História Como dizer Adeus - Capítulo 5


Escrita por: e ericstory

Postado
Categorias Naruto, Saint Seiya
Personagens Afrodite de Peixes, Ágora de Lótus, Aiolia de Leão, Aioros de Sagitário, Aldebaran de Touro, Camus de Aquário, Dohko de Libra, Kanon de Gêmeos, Mascára da Morte de Câncer, Miro de Escorpião, Mu de Áries, Naruto Uzumaki, Obito Uchiha (Tobi), Saga de Gêmeos, Sakura Haruno, Saori Kido (Athena), Sasuke Sarutobi, Shaka de Virgem, Shizune, Shukaku, Tajima Uchiha
Tags Aiolia De Leão, Cavaleiros Dos Zodiaco, Naruto, Sakura
Visualizações 41
Palavras 1.431
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoal, nós desculpe pela demora meu parceiro acho que nem leu minha mensagem, me desculpe! Mas aqui está o capítulo.

Mudanças na forma de escrever.
Então decidi colocar na primeira pessoas, pra demonstrar melhor o que cada um estava passando nas suas batalhas internas. Espero que gostem!

Capítulo 5 - Não resisto


Fanfic / Fanfiction Como dizer Adeus - Capítulo 5 - Não resisto

Sakura: 

Algum tempo já havia passado desde que cheguei a esse lugar, fiz alguns amigos e outro muito mais que amigo, minha aproximação com Aiolia se tornou mais contantes e passei a perceber algumas coisas neles que me chamaram a atenção e gostava disso. Passamos a estar mais juntos era comum ele estar sempre na minha casa e eu na dele, vendo filmes, jogando video game, ele sempre perdia pra mim, mas além disso, meu coração estava batendo diferente, não sei o que estou sentindo por ele, sei que somos de mundos diferentes e que em breve eu terei que ir embora, mas não posso me enganar e nem mentir que tenho vontade de beija-lo, sentir o gosto da boca tão convidativa que ele tem. Acordo cedo, troco de roupa e vou até a arena treinar um pouco, sei que ele estaria lá, mas antes tive que ir falar com Shaka, eu o vejo como um guru eu acho, sempre está centrado. Quando não está na arena está no seu templo meditando, dizem que ele é o homem mais próximo de Deus, mas não entendo o porquê. 

Assim que chego ao sexto templo, entro e sinto uma sensação boa, uma sensação de paz, era isso que eu precisava, colocar minha cabeça no lugar, não quero magoar ninguém e muito menos magoar o Aiolia que tem sido um pessoa muito especial pra mim, durante esse tempo que estive aqui. 

Ouço uma voz potente me chamando que me fez extremesser, caminho até onde ele estava e me deparo com um belo jardim e o cavaleiro lá sentado num mini altar em posição de meditação. 

Shaka: Entre menina! 

Entro olhando tudo, principalmente pra ele, pois sinto uma sensação muito boa vindo dele, e não consigo ter medo dele, parece tão calmo.

Sakura: Mandou me chamar?

Pergunto assim que me aproximo, não entenfia o porquê dele está sempre com seus olhos fechados, mas sentia uma sensação de que ele me observa interiormente, na verdade me sentia nua perto dele. 

Shaka: Sim, mandei! 

Shakira: O que está acontecendo, já encontraram o caminho para eu voltar pra casa? 

Confesso que aquela pergunta me fez extremesser por dentro, eu queria ir mas também tinha vontade de ficar. 

Shaka: Ainda não, mas estamos procurando, além de mim, temos Saga e Kanon de Gêmeos e Mu de Áries, vamos encontrar não se preocupe. 

Shakura: Está bem, mas no que posso ajudar?

Shaka: Eu tenho te observado durante esses dias e pude notar que você está muito inquieta, o que está acontecendo menina?

Me espanto com aquilo, ele tinha um ótimo poder de observação. 

Shakura:  Não é pra menos, estou preocupada com todos os meus amigos que devem estare procurando e eu aqui presa sem poder voltar pra casa! 

Tento disfarçar quando ele se levanta daquela posição e se posiciona na minha frente, eu arregalo meus olhos e penso:

"Será que ele pode ler mentes"

Shaka: Não é isso, há algo a mais, não quer me contar ou terei que descobrir sozinho? 

Shakura: Não sei do que você está falando!?

Me viro de costas pra ele. Não queria ele perto de mim.

Shaka: Deixe me ver... (Pensa) seria Aiolia? 

Quando ouço esse nome não consigo esconder meu nervosismo, era ele o responsável pela minha inquietude, pelas minhas noites em que dormia mal, era ele só ele.

Shaka: Vejo que acertei! Quer um chá? 

Vejo ele ir andando em direção a saída e, aceito, pois tinha educação e, além do mais estou precisando de algo pra relaxar que não seja estar presença doe Aiolia. Caminhamos durante alguns minutos até que chegamos a área interna da casa, era tudo extremamente limpo, alguns adereços sobre o sofá e mesa, mas não consegui identificar.  Vejo ele na cozinha e me sento na cadeira.

Shaka: Gosta de erva cidreira? 

