1. Spirit Fanfics >
  2. Como eu era antes de você >
  3. Empata foda

História Como eu era antes de você - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


Oii, tudo bem? Espero que sim:)
Caso tenha erros peço desculpas, e juro que estou me esforçando muito
Fique com esse capítulo
E espero que gostem

Capítulo 12 - Empata foda


Fanfic / Fanfiction Como eu era antes de você - Capítulo 12 - Empata foda

Acordo sentindo seu corpo quente, atrás do meu sua respiração pesada batia no meu pescoço. Seu perfume entrava pelo meu nariz e eu fechava os olhos para sentir mais seu cheirinho gostoso

Tiro os braços de Jimin que rodeava meu corpo com cuidado para não acorda-lo, logo em seguida me levanto me espreguiçando e o olhando. O mesmo se mexe virando para o outro lado e eu vou em direção ao closet pegando uma calça social preta, um casaco de pano fino e branco, e meu um blazer que batia um pouquinho acima da coxa, e pego minhas roupas íntimas

Saio do closet com as roupas em mãos, e pego meu celular olhando a hora 05:57 da manhã, dessa vez eu posso dizer que eu acordei um pouquinho mais cedo do que eu acordo todos os dias. Vou em direção ao banheiro do quarto colocando as peças de roupas em cima do pequeno móvel que ficava ao lado da pia, começo a tirar minhas roupas colocando todas elas no sexto e começo a prender meu cabelo para não molhar, abro o box e entro dentro do mesmo ligando o registro e deixando a água quentinha cair sobre meu corpo relaxando os músculos

Assim que termino meu banho, desligo o registro e começo a me secar não demoro muito e já começo a vestir minhas roupas. Pego a prancha que fica na terceira gaveta do móvel que fica embaixo da pia e a ligo na tomada

                                .....

Termino de passar as camadas de rímel nós meus olhos e abro a mesma gaveta aonde eu deixo a prancha e pego um batom vinho dali e começo a contornar o mesmo nos meus lábios, limpando as bordas logo em seguida. Pego a prancha novamente e começo a passar em algumas mechas do meu cabelo que eu não havia passado ainda, inclusive na minha franja que já estava batendo na minha boca. Termino toda minha produção guardando tudo em seus devido lugar, saio do banheiro e encaro jimin que dormia com um biquinho super fofo, pego meus sapatos preto de salto médios e me sento na ponta da cama colocando os mesmos, me levanto indo em direção a minha bolsa colocando algumas coisas que eu iria precisar

Vou até o jimin, mais fiquei com tanta pena de acordar o mesmo que dormia tão lindamente, que acabei me sentando na cama e pegando meu celular olhando algumas mensagens

Mari: Sua vaca, por que não me falou que tava tendo um caso com ele?

Mari: Que feio escondendo da sua melhor amiga

Mari: Mais eu peguei vocês no flagra

Mari: Queria ficar com ele nas minhas costas, mais eu estava bem ali. Vendo tudo

Mari: A cada dia que passa você me surpreende mais e mais

Mari: Ok, não vou mais atrapalhar vocês

Mari: Vai me contar tudo depois

Mari: Todos os detalhes possíveis

Mari: Nada vai escapar

Começo a rir baixinho lendo suas mensagens de desespero

S/n: Você não tem jeito mesmo, não aconteceu nada que você já não saiba

Não demorou muito e ela já respondeu

Mari: Não quero saber, eu quero detalhes

S/n: Daqui a pouco eu chego ai, e vamos ir de táxi.

Mari: Por que? Tá sem gasolina?

