1. Spirit Fanfics >
  2. Como eu fui me apaixonar pelo capitão? - Taekook >
  3. Novos amigos

História Como eu fui me apaixonar pelo capitão? - Taekook - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Novos amigos


- Adeus meu filho

E é nesse momento que entramos na vida do jovem Kim Taehyung. Diante da despedida de seus queridos pais, os quais provavelmente não retornaria a ver nesta vida, Taehyung mesmo com os olhos marejados segue o caminho que o leva até o navio do qual passaria bons bocados dentro e fora. Junto dele, a única lembrança de que podia levar dos pais, um simples colar de ouro, onde dentro contia uma foto da família, que era o bem mais precioso para o Kim.

- Eu sentirei tanta saudade mãe

~•~

Já dentro do navio, Taehyung não fazia ideia de para onde ele teria que ir. Em segundos o mesmo estava no chão, uma pequena multidão de pessoas aterrorizadas com a guerra passou rapidamente por ele, fazendo assim ele perder o equilíbrio e ir de encontro ao chão. É, não foi uma das melhores sensações, agora teria um joelho ralado e um braço machucado por alguns dias.

Kim permanecia sentado no chão, tentando limpar seus braços e mãos devido ao fato de ter caído no chão um pouco sujo do navio. "Por Deus, será que não limpam isso?". Exatamente isso que Taehyung pensou, mas a verdade é que os zeladores do navio não eram tão eficientes dessa forma. O jovem que estava no chão só parou de se limpar quando percebeu duas mãos estendidas em sua direção. Era um homem, aparentemente da sua idade, quem sabe talvez fosse mais velho que ele mesmo, era muito bonito e tinha os cabelos ruivos quase alaranjados, o Kim estranhou já que não era nada comum ver pessoas de cabelo colorido e o moço a sua frente certamente não parecia ter nascido com essa cor de cabelo.

- Posso te ajudar a levantar ou você perefe ficar no chão? - disse o moço desconhecido com um sorriso no rosto, por algum motivo Taehyung havia gostado da aura que ele transmitia, não parecia ser uma má pessoa.

- Pode sim, agradeço sua ajuda - falou Taehyung também com um sorriso, o mesmo sempre com seus sorriso resplandecente e que trazia calor e luz para todos que o vissem, não foi muito diferente com o rapaz a sua frente. O desconhecido se encantou pelo sorriso do outro e ficou o admirando por um tempo.

- Que indelicadeza a minha, prazer, Park Jimin, mas me chame apenas de Jimin - disse o moço desconhecido, que já não era tão desconhecido assim. Taehyung sentiu verdade em Jimin, acreditou que seriam muito bons amigos nessa longa viagem.

- É um prazer também, Kim Taehyung, mas me chame de Tae, sinto que seremos grandes amigos Park Jimin - disse sorrindo para o novo conhecido a sua frente.

- Também sinto que nos tornaremos grandes amigos - falou o rapaz de cabelos laranja com um sorriso que fazia seus olhos se fecharem e se tornarem meros risquinhos, ato que o Kim achou adorável. Os dois se posicionaram um ao lado do outro e foram caminhando pelo corredor do navio, a fim de se conhecerem melhor.

~•~

No momento, os dois mais novos amigos se encontravam no convés do navio, juntamente de outras muitas pessoas, quem sabe estariam todos que embarcaram no navio ali naquele local. Estava um barulho de burburinhos e conversas, até a chegada de um homem, com vestes brancas, alguns detalhes em ouro do lado de seu peito esquerdo, que o Kim acabou identificando como medalhas ou algo assim.

Foi somente o homem chegar que todos se calaram, era impressionante a aura de imponência que o homem passava, sua carranca assustava um pouco e ele parecia estar com um mau humor terrível. Taehyung acabou se sentindo acuado pelo homem e tentou se esconder atrás do novo amigo.

- Tae, por que está atrás de mim? - perguntou Jimin, tentando compreender o motivo do amigo estar quase como se escondendo atrás dele.

- Estou com medo Jimin - falou Taehyung ficando ainda mais atrás.

- Com medo? Com medo de que? - Jimin continuo perguntando, não havia motivos para ter medo ali, estariam seguros e longe da catástrofe que viria por acontecer no país.

- Com medo daquele homem - disse Taehyung apontando para o homem de vestes brancas e com um quepe branco em suas mãos. Ao seguir com os olhos para onde o amigo estava apontando, Jimin teve uma visão clara de quem o Kim estava amedrontado e com razão de estar assim.

