. Talvez não saibam, mas a habilidade de dormir em qualquer lugar é de família (digo isso porquê dormi no ensaio da peça semana passada).

Levantei com a pressa de uma lesma e segui em direção a estante, pegando meu celular e olhando as mensagens. Duas de Lisa e vinte e sete de Taehyung. Eu tenho um amigo exagerado demais. Eram coisas como "sua filha da puta, tivemos o nosso penúltimo ensaio ontem e você não apareceu. como que vamos apresentar algo sem a nossa protagonista?????". Não que estivesse errado, eu era realmente irresponsável, mas só o fato de pensar que eu teria que viver como Hérmia de novo fazia minha cabeça doer. Era uma peça ótima, e eu amava contracenar, mas odiava meu par romântico. Não pelo simples fato de ser um homem – eu, sinceramente, não vejo problema nenhum nisso –, e sim porque Jongin fazia um péssimo Lisandro. Kai era um ótimo ator, isto é certo, mas as piadas feitas após as aulas eram ridículas. 

Babaca.

O que salvava eram Taehyung e Kyungsoo. Sendo Demétrio e Teseu, mesmo que não fosse de se esperar, os garotos eram os melhores atores amadores. Eu amava os momentos em que tinha de me juntar a eles no palco.

[06:37] oi, tae. bom dia. eu estou bem sim, obrigada por perguntar. e você, como está? ainda bem que meu melhor amigo não me xinga, se não ele já estaria levando uma bofetada na cara:)

[06:40] taehy: a professora quase nos matou por você não ter ido. ela até te substitui pela chaeyoung.

[06:40] taehy: disse ainda, que se você não for no último ensaio, o papel fica com a tzu mesmo.

[06:41] taehy: achei que ela fosse comer o meu fígado. não é só porque você é minha melhor amiga que eu sei exatamente onde você está a cada segundo. aff.

Suspirei. Ela estaria certa em me dispensar. Afinal, era algo que eu já estava pensando em pedir a algum tempo. Minha sexualidade nunca foi um segredo para ninguém – ainda que eu fosse pansexual, minha preferência sempre foi para garotas, então, a maioria achava que eu era lésbica –, meus pais aceitavam bem e meu irmão era a pessoa mais "foda-se" que eu conhecia, então nunca foi estranho ouvir comentários desnecessários sobre isso. Saber que duas mulheres em um relacionamento servia, e ainda serve, de fetiche para a maioria dos homens, sempre foi algo nojento, mesmo que eu não pudesse mudar; mas ouvir isso sair da boca de alguém não me faz sentir completamente a vontade.

As piadas começaram quando eu fui escalada para o papel de Hérmia. O que? A Hérmia vai beijar a Helena no lugar do Lisandro? Ainda que fosse, eu não veria problema nenhum nisso. Por que não mudar um pouco?

[06:43] voltei pra casa mais cedo ontem porque minha mãe se machucou enquanto cozinhava.

[06:43] o aniversário do yoon tá chegando. o aniversário de adoção também. então ela tá tentando fazer algo importante pra ele. ENTÃO, enquanto tentava embrulhar um dos presentes, acabou se cortando com uma faca.

[06:43] e foi bem feio.

[06:44] sacomé.

Assim que completei dois anos, meus pais tentaram engravidar novamente, o que não deu certo. Aparentemente, os espermatozóides de meu pai – nunca pensei que falaria algo assim – têm baixa motilidade, e depois do meu nascimento o útero de minha mãe se tornou um ambiente inóspito. A princípio, adoção só se passou pela cabeça de minha genitora após a separação de ambos, anos depois. Então, quando tinha uns sete anos, Yoongi, com a mesma idade que eu, chegou em nossas vidas. Eu o odiava no início. Aquele garoto era insuportável. Contudo, com o tempo, ele se tornou a melhor pessoa (fora Taehyung) que já conheci. Eu o amo mais do que ele amava o kumamon.

Desde que minha mãe o adotou, nós comemoramos esta data junto com a do seu aniversário, que é um dia antes – coincidência demais para ser mentira. Preparámos algo em família, porque Yoongi sempre odiou festas, e comemos até não aguentar mais. E fazíamos isso em praticamente todos as outras datas comemorativas.

Taehyung demorou a responder, então larguei o celular de volta na estante e segui para o banheiro. Tomei um banho rápido, já escovando os dentes, e troquei de roupa antes de sair e ir acordar meu irmão, que resmungou mas se deu por vencido e foi se arrumar.

Mamãe não estava em casa, deveria ter saído mais cedo para passar na casa da vovó. Pegamos nossas coisas, e saímos em direção ao colégio. 

O dia estava chato demais, e ouvir as reclamações de Yoongi não ajudava nenhum pouco.

9:15 AM

— Vossa Graça me perdoe, mas não sei que força oculta me dá tanta ousadia, nem compreendo como a minha modéstia me consente defender minha causa em tal presença — me aproximei de Kyungsoo, que naquele momento interpretava Teseu. O cara era ridiculamente talentoso. — Suplico a Vossa Graça declarar-me o que de pior me tocará por sorte, se eu me negar a desposar Demétrio. — Toquei o pulso de D.O, assim que terminei de caminhar até ele. O vestido era grande demais para o meu tamanho, e os ajustes só seriam feitos depois do último ensaio, no final do período, então tinha de andar levantando-o, o que era vergonhoso, já que as alças insistiam e cair (e foram incontáveis as vezes que meu sutiã apareceu).

Bong-soo, a professora, se aproximou de nós, pedindo para que parassemos de atuar. Olhou-me dos pés a cabeça antes de suspirar em desgosto e pedir para que saíssemos do palco. Tirei o vestido no camarim que ficava atrás das cortinas – devo dizer que nunca vi algo assim em nenhuma das outras duas escolas que já estudei.

— Está faltando amor em suas palavras, senhorita Marebel — gostava de como ela me chamava. Com o sotaque francês que havia adquirido em seus anos em Estrasburgo, a professora de teatro tinha frases bonitas e apelidos no lugar de honoríficos. Mar Belo, ela me chamava assim desde o oitavo ano, quando eu tinha os cabelos azuis, a princípio, não entendia o que ela queria dizer com Marebel, mas depois de anos, comecei a gostar do significado. — Entendendo que está ansiosa para amanhã, mas tudo sairá errado se a nossa protagonista não se sentir a vontade no papel. Chaeyoung pode te substituir se você não quiser mais participar, querida, mas isso é escolha sua.

Tive vontade de revirar os olhos, coisa que não fiz assim que meus olhos pararam em direção a porta que havia acabado de ser aberta. Dos cabelos ruivos aos lábios vermelhos e inchados e ao rosto angelical, a garota que entrava no salão era linda.

E era ela. A mesma garota do sonho.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...