S/n: Não, eu só não quero dirigir. E você não vai dirigir também

Mari: Só por que eu ia pedir:-(

Termino de conversar com Mari, e deixo meu celular de lado me virando para o jimin o sacudindo de leve

- Ei, gatinho? Acorda - ele se mexe - Eu tenho que ir, e você tem ensaio hoje esqueceu? - O mesmo começa a murmurar algumas palavras que eu não faço ideia de quais foram

- Só mais 5 minutinhos - Ele deita em cima do meu colo abraçando minhas pernas

- Não da, eu tenho que ir trabalhar. E não vou te deixar aqui sozinho - Começo a fazer carinho em seus cabelos macios - Vai levanta

O mesmo levanta, esfregando seus olhinhos e fazendo um biquinho fofo, e eu sorri e lhe dei um selinho bagunçando seus cabelos e me levantando da cama arrumando minha roupa que ficou um pouco bagunçada 

- Só vou ir no banheiro, e já volto - Aceno com a cabeça e o mesmo me da as costas

                                .....

Antes de sair de casa, disse para o jimin ir na frente e quando ele estivesse em seu apartamento me mandasse uma mensagem para que eu pudesse sair do meu, quando o mesmo saiu não havia ninguém no corredor e as únicas câmeras que havia ali, appa me disse que ele teria que colocar outras no lugar. Por que elas não funciova tão bem assim, então estava tudo sobre controle

Por mais que quando eu comentei com appa em relação ao grupo, ele me disse que todos os moradores foram obrigados a assinar um contrato para que ninguém fosse perturbar eles ou até mesmo ficar parando eles para pedir uma foto ou autógrafos. Porém como estávamos no meu prédio não tenho tanta certeza se ele fez isso aqui também 

Me olho no espelho do elevador do prédio da Mari ajeitando meu cabelo que estava um pouco bagunçado, o pequeno lugar de metal estava tão cheio que eu mal conseguia me movimentar. E eu não consigo ficar em um lugar com multa gente ainda mais em um lugar pequeno e apertado, as portas se abriram e aquela multidão toda saiu e eu saí logo atrás respirando bem fundo e apressando meus passos. Ao me virar no corredor do apartamento da minha amiga vejo jimin parado com suas roupas trocadas e sem máscara e óculos escuros, mais o mesmo ainda permanecia de boné, dou um sorriso para o mesmo que logo contribui. Passo em sua frente o chamando com o dedo e o mesmo para ao meu lado enquanto eu colocava a senha da porta, a mesma fez um barulhinho e eu a empurro e entro logo em seguida, tirando meus sapatos e colocando minha bolsa em cima do sofá, sinto os braços forte do jimin rodear minha cintura e novamente seu perfume que parecia estar bem mais forte invade minhas narinas

- Pensei que ia voltar a dormir, ou se preparar para ensaiar - Me viro para frente dele e ele me dá um selinho demorado

- Tae ainda está aqui, então tomei um banho bem rápido e fiquei te esperando na porta - ele me puxa para um beijo calmo que não demoro muito, me solto de seu abraço e começo a subir as escadas indo até a porta do quarto da Mari que estava fechada - Não abre assim, da umas batidinhas por que a gente não sabe oque eles estão fazendo - Jimin se aproxima passando as mãos no cabelo

- Eles não estão fazendo nada, e mesmo se eles tiver. Eu avisei que iria vir

- Não seja empata foda s/n - Ele cruza os braços

- Eu estou ouvindo vocês - Ouço a voz grave do taehyung dentro do quarto

Abro a porta e vejo taehyung sentando na cama enquanto um cobertor cobria suas pernas e ele estava mexendo em seu celular sorrindo

- Oii - Tae sorri para mim, e olha para o jimin com uma carinha maliciosa e sinto minhas bochechas arderem

- Oi s/n, como foi a noite? - ele pisca para o jimin e o mesmo se aproxima do amigo deitando na cama e o abraçando cochichando algo em seu ouvido que o fez gargalhar bem alto

- Aah Foi bem - dou um sorriso forçando e pergunto se a Mari está no banheiro e o mesmo assente e eu vou correndo até lá - Oii

Abro a porta e a mesma acabou batendo no cotovelo da Mari que estava fazendo umas ondas em seu cabelo com a prancha