- Olha Tae, não precisa ficar com medo está bem? Ele é o capitão do nosso navio, ele que irá guiar o navio até o nosso destino nos Estados Unidos, sei que ele tem essa carranca, esse jeito arrogante e nariz em pé, mas ele não faz mal a ninguém - Jimin disse e abraçou o amigo com o intuito de o acalmar.

Mal Jimin sabia, que o capitão tinha uma enorme capacidade de machucar alguém, inclusive machucaria o seu próprio amigo, que estava ali sendo abraçado e acolhido por ele.

~•~

- Vocês estão embarcando no The Titanium JJs, o maior dos navios cargueiros e de tripulação da Coréia do Sul. Este navio não é utilizado por quaisquer, tens a sorte de estarem pisando neste deck. Passaremos um longo tempo juntos, precisaram ter decência neste local e não ficaram sem fazer nada, vocês teram tarefas diárias que serão distribuídas de acordo com a idade.

Agora um homem gordinho e baixo de no máximo uns 50 anos, estava falando sobre algumas coisas do navio e depois irá vir a falar sobre onde ficaremos, onde comeremos e depois as pessoas serão despensadas.

- Como o barco neste determinado momento possui um número dobrado de pessoas ao que ele pode comportar, realocamos os quartos e os tornamos maiores, com beliches e camas de solteiro nas cabines. Teram que ter até uma máximo de 6 pessoas em cada cabine, não se preocupe, não ficaram desconfortáveis, providenciamos para que nossa estadia nesse longo tempo longe de nosso país seja ao menos agradável.

O homem gordo fala como se fosse fácil simplesmente abandonar os seus entes queridos, deixá-los para trás em um ambiente onde poderiam ou não sair com vida. Taehyung se sentia péssimo por estar ali sem os seus pais, mas não adiantaria ter ficado apenas dando trabalho a quem tanto ama, preferiu fazer a última vontade deles e assim foi feito. Os pais do Kim venderam o que podiam para conseguir que o filho pudesse ter a oportunidade de fugir do país e ter uma vida quase que descente em um outro lugar, longe da guerra.

- Nós estaremos entregando papéis agora para cada um de vocês, contendo sua tarefa diária de amanhã e onde estará o quarto permanente de vocês. Encontraram algumas observações e alertas na última folha, leiam com calma e não se assustem. E com isso chegamos ao fim de nossa primeira reunião, espero que se sintam bem e aproveitem o restante do dia que tem, pois amanhã será um longo dia, estão despensados.

Depois de tudo o que o homem falou, algumas pessoas começaram a distribuir papéis para cada um de nós. Eles carregavam consigo os papéis e um deles estava com uma prancheta em suas mãos junto de uma caneta, aparentemente ele riscava o nome de quem eles já haviam entregado o determinado papel. Chegando próximo de Taehyung e Jimin, o moço logo pergunta o nome dos dois ali presentes.

- Nome?

- O meu é Park Jimin e o dele é Kim Taehyung senhor - Jimin falou com um ar sério que fez Taehyung querer rir na hora, mas se conteve. O homem olhou para os dois e depois para a prancheta.

- Tiveram sorte, caíram dentro da mesma cabine, aproveitem - falou e um moço que estava atrás dele nos entregou nossas respectivas folhas com instruções e observações.

Antes dos dois homens irem embora, o que segurava as folhas parou na frente dos dois amigos com um pequeno sorriso no rosto.

- Prazer, sou Seokjin, estou também junto de vocês na cabine 316, mas não posso falar muito já que estou acompanhando o chefe e entregando os papéis, então mais tarde eu apareço pela cabine e nós podemos no conhecer melhor, tchau - disse ele rapidamente e saiu dando um aceno para os que ficaram.

- Você entendeu alguma coisa Tae? - falou Jimin sorrindo e olhando seus papéis.

- Não entendi nada, só que o nome dele é Seokjin e parece que ele está no mesmo quarto que a gente - disse Taehyung prestando atenção no amigo qye continuava olhando os papéis que tinha recebido, até que Jimin levantou o olhar.

- Bom, acho que já sei como que chegamos na nossa cabine, vamos quero conhecer logo todos que vamos dividir o quarto por um bom tempo.

E lá se foram os dois bons amigos a procura da cabine que ficariam, espero que não se percam...

~•~


Notas Finais


Espero que tenham gostado

Boa leitura💮


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...