História Como essa história irá terminar? - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~Pandicornia021

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Colegial, Drama, Romance, Shoujo
Visualizações 30
Palavras 2.693
Terminada Sim
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Capítulo Único - Cinema


Fanfic / Fanfiction Como essa história irá terminar? - Capítulo 1 - Capítulo Único - Cinema

Após acordar , tomou café da manhã e foi apressado para a escola , o nervosismo tomava conta de seu corpo. Ele estava tremendo , mas ele tinha de ser corajoso. Com o incentivo de sua amiga Clara , Julio estava disposto a contar que gostava dela custe o que custar. ao chegar à escola tudo parecia bem , seus amigos , como sempre , haviam chegado antes dele , o quê era bom , assim ele poderia aliviar o stress. Ao chegar a sala de aula ele abriu as cortinas e se sentou , logo ,seu professor chegara , mas ele sequer prestou atenção na aula , como podia ? não tirava os olhos dela.

A aula passou voando ,ao chegar a hora do intervalo , ele lanchou (duh) , conversou com seus amigos Rafael , Gabriel e João sobre coisas aleatórias como animes e games , foi para a mesa de Ping Pong que havia no pátio da escola , jogou Ping Pong , e perdeu no Ping Pong , e como de costume , após perder , foi para até a ''mesa das meninas (e do Pedro)'' , que era um lugar estranho e que poucos meninos sequer ousavam se aventurar , mas com muita bravura seguiu seu caminho até lá. Sentadas à mesa estavam Giovanna , Jaqueline , Clara , Pedro e ........ Lívia , só de estar ali Julio estava nervoso , não parava de mexer os pés debaixo da ''mesa das meninas (e do Pedro) '' tentou iniciar uma conversa ,da qual ele falhou miseravelmente , então decidiu , simplesmente apreciar a companhia à seu lado , Lívia era uma garota inteligente e muito bonita , porém , sempre que o protagonista tentava se aproximar dela algo o atrapalhava ,''-não dessa vez'' ele pensou calmamente (mentira , porque ele estava nervoso bagarai) , logo , ele ficara sozinho com ela , já que as garotas foram ao banheiro(todas juntas já que elas gostam de andar em alcateia ) , e Pedro , como um cachorrinho às seguiu. 

Clara , antes de seguir com as outras fez um joinha e falou  ''-boa sorte'' , o quê é claro , deixou Julio bastante constrangido , porém (graças aos deuses) sua crush não entendeu. após saírem o clima ficou bastante estranho , ambos trocaram olhares rápidos e Roberval finalmente decidiu quebrar o silêncio com um breve e simples ''-oi ,tudo bem com você ?'' , Lívia , pouco interessada e com um jeito ''whatever'' de dizer , falou , ''-estou'', Julio teria ficado muito triste mas ela falou algo que o surpreendeu imensamente : ''-e você ?'' , ele não podia acreditar que havia ouvido essas palavras saírem daquela delicada boca , ele pulava de felicidade por dentro , não sabia o quê responder , o que fazia , o que fazia !? Sem pensar muito, respondeu quase que sussurrando ''-melhor agora com você ao meu lado'' , Lívia , felizmente , não ouviu e perguntou ''-Quê ?'' seu admirador secreto respondera ''-bem ,muito bem , haha'' . As meninas , que já haviam saído do banheiro à tempos , estavam apenas observando de longe e dando pequenos risinhos da situação estranha na qual ambos se encontravam , e pedro sem entender , perguntava '' -o quê que foi gente ?''

Clara , vendo que as coisas não iam bem para o lado de seu amigo Roberval , decidiu ajudar , jogou um papel para ele escrito ''-fale de algo que ela gosta'' , recado dado e recebido , logo ele começara a falar de Naruto , um anime da qual ela gostava muito , claramente ela ficou interessada e se juntou a ele na conversa , após algum tempo falando disso ela falou '' que legal falar com alguém que entende né ?'' , Roberval , corando e gaguejando disse ''-éeee...'' , mas para o desgosto de nosso afável protagonista ela perguntara ''-onde estão as meninas '' , elas , que ainda estavam observando , se esconderam rapidamente , mas elas sabiam que essa era a deixa delas.