- PORRA, AAAAH SUA VACA VOCÊ VAI ME FALAR TUDO AGORA - Mari deixa a prancha em cima da pia e começa a me dar tapas

- Para de me bater caralho, e por favor para de gritar - Falo baixo tentando desviar dos seus tapas mais ela acabou me dando mais tapas

- Você anda tão pervertida - Ela começa a me bater mais e gritar várias coisas igual uma louca

- Vocês já estão se comendo uma hora dessas? - Taehyung pergunta e sua fala saiu um pouco maliciosa e consegui ouvir a risada baixinha do jimin

- PARA DE ESCUTAR AS COISAS - Mari grita

- VOCÊ QUE TA GRITANDO PARA TODO MUNDO OUVIR - Taehyung retruca e a mesma fica com uma cara muito engraçada

- Eu disse

- Você vai me contar tudo - Ela pega a prancha novamente passando a toalha na mesma para tirar algumas gotas d'água

- Eu sei, meu braço está doendo - aponto para o meu braço todo vermelho e a mesma começa a rir

Mari terminou de fazer seu cabelo e saímos juntas do banheiro. A mesma começa a arrumar sua bolsa e pega seus sapatos descendo as escadas, e todos a seguem. Eu vou em direção a geladeira pegando algumas coisas para que possamos tomar café e começo a arrumar tudo em cima da mesa de vidro da cozinha

- Mariana aonde está o leite? - A mesma estava sentada na sala conversando alguma coisa com os meninos enquanto eu estava arrumando tudo

- Está dentro da geladeira, e se não tiver mais dentro dela com certeza acabou. Eu não fiz compra esse mês - Ela se levanta vindo até a cozinha e começa a abrir os armários - Vocês bebem chá? Ou suco? - Os meninos acentem positivamente e se sentam nas cadeiras marrom

                             ....

O café da manhã foi bem tranquilo, os meninos foram para seus apartamento logo após acabarem de tomar café pois eles iriam ter ensaios e teriam que arrumar as malas por que eles iriam viajar daqui a dois dias. Eu e Mari ficamos enrolando um pouco até sairmos do prédio, pegamos um táxi e já estávamos chegando perto da empresa

- Eu ainda não esqueci - A olho e dou um sorriso já sabendo do que ela estava falando

- Eu sei que não, e você vai me encher até eu contar - Ela faz um biquinho

O carro parou, e a mesma saiu e como sempre me deixou para trás. Dou o dinheiro para o moço que dirigia e logo saio do veículo, chegando perto das enormes portas de vidro e cumprimentando os seguranças. Vou andando até a mesa da cat e me apoio ali

- Oi cat - Ela para de escrever alguma coisa no computador e me olha sorridente - Mari já passou por aqui né? - A mesma concorda com a cabeça - Oque tem para mim hoje?

- Algumas reuniões para marcar, enviei para senhora alguns e-mails de algumas empresas que estão querendo investir. E algumas outras coisas também, deixei alguns papéis na mesa do seu escritório para que leia e assine caso ache que possa valer a pena - Dou um sorriso para ela e a mesma contribui e suas bochechas ficam vermelhas

- Cat você e tão fofinha, aliás você estava muito linda no desfile - Suas bochechas ficam mais vermelhas que o normal

- Obrigada senhora - Me despeço da mesma e vou em direção a minha sala

Me sento na cadeira atrás da mesa, e começo a espalhar os papéis que estavam ali. Lendo e assinando alguns, ligo o computador e espero alguns segundos até que esteja tudo certo para poder mexer, entro nos e-mails que a cat enviou. E já Reviro meus olhos lendo as mesmas coisas que leio sempre

Um texto enorme falando sobre todos os benefícios, e dinheiro que eu possa ganhar caso feche algum contrato com a outra empresa, isso e tão irritante por que parece que as pessoas não se toca. As mesmas empresas me enviam os mesmos textos e se eu não fechei contrato com nenhuma delas, ao menos deveriam desistir