Shakura: Sim, por favor! 

Shaka: Está gostando do Santuário? 

Shakura: Estou sim! 

Dou um sorrisinho de canto mas logo tiro ele do rosto. 

Depois de alguns minutos o chá estava pronto e até agora eu não tinha entendido o porquê dele ter me chamado. 

Shaka: Você deve estar curiosa por que lhe chamei aqui não é mesmo!?

Sakura: Sim, estou! Poderia me esclarecer!?

Shaka:  Claro! Então! 

Olho pra ele apreensiva, mas quando ele a re os olhos, me perco na imensidão e profundidade que tinham e,  percebo que ele não era cego quando ele começa a falar. 

Shaka: Menina, sei do sentimento que tem por Aiolia,as não sei se seria uma boa ideia você levar isso a frente. Por dois motivos, o primeiro é que você irá embora mais cedo ou mais tarde, o segundo porque Aiolia quando gosta de alguém gosta mesmo e, tenho certeza que acontecerá com você! Não estou aqui lhe pedindo para desistir dele, apenas que vá com calma, pois quando partir ele sofrera muito. Falo isso porque ele é meu amigo e amigos são pra esses momentos, sejam eles difíceis ou fáceis, não sei se estou preparado pra ver meu amigo sofrendo quando for embora. 

Ouvir aquelas palavras fizeram meu coração sangrar ele tinha razão, não gosto da ideia de vê-lo sofrer por minha causa assim como meus amigos devem estar sofrendo, assim como eu vou sofrer! Não penso duas vezes me levanto e saio correndo dali, deixando algumas lágrimas rolarem na minha face, não quero o fazer sofrer. Enquanto corria minhas vistas estavam embasadas e perdida nos meus pensamentos acabo batendo em alguém.

Aiolia: Oh, pequena, vai com calma! 

Meu coração bateu forte ao ouvir aquela voz que estava tão acostumada de ouvir e queria ouvir quantas vezes mais e mais. Sinto o toque dos seus dedos no meu queixo, levantando meu rosto, meus olhos foram diretamente ao encontro dos seus, ele limpou minhas lágrimas e me perguntou suavemente.

Aiolia: Porque está chorando, alguém lhe fez mal?.

Nesse momento percebi o que Shaka quis dizer, eu estaria o fazendo sofrer, me aparto e saio correndo chorando ainda mais, eu só queria ir embora logo. 

Aiolia: 

Olho ela sair correndo e meu coração se espedaça, corro atrás dela  e a puxo pelo braço, devido a força que empreguei nossos corpos se colam, eu a olho intensamente, coloco minhas mãos em seu rosto para que não saísse e nem desviasse o olhar, não nos falamos nada e, guardo pelo impulso, selo meus lábios no dela, sentindo a sua doçura e toda a sua maciez, como eu queria esse beijo, exploro cada canto da da boca dela, a puxo mais para meus  braços, tentando demonstrar tudo que estava sentindo naquele momento.

Sakura: Sinto seu beijo, seu toque e me derreto toda era o que eu mais esperava e não consegui  não corresponder, deixei que ele explorasse minha boca, como estava sendo gostoso e prazeroso, mas o beijo se torna salgado quando lembro das palavras do cavaleiro loiro e não consigo controlar minhas lágrimas. Sinto ele parar o beijo e me abraçar forte, com ele me sentia segura e ficar nos seus braços era muito, sentir o calor que seu corpo emanava. Ele entrelaça seus dedos nos meus e me puxa para sua casa, vou um pouco contrariada, pois quanto mais passasse tempo com ele mais doloroso seria a partida, mas ao mesmo tempo queria sim, ficar perto dele e aproveitar cada momento. Ele se senta no sofá, coloca uma almofada no seu colo e pede para que eu deite, assim faço, e recebo um cafuné. Não demos uma palavra com o outro, até que eu dormi.

Aiolia: Ela estava muito agitada e estranha, não sei o que houve mas não iria perguntar agora, só queria aproveitar o momento em que podemos ficar juntos, sei que quando ela partir sofrerei bastante, mas quero sofrer por ter tentado fazer ela um pouquinho feliz e não me arrepender depois. A pego no colo e a levo para meu quarto, a coloco cuidadosamente na minha cama, olho pra ela e lhe dou um selinho e, mesmo dormindo ganho um sorriso, isso já era o bastante pra mim! Pego um lençol e um travesseiro, me levanto e vou dormir no sofá, quando sinto uma mão segurando a minha, olha e a vejo sorrindo.

Shakura: Não é certo você dormir no sofá! 

Aiolia: Não tem problema!

Sakura: Deite aqui comigo! 

Aiolia: Você tem certeza? 

Sakura: Se não tivesse não tinha lhe pedido! 

Ao ouvir aquilo meu coração acelerou, jamais desrespeitados ela,e deito do outro lado e fico quietinho, quando sou surpreendido com ela se deitando no meu peito, e s.que perceba já estava fazendo carinho na cabeça dela, algum tempo depois ela adormece, eu sorrio e a aperto contra meu corpo, num abraço gostoso e acabo dormindo também! 


Notas Finais


Espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...