Logo que voltaram Lívia peguntou ''-por quê demoraram tanto ? '' , elas , sem ter o que responder disseram em conjunto '' -estávamos falando de crushs'' Lívia respondeu com seu fofo e clássico ''hummmm'' , e , o que viera a ser um dos intervalos mais longos de sua vida para Roberval, havia chegado ao fim. Logo quando subiram , a professora falou ,''- vão para a sala de filosofia'' , Julio ficara muito feliz , já que poderia sentar ao lado de sua 'amada , pois estavam sempre bastante longe um do outro na sala de aula , para sua felicidade havia um lugar vago bem ao lado dela , com um pouco de coragem e bastante vergonha ele se sentou ao seu lado , ela tinha o cheiro mais doce que alguém poderia sentir , era incrivelmente maravilhoso e intoxicante , seus cabelos eram madeixas curtas e macias de um belíssimo marrom , seus olhos eram de um castanho escuro hipnotizante , seus lábios eram de um vermelho gentil e singelo e tudo que ele queria fazer era se aproximar e ... ''-Julio!!!'' , o som cortara os pensamentos doces de nosso protagonista , era a professora , ''-você pode parar de olhar para a Lívia e responder minha pergunta ?!'' pelo visto ele não estava prestando atenção na aula de novo , ''-e qual seria a pergunta professora ?'' respondeu ele corando , todos da sala começaram a rir. Logo as aulas acabaram , Julio havia ficado ''na bad'' por ter levado uma bronca da professora , mas não era culpa dele , ele simplesmente não conseguia tirar os olhos dela , era como se algo os levasse até ela. ''-Coração idiota '' ele pensava. Na hora da saída não teve tempo nenhum de falar com Lívia , a mãe dela já estava esperando ela no potão da escola , ''-ah , mas eu queria falar com ela'', ele disse para sua ''miga'' clara  ''-calma 'migo' um dia a crush nota'' ela disse , ''-e além do mais , lembra do que tem hoje ? '' , ele havia esquecido completamente , hoje ele iriam ao cinema , não ele (Julio) e ela (Lívia) , mas a sala toda , eles iriam ver um filme filme de terror , Clara queria criar o clima perfeito entre os dois , ''-quero fazer com que ela pule em você'' dizia ela, como ela estava errada , mal sabia que seu colega era um completo ''cagão'' , era muito mais provável ele pular na garota do que o contrário , Lívia estava sempre com uma expressão serena , quase irritada em seu rosto , o que a fazia ainda mais bela.

Ao chegar ao cinema , quase todos já estavam lá , exceto quem ?. Acho que você já deve imaginar , Lívia e Julio foram os últimos a chegar , e ambos quase na mesma hora , ele estava se vestindo de maneira diferente hoje , enquanto nos outros dias se vestia seriamente e de maneira fúnebre , sempre em tons de cinza e preto , hoje estava com um ''look'' mais ''boy'' , jeans branco , polo e sua distinta blusa college vermelha que o fazia ser o centro das atenções , Julio era alto , não tão alto , nem baixo , apenas alto , tinha um rosto quadrado , que ele mesmo gostava de chamar de ''queixo de super-man'', seus olhos eram de um castanho-escuro quase que totalmente pretos ,o que dava a ele um olhar penetrante e bonito , seu era cabelo da mesma cor , diziam a ele que ele era muito bonito desarrumado e lindo arrumado , porém ele nunca acreditou muito nisso por alguma razão.

Ele havia chegado pouco antes de Lívia , porém , quando ela chegou , ele ficou imóvel , não sabia o que fazer , ela estava simplesmente maravilhosa, não é necessário uma descrição dela , pois não seria possível descrever em palavras o que Julio via diante de si , ele ficou olhando-a por vários segundos , até ela perguntar ''-o quê foi ?'' , ele involuntariamente disse ''-uau , linda'' , ela respondeu de um jeito fofo , sem entender ''-quê!?'' , ele , após perceber o que tinha dito viu que todos estavam olhando para ele , ficou vermelho como um morango , colocou o capuz e disse ''-eu não disse nada , absolutamente nada '' e começou a correr.