                   Taehyung on

Jimin me contou todos os detalhes possível do que aconteceu com ele e com s/n, até mesmo me falou das suas tatuagens. Eu só sabia rir, quanto mais eu ria mais ele falava

Chegamos no nosso apartamento e os meninos já estavam sentados na sala tomando café

- Aonde vocês estavam? - Namjoon fala comendo um pedaço de bolo de chocolate

- Dando uma volta - Jimin se joga no sofá e rouba o bolo que estava na mão do Nanjoom fazendo o mesmo ficar com uma cara nada boa

- Que volta e essa que vocês ficaram fora dês de ontem? - Retruca jin

- Ok, ok, estávamos na casa da Mari - Pego um pouco d'água na geladeira

- Oque vocês fazem tanto lá? - Jin cruza os braços

- Talvez lá virou casa de striper - Yoongi aparece no corredor apenas de toalha na cintura todo molhando e acabou fazendo o jimin e o jungkook se jogarem no chão de tanto rir

- Isso e um assunto sério, vocês não podem ficar saindo assim sem avisar - Jin começa com seu sermão fazendo todos revirar os olhos

- Jin hyung, você tem que curtir a vida. Não pode ficar sempre nessa de ficar em casa, se sairmos claro que vamos ter cuidado para não rolar polêmica, fica tranquilo - Jungkook passa os braços envolta do ombro do Jin fazendo o mesmo cruzar os braços - Só relaxa

- Eu só quero que vocês se comportem - Todos responderam "Sabemos" e fomos nos aprontar para irmos ensaiar

                       S/n on

- Titiaa - Levanto meu olhar e vejo a Lola vir correndo em minha direção com seu celular em mãos

- Cuidado para não cair - Saio de minha cadeira e vou até ela a abraçando

- Hoje na escolinha foi muito legal - Acabo reparando em seu uniforme que a deixou muito fofa - Eu fiz muitos amigos

- Sério? E oque você fez lá? - Mari abre a porta com a Sun em seu colo

- Foi muito legal, eu desenhei e brinquei muito - Eu começo a rir do seu jeitinho fofo de falar

- Oi Sun, vem na tia - Coloco a Lola em minha cadeira e a mesma começa a girar sentada na mesma, e eu pego Sun no colo - coisa mais fofa - Ela sorri lindamente

- Eu não aguento mais essas crianças - Mari se senta no pequeno sofá que ficava em minha sala passando as mãos no cabelo - Elas gritam muito

- Nada que você já não esteja acostumada - Ela me mostra o dedo do meio - Mais respeito comigo, ou eu te jogo no olho da rua

- Uiih, a autoridade ela - Ela me olha com deboche - Elas podem ficar aqui um pouco? Só pra mim terminar de fazer uns desenhos e não dá para fazer isso com a Lola. Ela pega todas as minhas canetinhas e não me devolve - Assinto com a cabeça e a mesma se levanta - Te devo uma

- Você sempre me deve uma - Ela novamente me mostra o dedo do meio saindo de minha sala

                                .....

As horas se passaram e já estava de noite, olho para trás vendo as luzes dos prédios que iluminava as ruas da cidade. Podia ver os bares abertos e iluminado, o céu estava cheio de estrelas e a lua estava a coisa mais linda. Continuo preenchendo alguns formulário, e lendo mais e-mails, até que ouço duas batidas na porta e a mesma ser aberta e a cat colocar seu rostinho angelical para dentro de minha sala

- Senhora, licença. Vim avisar que daqui a pouco estou indo. Só estou fechando algumas coisas, quer que eu faça alguma coisa? - Faço um sinal para que a mesma entre e assim ela faz, fechando a porta com a maior delicadeza como se a mesma fosse quebrar com qualquer barulho

- Cat, só quero que você vá a sala da Mariana e avise ela para vir aqui. As meninas dormiram e eu não posso sair daqui até ela vir pegar, por que não vou dar conta das duas - Fecho as abas do computador e desligo o mesmo, e começo a organiza os papéis que estava espalhados pela minha mesa