''-Ahhhhhhh , o quê eu fiz'' ele pensava , ''-agora que ela não fala mais comigo'' , ele havia sentado em um banco à espera de algo que não sabia bem o que era , algo veio mas não era o quê ele esperava , não que isso seja ruim , era sua amiga Clara , pelo menos com ela ele podia falar , já que era Clara que ajudava eles dois a ficarem juntos , bem , ela tentava. ''-você tá bem ?'' , ela perguntou , ''-nãoooooooooo'' ele respondeu com um tom tristonho , ''-calma migo , tá tudo bem , ela disse que não ouviu o quê você disse, mas só ela mesmo , o resto ficou tipo 'owwnnnnnnnn' , inclusive eu , hehe '' , ''-ahhhh , isso é bom , eu acho , não me importo muito com o resto , só com ela...'' droga , ele pensou quando disse aquilo ''-lua , eu posso expli...'' mas foi cortado por um ''-ownnnnnnnn shippo muito. Vem , vamos voltar '' . ''-ok...'' ele disse , ainda triste. Quando voltou , todos ficaram olhando para ele , e sempre que tentava se aproximar de Lívia alguém o interrompia de proposito ''-malditos'' ele pensava , era como se todos tivessem bolado um plano para impedi-lo de falar com ela , mas , como sua amiga Clara havia dito tempos atrás para ele , ela daria um jeito.  "Certo , antes de irmos para o cinema vamos passear um pouco '' disse Lua , Roberval já sabia onde isso iria dar , Clara separara as pessoa por ordem de ''shipps'' : Giovanna e  Pedro Paulo , Jaqueline e Calixto , Rafael e Clara, Breno e João ,e claro , Roberval e Lívia. (o resto ficou segurando vela) . Eles andaram em silêncio por algum tempo sem saberem o quê falar , ela não se importava muito , mas para ele , aquele silêncio eram como adagas em seu coração , ele começou a reparar nos movimentos dela , suaves como os de um cisne e lindos como um pôr do sol .''-Quer uma foto !?'' ela cortou o silêncio como uma faca , ele ficou sem palavras , desviou seu olhar quase que instantaneamente , ela ficou ainda mais brava por alguma razão. 

''Não era você que me achava linda !'' Lívia falou. 

Ela havia ouvido. Julio não conseguia falar nada...''-Vamos'' ele agarrou a mão dela , ''-para onde ?'' ela perguntou , não houve resposta , eles chegaram à um lugar que vendia casquinhas de sorvete ''-nada como sorvete para se alegrar, hehe'' ele sorriu para ela enquanto falava , ''-deixa que eu pago'' adicionou , ''-já que você insiste'' , ela respondeu'' . Eles se sentaram em um banco próximo para tomarem suas casquinhas , e , como em uma cena de filme romântico , o nariz dela ficou sujo ,'' -seu nariz está sujo de sorvete'' ele disse , ''-onde ?'' e antes que ela pudesse fazer algo , ele pegou seu guardanapo e limpou o sorvete do nariz dela. ''-Prontinho'' ele disse com um sorriso largo em seu rosto , ela desviou o olhar e ficou avermelhada , ele nunca viu ela fazer este tipo de expressão ''-que fofura '' ele pensou. ''-Bobo'' , ela disse em um tom doce , ele corou ao ouvir ela dizer isso , e lá eles ficaram , vermelhos como uma maça , apenas aproveitando seus sorvetes.

O filme estava prestes a começar , mas ele não queria sair dalí , seu sorvete ficava ainda melhor com a companhia dela , ''-o filme '', ela disse , ainda corando , ''-ce-certo'' respondeu ele , gaguejando. Eles encontraram o resto do pessoal já na frente do cinema , esperando , ''-onde os dois pombinhos estavam ?'' um deles disse , ''-sorvete'' Lívia respondeu com uma única e simples palavra , então , ela entrou no cinema , ''-sigh (barulho de suspiro)....vocês ein'' disse Roberval de uma forma pouco agradável . ''-calma , reservamos um lugar especial para você , hehe'' disse Jaqueline em um tom um tanto quanto diabólico , eles entraram no cinema , Lívia estava sentada em um banco perto da sala do filme , Clara disse ''-vai lá , nós já vamos entrar''
''-vamos ? '' ele perguntou gentilmente , ''-isso não te irrita ? '', ela disse , e em resposta a isso Roberval falou carinhosamente ''-nem um pouquinho , vamos , '' ele estendeu sua mão , e para sua surpresa , ela segurou a mão dele e disse , ''-vamos''.