- Eu posso ajudar a senhora, caso não veja nenhum problema nisso - ela sorri

- Obrigada cat, vou aceitar sua ajuda sim - a mesma vai até o sofá pegando a Lola com cuidado e fazendo um carinho em seus cabelos bagunçados

Assim que termino de arrumar a mesa e pegar minha bolsa, pego a sun no colo e vejo se a sala estava em ordem. Desligo as luzes e tranco a porta, indo até a sala da Mariana e a encontrando trancando a porta e guardando o celular em sua bolsa

- Ia ir lá agora - ela sorri para cat e pega Lola no colo - Obrigada loirinha

- De nada senhora, no que eu puder ajudar vou estar sempre disponível. Agora eu preciso ir, Até amanhã - Acabo que a cat esperou a gente e entramos nos três no elevador e não demorou muito para as portas se abrir

                            .....

Assim que chegamos no prédio da Mari, estava esperando a mesma trancar a porta para entrarmos e não demorou muito para isso acontecer. Meus braços já estava começando a doer, e assim que eu entro tiro meus sapatos com dificuldade e coloco Sun que ainda dormia dentro do cercadinho e comecei a movimentar meus braços de um lado para o outro

- Eu ainda não acredito nisso KKKKKKKKKKKKKKK - Havia contando para Mari tudo que aconteceu comigo e o jimin antes de entrarmos no táxi e ela não parava de rir - Ele achou oque da tatuagem?

- Ele achou legal eu acho, mais ele riu tanto que por um minuto pensei que não ia rolar - A mesma começou a gargalhar bem mais alto e a bater palmas também - Você vai acordar a Sun - A Lola já havia acordado e estava mexendo em seu celular

- Vocês são hilários - Ela para de bater palmas mais continuava rindo

- Você e idiota, eu vou embora. Por que eu tenho muitas coisas para fazer - Mari para de rir e faz um biquinho - E sério, eu não posso ficar. Eu tenho casa sabia?

- Oque ia custar você ficar aqui hoje?

- Muita coisa, eu tenho muito relatórios para ler, e e-mails também - Mari junta as mãozinhas - Eu realmente não posso

- Se você ficar aqui, podemos fazer alguma coisa. Assistir um filme, ou sei lá podemos sair

- Não da para sairmos, você está de babá hoje - Ela revira os olhos e eu pego minha bolsa - hoje não ok? Mais amanhã eu posso dormir aqui

Assim que abro a porta dou de cara com os meninos segurando várias bolsas nas mãos e eu fico sem reação alguma, Olho para Mari que sorria igual uma boba. E me empurra para que eles pudessem entrar

- Oque vocês fazem na minha humilde casa? - ela pergunta e pega algumas sacola das mãos deles e foi levar até a cozinha e eu permaneci parada segurando a maçaneta da porta

- Olha, de humilde aqui não tem nada. Mais vamos fazer que aqui tem - Hoseok cometa enquanto abria a sacola e colocava várias garrafas de soju em cima da mesa e alguns copinhos de vidros também 

- Viemos ver como e a casa de strip - yoongi comenta fazendo Mari o olhar confusa e todos eles caírem na gargalhada

- Você não vai fechar a porta? - Jimin se aproxima de mim, e eu sinto minhas pernas tremerem

- V-vou... Eu... Só - Acabo fechando a porta e tirando meus sapatos novamente e indo até o sofá e me sentando me encolhendo

- Por que está com essa cara? - Jin pergunta

- Eu ia ir embora, tenho muito trabalho para fazer - Acabei falando rápido de mais e não tenho certeza se eles compreenderam oque eu falei

- Mentira, ela não tem não. Inclusive ela ia dormir aqui só ia ir na casa dela pegar umas roupas - Mari grita da cozinha

Aposto que isso tudo tem a ver com essa vaca  


Notas Finais


Até o próximo<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...