Quando Jaqueline disse que havia reservado um lugar especial , Julio não havia pensado naquilo , seus lugares eram os mais afastados do grupo o possível , não que ele se importasse , mas ela não parecia muito feliz. o filme começara logo , e antes de o filme sequer começou e a pipoca do protagonista já havia acabado , ''- *suspiro*....droga'' ele disse , ''-pode pegar da minha se quiser '' as palavras que saíram da boca daquela linda garota eram como a mais bela música para os ouvidos de nosso querido protagonista , ''-o-obrigado'' disse ele timidamente , o filme que começara era um terror bastante aterrorizador ; muitas vezes garotos vão ao cinema para que as garotas fiquem agarradas neles , esse era um caso BEM diferente ; ambos quase não assistiram o filme , ficaram de olhos fechados e com medo do começo ao fim , e , como não pode faltar um bom clichê , logo quando a pipoca estava prestes a acabar suas mãos se tocaram , no escurinho do cinema não dava para perceber , mas ambos viraram tomatinhos , ao final do filme eles se olharam e perceberam que quase não assistiram nada , eles gargalharam juntos.

Esse era o momento do qual ele esperara durante o dia todo , estava muito nervoso , mas a companhia dela o acalmava profundamente , ele gostava muito de estar perto dela , falar com ela , pensar nela , ''-tenho algo que quero te falar'' disse ele tremendo ''-o quê foi ? algum problema '' ela respondeu ,''-longe disso , é só que eu...'' ''-opa Julio , e aê cara '' ele foi interrompido monstruosamente por um de seus colegas ''-argh ! tudo Pedro , me dá licença ?'' ele respondeu o mandando embora , '' -Lívia eu......'' ''-Juliooooooooooooo !!!! , olha só esse teclado mano '' novamente interrompido , '' -aham , legal Rafael '' disse em um tom avoado , ''-certo , Lívia eu gos.....'' ''- caraaaaaaaaaaaaaa , vem cá olha só aquela garota" e adivinha , interrompido de novo , ''-ahh, deuses , tá , João , me , dá , licença , obrigado'' falou pausadamente e com raiva , ''-Lívia me ouça eu...'' ''-véi olha só...''  ''-NÃO!!! de novo não, adeus'' , ele pegou a mão de Lívia pela segunda vez no mesmo dia (Aê) e começou a correr. ''-Finalmente ele entendeu o recado '' seus amigos falaram juntos e começaram a rir. quando ele parou estavam bem longe de todos , '' -fi-fianlmente'' ele disse ofegante , lívia estava rindo da cena que era , realmente , engraçada ''-o quê você queria me falar ?'' , ''-han ? , ah , hummmmmm , agora eu estou com vergonha...... '' ''-fala logo ou eu vou sair daqui '' ameaçou ''ok , ok , uff , lá vai , aê , bora ''ele prolongava ''-fala logo!!!'' "-ahhh tá... eu gosto de você !''

''-Huhuhu'' ela sorria docemente , ''-eu sei seu bobo , você acha que eu não percebi ? '' , ele sentiu uma flecha atingindo seu coração , ''-sé-sério ? '' , ''-uhum , é '' disse ela. Então com grande coragem ele falou ''-então...? ''-seu idiota , se eu corri até aqui com você acho que já sabe minha resposta '' ela disse corando ''que é..... ?'' disse ele como quem não entendeu , ''-você quer que eu diga ? ótimo , eu também gosto de você '' , ''quê !!?? , sério !? , você não esta me zoando né ?'' ela deu um pequeno beijinho em sua bochecha e disse ''-vamos'' então ela estendeu sua mão e ele que timidamente, a segurou. Eles caminharam de mãos dadas até o resto do grupo , que olhavam uns para os outros e falavam ''-nosso trabalho aqui está terminado''

FIM



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...